ad

Google e Facebook cortam grana de ads dos sites com notícias falsas

ads

Embora o The Onion ou o Sensacionalista sejam sites muito divertidos, tanto o Google quanto o Facebook nunca foram com a cara deles e de outros sites por um simples motivo: veiculação de notícias falsas gera ruído, principalmente quando muita gente compra as manchetes como fatos reais, por mais absurdas que sejam. Ainda assim ambas nunca tomaram maiores atitudes para restringi-las e todas continuavam veiculando ads normalmente, fazendo uma graninha e se mantendo.

Só que isso acabou. Após serem acusadas de influenciarem o resultados das eleições presidenciais dos EUA, Google eFacebook implantaram medidas para cortar totalmente as receitas de sites e páginas que veiculam notícias fabricadas.

Ambas anunciaram as mudanças entre segunda e terça-feira. O Google foi o primeiro, através comunicado à agência AFP informa que está trabalhando em uma atualização de suas políticas de publicação, de modo a “começar a proibir as publicidades do Google nos conteúdos enganosos, como proibimos a publicidade enganosa”. Note que Mountain View não pretende mexer no algoritmo de busca e reduzir o destaque que tais páginas recebem (é possível que isso mude), mas em breve quem vive de escrever notícias falsas, não importa o conteúdo delas não poderá mais veicular ads da plataforma AdWords e consequentemente, não ganhará mais nenhum tostão.

O Facebook, que vem tentando tirar o seu da reta sobre seu papel na eleição de Donald Trump vai pelo mesmo caminho. A rede social já modificou seus Termos de Serviço de modo a inibir a publicação de notícias fabricadas cortando a grana do Facebook Advertising, também não influindo (por enquanto) no alcance das mesmas junto aos usuários:

Nós não incluímos ou não mostramos anúncios em aplicativos ou em sites cujo conteúdo é ilegal ou enganoso, incluindo as informações falsas (…). Até agora estava subentendido, mas atualizamos nossas  políticas para expressar claramente que isso se refere às noticias falsas. Nossa equipe continuará monitorando todos os editores potenciais e os que já existem para garantir que cumpram com essas diretrizes”.

Embora não haja nada claro quanto a conteúdo de páginas e sites humorísticos (a meta é priorizar notícias falsas que se passam por verdadeiras, como muitas veiculadas durante a campanha eleitoral norte-americana), a posição tomada por ambas companhias dá a entender que mesmo eles entrarão na dança. O que é compreensível, tanto o Google quanto o Facebook precisariam mais cedo ou mais tarde passar a filtrar informações verdadeiras do ruído restante, até porque esse é o próximo Eldorado a ser descoberto.

Isso tem o potencial de abalar profundamente parte da mídia que se alimenta de notícias falsas, desde as prejudiciais às inócuas e engraçadinhas. Sites que vivem de rumores e fofocas também vão entrar na dança? Pode ser até que haja uma curadoria destacada para filtrar o que é perigoso do que não é e se focar nos primeiros mas sinceramente, por que Google e Facebook se dariam ao trabalho? É muito mais fácil tirar o dinheiro dos ads de todo mundo e o pessoal que se vire.

Fonte: The Wall Street Journal, aqui e aqui (paywall).

Relacionados: , , , , , , , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Um cara normal até segunda ordem. Além do MeioBit dou meus pitacos eventuais como podcaster do #Scicast, no Portal Deviante.

Compartilhar
  • Pancho, solo Pancho

    FDP mode ON

    Coitado do giz, vai ficar sem receita agora…

    • Ed. Blake

      Que receita?

      A pouca que tinha eles vão ter que usar pra parcelar a girombada que o Hulk Hogan deu na Gawker.
      Gizmodo não demora a virar história de qualquer jeito.

  • André Luiz

    A fatos desconhecidos e qualquer site de conspiração iluminati/marxista/globalista/reptiliana flamenguista/abortista também

  • Diogo

    Interessante que não consigo não pensar que isso está relacionado com o fato de Donald Trump ter sido eleito (o vilão favorito das empresas de mídia e imprensa hoje em dia), o que me faz pensar: se a Hillary tivesse sido eleita, Google e Facebook estariam adotando essas medidas?

  • Diego Marco Trindade

    Finalmente alguma notícia boa, o mundo ainda tem salvação, apesar de estarmos a 1 min da meia-noite.

    Ainda assim, the Onion e Sensacionalista devem entrar como páginas de humor, e não de notícias.

    • achsanos

      O problema do Onion e do Sensacionalista é como as notícias o humor deles é ventilado e absorvido depois, como sempre o fator leitor contando muito; vamos ver quão baixo esse tal facão do Google/Facebook vai passar.

    • Eles nunca disseram que são sites de notícias. São os retardonautas que acham que eles são.

  • Ed. Blake

    E aqueles anuncios do Google ADs que adoram ajudar as pessoas a se livrarem de “ameaças invisíveis”?
    Quando companhias como a HAO123, Baidu e PSafe e outras chinesas serão punidas por este tipo de AD que em uma minoria de vezes te redireciona para a Play Store pra instalar o antivírus deles?
    https://uploads.disquscdn.com/images/277e598bae87f8bf6e2cad0ea505431b2f461f61e656013150c21781d503e505.jpg

    • poeiradasestrelass

      Acho que isso não é do google… só usam imagens para persuadir.

    • pablolupercio

      É por isso que não curto navegar no Smartphone. É terrível isso ai

      • Gaius Baltar

        Navego praticamente 100% do tempo em dispositivos móveis e nunca vi nada disso. Talvez o problema não seja o smartphone em si e sim o sistema que ele utiliza.

        • Gabriel De Oliveira Rohden

          nope, o problema são os sites, a unica coisa que eu reclamaria é o controle de vibração por sites, isso eu não concordo no android (o site devia pedir permissão pelo chrome)

          • Ed. Blake

            Sem falar que é impossível você fechar somente a aba do anuncio sendo obrigado a fechar o navegador.

          • Gabriel De Oliveira Rohden

            como impossível?a aba é so clicar, e fechar(no chrome do android ao menos) o impossível é voltar no pelo histórico, porque esses malditos conseguem fazer um redirecionamento filho da p*ta

          • A primeira vez que abri um desses eu tomei um cagasso… Essa coisa do telefone vibrar é uma merda.

          • Gaius Baltar

            Nao costumo usar Android e Windows para navegação web, mas depois do seu comentário fui testar e verifiquei que você tem razão, Gabriel. É uma invasão de pop-iOS para todos os lados, tanto no smartphone Android quanto no tablet com Windows.

          • Daniel Belini

            Firefox com uBlock Origin resolvem seu problema.

          • Gaius Baltar

            Não tenho problema. Usei Android e Windows para navegar só como teste.

          • Daniel Belini

            Não tem problemas com Android mas com os Cylons tem?

          • Gaius Baltar

            Nunca! Adoro cylons.

          • Tom

            Parar de querer baixar rom, ver revistas e vídeos “educativos” que são pagos também resolve, e não precisa instalar nada

          • Daniel Belini

            Cara, propagandas aparecem em todos os sites.
            Não consigo navegar sem os bloqueadores de propaganda, economiza banda e tempo.

          • Tom

            Só vejo mal em propaganda que tira a atenção do conteúdo principal, tipo essa porcaria de banner tem (ou tinha) no rodapé do meiobit
            Essas propagandas que bloqueiam a navegação só vi em sites educativos.

          • Daniel Belini

            Eu já sou mais “ingnorante”, bloqueio todas propagandas.

      • Ed. Blake

        Triste mesmo isso aí.
        AdAway no Android resolve.
        Só precisa de Root.

        • Gabriel De Oliveira Rohden

          se bem me lembro o lucky patcher tem um bloqueador de ads sem precisar de root

    • Gustavo Bandoni

      Sinto muito te falar mas esse anuncio nao é do google é vinculado geralmente a adtthis que anuncia qualquer coisa , desde que vc paga

      • Ed. Blake

        Dessa eu não sabia.
        Eu uso o adaway e não vejo mais estas coisas mas é sofrido ter que falar pros amigos fecharem o navegador e reiniciarem a navegação quando virem estes tipo de coisa.

        • Gustavo Bandoni

          É a melhor coisa a se fazer . O meu Chrome eu deixo agregadas as abas dentro do app (o padrão atual é cada aba aparecer como uma tarefa separada no gerenciador de tarefas) ai aparece um ad desses eu clico no seletor das abas e fecho

          • Ed. Blake

            Eu sempre prefiri as abas não agregadas mas não tenho como voltar com isto desde que o modo de abas agregadas foi implementado por padrão (aqui não aparece o switch pra eu ativar e desativar mesmo estando na versão mais atual do Chrome).

    • Android é uma bosta mesmo.

    • ricms

      não conheço. Uso iOS/OSX.

  • Lucas Ambrosio

    Vamos raciocinar:
    Eu faço parte da comissão de campanha de um candidato, resolvo começar a repercurtir noticias falsas sobre o meu candidato e também sobre o adversário.
    Crio várias páginas e pago para o Facebook disseminar as postagens para mais pessoas.
    Não vou ganhar dinheiro com as postagens através do Facebook.

    Perguntas:
    Será que realmente eu queria ganhar dinheiro através do Facebook com as postagens?
    Vou continuar podendo postar mentiras da mesma forma no Facebook?
    Essa porra vai mudar alguma coisa?

    O que quero mostrar é que:
    OU essa atitude do Facebook não tem nada a ver com as eleições
    OU realmente tomaram a atitude por causa das eleições mas ela não vai nem tapar buraco.

    • Juan Castro

      Pelo menos o facebook já não vai “dar dinheiro” pra essa gente, já é um grande passo.

  • Se cortar dos sites com notícias irrelevantes, Gizmodo e uma penca de outros tão fodidos… =P

    • ricms

      sinto uma magoa no ar…

  • poeiradasestrelass

    O autor do texto errou ao colocar o The Onion e o Sensacionalista no mesmo saco de sites de notícias falsas comuns. Os dois rimeiros são sites de humor e se definem assim. Os outros que noticiam coisas falsas para enganar pessoas são muito distintos.

    • Por isso que eu disse abaixo que não está claro se eles serão incluídos, mas a rigor sim: são sites de notícias falsas, pouco importa que sejam de cunho humorístico.

    • Juan Castro

      Acho que eles não deixam TAO CLARO assim

  • bruno torrente

    Meu medo é que o algorítimo usado para determinar a admissibilidade do conteúdo poderá punir sites que fazem o trabalho de desmascarar essas mentiras como e-farsas.

  • Celso F. Trucolo

    Vão também cortar a grana dos ads da mídia oficial que favoreceu imensamente um dos candidatos, chegando a distorcer e omitir fatos?

    • Distorcer e ocultar pode. 2018 é o ano do Bolsonaro.

  • Vinicius Zucareli

    Desculpa, mas eu não sei se posso confiar no google, que foi ostensivamente acusado de apoiar a Hillary manipulando seu algoritmo de busca http://www.zerohedge.com/news/2016-08-28/google-censoring-search-results-protect-hillary , do Facebook ter sido acusado de censurar consevadores https://www.theguardian.com/technology/2016/may/09/facebook-newsfeed-censor-conservative-news , de até a própria mídia esquerdista fazer um mea culpa de que foi altamente pró-Hillary http://www.cbsnews.com/news/commentary-the-unbearable-smugness-of-the-press-presidential-election-2016/ , vocês acham que é uma boa idéia que esses veículos “filtrem” (através do dinheiro) as notícias? Sério mesmo?

    Até o YouTube está sendo usado como arma contra a “direita” http://www.dailywire.com/news/9900/youtube-restricting-conservative-videos-prageru-james-barrett .

    Afinal, se os donos dessas duas empresas estavam apoiando a campanha da Hillary, oficialmente e extra-oficialmente http://qz.com/823922/eric-schmidt-played-a-crucial-role-in-team-hillarys-election-tech/ , http://www.cbsnews.com/news/facebook-co-founder-gives-20-million-to-hillary-clinton-democrats/ , e muito, muito mais.

    Então, os únicos que vão poder passar nesses filtros serão publicações como o New York Times, que OFICIALMENTE apoiaram a Hillary Clinton? http://www.nytimes.com/2016/09/25/opinion/sunday/hillary-clinton-for-president.html?_r=0 ?

    Eu tenho um pequeno problema com essas atitudes.

    • Em países decentes, não há necessidade de “neutralidade” da mídia.

      • Vinicius Zucareli

        Eu também acho que não há necessidade de neutralidade.

        Inclusive acho que o Google o Facebook podem bloquear todas as notícias positivas do Trump, de conservadores e tudo o mais que eles quiserem.

        Só acho imoral e criminoso eles fazerem isso e depois dizerem que estavam censurando “mentiras”, quando na verdade estavam censurando pontos de vista que não concordam com as ideologias deles.

    • A mídia por aqueles lados é claramente parcial, assim como a CNN é pró democratas, a FOX é pró republicanos. E são abertamente parciais.
      A questão aqui são notícias falsas, e não apoio a um ou outro partido.

    • Juan Castro

      Sempre dizem isso, será que da pra confiar?Já cansei de ver esse supostos “apoios”…

  • Antonio Azevedo

    Acho que até Porta dos Fundos vai entrar nessa…

  • Matheus Filipe

    RIP Gizmodo.

  • Então quer dizer que The Onion, Sensacionalista, G17, Diário Pernambucano e outros vão ter que pagar por conta dos retardonautas que ligam o computador e desligam o cérebro?

    • Juan Castro

      Mas eram esse mesmo que geravam uma receita absurda pra eles…

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis