Quando pegar uma imagem da internet pode sair caro

direitos-autorais3

Direitos Autorais. Sim, a matéria é muito importante para produtores de conteúdo dentro da internet. Fotografia é minha área, mas o pessoal que escreve, faz música ou até mesmo podcasts, pode ter o seu produto roubado e distribuído por outras pessoas com objetivos comerciais. A maior parte das pessoas ainda não entende, mas isso é crime. Se está na internet não é público, alguém é dono dessa bagaça. O fato de compartilhar na internet não transforma o produto em algo em gratuito.

Quem aprendeu isso a duras penas foi o comerciante Dan Dasilva . Algum tempo atrás ele procurou algumas imagens na internet para utilizar em uma de suas lojas on-line. Procurou no Google Images e encontrou as fotos perfeitas para seu objetivo. Fez um download e começou a utilizá-las sem a menor preocupação. Algum tempo depois chegou em sua residência o nosso amigo Processinho. O detentor dos direitos autorais da imagem estava iniciando uma ação judicial por uso indevido das fotos. Dan percebeu que se a disputa acabasse em um tribunal ele teria que desembolsar algo em torno de US$ 150 mil por cada imagem. Ele foi esperto (e deve ter recebido bons conselhos do advogado) e entrou em um acordo com o fotógrafo pagando “apenas” US$ 37 mil entre direitos autorais e custos do processo. Aprendam crianças, é muito difícil ganhar um processo de infração de direitos autorais contra o autor do produto que foi utilizado indevidamente.

Para desabafar, Dan fez o vídeo que se encontra abaixo. Ele fala de todo o rolo em que se meteu e, além de avisar as pessoas sobre os perigos de utilizar imagens da internet, o animalzinho parece não ter entendido o que ele fez de errado. Ele avisa que existem pessoas mal intencionadas que ficam compartilhando fotos na internet só para utilizar como isca e processar as pessoas que utilizam essas fotos. Ou seja, ele ainda acha que a culpa é de quem fez a imagem. Nos Estados Unidos, assim como no Brasil, não é necessário nenhuma marca na foto ou aviso para que o direito autoral seja reconhecido e preservado. A imagem é protegida já no momento em que você aperta o botão do disparador.

Acha o tema de Direitos Autorais na fotografia interessante? Então é melhor dar uma olhadinha nesse livro do Marcelo Pretto.


Dan Dasilva — I WAS SUED CAUSE OF SHOPIFY STORE

Relacionados: , , ,

Autor: Gilson Lorenti

Geógrafo de formação e fotógrafo de coração, comecei a fotografar com 18 anos de idade (antes disso nunca tinha pegado uma câmera na mão). Depois de muito estudo veio a carreira profissional que passou por várias modalidades da fotografia até realmente descobrir o que gosto de fazer. Hoje me dedico ao ensino de fotografia, fotografia Fine Art e Books Fotográficos (gestante, moda, sensual). Tomando emprestado as famosas palavras de Ansel Adams “Quando as fotografias não forem mais suficientes, me contentarei com o silêncio”.

Compartilhar
  • Marcogro®

    Provavelmente ele não sabia… Na verdade continuou sem saber, mas é um jovem ainda e pensa que o mundo gira ao redor dele. Nem todo mundo tem que saber de tudo. Eu particularmente acho que quem sabe de tudo um pouco não sabe nada direito… Mas ‘direito autoral’ e ‘direito de imagem’ é meio que básico… É burrinho mesmo, dá zero pra ele…

    • Felipe Braz

      “Eu particularmente acho que quem sabe de tudo um pouco não sabe nada direito”
      Aeeee, encontrei alguém com compartilha comigo essa linha de raciocínio!!!

      Teve um período sombrio aqui aonde trabalho em que queriam “equipes multi-disciplinares” (eufemismo para pessoas que sabem um pouco de tudo) e tornaram quase um pecado capital ser especialista em algo. ¬¬’

      Ainda bem que essa onda passou por aqui.

      • Gaius Baltar

        Equipes multidisciplinares não são equipes em que as pessoas sabem de tudo um pouco e sim equipes formadas com profissionais de várias especialidades. Costumo encaminhar pacientes com problemas nas articulações temporomandibulares, que exigem acompanhamento de vários especialistas (em Oclusão , prótese, ortodontia, psicologia, etc.) para o tratamento ser efetivo.

        • Felipe Braz

          Ou pelo menos assim deveria ser. Aqui, infelizmente, tinha virado o que exatamente comentei.

          • Gaius Baltar

            O fato de serem chamadas erroneamente aí não significa que seja assim no resto do mundo.

          • Felipe Braz

            Acho que fui mal interpretado, pois nunca afirmei que deveria ser assim no resto do mundo.

          • Cesar

            Acredito que o termo que utilizou que está incorreto. Onde você diz equipes multidisciplinares, troque por profissionais multidisciplinares ou outro termo similar (colaboradores, empregados, etc.).

          • Felipe Braz

            Esse foi o exato termo usado pelo supervisor na época, e o que ele queria era que todo mundo soubesse um pouco de tudo, transformando quase em um crime ser especialista em algo.

            Sim ele usou o termo errado pra definir o que ele queria, mas não deixou de usá-lo com essa definição.

          • Sophos Nsm

            equipe multidisciplinar está correto. o errado seria equipe de profissionais multidisciplinares.

        • Zalla

          depende da grafia, pode ser uma equipe multidisciplinar ou uma equipe com membros multidisciplinares, daí cai na regra do clinico geral = especialista em porra nenhuma

          • Gaius Baltar

            Uma equipe multidisciplinar = uma equipe com vários especialistas. Não sei como funciona em outras áreas, mas na área médica é algo bem definido.
            Hoje em dia a figura do “clínico geral” é bem rara. Existe o profissional de cuidados primários, que normalmente efetua as atividades de rotina e de menor grau de complexidade, e quando necessário ele encaminha para o especialista. Mas isso é um quadro geral, depende do país, da área médica e do contexto sócio-econômico.

      • Sophos Nsm

        em algumas áreas equipes multidisciplinares são necessárias e é necessario alguem que nao seja ultra-especialista esteja ali coordenando. por exemplo a área ambiental, a área urbana ou em bacias hidrográficas. ao estudar bacia hidrográfica vc precisa do cara que saiba tudo de hidroqualquercoisa de reservatorios mas vc precisa lá do cara ligado a teoria geral dos sitemas que cuidará de fazer o link entre os conhecimentos de todos os profissionais especializados dali.

      • ElGloriosoRangerRojo™

        Full-stack Developer…

        Esse termo me causa arrepios!

    • Wallacy

      Eu não sabia que o Gustavo Mendes frequentava o MeioBit.

      • Marcogro®

        Não captei…

        • Wallacy

          Lendo seu comentário só lembrei de Dilma… Apesar de ter lógica ficou confuso.

          😉

          • Marcogro®

            Depois eu dei uma procurada e achei o ator… Deixa quieto, eu sei que tá confuso, mas é que o raciocínio deu uma guinada prum lado e depois voltou.. E aí deu nisso, KKKkkk

          • Lui Spin

            Ele teria que ter elaborado mais para ficar bom. Mas deu para entender.

  • Monstro Medieval

    Desde que não seja um macaco que aperte o disparador da sua câmera…

    • Macaquinho feio do bananal

      Ei!!! eu li isso!

  • Douglas

    Teoricamente todos podem usar a foto de qualquer pessoa e depois estar sujeito aos processos. MAS eles podem usar a imagem

    • Gesonel o Mestre dos Disfarces

      se pudessem legalmente falando, não haveriam porquê processar, concorda? o “não poder”é condição sine qua non para a abertura de uma ação judicial como esta.

      • Poder pode, mas não deve.

        Poder =/=Dever

        Você pode matar outro ser humano, mas não deve.

        • DumbSloth87

          É como a minha mãe sempre fala: “Você vai sofrer as consequências dos seus atos”

  • E pensar que no meu blog cheguei a utilizar algo do tipo, a 2 semanas removi tudo e troquei por fotos e imagens de minha autoria.
    Me pergunto quanto aquelas imagens de memes, será que elas também geram processinho?

    • Gesonel o Mestre dos Disfarces

      comprovada a autoria, sim, podem.

    • Tecnicamente sim, mas é difícil insistir em querer reivindicar a posse de algo que foi feito justamente pra ser um jargão.

      • O que ele perguntou é se alguém pode ser processado por pegar a imagem de alguém e fazer um meme com isso. E a resposta é sim. Não só pode receber o processo por direitos autorais, como por exposição ao ridículo e outras.

    • Eric Alvaro

      Cara, no fundo toda essa treta tem haver com DINHEIRO. O dono da foto está processando o cara que usou a fotografia dele porque sabe que pode sair dinheiro de lá. Se o seu blog não movimenta dinheiro ou não é “super famoso”, a motivação de alguém para querer processar você é praticamente zero.

      • Meu blog que quase ninguém acessa está bem distante de ser um famoso hahaha. E muito menos me rende dinheiro, os únicos ads que eventualmente aparecem, são do próprio wordpress pela conta ser a gratuita.
        Mas, pra não correr o risco de me enrolar (vai que né, todos querem tirar a boa), tomei a medida, e só deixei alguns poucos memes.

    • Em teoria sim. Dependendo da situação até por exposição ao ridículo. O problema é conseguir achar quem criou. Mas é possível processar sites que usem a imagem e por exemplo veiculem propaganda no site, assim se pode alegar que ela está ganhando dinheiro em cima da sua imagem (e de fato está). Os que não veiculam propaganda você manda um processo para retirar a imagem ou pagar.

      • Como pensei.
        Meu blog não veicula propagandas, exceto a do próprio wordpress. De qualquer forma, ainda essa semana vou tomar uma atitude para as pouquíssimas que permaneceram. Mesmo sendo peixe pequeno por não ter popularidade nenhuma, vai que né..

        • Vale a pena se prevenir, pois nem todos podem ser gentis e pedir para tirar. E não importa o valor, receber um processo é uma dor de cabeça.

  • Pedro Machado

    Essa semana entrei no grupo de whatsapp dos criadores do TopBuzz, descobri que 90% deles pegam artigos que julgam interessantes, trocam o título, mudam algumas palavras e pronto, estão ganhando dinheiro com isso.

    • The Question

      Você iria se surpreender com a quantidade de blog de tecnologia que faz isso!

      • Majin-boo

        Você iria se surpreender com a quantidade de portal de notícia que faz isso!

    • Eu já prestei serviços para um jornal grande da minha cidade que comprava noticias, vinha um monte de xml por dia e eu cuidava do sistema que importava elas

  • Gaius Baltar

    Resolvemos colocar um poster na entrada da nossa clínica. Encontramos na internet uma imagem ideal, pagamos ao fotógrafo €5 via PayPal e este nos disponibilizou o link para download da imagem, que uma gráfica transformou em um poster lindíssimo. Por que as pessoas acham que um trabalho baseado em bits vale menos que um baseado em papel?

    • Renan

      “Por que as pessoas acham que um trabalho baseado em bits vale menos que um baseado em papel?”

      “Ah, mas é só uma coisinha no computador, você faz rapidinho”
      “O Fulano de Tal lá faz o serviço de graça, por que você quer me cobrar?”

      E o pior é que essa cultura de desrespeito à propriedade intelectual não é só no Brasil.

      • Gaius Baltar

        Não é mesmo. Eu entendo (com reservas) que alguém baixe ou veja no Balde de Pipoca™ um filme de um grande estúdio, mas roubar a imagem de alguém que vive exclusivamente disso é muita sacanagem.

        • EmuManíaco

          nao vejo diferença. Acaba sempre criando um vicio. E as pessoas nao estao preocupadas com o ze povinho do contrario iriam em comércios locais e não em walmarts da vida.

          • Gaius Baltar

            Tem uma pequena diferença, pois há casos em que uma série ou filme já não é mais exibida (ou nunca chegou a ser), mas no princípio concordo contigo que causa vicio.

          • Lui Spin

            Eu assino Netflix, TV a Cabo, vou ao cinema toda semana e tal.

            Todo esse dinheiro já vão para os estúdios de qualquer maneira.

            Se por acaso eu baixo algum filme para assistir eventualmente, não acho tão errado assim.

          • EmuManíaco

            Eu faço isso com a nintendo. Como não gosto da forma que a empresa lida com o consumidor geralmente compro o console (de preferencia refurbished ou usado pra não dar tanto lucro pra ela) e pirateio os jogos das empresas que gosto (como a tecmo de fatal frame e a platinum) mas compro titulos da mesmas em outras plataformas.

          • Lui Spin

            Exatamente. De qualquer forma a empresa ganha dinheiro.

            E já foi comprovado com algumas pesquisas, que a pirataria não tira tanto dinheiro das marcas, uma vez que quem pirateia não compraria o produto se não fosse essa alternativa.

            Há casos também onde a pirataria acaba tornando o produto mais famoso, e atraindo consumidores legais. Sem falar nos que usam a pirataria como “demo”, como forma de testar algo antes de comprar.

          • EmuManíaco

            é aquela coisa eu não aceito a nintendo cobrar 60 dolares em um new mario, num mario galaxy ok mas em jogo reciclado desculpe… sem chance.

          • Rafael Koiado

            É Roubo igual é a mesma COISA… e o roteirista, diretor, e os outros custos também pesam para o estúdio. Ser grande é o mérito da empresa e isso não dá direito de roubar o propriedade deles.
            Essa é a merda daqui, o povo acha sempre uma justificava para roubar algo, por isso que fora do pais só olham para nós brasileiros como a pior raça de malandros.

          • Lui Spin

            É errado sim.

          • Lui Spin

            Eu sempre faço as compras pequenas em comércios locais, no meu bairro, de preferencia na minha rua.

            Só não faço as compras grandes, pq acaba saindo muito mais caro.

    • Monstro Medieval

      Pagaram o que o fotógrafo queria e foi uma merreca perto do que pagariam se fossem processados.

      • Gaius Baltar

        Na verdade nunca esteve em causa piratear (e correr o risco de processo), pois eu tinha a clara ideia que a foto precisava ter uma resolução considerável para permitir a uma impressão de boa qualidade.

  • Gesonel o Mestre dos Disfarces

    num local onde trabalhei uma senhora que chefiava a área de publicidade queria fazer peças usando músicas e imagens escolhidas à revelia. quando falei que ela não poderia fazer isso, sem autorização de uso, a mulher ficou pistola comigo, que isso era besteira. Acabou que ela não durou dois meses lá, principalmente porque a equipe chegou na chefia superior e abriu o jogo: não iriam fazer mais NADA que pudesse dar problema e se ela não saísse.

  • Giovani Sousa

    Gilson (ou outra pessoa que saiba a resposta) você conhece o site pixabay ? Costumo baixar imagens la para post em sites e redes sociais, no site diz que a imagens são grátis, e que posso usar inclusive comercialmente; já me peguei mais de uma vez com o pé atras, pensando se realmente é isso mesmo, pq tem umas imagens(na verdade a maioria) que parecem ser profissionais demais para serem disponibilizadas gratuitamente .. Qual a possibilidade de dar problema pra min, que acredito ser verdade no que o FAQ do site diz ?

    • Gilson Lorenti Fotografia

      Todo mundo que fornece imagens para o pixabay trabalham dentro do sistema de Creative Commons. Sim, por incrível que pareça existem fotógrafos que disponibilizam o seu trabalho, inclusive para fins comerciais, com uma licença gratuita. E alguns até fazem festa quando encontram suas imagens em propagandas. Geralmente são amadores (iniciantes ou avançados) que fotografam apenas por prazer e querem ver suas fotos correrem o mundo 🙂 Se procurar no flickr você também vai encontrar uma grande quantidade de usuários que compartilham suas fotos com licenças gratuitas para usos. Como a foto foi compartilhada com essa licença então você não vai ter problemas. Se o fotógrafo se arrepende e retira a licença gratuita você está tranquilo se usou antes da mudança. A única zica é que, independente da licença, a maior parte das legislações de direitos autorais garante ao autor o direito de ter seu nome junto à obra. A maior parte das agências de publicidade não cumpre essa regra, mas se o trabalho foi pago ou compartilhado com licença gratuita, a maior parte dos autores não chilicam com isso.

      • Giovani Sousa

        Blz Gilson, obrigado por responder, fiquei mais tranquilo 🙂

  • Alvaro Carneiro

    – “A maior parte das pessoas ainda não entende, mas isso é crime. ”

    Pera lá! E aquela animação tosca que diz “copiar não é crime, pois não fiquei com o original, fiz uma cópia e ninguém perdeu nada, não teve prejuízo” ?

    Não é possível, a animação tosca não iria mentir para a Internet né?

    /s

    • Marcelo Paz

      Quem roubou alguém nessa história foi o governo ao aplicar a “multa”.

    • Evandro

      Um adendo… a animação em questão fiz que copiar não é roubo, ela não diz que não é crime.

  • Alexandre Cordeiro

    E para fonts? Nunca entendo direito quais podem ser utilizadas para uso comercial e quais não podem. Tem aquele site fontsquirrel que diz que selecionam fonts livres, mas se lermos os termos é muito confuso.

    • Evandro

      Também tenho essa dúvida sobre fontes e nunca ouvi falar de processos por conta disso.
      Mas na duvida eu uso o google fonts, melhor evitar dores futuras.

      • Alexandre Cordeiro

        Todas as fonts do Google Fonts são Free para uso comercial? Será que posso criar uma logo com alguma font de lá?

  • Lucas Anjos

    Putz! Conheço o trabalho do Dan mas tive preguiça de ver o vídeo quando ele tinha publicado – mto lenga lenga – , (e olha que vc nem usou o nome dele na headline pra click bait!) Obrigado por esclarecer!

  • Marco Antonio Soares
    • Marco Antonio Soares

      A foto não está muito boa, mas no caso é um outdoor do Messi num restaurante no interior de SP.

    • ElGloriosoRangerRojo™

      Se apropriar da imagem tudo bem…

      Mas se apropriar da imagem pra anunciar dobradinha? Aí dá CADEIA!

  • Modesto Franco

    O fabricante, engenheiro que construíram a câmera e ferramentas de tratamento de imagem também devem ter seus royalties. Afinal, vc está usando o produto deles para ganhar dinheiro. Não duvido nada que muitos “criadores de conteúdos originais” tenham software pirata.

    • tuneman

      não, o fabricante da câmera não precisa ganhar dinheiro. é um licenciamento diferente.
      imagina se a microsoft cobrasse royalties das pessoas que usam seus softwares para ganhar dinheiro!

      e certamente muita gente profissional usa software pirata (e isso ocorre até mesmo em país desenvolvido)

      • Modesto Franco

        Ok amigo, mas essas empresas investem em certificado, licenças, patentes. Dão duro e $$ para isso! Não é só chegar de mimimi, não! Os criadores de conteúdos que invistam em algoritmos de reconhecimento de imagem ou comprem uma empreita da rede neural usada no Google Photos. Enquanto isso se contenta em por uma marca d’agua. Ou simplesmente o Copyright. Senão rodou!

        • tuneman

          Sim, por isso o equipamento é caro. Essas despesas que você falou já estão inclusas no valor de custo e ainda por cima o custo de sustentar uma rede de assistência.
          Ou você compraria um carro da Ford se essa ainda te cobrasse royalties mensalmente?

  • Quando eu trabalhava em uma agencia web uma vez chegou uma cartinha de cobrança pelas imagens que usaram em um site, pessoal pegou a imagem e removeu a marca-d-agua e usou sem pagar e achou que ficaria por isso mesmo, e na época não existia google imagens, nem sei como eles detectaram isso…

  • Maom

    Basta vc tirar uma foto da imagem que vc achou no google fotos. A sua “nova” imagem vai estar protegida no momento que vc apertou o disparador.

  • Monstro Medieval

    Recentemente fiquei chateado com amigos usando fotos que tirei borrando minha assinatura na página de eventos do Facebook. Uma conversa resolveu mas já tive que tomar outras medidas e um cara ficou sem sua página no Vagalume.

  • Eduardo

    Só quero saber uma única coisa:
    O Meiobit paga pelas imagens que usa no seu site ou só paga de moralista enquanto usa fotos alheias sem pagar???

    • doorspaulo

      Existem N imagens que são, de fato, gratuitas para uso.

      Creio que a maioria dos sites as utiliza.

    • Gilson Lorenti Fotografia

      olá Eduardo, tudo bem com você? Então, a maior parte das imagens é disponibilizada na internet pelas assessorias de imprensa. O objetivo delas é ser divulgada mesmo. Também pego muita coisa na Wikipedia e outros sites com licenças free.

  • “… o animalzinho parece não ter entendido o que ele fez de errado. Ele
    avisa que existem pessoas mal intencionadas que ficam compartilhando
    fotos na internet só para utilizar como isca e processar as pessoas que
    utilizam essas fotos.”

    Que vontade de mandar um pilão nesse maluco pqp!!

  • Carlos Barbosa

    Meu room mate aqui em miami criou um site de fitness como projeto de uma especialização que ele tava fazendo. Montou o site, cadastrou domínio. Apresentou o projeto e esqueceu o site online. Há dois meses ele recebeu uma carta dos advogados da get images propondo acordo de 600 trumps por uso de uma imagem. Os termos de uso deles era que não havia problema em usar as imagens para fins pessoais, mas não para comercial. Como era um site fitness, eles assumiram que era um business. Ele explicou a situação, mas acho que até agora não se resolveram.

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis