Como comprar músicas em MP3 na 7digital

Quem gosta de uma boa música e de viver na legalidade sofre no Brasil. Sobram lojas que vendem CDs musicais, mas falta uma, uma que seja, que comercialize música em formato digital a preço e termos justos.

Quando entrei nessa de comprar música digital, busquei (em vão) uma loja nacional que se adequasse ao que eu queria. Nada demais, vale dizer: arquivos no formato *.mp3, preço justo — entenda “justo” como menor ou igual que o do equivalente em CD.

Rodei por algumas, como Sonora e iMusica, e nenhuma oferece nada próximo disso. Preços altos, arquivos *.wma recheados de DRM, sistemas que cobram um extra para permitir ao usuário passar suas músicas para um player portátil. Reclamar da pirataria sem oferecer alternativas viáveis e vantajosas para ambos os lados não resolve o problema.

7digital: a salvação!

7digital: a salvação!

Então, parti para fora. iTunes Store? A simples possibilidade de ter que instalar o pavoroso iTunes me afastou. Amazon MP3? Não comercializa fora dos EUA ainda. Zune Marketplace? Mesmo caso, nem com cartão de crédito internacional rola. Então lembrei-me da 7digital, loja britânica que conheci quando escrevi alguns posts sobre a Ubuntu One Music Store, loja de música do Ubuntu, uma distribuição Linux, baseada no back-end da 7digital.

Fiz algumas pesquisas, e cheguei a este post do Kadu. Ele experimentou a 7digital antes de mim, e com sucesso! Se funcionou com ele, por que não funcionaria comigo? Resolvi fazer o teste. Deu certo, e agora compartilho com vocês os passos para adquirir *.mp3 legalmente na 7digital.

A propósito, li os termos e condições (acredite, eu li 😛 ) de uso da loja, temendo que alguma cláusula obscura impedisse a compra por estrangeiros. Há uma dedicada ao tema. Felizmente ela permite esse comércio, com restrições, a saber:

14 INTERNATIONAL USE

You agree to comply with all applicable laws regarding the transmission of technical data exported from the United Kingdom or the country in which you reside (if different) and with all local laws and rules regarding acceptable use of and conduct on the Internet.

Some of our downloads are restricted by territory. Where required, to conclude the purchase of any such restricted products, you will be required to provide a billing address in the relevant territory. You agree not circumvent any territorial restrictions in place on the Website/ Services or provide false billing information.

Em resumo, eu concordo com as leis aplicáveis no meu país, e que algumas músicas têm restrições territoriais, as quais não posso comprar, nem burlar os bloqueios para fazê-lo.

Problema resolvido, vamos às compras!

O primeiro passo, obviamente, é criar uma conta no site. Por um descuido meu, criei minha conta na versão americana da 7digital, acessível via us.7digital.com. Na prática, porém, isso não afeta as aquisições, desde que feitas na loja britânica, acessível via www.7digital.com. Um ponto interessante nessa confusão de lojas localizadas é que os preços variam muito. Colour Me Free, da Joss Stone, por exemplo, vai de R$ 13,74 (EUA) a R$ 21,71 (Portugal).

Diferenças nos preços das lojas da 7digital.

Diferenças nos preços das lojas da 7digital.

Dá até para encontrar esse álbum em CD, no Brasil, a um preço mais baixo que o do Reino Unido, única “versão” possível de ser comprada no Brasil. Particularmente, pago até um ou dois Reais a mais pela comodidade do *.mp3.

Enfim, vamos voltar ao passo-a-passo. Após criar sua conta, utilize a busca no topo do site para encontrar o artista/álbum desejado. Para esse exemplo, utilizei o álbum Feels Like Home, da Norah Jones.

Ao encontrá-lo, o álbum apresenta-se com a arte da capa, algumas informações, preço dele “fechado” e a lista de músicas, com preços individuais e um botão “play” para ouvir um trechinho de cada canção. Esses trechos são executados no player do topo superior direito da página.

Visão geral de um álbum na 7digital.

Visão geral de um álbum na 7digital. (Clique para ampliar)

Como dito, é possível comprar o álbum inteiro ou apenas uma ou algumas faixas. A menos que sejam uma ou duas, compensa bastante comprar o álbum inteiro. Veja nesse caso específico:

  • Valor do álbum: £ 4,49
  • Músicas unitárias somadas (13 x £ 0,99): £ 12,87

Clique no botão Add to Bastket, e o álbum será enviado para o carrinho de compras, o primeiro bloco da barra à direita. Se quiser continuar comprando, manda ver! Ao terminar de selecionar as faixas que comprará, clique no link Checkout, naquele bloco mesmo, para proceder ao pagamento.

A 7digital aceita diversas formas de pagamento, de cartões de crédito internacionais ao sempre útil PayPal.

Formas de pagamento na 7digital.

Formas de pagamento na 7digital.

Particularmente escolho o PayPal sempre que possível. No caso, basta entrar com suas credenciais e confirmar o pagamento. Simples e indolor — pelo menos até a chegada da fatura do cartão 😛

Após a compra, é hora de fazer o download. A loja oferece um downloader feito em Adobe AIR. Prático, ele lembra a pasta para download e, se lhe for útil, integra-se com iTunes/iPod automaticamente. O download é muito rápido.

7digital Download Manager

7digital Download Manager

E a qualidade? Excelente. Os arquivos têm bit rate de 320 kbps, qualidade altíssima para um *.mp3. Os campos da id3tag vêm correta e completamente preenchidos, incluindo a arte do álbum no próprio arquivo. Fica bonito de se ver no Explorer.

Propriedades de música baixada na 7digital.

Propriedades de música baixada na 7digital.

O serviço é muito bom, sempre há lançamentos, filtros especiais (músicas de anúncios da TV, melhores do ano, etc.) e algumas faixas gratuitas.

Relacionados: , , , ,

Autor: Rodrigo Ghedin

Blogger, bacharel em Direito e acadêmico de Sistemas de Informação.

Compartilhar
  • nitio

    “Particularmente, pago até um ou dois Reais a mais pela comodidade do *.mp3”

    Sério? Se ‘ripar’ CD pra mp3 fosse uma tarefa de outro mundo eu até aceitaria isso como argumento. Em qual ponto você tá na vantagem em pagar mais pelo formato digital?

    • http://www.rodrigoghedin.com.br Rodrigo Ghedin

      Não ter o produto “físico” ocupando espaço em casa.

      []’s!

      • http://ramonritter.myopenid.com/ Ramon E. Ritter

        @Rodrigo Ghedin,
        Pensei que só eu pensava assim. Depois de 800 CD’s no fundo de um armário (todos ripados para MP3), passei a usar somente músicas digitais.

        Uma coisa que não entendi: considerando que o álbum a comprar é digital, por que alguém escolheria o mais caro? Posso comprar em qualquer uma das lojas ou só da específica para meu país de origem informado no cadastro?

        E parabéns pelo post. Se reclama tanto da pirataria, porém comprar música digital (sem DRM) ainda não virou algo simples…

      • thE Masterkey Blaster

        @Rodrigo Ghedin,
        então o que o nitio falou continua válido, compra o cd baratim, “ripa” e joga fora… o.o”

        a minha questão contra o preço mais caro do mp3 no entanto não é nem contra a comodidade mas sim contra os muitos gastos que as distribuidoras deveriam deixar de ter mas não são dados em descontos.

  • jdeiro

    Rodrigo, bom artigo, mas na verdade é possível comprar músicas até mesmo pela iTunes Store, muito embora isto não esteja muito de acordo com os termos de uso.

    Eu anseio pela chegada de um serviço de assinatura, similar ao ZunePass ou Rhapsody, no BR.

    Fui feliz por um bom tempo com o Nokia Comes With Music, mas a DRM realmente é matadora, pois não conseguia ouvir as músicas nem mesmo em meu PC.

    No dia em que criarem um serviço de assinatura para músicas e filmes (como Netflix), será possível sair totalmente da irregularidade. Até lá, vamos nos virando como podemos.

    Abs

    • http://www.rodrigoghedin.com.br Rodrigo Ghedin

      Eu tentei assinar o ZunePass (não tira sarro, tenho um Zune HD 😛 ), mas não rolou. Para assinar o serviço, só com cartão de crédito emitido nos EUA.

      É interessante a proposta, e além do “aluguel” das faixas, no ZunePass você ainda ganha 10 por mês, que ficam contigo em definitivo, mesmo que cancele o serviço futuramente.

      Mas… enquanto não aparece algo do tipo no Brasil, a 7digital mostra-se a melhor alternativa para nós.

      []’s!

    • gabriel_

      @jdeiro,

      “No dia em que criarem um serviço de assinatura para músicas e filmes (como Netflix), será possível sair totalmente da irregularidade. Até lá, vamos nos virando como podemos.” [x2]

  • http://www.lordpinguim.blogspot.com lordtux

    Ótima dica, mas uma coisa Ghedin, se por exemplo acontece um problema na hora do download, posso baixar a música que comprei novamente.
    Pergunto isso pois a samsung music store caiu no meu conceito esses dias. Fui comprar uma faixa lá, e adivinha só, o download ficou tão lento, que do nada foi interrompido. Resultado, fiquei sem a música e já havia sido debitado dos meus créditos, fiquei no prejuizo. Resumo, usabilidade zero.

    Eu atualmente compro na itunes store americana e não tenho do que reclamar.

    • http://www.rodrigoghedin.com.br Rodrigo Ghedin

      Pelo que vi, pode baixar novamente sem problemas (fiz um novo teste agora, com sucesso).

      []’s!

      • http://segundachuvosa.blogspot.com G4br1el

        @Rodrigo Ghedin, Tem um limite máximo de downloads de um mesmo álbum/música. Eu não sei dizer quantos, mas eu recebi um aviso no Gerenciados de downloads sobre isso quando estava com dificuldades em baixar um disco.

      • Hawk

        @Rodrigo Ghedin, Tem alguma coisa sobre isto nos termos de uso?

        • http://www.rodrigoghedin.com.br Rodrigo Ghedin

          Tem isso:

          “(ii) You are authorised to use the Content on up to five authorised devices at any time. 7 reserves the right to limit the number of authorised devices further and the number of authorised downloads to comply with the wishes of its licensors.”

          Ou seja, não dá um número específico, apenas diz que pode limitar. Acho que dentro do bom senso, baixando só quando necessário (novo PC, formatação, etc.), não haja problema :-)

          []’s!

  • souza.eduardo

    Eu também já havia escrito sobre essa falta de opções de venda de música online no meu falecido blog, e de como era caro adquirir música aqui no Brasil. Me lembro bem de ter feito uma comparação com um álbum do Chico Buarque. Um CD custava R$ 30,00 e o álbum em formato wmv com DRM, saía por volta de R$ 37,00.
    Eu realmente gostaria de entender o porquê de a indústria da música no Brasil ser tão resistente à esse modelo de negócios.
    O meu palpite é que, nesse modelo atual, eles tem mais lucro, quando os consumidores compram 1 cd por causa de uma música, e empurrando outras 15 que não valem nada.

  • http://segundachuvosa.blogspot.com G4br1el

    As Tags da música nem sempre vem preenchidas ou em 320 Kbps. Acho que isso depende da gravadora, mas a maioria dos discos que eu baixei, as tags estavam corretamente preenchidas, a capa do álbum veio embutida no arquivo e o arquivo estava em 320 kbps.

    Eu não percebo a diferença entre 128Kbps e 320Kbps e, além disso, o Windows Media Player recupera as tags corretas com facilidade, então para mim a 7Digital é perfeita.

  • Diniz

    Ótimo artigo, Ghedin!

    A 7digital é quase perfeita, mesmo, a única coisa chata que eu achei foi o observação no post do Kadu sobre a necessidade, na hora do cadastro, de fornecer um endereço de residencia britânico.

    Quando você realizou seu cadastro, isso foi necessário também ou pode-se usar qualquer endereço internacional ( ou nacional no nosso caso)??

    • http://www.rodrigoghedin.com.br Rodrigo Ghedin

      No meu caso só pediram CEP. Como fiz o cadastro pela loja americana, coloquei o país como EUA (único disponível), e inseri o CEP da minha casa no Brasil mesmo 😛 . Funcionou numa boa.

      []’s!

  • libanes

    Valeu a dica do site. Quero acrescentar aos comentários e à discussão, minha sina com um dos meios de pagamento: ClickAndBuy.

    Ao renovar minha licença do McAfee (sim, eu pago, e sim, meu note é Dell), por meio de um email recebido com desconto para renovação. Fiz o depósito do valor no CaB, mas perdi o prazo da renovação. Pronto! Estava armada a confusão.
    O valor mínimo para depósito era muito superior ao valor que precisava para inteirar a diferença, e o cartão VALIDADO não era aceito porque tinha alguma inconsistência dos dados do cartão com os dados do meu perfil (não pergunte o que era).
    Prá receber o dinheiro de volta, tinha que ligar (ligação internacional, suporte apenas em inglês) e, após, enviar um fax com o extrato da conta para validar a conta… enfim, uma Meleca (pense num nome mais feio que comece com a mesma 1ª sílaba: era este que eu estava pensando) NÃO RECOMENDO CLICK AND BUY.

  • http://twitter.com/vitprado Vitor Prado

    Porque não usar o Mp3Panda?

    Nunca me aprofundei no site, mas já vi alguns valores e são realmente muito baixos.

    • jdeiro

      @Vitor Prado, se este site funciona pro BR, é o primeiro que permite assinatura.

      Só achei o preço salgado, 150 dólares por ano, com DL ilimitado ou 250 dólares por uma assinatura vitalícia.

      Fora que o site pode sumir mês que vem…

      • http://twitter.com/vitprado Vitor Prado

        @jdeiro, 150 dólares por ano? Está falando de plano ilimitado de dowload, ou conta por um ano, etc… Isso eu nem tinha visto que existia… mas é TOTALMENTE opcional.

        Você pode baixar arquivos por preços muito bons, como o álbum Metallica – Reload por $1,50. Já ouvi dizer que o site é totalmente legalizado (ao menos lá na Rússia…).

        E.. quanto a sumir mês que vem… qualquer site pode sumir. Porque você diz isso?

        • jdeiro

          @Vitor Prado, sim, plano ilimitado de download, ou seja, uma assinatura para baixar livremente, como fazem o ZunePass e o Rhapsody. É isso que quero, pagar um valor fixo por mês/ano/vida e poder baixar livre e legalmente quantas músicas quiser.

          Também gostaria de algo parecido para filmes e séries, nem que fosse em streaming (mas aí dependeria de ter conexão decente), desde que fosse HD.

          Nos EUA, isso já é factível, vide os citados ZunePass, Rhapsody, Netflix, Hulu, etc.

    • http://www.rodrigoghedin.com.br Rodrigo Ghedin

      @Vitor Prado, Ano passado comentei sobre o MP3 Panda aqui no Meio Bit, mas confesso que, como disse naquele texto, não fiz um teste válido (ou seja, comprar algo) lá. Sites russos, cartão de crédito… Sei lá, preferi não arriscar.

      []’s!

  • http://www.terabitcast.com H123er

    Ia falar justamente da qualidade, e perguntar se possuia a opção de FLAC, no entanto .mp3 a 320kbps é muito bom

  • francisco

    muito bom o artigo
    Normalmente compro pela iTunes (americana) direto do ipod e até hoje não tive problemas

  • http://www.facebook.com/profile.php?id=100000408975174 Pedro Miranda

    Rodrigo, tive uma dúvida.
    A 7Digital é realmente bem legal, mas só se pode comprar pela loja do UK ou posso comprar em qq loja com o mesmo cadastro?

    • http://www.rodrigoghedin.com.br Rodrigo Ghedin

      Tentei comprar na americana (álbuns beeeeeeeem mais baratos), e não rolou. Na portuguesa, também não. Só consigo comprar na britânica mesmo :-(

      []’s!

  • http://www.akzel.com Akzel

    Dependendo do gosto musical da pessoa existem boas lojas que vendem mp3 (320, sem DRM) pra brasileiros. O Bleep.com é um exemplo, que reúne um monte de selos interessantíssimos. O pessoal da música eletrônica sempre pode comprar no Beatport.com e no JunoDownload.com, ou mesmo no Digital-Tunes.net.

    Opções existem! :-)