Jornais gênios COBRAM pelo privilégio de linkarmos para eles

stupid-people

Que a velha mídia terá uma morte horrível anunciada e inevitável é mais que conhecido, mas tínhamos a esperança de que iriam morrer tentando. Agora é evidente que sua missão é falir nos fazendo rir.

Eu compreendo que a maioria dos responsáveis pela mídia impressa tenha mais de 80 anos e entenda eletricidade como uma novidade questionável mas necessária, ao menos para aquecer os galpões onde dormem os bois que giram as prensas, mas algumas vezes abusam do direito de ser arcaicos.

Como a Associação dos Jornais da Irlanda, um grupo de retardados que deveria ter todos os 5 computadores (somando todas as redações, estou sendo generoso) confiscados e destruídos com um taco de baseball.

Esses lazarentos conseguiram –em 2012- não ter a MENOR idéia de como a Internet funciona. Para eles a propriedade intelectual do CONTEÚDO (algo extremamente válido e razoável) está associada ao LINK, então ao linkar para um artigo em um jornal, você está reproduzindo a tal propriedade intelectual, e portanto deve ser cobrado.

Quanto? Tem uma tabelinha de custos de links:

  • 1 a 5 links – €300,00
  • 6 a 10 – €500,00
  • 11 a 15 – €700,00
  • 16 a 25 – €950,00
  • 26 a 50 – €1.350,00
  • 51 ou +, a negociar

Isso mesmo. Esses filhos de chocadeira acham que um link para um artigo, como este aqui é um privilégio, um serviço pelo qual devem ser remunerados.

Pior: Não é uma idéia teórica qualquer, é um conceito (imbecil) que eles implementam e patrulham. Várias empresas, inclusive instituições de caridade tiveram que procurar ajuda Legal depois de receberem cobranças via email, carta e até telefonemas, exigindo compensação por terem linkado para artigos de jornais.

O lado bom é que quando tentarem cobrar do Google serão sumariamente removidos de todas as listas de buscas e morrerão mais rápido ainda. Imbecis.

Fonte: MCG

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e promover seus últimos best-sellers O Buraco da Beatriz, Calcinhas no Espaço e Do Tempo Em Que A Pipa do Vovô Subia.

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto Frio Peças, Cupom de desconto Mundo da Carabina, Cupom de desconto JBL, Cupom de desconto Costa Cruzeiros, Cupom de desconto Loja do Mecânico, Cupom de desconto Staples