Resenha: Salvation — Elon Musk pegador salva o mundo

cbs_salvation_101_image_no_logo_thumb_master

Suspensão de Incredulidade é essencial para apreciar uma obra de dramaturgia. Do contrário pessoas com conhecimento científico não assistiriam Harry Potter, afinal magia não existe, e ateus não veriam os 10 Mandamentos. O que acontece é um acordo entre a obra e o espectador, onde a obra se compromete a entregar um Universo consistente e nós aceitamos as regras daquele Universo.

Por isso Midichlorians são desnecessários. Ninguém questiona a Força. Por isso ninguém reclama da ausência de robôs em Star Trek, ou por que ninguém em filmes de zumbis viu um filme de zumbi na vida e faz tudo errado.

O que não pode acontecer é o Universo ser inconsistente, cometer erros básicos. E quanto mais próximo do NOSSO Universo, mais isso é notado. Não estou falando de mudanças, como os alemães terem vencido a Guerra no Homem do Castelo Alto, mas bobagens como Missão Marte, onde o sujeito coloca monta uma espiral de DNA com M&Ms e a coloca pra girar.

Salvation, nova série da CBS infelizmente faz exatamente isso.

A premissa da série é bem simples: um estudante do MIT descobre que um asteróide gigante vai colidir com a Terra em 6 meses, gerando um Evento de Extinção. Um bilionário, Darius Tanz, que tem uma empresa construindo foguetes para colonizar Marte também está ciente, o governo está ciente mas faz de tudo para que a notícia não se espalhe.

O plano do governo não dá certo, e cabe a Tanz e seus amigos salvar o mundo.

Ok, vamos ao que não funciona.

Os Personagens:

219646971_5428853587001_5428833691001-vs

Darius Tanz é o bilionário marrento dono das Indústrias Stark da série. É um paraíso tecnológico de pesquisa, ele tem seu próprio Jarvis/Friday e dá peruada em todas as áreas. Também transa com bilionárias totosas, afinal, quem não transaria?

O problema é que ele tem idéias mas são muuuuito vagas, no final quem faz o trabalho são os cientistas, ele coloca dinheiro, e só. De resto age como cheerleader. Não é um personagem simpático, embora seja vendido como um.

Liam Cole:

b823431812z.1_20170717104230_000_gni1tpfac.2_super_portrait

É o estudante do MIT que resolve o Problema dos N-Corpos, um dos problemas fundamentais da astronomia e tido como impossível. Basicamente quando você tem um monte de corpos celestes o movimento de cada um influencia o de todo o resto, então se torna impossível calcular com precisão essa movimentação.

Ele não é só um gênio, é um gênio pegador e enquanto seu programa roda resolvendo o problema, ele vai pro bar e em CINCO minutos descola companha pra noite. Uma aspirante a escritora que havia aparecido no MIT durante uma palestra de Darius Tanz:

Jillian Hayes:

c7843a7a7d8367c915d9129332f7b89e

Praticamente um Isaac Asimov de saias. Viram, machistas? É assim que uma aspirante a escritora de ficção científica se parece.

Jillian não acredita nessas bobagens de internet, muito menos no inútil Amazon Kindle. seu primeiro livro é de verdade, pago do próprio bolso. Como, venda online? Não, ela lança o livro na livraria de porta-e-meia do pai.

Essa moça antenada com os tempos modernos se envolve com o nerd pegador, mas não sabe de nada do que está acontecendo. Darian, em vez de deixar quieto, contrata Jillian, agora Liam Cole trabalha no mesmo prédio que a namorada mas não pode dizer para ela que o mundo vai acabar.

Quem mais sabe disso?

Harris Edwards e Grace Barrows:

salvation

Ele é o secretário de Defesa interino e ela é a secretária de Imprensa do Pentágono. Nossa Jessica Chastain de 1,99 é fã de Darius Stanz, que acho que chamei de Darian lá atrás mas não vou corrigir. Ela conspira abertamente para o plano de Darius ser escolhido. Ah sim, ela e o japa se pegam FORTEMENTE, afinal é preciso mais drama ainda na série. Ela tem uma filha adolescente que quer ir pra África salvar o mundo.

Rolam homicídios, homens de preto sequestrando o professor do Nerd Pegador, mas na verdade ele sumiu antes dos agentes do governo chegarem, depois ele reaparece e vai trabalhar com o Darius criando um EmDrive.

Alerta de Bulshitagem apitou? Bom. É aqui que a série desanda.

O tal asteróide está a 6 meses da Terra, na órbita de Júpiter. Um dos locais mais escrutinados do Sistema Solar. Milhares de astrônomos amadores já teriam localizado.

O plano de Dariam, Dorian, Michelle Paula Sandy, sei lá é lançar uma sonda que orbitará o asteróide. A massa da sonda afetará minimamente a gravidade local, mas o suficiente para alterar a rota e desviar da Terra.

EM TEORIA é um bom plano, mas uma sonda de algumas centenas de kg tem um efeito infinitesimal comparado com um asteróide de vários km. Para funcionar esse tipo de efeito cumulativo tem que ser feito com décadas de antecedência.

O governo dos EUA tem um outro plano. Eles querem alterar a órbita de uma sonda em Júpiter para que ela colida com o asteróide. Ok, mesmo problema. A menos que a sonda esteja a uma fração considerável da velocidade da luz, não vai nem arranhar o asteróide.

vlcsnap-00001

Eles tentam mesmo assim, de uma saleta com uns telões e uns 3 técnicos. Sim, misteriosamente as sondas da NASA podem ser controladas do Pentágono. Note o asteróide no telão.

A coisa fica ridícula quando o presidente autoriza a ação e imediatamente um telão começa a mostrar um vídeo em Full HD 30 fps da tal sonda.

vlcsnap-00002

Júpiter na MELHOR das hipóteses, em sua maior aproximação da Terra fica a 33 minutos-luz de distância. É virtualmente impossível apertar um botão aqui e algo acontecer lá antes de 33 minutos. Mesmo assim a sonda sai de órbita imediatamente. Indo direto pro asteróide, que por acaso está a minutos dali.

vlcsnap-00003

Note que o asteróide não se parece mais com o do telão antigo.

A colisão daria certo mas o asteróide se partiria em uma nuvem de fragmentos que cairia na Rússia, China e adjacências, matando um bilhão de pessoas. Dana, digo, Darius não aceita isso e violando Einstein (de novo) hackeia a sonda, a faz girar até se despedaçar, salva metade do mundo e seu plano pode prosseguir.

Eu falei que tinha um EmDrive?

vlcsnap-00004

Eles resolvem todos os problemas teóricos para criar um EmDrive em 4 dias, constroem um modelo (quase) funcional em 16 horas. Sendo que com pouquíssima propulsão um EmDrive seria o oposto do que precisariam nesse caso onde tempo é fundamental. ISSO se o EmDrive sequer funcionar.

A série parece escrita por gente que assistiu The Martian, gostou muito mesmo sem entender as palavras difíceis, como Momentum e Batata, e quer criar ficção científica “séria” também.

O pior de tudo, prepare-se pra uma daquelas informações de cair o fiofó da bunda: o consultor científico de Salvation é ninguém menos que Phil Plait, o Bad Astronomer. Irônico, depois de ficar famoso descascando os filmes ruins dos outros ele agora faz pior que muita gente. Armageddon ao menos respeitou as Leis da Física.

Conclusão

Salvation já está no terceiro episódio. O que chama mais atenção, fora a “ciência” é que o seriado é pooooobre. Nada nele passa a sensação que gastaram dinheiro. O elenco é de ilustres coadjuvantes, os efeitos visuais são de videogames (mas de cut scenes) e a história não se sustenta. Nenhum dos envolvidos parece especialmente preocupado com o fato do mundo provavelmente ter seis meses de vida.

A primeira temporada tem 8 episódios, já vi três, vale ver mais dois ou três, mas pra quem não começou sinceramente não recomendo.


Trailers Promos Teasers — Salvation – CBS Series Trailer

Cotação: 0,3 /arrozes de festa. Afinal é CLARO que o Neil DeGrasse Tyson aparece, você tinha dúvida?

neil

Relacionados: , , , , , ,

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e promover seus últimos best-sellers O Buraco da Beatriz e Calcinhas no Espaço.

Compartilhar
  • O maU elementaU

    Só o nerd tetudo pegar a gostosa ja tira qualquer naco de realidade do filme, pra que se preocupar entao?

    • Gaius Baltar

      O nerd é magrelo. E na boa, mesmo fora de The Big Bang Theory é bem comum nerds pegando gostosas. Como o Cardoso falou em um artigo no Contraditorium, beleza é fundamental, mas bom humor e inteligência por vezes funcionam mais. Mas se o cara é feio, chato e burro, então…

      • Pedro

        “mas bom humor e inteligência” e autismo, autismo não pode faltar

  • Luis Fernando

    Summer Season mostrando o que tem de melhor.

  • Heraldo Hermes

    Sei que uma avaliação honesta de qualquer série precisa ao menos de 3 episódios, mas mal terminei de ver o primeiro e já tinha antecipado a boa decisão de dropar sem medo. Tem aquelas que, de tão ruins, se tornam engraçadas, auto-parodiando-se, de modo quase Sobrenatural, digamos assim… essa com certeza não é uma delas.

    • Eu esperei o terceiro antes de fazer a resenha, ainda bem. O terceiro mostrou que sempre pode piorar.

      • Zalla

        vou ver só pra poder xingar tb…mas tem que pegar no paulo coelho ou tá no netflix?

        • Islan Oliveira

          Creio que não tenha no Netflix já que lá as séries só chegam depois que a temporada terminou de ser lançada no canal em que é exibida.

          • Rodrigo M

            Algumas eles fazem acordos e o episodio fica disponível no dia seguinte após a exibição na TV.

      • Dandalo Gabrielli

        Volta, tem russos e ameaça de guerra nuclear

    • Diego Marco Trindade

      Van Helsing da Netflix tb tá me dando nos nervos…Eu não sei pq ainda me obrigo a ver. Acho que é o desejo de não largar na metade, a esperança de achar que pode melhorar…

      • André Olivério Padilha

        Essa eu larguei.. Tinha potencial, mas fui até onde pude.

  • Resumindo: Mais uma série clichê, medíocre e dispensável.
    Lembrei de Meteor e do Deep Impact também, que se não me falha minha memória, ele também não fugiu muito das leis da física. Armageddon veio no mesmo ano de Deep Impact e selou a escola (com Aerosmith e Liv Tyler porque sim)
    Michael Bay poderia ter continuado a fase, agora..só mechas

    • B4R4O, M.

      Outra série desgraçada da cabeça é Defying Gravity. A série que justifica os cabelos nao ficarem boiando no espaço pelo uso de um spray especial desenvolvido por grandes cientistas…

      E na seara dos filmes eu sofri muito com Interssono, digo Interstellar. Minha suspensão de descrença falhou miseravelmente.

  • cesar m

    Já descobri o que o grande líder tá querendo com seu foguete, ele sabe que está chegando um asteroide e pretende salvar a terra explodindo uma bomba atômica ao lado da pedra desviando-a. Com isso ele ganhará todo crédito que no filme foi pro Bruce Willis, e o Mc donald enfim autorizará a abertura de uma lanchonete na melhor Coreia, sonho do grande líder desde pequeno.

    • Claudio Roberto Cussuol

      E, de preferência, distribuindo brinquedinho com action figure dele mesmo no Mc Lanche Feliz.

  • Cocainum

    Aqui de boa, não assistindo essa bomba, esperando a próxima temporada de The Expanse e me decepcionando com Game of Thrones…

    • Diego Marco Trindade

      Pois é… Acho que tá meio claro a diferença de qualidade entre o material que foi baseado nos livros e o que está sendo produzido após a 6a temporada. Teve alguns momentos legais, mas como conjunto tá uma bagunça.

      O Aranha não sabe de nada, a rainha dos dragões é mimada, uma frota inteira é construída numa noite, um corvo sai do sul rapidinho mas não tem um mensageiro da muralha que chegue a tempo, tem duas frotas navegando no sul que não se encontram…. Tá uma zona esses 7 reinos…

      • Cocainum

        Meu comentário contém spoilers.

        Ainda poderia acrescentar que a frota de Euron é de submarinos, não de navios, pois atacam de surpresa e ninguém percebe, o “exército” dos Lanister que não era nenhuma Brastemp e derrotou os Tyrell rapidamente, a ação óbvia que seria atacar os Tyrell, pois os Lanisters não tinham nem dinheiro nem suprimentos, mas ninguém previu e finalmente, o ataque “surpresa” a Casterly Rock, feito a luz do dia, quando a própria Daenerys já havia feito algo parecido em Essos, mas do jeito certo, ou seja, a noite.

        George R. R. Martin, o que os roteiristas estão fazendo com a sua história?

        • Diego Marco Trindade

          SHAME! SHAME! SHAME! Espero que ele continue nos surpreendendo nos próximos livros, e não nos surpreenda morrendo antes!

  • Dandalo Gabrielli

    Eu confesso, peguei maratona de 5 episódios e estou apaixonado pela Grace Barrows

  • Rosenfeld Matias

    E vim ver se numa das minhas fontes favoritas teria algo sobre esse seriado… que por acaso me recomendaram e disseram que teria uma pegada Fringe. Já achei meio estranho mas ok. Eu deveria ter vindo atrás antes mesmo, assisti de uma vez os 6 episódios e só tenho a dizer que foi uma bela perda de tempo.

    Furos demais, resoluções parecendo milagrosas, personagens com síndrome de rambo ou então não entende o problema da situação, pois bem, que a série nem tenha uma segunda temporada, com esse trama irritante me senti insultado quanto ao compararem ao Fringe, que de Fringe só tem um personagem que aparece no episódio 6.

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis