Ops… destroyer americano bate em cargueiro no Japão e quase afunda

170616-uss-fitzgerald-collision-ac-804p_b6fd36b9183c6be82702d3de26edb3c2.nbcnews-ux-2880-1000

Como a Sandra Bullock bem sabe, situações envolvendo navios grandes podem rapidamente acabar em tragédias. Achamos que por sua pouca velocidade navios não causam grandes danos em colisões, mas Newton como sempre fala mais alto. F = m × a, a Força é a mesma se for uma massa de 1 kg a 10 m/s² ou uma massa de 10 kg a 1 m/s². E um navio pode ter massa de centenas de milhares de toneladas.

O efeito colateral disso é a inércia monstruosa, navios realmente grandes precisam de mais de 1 km para parar completamente, isso com os motores ao máximo, em passo revertido. Quando você desloca mais peso que um porta-aviões da Segunda Guerra, nem com propulsores consegue evitar a desgraça, se só se tocar na última hora.

Por isso marinheiros odeiam navegar em portos e em regiões apertadas e vias muito frequentadas, como o Golfo Pérsico. O Estreito de Ormuz, por onde passa boa parte de todo o petróleo do mundo tem menos de 40 km de largura. Gibraltar, 15 km. usando um desses sites de rastreio de embarcações, dá pra ver que o Golfo Pérsico é um engarrafamento só.

engarrafamento

A costa do Japão também é um lugar muito movimentado, principalmente nas proximidades de Tóquio, e foi lá que aconteceu o acidente com o USS Fitzgerald. Mais precisamente na região da Península de Izu.

izu

Às 02:20 da madrugada do dia 17 de junho ocorreu um embate desigual. De um lado o USS Fitzgerald:

uss-fitzgerald

É um destróier classe Arleigh Burke, com 6.900 toneladas de deslocamento, 154 m de comprimento, velocidade acima de 60 km/h e comissionado em 1995.

Do outro lado, o ACX Crystal:

photo_9360611_a

É um cargueiro de containers, japonês de bandeira filipina, lançado ao mar em 2008, velocidade máxima de 50 km/h, 222,6 metros de comprimento e capacidade de carregar 2.858 containers, deslocando 40 mil toneladas.

Os dois se beijaram no meio da noite, o que é incomum mas não é raro. Excesso de alvos no radar torna a navegação confusa, mudanças de rota nem sempre são percebidas e no final das contas a última linha de defesa são os vigias. Só na ponte há seis pessoas 24/7 observando o mar, fora os em outros postos, mas neblina, noites sem Lua e cansaço geram erros.

Claro, dependendo do domingueiro ao leme esses hagadas acontecem em plena luz do dia:


9,999,998 views — Cargo Ship Collision

No caso em questão os danos foram feios. Não tanto no ACX Crystal:

ujcelka

Já o Fitzgerald apanhou feio.

170617023512-uss-fitzgerald-damaged-super-tease

A paulada atingiu o Fitzgerald a estibordo da superestrutura, destroçando o radar SPY, sala de rádio, alojamentos da tripulação e os aposentos do comandante Bryce Benson, que foi ferido com a colisão, a ponto de ser evacuado por helicóptero para o Japão.

Os danos são consistentes com uma manobra de emergência, aparentemente algum vigia percebeu tarde demais, e nem os 100 mil hp das quatro turbinas do Fitzgerald conseguiam evitar a colisão.

Os compartimentos começaram a fazer água, as portas estanques foram fechadas e no final sete marinheiros estavam desaparecidos. Buscas foram feitas no mar mas mergulhadores acharam os corpos nos compartimentos inundados.


iBankCoin.com — Aerial Footage Of USS Fitzgerald After Collision With Philippine Container Ship

Por um tempo achou-se que o USS Fitzgerald afundaria, mas a mania quase neurótica da marinha americana em treinar controle de danos mostrou-se justificada, e enquanto um oficial monitorava os alertas de alagamento e controlava os tanques de lastro para manter o navio equilibrado, os grupos de emergência corriam para isolar ligações elétricas, fechar válvulas e redirecionar sistemas.

Após algumas horas o Fitzgerald estava salvo… mas além da irreparável perda de 7 tripulantes, passará pelo menos um ano no estaleiro. Um navio a menos para o Grande Líder se preocupar.

Quanto ao ACX Crystal, nada que uma visita ao Martelinho de Ouro e  uma demão de tinta não resolva.

acx-crystal

O que acabou mesmo é a carreira do comandante Benson. Esse só vai comandar uma mesa, se der sorte. Esse tipo de acidente não pode acontecer. Não há justificativa. Explicação sim, justificativa não.

Fonte: War is Boring.

Relacionados: , , , , ,

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e promover seus últimos best-sellers O Buraco da Beatriz e Calcinhas no Espaço.

Compartilhar
  • Victor

    tem seguro ou cada um paga o seu?

    • André K

      Boa

    • Luiz Claudio Eudes Corrêa

      Finalmente alguém fez a pergunta certa!

    • Goodtimes

      Mesmo se tiver seguro, a franquia deve ser bem salgada…

    • Hozanan Sousa

      Se for igual seguro de veículos, creio que vão apurar de quem foi a culpa, acredito que alguém errou. Mas não sei como isso é feito em águas internacionais.

  • Cocainum

    Só pode ser coisa de japonês comunista…

  • Rodrigo Cavalcante da Silva

    Cardoso, só uma repetiçãozinha aqui: “Por isso marinheiros odeiam navegar em portos e em regiões apertadas como portos e vias muito frequentadas, como o Golfo Pérsio.”

    • Christian

      Correto. Mas “Pérsico” também já está consagrado pelo uso.

      • Rodrigo Cavalcante da Silva

        Eu me referia a portos…

        • Christian

          Você tem toda razão. Só agora entendi. 😅

  • Hemeterio

    O comandante do Essex teve o navio afundado por um cachalote. Inspiracao pra Moby Dick e tal, como contado no livro coracao do mar, se n me engano. O capitao sobreviveu, e deram outro navio pra ele comandar. Acharam q ter o barco afundado por uma baleia era forcar a barra da competencia, ta mais pra ira dos deuses ou algo mais imponderavel. Pois bem, entao esse segundo navio afundou tb. Aí ja era demais: ele virou vigia de barracao em Nuntucket.

    • Gui

      O navio foi afundado por um cachalote, sendo que parte dos sobreviventes aportaram numa ilha no meio do caminho e outros dezoito continuaram à deriva, o capitão incluso. Destes últimos apenas seis restavam após serem resgatados. O motivo: canibalismo entre os náufragos.

  • jairo

    Realmente. . muitos estavam dormindo

  • Daniel Silva

    podemos considerar isto um ponto para o lider da melhor coreia?

    • Christian

      Podemos. Mas como ele já começa uns 1000 pontos negativos em relação aos EUA, então acho que isso não muda muito as coisas. 😅

  • Jean Argenta

    A Força não é a mesma se for uma massa de 1 kg a 10 m/s ou uma massa de 10 kg a 1 m/s, a relação é força = massa x ACELERAÇÃO, não velocidade.

    • Daniel Pasturchak

      A saída é falar que foi ironia e dar uma semi-risada

      • Raposão do Ártico 🦊

        e usar 2 k’s

        kk

    • Calma, deixa ver se entendi
      F = força
      m = 1 kg
      a = 10m/s^2
      F = 1 * 10 == F=10

      é diferente de

      F = força
      m = 10 kg
      a = 1 m/2s^2
      F = 10 * 1 == F = 10

      Explica isso aí champs. E sim eu misturei unidades, não importa.

      • Jean Argenta

        No texto não tá m/s², tá m/s, que é unidade de velocidade, se tua intenção era escrever m/s² é só corrigir ali.

        • Wilter Monteiro

          Quando o navio se choca há força, pois temos impacto. Fora que um errinho de unidade não justifica esse estardalhaço todo. Se fossemos ser precisos fisicamente falaríamos de choque (e até um meteoro sendo desviado pela terra sofre um choque, fisicamente falando) e quantidade de movimento, que é desnecessário pro texto. Não sou cardosete mas acho que tu pegou um pouco pesado… rsrsrs

        • Corrigido, tks.

      • Daniel Pasturchak

        Tu acabou de provar que m*a é igual a a*m.
        E tu tava falando sobre velocidade, ficaria bem estranho mesmo alterando a unidade pra m/s²
        Enfim.. ironia, semi-risada.. melhor saída

        • Chicken Little

          Eu li m*a como ‘merda’. Muita internet e pouca física na minha vida 🙁

        • Wilter Monteiro

          Rsrs.. entendo o que tu diz. Os textos dele são muito bons, mas aí tem um erro, alguém corrige, vem uma cardosete e diz que quem corrigiu é burro e que não entendeu a “ironia”. Ou seja, o cara é intocável. Ele mesmo não incentiva isso. Mas nesse caso, da pra entender o que ele disse. Se fossemos ter rigor em cada texto, ia ficar chato pra caramba.

      • Vinicius Zucareli

        A melhor explicação seria dizer que que ele desacelera em 0,1 s na colisão (razoável).

        o de 10 kg desaceleraria 1 m/s em 0,1 s; 10 m/s²
        o de 1 kg desaceleraria 10 m/s em 0,1 s; 100 m/s²

        10*10 = 1*100

        Problem solved.

      • A bem da verdade, aceleração é variação de velocidade. Se a velocidade é constante, a = 0.

        O que temos aí é quantidade de movimento: Q = m*v

        • J’onn J’onzz

          É isso aí.
          O “bizú” para analisar colisões é quantidade de movimento e não força.

          • Carter Mario

            Realmente. A análise correta e bem mais clara é a quantidade de movimento. Isso mostra que os dois exemplos possuem a mesma Q.D.M

        • Wilter Monteiro

          Acho que seria na verdade energia cinética que conta, que é a integral da quantidade de movimento. E a celebração aparece no choque dos dois navios.

    • Corrigido.

  • ochateador

    Parece que a ancora do cargueiro acertou o destroyer.
    É isso ?

  • q viagem… como isso foi acontecer??

    • Raposão do Ártico 🦊

      dois corpos não ocupam o mesmo espaço

      • Cocainum

        Diga isso para as empresas de ônibus…

  • André Luiz

    Lá no blog do poder naval os especialistas ficaram bolados com esse acidente, a conclusão foi que
    ” as vezes o indivíduo ta louco na droga”

  • Felipe Torrezini

    Ou o capitão do destróier achou-se importante demais para desviar de um cargueiro. Igual aquela piada do capitão do porta aviões estadunidense ordenando que o faroleiro espanhol desviasse seu curso.

    • Zalla

      Vc leu o texto? Aparentemente tentaram desviar…

      • Felipe Torrezini

        Li e interpretei. “….APARENTEMENTE algum vigia percebeu tarde demais”. Enquanto não sair a conclusão da perícia, é apenas uma suposição do Cardoso. Minha suposição é que se a manobra foi executada tarde demais é porque o capitão contava com a iniciativa do cargueiro.

        • kleber peters

          E a parte do “A paulada atingiu … e os
          aposentos do comandante Bryce Benson, que foi ferido com a colisão…” Ele estava nos seus aposentos, provavelmente em seu momento de descanso. Ele não contava com nada a não ser uns 30 minutos de sono.

          • Felipe Torrezini

            Esse detalhe somente corrobora minha suposição. O capitão fixou uma coordenada em linha reta e dormiu tranquilo confiante de que todos os outros navios desviariam de suas rotas para sair do caminho de uma embarcação de guerra da poderosíssima marinha dos EUA.

    • Zeb Uceta

      Qualquer marinheiro sabe que um cargueiro simplesmente não teria como desviar. No mar, quem tem a preferência é sempre o que tem a menor capacidade de manobra.

  • Pingback: Ops… destroyer americano bate em cargueiro no Japão e quase afunda | Notícias Legais()

  • Othermind

    O fitzgerald pelo menos tentou fazer algo ou é como aquele animal que nao tem predador e dorme tranquilo pq tem certeza que nada vai acontecer com ele?

  • Marcogro®
  • Dandalo Gabrielli

    Curiosidade, a fragata tem deslocamento de 1/5 do navio 7 contra 40 toneladas e ainda tem 70 metros a menos. E a velocidade maxima do cargueiro é 50 e a da fragata pouco mais de 60!!!! Poxa é uma relação volume vs velocidade bem ruim para a fragata… não podia ter motor melhorzinho, não?

  • Rafael de Moura

    Que azar! o Comandante recebeu o comando do navio em maio de 2017, sendo o segundo no comando de novembro de 2015 ate maio de 2017

  • caio.

    Martelinho de ouro? Um pouquinho de cera e tá novo em folha.

  • Dionir Silva

    Da verdade mesmo a massa não importa, mas o Palmeiras não tem Mundial.

  • B4R4O, M.

    Acho bacana esses textos do Cardoso que envolvem brinquedos de guerra mas confesso que entendo muito pouco do assunto. Dito isso essa Fragata nao deveria ter um TCAS ou algo equivalente pra apitar “Alerta de Proximidade”? Como podem nao ter automatizado saporra?
    Outra coisa que li foi que o maior estrago foi por conta daquela estrutura dianteira do cargueiro que fica debaixo dágua, tipo uma piroca de navio. Foi isso que arregaçou o Fitz até “fazer água”

  • Antero Coelho

    Pra mim, simples mortal…seria simplesmente incompreensível uma prancha de surf se aproximar de uma navio de guerra sem ser notado…
    Ainda mais um mostro de navio de carga…

  • Marcoscs

    fiquei tanto tempo vendo o site do marine traffic que esqueci de ler o resto do post :V

  • Felipe Braz

    Kct, até nos dias de hoje tem gente que fica 24/7 no caralho pra gritar “navio a vista!!”

  • Guzats
  • Quando você desloca mais peso que um porta-aviões da Segunda Guerra, nem com propulsores consegue evitar a desgraça, se só se tocar na última hora.

    A pessoa não sabe segurar um celular com câmera, fica botando o dedão na lente o tempo todo!!!!! XD

  • Tássio Brunelli

    RIP RIPEAM… E o(s) boy(s) que tava(m) de vigia-do-mar só deve(m) tomar uma cadeia eterna agora…

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis