Mobile
Mobile
Digital Drops Blog de Brinquedo

Facebook apagando perfis de índios por causa de “nomes inventados”

Por em 18 de outubro de 2014

Screenshot - 17_10_2014 , 18_10_59

Há consenso entre historiadores: sempre que uma cultura tecnologicamente mais avançada faz contato com uma que esteja mais atrasada, ela tende a tomar no roscofe. Foi assim com os incas, astecas e os espanhóis, com nossos índios e portugueses, com os povos nativos norte-americanos e os ingleses, e com Brasil × Alemanha em 08/7/2014.

No caso dos índios americanos por mais malvados que fossem (dica: não, não eram) hoje basicamente todo mundo que não é um racista total reconhece que foram tungados. O Governo dos EUA repetidas vezes ignorou tratados de paz quando descobriam ouro em terras indígenas, e era comum e oficial oferecer recompensa por escalpos. Nesse tempo todo a única vingança dos índios tem sido mandar fuzileiros pras áreas com mais soldados japoneses, tirar dinheiro de brancos idiotas nos cassinos e não avisar aos compradores do terreno que ali havia um cemitério indígena.
continue lendo

emDestaques Internet Mundo Estranho Web 2.0

Estudo comprova xkcd: comentaristas do YouTube são os piores

Por em 18 de outubro de 2014

youtube

A internet, assim como o álcool traz à tona o melhor e o pior do Ser Humano. Quer dizer, dizem, ainda estou pra ver o melhor, ou mesmo o razoável. Essa incrível ferramenta de comunicação transforma pessoas antes racionais em monstros raivosos. Quem já foi ameaçado de morte por pré-adolescentes por fazer uma piada com o Justin Biba sabe o que é isso. Futebol, política? Geram muito mais violência do que guerra.

Protegidos pela pseudoimpunidade do anonimato comentaristas de internet falam as maiores barbaridades, mas piora. Mesmo quando assinam comentários via Facebook, colocando a cara na rua e a bunda na janela, não se preocupam com as consequências, vide qualquer matéria que envolva Nordeste. Gente com um monte de álbuns “Férias na Bahia” vomita discursos de ódio que, se fossem exercidos no mundo real teríamos um país mais dividido que os Bálcãs nos Anos 90.
continue lendo

emDestaques Google Internet Web 2.0

Samsung testa 5G com download de 7,5 Gb/s

Por em 17 de outubro de 2014

spaceballs-meme

Antes de se tornar clinicamente insano, envenenado com o plástico do OLPC Nicholas Negroponte fez várias previsões sobre o futuro da tecnologia. Uma delas é a chamada Inversão Negroponte, segundo a qual a comunicação (na época) pessoa a pessoa era via cabo e a comunicação broadcast era sem-fio. No futuro (ou seja, hoje) pessoas falariam com pessoas sem fio, e receberíamos broadcast via cabo.

Ele acertou, mas logo isso deixará de ser verdade. O cabo tende a morrer, o grande gargalo da velocidade está sumindo. As operadoras não estão gostando do investimento pesado para aumentar a velocidade das conexões, mas são pressionadas pelos fabricantes de celulares, pelos consumidores e pelos fabricantes de equipamentos de telecomunicação.
continue lendo

emCelular Destaques Internet Planeta Sem Fio Telecom Wireless e Redes

Será que a internet dorme?

Por em 17 de outubro de 2014
yHpSMi

Como a internet dorme.

Nova York é a cidade que nunca dorme, e se um novo estudo da Universidade de Viterbi no sul da Califórnia serve como indicação, é o lar de muitas conexões ativas da internet o tempo todo. Mas há muitos outros lugares ao redor do mundo onde a internet realmente dorme à noite.

Enquanto nos Estados Unidos, em partes da África do Sul e na Europa Ocidental a conectividade com a internet é praticamente constante, países como a Armênia, a Geórgia e Bielorrússia seguem um padrão de uso diurno com picos ao longo do dia e depois diminuem gradualmente durante a noite.

Por mais interessante que isso possa ser, é muito mais divertido de se olhar os dados visualmente, como evidenciado pelo GIF animado acima, que mostra os padrões de mudança de uso da internet. Os blocos rosa/vermelhos indicam uso maior do que a média, enquanto que os blocos azuis representam atividade inferior à média.
continue lendo

emEnergia Internet Wireless e Redes

Na guerra contra o WhatsApp, Telegram passa a aceitar username

Por em 15 de outubro de 2014

telegram

Eu poderia começar este texto falando sobre a fragmentação da comunicação instantânea nos dias de hoje, mas acredito que seja um tema interessante para um texto exclusivamente sobre o assunto. O que me levou a escrever este texto foi uma rasteira muito interessante que o Telegram passou no WhatsApp e, de quebra, no Viber.

No início da noite desta quarta-feira, o pessoal do Telegram anunciou, através do Twitter, duas excelentes novidades aos usuários. A primeira delas foi a disponibilização de uma interface web do serviço. Assim, passa a ser possível utilizar o Telegram sem ter que fazer a instalação de nenhum programa (computador) ou app (mobile).
continue lendo

emDestaques Internet Software Telecom Web 2.0

Pior Coreia terá que substituir sistema de identificação do país

Por em 15 de outubro de 2014

sk-id-card

Parece que a coisa anda feia pra danar na Pior Coreia. O governo local está estudando revisar todo o seu sistema de identificação nacional dos cidadãos — criado nos anos 60 quando o país ainda era uma ditadura — incluindo alterar os números dos documentos de todo mundo após uma série de ataques de hackers que comprometeram mais de 80% dos registros.

continue lendo

emInternet Segurança

Skype Qik, o app de mensagens de vídeo da Microsoft

Por em 15 de outubro de 2014

skype-qik-001

A Microsoft resolveu entrar na onda e também está lançando um app de mensagens instantâneas. Só que diferente de serviços como WhatsApp, Telegram e Viber, a companhia está focando não em textos, mas em vídeos. Trata-se do Skype Qik, lançado nesta terça-feira para iOS, Android e Windows Phone.

continue lendo

emComputação móvel Internet Mercado Microsoft Planeta Sem Fio Software Telecom Web 2.0