Photobucket passou a cobrar pelo serviço e bilhões de fotos sumiram da web

photobucket-634x357

Meu primeiro blog na internet foi criado em 2005. Bons tempos em que escrevíamos sobre tudo, fazíamos vários contatos (quem lembra da lista de blogs que os autores seguiam na barra lateral?), participávamos das listas de discussão sobre o assunto (o Cardoso era adorado na lista da Blogosfera) e o adsense dava uma grana até respeitosa. Quase tudo ficou para trás, menos a preocupação em armazenamento de imagens.

Sim, escrevíamos textos que eram recheados de imagens. Muitos não tinham uma hospedagem parruda para aguentar o armazenamento e tráfego gerado pelas imagens, ainda mais se elas tinham uma resolução bacana. Então existiam alguns serviços que armazenavam essas imagens e você fazia um hotlink no seu site. Te livrava do armazenamento e também da banda gasta no tráfego dessas imagens. Existiam alguns serviços gratuitos que faziam isso, em troca de encher sua conta de publicidade. Eu mesmo usei muito o Picasa na época. O Google guardava sua imagem, liberava um link para colar no seu site e você só via algumas propagandas quando entrava em sua conta para fazer o upload.

Um serviço muito famoso que também fazia isso e existe até hoje é o Photobucket. Disse que fazia, pois desde o dia 26 de junho o serviço passou a cobrar uma assinatura anual de seus usuários. A empresa permitia, desde 2003, que seus usuários fizessem o upload gratuito de imagens em seus servidores. São 100 milhões de usuários que já subiram 10 bilhões de imagens para o serviço. A única fonte de receita da empresa era a venda de publicidade que aparece no painel de controle dos usuários enquanto eles fazem upload de suas imagens. O grande atrativo do serviço era a possibilidade de fazer hotlink dessas imagens e utilizar em fóruns e sites.

Porém, verbas para publicidade estão diminuindo e armazenar essa quantidade de dados não deve ser barato. Por conta disso, no dia 20 de junho, a empresa anunciou que estaria cobrando uma anuidade de seus clientes para manter as imagens no ar. Existem vários planos que você pode adquirir com bons espaços de armazenamento, mas a única opção que permite armazenamento e compartilhamento das imagens em site e fóruns é a Plus 500 com 500 GB de armazenamento e banda ilimitada por US$ 399,00 anuais. Uma semana depois a norma entrou em vigor e bilhões de imagens sumiram de sites, blogs e fóruns na internet.

Claro que os usuários chilicaram e se dizem traídos por confiarem no serviço por anos e agora estão sendo chantageados pela cobrança da assinatura. Infelizmente esses são os perigos de colocar todos os seus ovos na mesma cesta e armazenar suas imagens em uma empresa on-line. Um dia as políticas mudam e você se lasca.

Bem vindos ao capitalismo!

Relacionados: , , ,

Autor: Gilson Lorenti

Geógrafo de formação e fotógrafo de coração, comecei a fotografar com 18 anos de idade (antes disso nunca tinha pegado uma câmera na mão). Depois de muito estudo veio a carreira profissional que passou por várias modalidades da fotografia até realmente descobrir o que gosto de fazer. Hoje me dedico ao ensino de fotografia, fotografia Fine Art e Books Fotográficos (gestante, moda, sensual). Tomando emprestado as famosas palavras de Ansel Adams "Quando as fotografias não forem mais suficientes, me contentarei com o silêncio".

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis