ad

Rússia exige que Google, Facebook e Twitter armazenem dados no país

vladimir-putin

Vladimir Putin está trabalhando duro para fazer com que a Mãe Rússia volte a funcionar nos moldes da extinta URSS. O ex-KGB (eu sei, não existe tal coisa) deseja manter o controle da informação de seu país com mão de ferro, e as últimas medidas tomadas pelo Kremlin mostram isso. Agora a mais recente lei assinada pelo presidente russo, que visa obrigar empresas de internet e se submeterem ao escrutínio dos censores está entrando em ação.

Assinada em julho por Putin, a lei prevê que empresas de serviços web sediadas no país sejam obrigadas a armazenar dados dos cidadãos russos em datacenters locais, bem como outras medidas de modo a manter o controle de toda informação que circula pela rede russa. Estava na cara que muito em breve empresas que não usam servidores russos como Google, Facebook e Twitter iriam sofrer represálias, e não deu outra: segundo reportado pelo site Izvestia na última sexta-feira, as três companhias foram notificadas pelo Roskomnadzor, o órgão regulatório de telecomunicações da Rússia de que ela devem se registrar como “organizadores de informação”, e por isso deverão por força da lei armazenar seus dados localmente. Serviços locais como Mail.ru, VKontakte e Yandex também foram notificados e terão igualmente que se submeter à vontade do governo russo.

Só que não para por aí: a Rússia entende que como ambas empresas fornecem serviços a russos que devem se submeter à lei dos blogueiros, elas devem expressar oficialmente que apoiam a medida e muito provavelmente trabalhar junto com o Kremlin para evitar que ideias subversivas sejam compartilhadas pelos usuários de seus serviços. É o tipo de coisa que ninguém queria mas que Putin está forçando goela abaixo na população.

Se antes havia alguma suspeita, agora fica claro que a Rússia fará de tudo para censurar e controlar a internet do país, impedindo que ideias consideradas subversivas ou que possam manchar a imagem do país ou de Putin não serão tolerados, e com a lei as empresas de internet que desejem permanecer trabalhando lá devem ou aceitar se submeterem ou então puxar o carro. Não está claro se Google, Facebook, Twitter ou qualquer outra empresa serão obrigadas a monitorarem seus usuários e passar o que o governo considerar nocivo para os censores tomarem as medidas cabíveis.

Eu só consigo ver uma solução para essa situação: muitas empresas vão cair fora da Rússia, pois conivência a um regime que está se tornando cada vez mais fechado e restritivo (para não dizer ditatorial) é algo que ninguém quer associado à sua companhia.

Fonte: GOM.

Relacionados: , , , , , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Um cara normal até segunda ordem. Além do MeioBit dou meus pitacos eventuais como podcaster do #Scicast, no Portal Deviante.

Compartilhar
  • Michael Lopes

    Daqui a pouco a Russia pede conselhos de gestão para a “Melhor Coreia”.

    • MarioNaoPergunte

      Putin pedindo conselhos? Ele faz é cara feia e as informações, se ele já não tiver, brotam do nada…

    • Wagner Bonfim

      Putin CRIA seus próprios conselhos!

  • Daniel Porto

    Interessante que você citou só um lado… nenhum comentário sobre a recente decisão da justiça americana acerca de dados eletrônicos que considera **não** estar protegidos pela 4.a emenda.
    Praticamente dá poderes para violar qualquer data center que seguramente conterá réplicas de dados de vários países (se você tem algo no gmail… ou usa google apps..)

    Não é um assunto simples..
    Por exemplo, a atitude de Putin pode ser vista como uma medida de proteção aos dados dos Russos de serem acedidos pelo governo americano quando estes passam a ser armazenados em réplicas fora do território Russo.

    • Ricardo Silva

      Sim, mas aqui no meiobit, os EUA, inglaterra e alguns paises europeus, possuem carta branca pra fazer o que quiserem, invadir privacidade, espaço aéreo e território alheio …
      Se os EUA estão espionando todos, o Putin ainda é errado em querer manter os dados dos Russos em seu próprio território? Esse pessoal do meiobit bebe muita pinga na hora de postar noticias com teor de politica internacional … por favor se atenham aos Gadgets e parem com esse serviço de desinformação. Ou então pelo menos chamem alguém idôneo, imparcial e que entenda do assunto para escrever estas matérias.

    • Lu Machado

      Me deparei com este texto no Flipboard logo depois de lecionar uma aula de Direito Internacional e fiquei pasma com a ingenuidade do autor… Faço das suas palavras e as do indivíduo que comentou no seu também, as minhas. Obrigada! Nessa promiscuidade com os dados pessoais da população mundial, os EUA se organizam e os outros sentam e observam?

    • Tiago Morais

      O QUE!? COmo assim? Os URSS não podem ter acesso a mesma brincadeira dos Eua? assim n pode.. assim n da.. rsrs
      Direitos Iguais!

  • Parece um país que eu conheço que com a publicação de um certo Marco Civil da Internet incentiva empresas a guardarem os dados localmente…

  • Lucas Timm

    As pessoas não se perguntam “pra que existe governo, mesmo?”? Estados Unidos E Russia querendo ser donos das informações do mundo todo em resposta a “liberdade” de seus cidadãos é uma imbecilidade sem tamanho.

    Espero que bem em breve o Google, Twitter e etc comecem a se mudar para países tipo a Suíça ou o Canadá, que interferem de pouco a nada na vida de quem mora por lá.

    • A sua inocência me comove.

  • Alvaro Carneiro

    – “Eu só consigo ver uma solução para essa situação: muitas empresas vão cair fora da Rússia”

    Infelizmente não é tão simples assim.

    Empresas não tem emoção, o objetivo é lucro.

    Google, Facebook etc. vão avaliar a situação. Se for lucrativo permanecer na rússia após atender as todas as exigencias, pode ter certeza que vão ficar na rússia. Porém se atender as exigencias do Putin-ho for caro demais, aí sim eles saltam fora e ainda vao mentir dizendo que saíram da russia por questão de princípios morais etc. e tal.

    Se ficarem o discurso será: Nossa empresa nao vai abandonar a população russa, gostamos de voces.

    Se forem embora: Lamentamos mas nossa empresa nao pode compactuar com este tipo de política.

    Simples assim.

    Dinheiro em primeiro lugar! Emoção + empresa = prejuízo e falência.

    • Daniel Porto

      Concordo contigo.
      E tem mais: existe uma relação direta comprovada (através de experimentos do google e microsoft) de experiência de uso e lucro.
      Traduzindo em (um pouco de ) computez: Quanto maior a latência percebida pelo usuário menor a chance do usuário usar o serviço e por conseguinte menor os lucros.
      É por isto que existe geo-replicação. Para trazer o serviço para mais perto do usuário que o usa (sim, e outras cositas mas, eu sei).
      Infelizmente ainda não dá pra ser mais rapido que a luz. Portanto, um serviço acessado por usuários russos, hospedado nos EUA fatalmente vai sofer com a latência de transmissão e acrescentar alguns preciosos millisegundos a execução da operação and ‘it matters, really’.
      O google sai, o russo, com performance melhor entra. Sorry google. Vide a China e o Baidoo.
      Assim, a equação fecha: sai do pais, piora experiencia de uso perde usuarios -> prejuízo.

    • Lucas Balaminut

      “Empresas não tem emoção, o objetivo é lucro.”

      “You know nothing, John Snow” – na minha empresa, que é exemplo de empresa gigante evil que quer dominar o mundo, agente dedica muito tempo e dinheiro com trabalho voluntário e programas sociais. Eu, por exemplo, dedico 16 horas por mês pra ajudar a educar crianças carentes com tecnologia e montar refeições pros miseráveis. Sem nosso trabalho, muita gente estaria com fome e/ou não recebendo educação tecnológica. Fazemos isso em diversas escalas, mesmo com o Bord of Directors putasso com a gente, e os stock holders reclamando todo santo quarter end.

    • DanielBastos

      É aquela mesma história do piti do Google na china a um tempo.
      Google: Vamos embora, vc são muito malvados.
      China: Aquele abs.
      Google: Não, pera, vamos conversar. Não foi exatamente isso que eu quis dizer.

  • Jean

    Isso lembra, de leve, algumas medidas que algum país por aí queria adotar também…

  • Fernando Turatti

    mas… Snowden… liberdade… mas mas…

  • MarioNaoPergunte

    Brasil que é um país bundão, falou, falou, falou mas já abriu as pernas … tipo o que fizeram quando furtaram (ou foi dado de boa vontade, há controvérsias) um pedaço bem valioso da Petrobrás aqui ao lado …

    Na grande mãe RÚSSIA não, se não Putin faz cara de Putin, só faz cara, por que se ficar PUTIN mesmo a coisa fica realmente FEIA…

    Lá não é país bundão, lá é PIKAGROSSA das roliçuda tabaca MESMO … Ninguém brinca com Putin …

    • Wagner Bonfim

      É tipo um pequí.

  • Wagner Lopes

    Uma boa lição para a Rússia seria esses serviços saírem do país. Deixa eles usando ICQ e alguma outra rede social local.

    • Meu Deus. Outro inocente.

  • João Rodrigues

    China, Rússia e demais países bolivarianos. Várias piadas deau gosto.

  • Guest

    AUTOR DO TEXTO: Em palavras simples, os EUA tem acesso a tudo isto de tudo e de todos, em uma escala organizada que nós nem podemos imaginar. E se um país ao menos quer ter acesso TAMBÉM a tudo que lhe diz respeito… é no mínimo justo. Texto ingênuo.

    • Dereck Bolsanelo

      Acontece que são empresas americanas, você não pode simplesmente falar: “Tem usuários meus na sua rede, me da o dados” ou é obrigatório todo Russo criar um facebook? A Russia que crie serviços mais atraentes que façam sua população migrar. Acho muito engraçado todo mundo falar mal dos EUA, mas ninguém quer botar a bunda na cadeira e trabalhar em um serviço alternativo, prefere pegar tudo dos outros, usa e ainda fala mal.

  • Lu Machado

    Em palavras simples, os EUA tem acesso a tudo isto de tudo e de todos, em uma escala organizada que nós nem podemos imaginar. E se um país ao menos quer ter acesso TAMBÉM a tudo que lhe diz respeito… é no mínimo justo. Texto ingênuo.

  • Vai idiotas. Continuem acreditando que redes sociais estão do lado do usuário e protegem suas liberdades individuais.

  • Pingback: Rússia bane LinkedIn do país e força Apple e Google a removerem o app de suas lojas | HypeNews()

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis