Photobucket passou a cobrar pelo serviço e bilhões de fotos sumiram da web

photobucket-634x357

Meu primeiro blog na internet foi criado em 2005. Bons tempos em que escrevíamos sobre tudo, fazíamos vários contatos (quem lembra da lista de blogs que os autores seguiam na barra lateral?), participávamos das listas de discussão sobre o assunto (o Cardoso era adorado na lista da Blogosfera) e o adsense dava uma grana até respeitosa. Quase tudo ficou para trás, menos a preocupação em armazenamento de imagens.

Sim, escrevíamos textos que eram recheados de imagens. Muitos não tinham uma hospedagem parruda para aguentar o armazenamento e tráfego gerado pelas imagens, ainda mais se elas tinham uma resolução bacana. Então existiam alguns serviços que armazenavam essas imagens e você fazia um hotlink no seu site. Te livrava do armazenamento e também da banda gasta no tráfego dessas imagens. Existiam alguns serviços gratuitos que faziam isso, em troca de encher sua conta de publicidade. Eu mesmo usei muito o Picasa na época. O Google guardava sua imagem, liberava um link para colar no seu site e você só via algumas propagandas quando entrava em sua conta para fazer o upload.

Um serviço muito famoso que também fazia isso e existe até hoje é o Photobucket. Disse que fazia, pois desde o dia 26 de junho o serviço passou a cobrar uma assinatura anual de seus usuários. A empresa permitia, desde 2003, que seus usuários fizessem o upload gratuito de imagens em seus servidores. São 100 milhões de usuários que já subiram 10 bilhões de imagens para o serviço. A única fonte de receita da empresa era a venda de publicidade que aparece no painel de controle dos usuários enquanto eles fazem upload de suas imagens. O grande atrativo do serviço era a possibilidade de fazer hotlink dessas imagens e utilizar em fóruns e sites.

Porém, verbas para publicidade estão diminuindo e armazenar essa quantidade de dados não deve ser barato. Por conta disso, no dia 20 de junho, a empresa anunciou que estaria cobrando uma anuidade de seus clientes para manter as imagens no ar. Existem vários planos que você pode adquirir com bons espaços de armazenamento, mas a única opção que permite armazenamento e compartilhamento das imagens em site e fóruns é a Plus 500 com 500 GB de armazenamento e banda ilimitada por US$ 399,00 anuais. Uma semana depois a norma entrou em vigor e bilhões de imagens sumiram de sites, blogs e fóruns na internet.

Claro que os usuários chilicaram e se dizem traídos por confiarem no serviço por anos e agora estão sendo chantageados pela cobrança da assinatura. Infelizmente esses são os perigos de colocar todos os seus ovos na mesma cesta e armazenar suas imagens em uma empresa on-line. Um dia as políticas mudam e você se lasca.

Bem vindos ao capitalismo!

Relacionados: , , ,

Autor: Gilson Lorenti

Geógrafo de formação e fotógrafo de coração, comecei a fotografar com 18 anos de idade (antes disso nunca tinha pegado uma câmera na mão). Depois de muito estudo veio a carreira profissional que passou por várias modalidades da fotografia até realmente descobrir o que gosto de fazer. Hoje me dedico ao ensino de fotografia, fotografia Fine Art e Books Fotográficos (gestante, moda, sensual). Tomando emprestado as famosas palavras de Ansel Adams “Quando as fotografias não forem mais suficientes, me contentarei com o silêncio”.

Compartilhar
  • ricms

    usei muito o Photobucket para hospedar fotos que usava nos blogs dos naos 2000 e pouco, aonde os servidores dos blogs aceitavam no max 10k. Vou lá nos meus albuns e ver como estão, faz uns 5 anos que não entro nisso. Mas se pensar que são posts com mais de 10 anos, não vai ter problema estarem com os links quebrados.

  • Deni Carson de Souza

    Não tenho como montar agora, mas no futuro terei minha “nuvem” particular. Não quero deixar meus dados todos com alguém que vá me apunhalar pelas costas. Penso seriamente no Dlink DNS 320, 2 HD de uns 2 TB em mirror já devem me servir por um bom tempo para as fotos e arquivos que não podem ser baixados da internet…

    • PPKX XD ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

      Não dá pra considerar uma nuvem porque você não tem redundância de local ou DR, se cair a internet ou a energia na sua casa já era…. Isso é apenas um storage local com mirror…
      Não acha muito mais barato pagar 40 reais por mês pra ter 1TB numa nuvem de verdade do que gastar nesse equipamento? Isso pensando num Google Drive, mas se forem arquivos estáticos você poderia usar um Amazon S3 que tem custo até menor

      • Gilson Lorenti Fotografia

        não da para colocar todos os ovos na mesma cesta. Vc tem o armazenamento na nuvem e mais uns 2 junto com você. Infelizmente essa é a realidade. Todo mundo que apostou em um serviço desse na nuvem se lascou com mudanças de planos e cobranças não previstas. Esse Dlink é bacana. Tenho 1 no estúdio e 1 em casa. Acesso os arquivos em qualquer lugar e faço o backup de qualquer lugar. Uso apenas para clientes que estão com trabalhos ainda não entregues. Os finalizados estão em outros HDs. Agora vou pegar os mais antigos, que não tenho mais obrigação de ficar guardando, e colocar em BDs 🙂

        • PPKX XD ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

          É, essa parte de liberar espaço é a mais chata… Tive muito problema com coisas pessoais em DVD, tinha um drive LG que gravava tudo com problemas, e só ele lia, demorei a perceber, passei a rodar testes pós gravação em todas mídias, hoje só uso nuvem, mas só pra coisas pessoais mesmo. Muita gente usa os time-capsule da Apple, dizem que é todo automático, não sei se é melhor ou não.

      • Deni Carson de Souza

        Sei que não é uma nuvem, por isso coloquei entre aspas. Entendo que quem quer acesso aos seus arquivos em qualquer lugar, pagar por um serviço de cloud pode ser a melhor opção. Mas para as minhas necessidades, o que preciso é de um “sistema automático de backup com redundância” (acho que este termo define melhor a minha necessidade), se houver uma queda momentânea, paciência. Mas não quero depender de uma empresa que possa vir a sequestrar minhas fotos e documentos.
        Músicas, jogos e filmes quer legais ou ilegais estão disponíveis aos 4 cantos da internet.

        • PPKX XD ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

          Entendi… mas confio nas empresas as quais eu pago pelo serviço (elas não vão sequestrar nada) e são só besteiras pessoas minhas mesmo, nada profissional, encaro como um backup mais seguro e que me livra de ter que comprar disco pra guardar localmente, pra um profissional de fotografia acho que é uma solução boa ter tudo local num storage confiável.
          No meu caso de profissional de TI, prefiro pagar por um serviço especializado para armazenar código-fonte, por exemplo, fazer builds, até porque estes serviços especializados oferecem mais do que simplesmente armazenar, no caso pra fotos, por exemplo, oferecem serviços de impressão, renderizações automáticas, um seletor para o seu cliente escolher o que quer gravar ou colocar num álbum, e por aí vai…

          • Deni Carson de Souza

            Bem por aí, cada necessidade pode ser atendida de modo mais especializado….

    • ochateador

      Aluga um servidor web.
      Instala um gnu/linux bem puro para usar pouca ram.
      Compra um dominio.
      Configura o dominio no servidor.
      Crie um diretorio publico para compartilhar as imagens.
      Seja feliz gastando menos de 40 reais por mês, caso você seja bem afiado em linux dá para fazer isso por 20 reais pra baixo.

      • Ainda não achei um hosting que te permite usar como hospedagem de dados pessoais.

        • ochateador

          Defina melhor “hospedagem de dados pessoais.”

          • É o que está no contrato. As empresas entendem como for conveniente… Usei meu server pra backup uma vez porque ia formatar meu laptop e logo em seguida eles mandaram e-mail falando que tenho 48 horas pra tirar ou eles iam deletar por conta própria. Como era tempo suficiente pra mim não preocupei em ver se tinha alguma solução a longo prazo

  • Tava vivo ainda, o site?

  • Cocainum

    Nada contra cobrar por um serviço, mas dar apenas SEIS dias entre o aviso e o “desaparecimento” das fotos não é um prazo meio curto, não?

    • Gilson Lorenti Fotografia

      também achei. Tanto que a maior parte dos sites de fotografia só noticiou a coisa depois que aconteceu. não deu tempo nem de reclamar.

  • Photobucket ainda existe?? Quando frequentava fóruns era só ele, simplesmente funcionava.
    O mundo capitalista dá voltas.
    Só imagino o caos quando o Imageshack e o Imgur copiarem o concorrente.

    • Zé Carioca

      Última vez que entrei no imageshack tinha umas frescuras de ter que registrar pra upar imagem, fechei e fui pra outro

    • ochateador

      Imageshack tem limite bem miserável para contas gratuitas.

  • T Soares

    Isso explica porque tem tantos anúncios do Mercado Livre com imagens faltando. Parece que o pessoal usava bastante o Photobucket por lá.

    PS. saudades do tempo que a gente dava muita risada com os ataques de pelanca e rage quits mensais do Cardoso na lista da Blogosfera 🙂 🙂 🙂

    • Gilson Lorenti Fotografia

      eu adorava essas tretas naquela lista 🙂

  • Imageshack fez a mesma coisa. Todas minhas fotos de quando eu jogava Tibia e escrevia sobre minhas aventuras em um fórum obscuro, se foram. Não as tenho mais e a nuvem foi-se embora com as restantes 🙁

  • Léo Simas

    Ou seja, o site te ajuda por 14 anos não te cobrando nada e quando eles precisam de dinheiro, eles que são os traidores ?

  • Moisés Freire

    ImageShack fez isso a um tempo atras e fodeu meio mundo.

  • Pingback: Photobucket passou a cobrar pelo serviço e bilhões de fotos sumiram da web | Notícias Legais()

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis