CES 2014: Intel Edison, um dual-core do tamanho de um cartão SD

intel-edison

É, parece que a Internet das Coisas veio para ficar. Há quatro meses atrás a Intel apresentou o Quark, um SoC tão pequeno que chega a possuir um quinto do tamanho dos atuais e diminutos Atom. A intenção por trás da empresa é fornecer os meios para os fabricantes conectarem virtualmente tudo. E agora ela demonstrou o que é possível fazer ao apresentar o Edison, um computador tão pequeno que cabe literalmente num cartão SD.

Equipado com um Quark e construído com um processo de litografia de 22 nanômetros, o Edison é um conjunto dual-core de 400 MHz, possui conectividade Wi-Fi e Bluetooth e foi desenvolvido para rodar Linux, embora por ser de arquitetura x86 seja virtualmente possível instalar outros sistemas operacionais nele. Mais interessante, o minúsculo PC pode-se conectar à sua própria loja de aplicativos. Novamente o CEO da Intel Brian Krzanich lembrou que o Edison é voltado para desenvolvedores, fornecendo uma solução completa de hardware para ajudar a alavancar a nova geração de computadores, sejam vestíveis ou eletrodomésticos inteligentes.

A Intel demonstrou o funcionamento com uma espécie de babá 2.0: no conceito um bebê vestia uma roupa especial com sensores que monitoram seus sinais vitais e envia as informações para uma caneca com LEDs, que se acendiam de acordo com o estado do pequeno; verde se ele está confortável, vermelho em estado de alerta. Ao mesmo tempo os sensores enviam comandos para um aquecedor de mamadeiras, que entra em ação quando o bebê começa a chorar de fome.

Como a Intel não é boba ela revelou uma competição onde premiará os melhores projetos dos desenvolvedores envolvendo o pequeno computador. Sem dar maiores detalhes, Krzanich apenas disse que o valor total de prêmios será de US$ 1,3 milhão e o primeiro colocado levará a bolada de US$ 500 mil. O Edison estará disponível em meados de 2014 e seu preço não foi divulgado.

Fonte: Engadget.

Relacionados: , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Um cara normal até segunda ordem. Além do MeioBit dou meus pitacos eventuais como podcaster do #Scicast, no Portal Deviante.

Compartilhar
  • Meu Raspberry acaba de se tornar um desktop

    • Godoy

      Ia comentar algo parecido.

    • OnoSendai

      Meu desktop, um mainframe.

      • Voce ainda usa desktop?

        • Julio Verner

          Eu SÓ uso desktop… hahaha Ainda acho a melhor opção… 😛

  • Christian Oliveira

    kkk na versão 2.0 já virá com plugs para serem instalados nos bêbes, e assim começa Zion.

  • Lucas Timm

    O conceito do “computador” é ótimo, mas meu Deus, parem o mundo que eu quero descer. Imagina um futuro próximo onde os pediatras vão estar atendendo uma penca de crianças absolutamente saudáveis com pais hipocondríacos 2.0 esbravejando “O MONITOR DO MEU FILHO TÁ VERMELHO PLEASE FIX IT ASAP”.

    • Herumor

      pior que se hoje ja ta assim, pessoal nao pode peidar de uma cor diferente que jah corre pro PA…

    • Bruno Rocha

      De fato, todo eletrônico com processador é um computador. De uma calculadora, até os maiores computadores (no coletivo) do mundo. Até aquele coisa que mandaram com a Apollo. Seu relógio também é. A diferença aí vai ser a utilidade.

      Eu pessoalmente só considero um “computador” aquilo que tenha multifunção (não dedicado). Coloco aí celulares (antigos), smartphones, tablets, e por aí vai.

  • Ivan

    Vou instalar o Windows XP nele!

  • Pingback: Intel Edison: Um computador tão pequeno que cabe em um cartão SD()

  • Lucas Adriano

    Em breve terá zilhões de instructables usando esse pc-card

  • Angelo Vale

    Ja existem PCs com android bem diminutos, como vemos neste anuncio do mercado livre (eu nao estou ganhando nada com este anuncio):
    http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-530103142-mini-pc-tv-box-android-mk808-dual-core-16ghz-8gb-smart-tv-_JM

  • tiago

    melhor que arduino nesse tipo!

  • Carlos Magno GA

    “no conceito um bebê vestia uma roupa especial com sensores”

    Um equipamento de milhares de reais no qual a criança não vai mais caber em 2 meses e pais neuróticos que não irão comprar de segunda mão com medo do pimpolho pegar uma doença do Gremlim que veio antes.