Mobile
Mobile
Digital Drops Blog de Brinquedo

Wii U: quão fracos seriam os processadores do novo console da Nintendo?

Por em 25 de novembro de 2012
emAnálise Games Hardware Meio Bit Mobile Nintendo Unboxing relacionados                                
Mais textos de:

Site | Twitter
  • João Senna

    Acredito que o novo Xbox (codinome Durango) deva ter um processador ARM acoplado, isso permitiria que ele compartilhasse código de forma mais fácil com WP8 e com o Windows RT. Além desse bônus, isso ia permitir que a dashboard funcionasse o tempo todo, ao invés de ter que parar com o jogo para se ativar como é atualmente, aumentando a capacidade multitarefa do console, o que ajudaria na capacidade dele de servir como receptor de vídeo, como é muito especulado hoje em dia.

    • http://www.facebook.com/people/Rodrigo-Antunes/100001531592220 Rodrigo Antunes

      O novo windows phone tem um processador com arquitetura x86, não mais arm.

      • Alvaro

        O surface RT E ARM!!!! e roda Windows 8

        • Rafael Vasconcelos

          O Surface RT roda Windows RT. Não confunda o Windows RT com o Windows 8 por causa da interface. A arquitetura por traz é completamente diferente.

          • Alvaro

            Esclarecendo o nome comercial é windows 8 versão RT logo é windows 8 e ponto, bem como temos windows 7 32 e 64 bits que possuem uma arquitetura completamente diferente para atender os dois tipos de processador, (e ate onde eu entendo ARM é um processador) e ai como fica? eles deixam de ser windows 7??

      • http://meiobit.com/author/max_laguna Emanuel Laguna

        Hein? Só porque o Windows 8 RT utiliza vários dos recursos presentes na versão x86 não quer dizer que o Surface RT e outros aparelhos que rodam o Windows Phone 8 sejam dessa arquitetura. ;-)

      • Felipe Oliveira

        Windows Phone 8? Até onde sei é ARM ainda

  • Alvaro

    Como sempre texto técnico direto e claro de se entender, parabéns tio Laguna!

    • marcosalex1

      só eu que acho ‘tio laguna’ uma referencia babaca?

      • http://meiobit.com/author/max_laguna Emanuel Laguna

        Se eu escrevesse “tio Manel” iriam me zoar pela ascendência lusitana, com certeza! :) :D

        • Keaton

          Seria mais tosco se a gente falasse: “Ae Manuuu” pro Laguna. =P

      • http://www.facebook.com/sboorbou Samuel Santiago

        Provavelmente sim, Tio Laguna tem sua própria maneira de escrever, que por sinal, é muito boa.

        • http://meiobit.com/author/max_laguna Emanuel Laguna

          Só esclareço que um dos motivos pelos quais faço referência a mim mesmo na terceira pessoa é destacar que aquela é a minha opinião pessoal, não a do Meio Bit. ;-)

      • Carlos Magno GA

        Nem acho. Chato é o Cardoso usar “Do’h” em 20% de seus os textos.

  • Bruno Barbieri

    Qual a fonte das informações sobre o desempenho, em gigaflop/s, do ps3 e xbox360? e qual o motivo do “teoricamente” em negrito? pq ninguem consegue usar ou é inutil?

    • http://meiobit.com/author/max_laguna Emanuel Laguna

      Me lembro que tais dados foram amplamente divulgados na E3 2005, tanto pela Sony quanto pela Microsoft… Qualquer site usa esses números. O motivo do teoricamente é porque somente jogos exclusivos do PS3 conseguiriam, em teoria, usar isso tudo. ;-)

  • http://www.facebook.com/danilorossetto Danilo Rossetto

    o que marca cada “geração” de consoles? apenas a data de lançamento?
    é que pra mim, pelo menos, este wii-u nada mais é que uma forma da nintendo se equiparar à principal dupla atualmente (PS3/X360) e não um salto digno de ser chamado de “nova geração”…pra mim foi uma jogada para fazer os jogos que o povo faz versoes ps3/x360 por padrão, fazer a versão da nintendo junto, tirando a “necessidade” que existia de quem gostava do wii de ter o wii + ps3 ou x360 para jogar os jogos que o pequeno wii não roda…
    se é que microsoft e sony estão tão perto assim de uma nova geração quanto se especulam, eles iriam, teoricamente, trucidar essas especificações…
    então repetindo a pergunta…é apenas a data de lançamento que marca cada geração?

    • Rodrigo Fante

      O que marca a geração? gráficos, inovação na interação e jogabilidade? Armazenamento? tecnologia e distribuição de jogos?

      Tem muitos pontos importantes, só potência não quer dizer nada ou o PS3 seria o mais vendido e não o lanterninha por poucas centenas a menos que o Xbox e milhares a menos que o Wii

      • http://www.facebook.com/andrey.labanca Andrey Morais Labanca

        Acho engraçado os fãs dizendo que o Wii não era concorrente do PS3 e XBOX360, mas os figurões dessas empresas mesmo não pensavam assim (apenas diziam). Tanto que tiveram que correr atrás do preju criando seus sensores de movimento para seus consoles. Afinal, quando o Wii saiu, vendia mais que o Ps3 e Xbox juntos e ficou assim por muito tempo.

        Galera, um iPad 3 é um concorrente do mercado de games, então desçam do puleiro e entendam que por mais que seu videogame cheio de processamento seja seu queridinho e digno da geração 5400 dos videogames, se ele vender e der menos lucro liquido que um tablet, ele vai pro espaço.

        Tenham um bom dia.

        • http://meiobit.com/author/max_laguna Emanuel Laguna

          Boa, igualmente! ;-)

        • Rodrigo Fante

          Me parece óbvio que o Wii, Xbox e PS3 são concorrentes e nesta geração o Wii ganhou, mas duvido que aconteça novamente na próxima rodada, apostaria minhas fichas no Xbox.

          E o iPad é sim concorrente de consoles portáteis, quer a indústria e heavy gamers gostem ou não.

        • http://www.facebook.com/people/Pedro-Calumbi/100000330219925 Pedro Calumbi

          um ipad3 não é um video game e não é um concorrente, e com certeza vai vender um numero maior que qualquer console, muitos tablets nunca viram um unico jogo assim como muitos wii nunca viram um jogo que não fosse o de esportes ou o wii fit (o da minha mãe por exemplo com quase sessentinha e um wii na sala). não é pq o gol vende mais que o a3 que ele é melhor, simplismente são categorias diferentes e publicos diferentes. parabens para a nintendo que soube encontrar um publico enorme que nunca sonhou em ter em video game e encontrou no wii uma diversão que jamais teria no ps3 ou x360, (estou olhando pra minha mãe denovo)

          • Rodrigo Fante

            Mas agora estamos conversando sobre quem é melhor? Não existe melhor universal, existe mais potente, mais divertido, mais bonito, e ainda sim algumas categorias são subjetivas e depende de quem está no controle.

            Concordo que comparar número de vendas de consoles portáteis e de iPad é uma metodologia fraca e não funciona, nunca sugeri algo assim, mas é interessante ver que algumas produtoras já tem mais lucro vendendo jogos no iPad do que em consoles portáteis, isso é bastante relevante e pode ditar o rumo da indústria no futuro.

            Sobre o Wii e o uso dado a eles por seus jogadores, não importa quanto foi usado, é o que mais vendeu jogos e consoles, logo é o que obteve mais sucesso na geração, é o melhor? Volte ao parágrafo 1 de meu comentário.

    • Eng. Mateus Pires Leite

      Realmente. Pra mim o Wii-U nada mais é que concorrente do PS3/360 com anos de atraso.Ele conseguirá acompanhar os jogos atuais enquanto as desenvolvedoras continuarem a fazer jogos para os consoles atuais, por que quando elas caírem de cabeça nos consoles da próxima geração o WiiU vai ficar para traz…

  • Felipe Daidouji

    Como um velho amigo me disse no bom humor:
    “A Nintendo está entrando na 7º geração agora”

    Agora sendo sincero, de parte da Nintendo, eles nunca foram tão preocupados assim com a tecnologia atual, eles priorizam a diversão, e depois os gráficos.

    O WiiU tem potencial, e vai trazer mais equilíbrio com relação aos atuais consoles, mas, a Nintendo deve se preocupar..
    Em 2013 na E3, é possível que sejam anunciados, os nova geração da Microsoft e da Sony, e se depender deles, não será apenas um upgrade de CPU e GPU, será bem mais que isso..

    Laguna, lembra da Sega no final dos anos 90 com o Dreamcast, foi a mesma coisa, eles deram inicio pioneiro na 6º geração, o que aconteceu 1 ano depois aproximadamente, veio o PS2, o GameCube e o Xbox, e o resto da história todos sabem..

    • http://meiobit.com/author/max_laguna Emanuel Laguna

      Ao menos o Dreamcast teve uma leva inicial de jogos bem memorável: do Wii U, só estou interessado no Pikmin 3 e ZombiU. :-(

      • Felipe Daidouji

        Isso é verdade!
        Sobre o WiiU, a Nintendo está guardando jogos exclusivos pra lançar tenho certeza, e ainda quero ver o Zelda em HD!

        • http://www.facebook.com/dougkbox Doug Fernandes

          Exatamente. Daqui 1 ano, máximo 2, aparecerão Mario, Smash Bros. Mario Kart, Fire Emblem, Pokémon, Zelda, Metroid, Donkey kong e é aí que veremos o poder comercial da Nintendo. Aposto que serão divulgados estes games exatamente quando anunciarem os novos consoles das concorrentes.

    • http://www.subeteanimes.com/ Panino Manino

      Parte do que quebrou as pernas da Sega foi toda a mitologia fantasiosa do marketing da Sony sobre o poder alienígena do PS2 e sua capacidade de iniciar uma guerra nuclear, mais o poder de sedução da Microsoft com dinheiro ilimitado para erguer sua central multimídia com bom suporte de produtoras fazendo exclusivos e tendo todos os jogos multi da concorrência com visual melhorado.

      Ae ficou complicado para a Sega sobreviver sozinha, ficou pequena.

      • http://meiobit.com/author/max_laguna Emanuel Laguna

        O problema da Sega foi o Saturn: aquele console teve que ser abandonado prematuramente pois estava espantando desenvolvedores. Só que a Sega investiu no Dreamcast sem ter lucrado com o Saturn, gastando tudo o que lucrou com o Mega Drive antes de conseguir lucrar alguma coisa com o Dreamcast. Aí sim, você pode somar o fator concorrência com Sony PS2, Nintendo GC e Microsoft XBox 1. ;-)

        • Felipe Daidouji

          Programar para o Saturn, um hardware com 9 processadores que trabalham em paralelo, era mais do que um desafio japonês, os programadores tinham que ralar o sangue para programar jogos, ainda mais em 3D, 3D esse que não usava polígonos como forma primitiva de desenho, e sim quadriláteros, aí não tinha jeito, imagine ter que (re)programar uma engine totalmente diferente só por causa disso, é muito tempo e dinheiro.
          O Saturn foi criado para competir com o SNES, a coitada da Sega não esperava um outro console 32bits, e com suporte full no 3D, daí a inclusão de mais um VDP (GPU).

          • http://www.subeteanimes.com/ Panino Manino

            O Saturno era bom, apenas não era pratico.
            Para ter uma ideia, tinha uns 2 ou três processadores de vídeo. Você poderia fazer da forma tradicional e ter um desempenho medíocre ou da forma correta que era usando cada uns desses processadores. 1 deles renderizava só as linhas partes da resolução vertical e o outro só as linhas ímpares, e o terceiro juntava. Isso permitia jogos em uma maior resolução e com o dobro da taxa de quadros.

            Agora dominar essa fera… não valia a pena tendo o Playstation com uma arquitetura tradicionais toda mastigadinha.

    • http://www.facebook.com/jose.felipe.rocha Jose Rocha

      Na verdade, a Sega sofreu com o Dreamcast por erros de marketing e direção do produto.

      Sobre os próximos consoles, não acredito. Principalmente a Sony que está quebrada e um investimento pesado, poderia comprometê-la completamente. Os rumores, inclusive, indicam isso.

      • Felipe Daidouji

        Não sabia que a Sony estava tão mal das pernas assim. Isso quer dizer que o Vita não está retornando como deveria ou..

  • Keaton

    Bonita a imagem do iFixit com um “meiobit.com” watermarkado… lol

    • http://meiobit.com/author/max_laguna Emanuel Laguna

      Eu só coloquei o “meiobit.com” ali para evitar que o pessoal de sites como o Gamevício chupinhem a figura diretamente do nosso servidor, mas a figura aponta direto para o iFixit dando-lhe o devido crédito. ;-)

      • Keaton

        Ah, é mesmo… Tem isso, mas sou mais a idéia de modificar a imagem que eles tão leechando por algo constrangedor. xD

  • Carlos Magno GA

    Li meio por alto o seu texto, vou dar uma relida com uma atenção maior hoje à tarde.

    Mas fiquei confuso quanto à sua opinião final quanto às especificações do Wii-U. De forma geral, quais são os gargalos e quais são os avanços? Teoricamente temos um avanço em relação ao Nintendo Wii, mas o avanço é suficiente para chamá-lo de 8ª geração e não de “Wii parte 2″? Ele é mais capaz do que

    No caso do Playstation 3, o processador Cell foi um mega-avanço em relação ao “Pentium 300″ do Playstation 2, mas acho que ele foi muito mal aproveitado, com gargalos significativos em outros componentes.

    Mas e no caso de uma briga com um potencial Playstation 4 ou XBox 720? Eu estou pensando em coisa de 3 monitores 1080 (5760×1080), três conexões HDMI, memória de vídeo chegando a 2 GiB ou mais, HD interno SSD, memória total chegando a ou ultrapassando 8 GiB. Menos que isso e eles perdem feio pro PC com menos de 2 anos de vida. A menos que o interesse deles seja de uma maior integração, com redes Gigabit.

    • Felipe Oliveira

      Lembre-se que arquitetura de console é diferente de PC… Se um PS3/x360 com esse hardware conseguem entregar tudo isso AINDA, 8GB pra próxima geração não tem perigo

      • Carlos Magno GA

        Mas no xbox 360 e no PS3 a memória de vídeo é um grande gargalo, os desenvolvedores de jogos são obrigados a limitar a relação draw_distance/detail por conta da pouca memória.

        Em lugares fechados e com poucos detalhes (áreas internas, por exemplo), é mole entregar gráficos bons, mas em lugares com muitos detalhes (Crysis 1), ver as árvores aparecendo de repente ao longe é chato. No PC mesmo teve um jogo que um inimigo surgiu do nada na minha frente.

        O PC tem o drawback de ter um sistema operacional imenso por trás e muitos programas residentes na memória (tem que colocar um REM no autoexec.bat :-), mas lentamente estamos caminhando para o que eu falei de 3 monitores 16×9 1080p, memória de sobra, HDs gigantes…

        P.S.1: Outro detalhe é a Inteligência artificial. Jogando Assassin’s Creed 3 ontem, o inimigo me vê de relance, entra no mato onde eu tava escondido, tá praticamente “encoxando” o Hathan (de preto num arbusto verde, na neve) e olhando de um lado pro outro se perguntando: ué, cadê ele?

        P.S.2: No stand da Petrobras no Rio Oil and Gas, tinha uma montagem com 5 monitores de 32 polegadas (180 graus de visão) rodando um “Ship Simulator” da vida e controles de navio mesmo, para treinamento de pilotos de FPSO. Lindo.

        P.S.3: Com esse lance de um processador para cada sistema, não seria melhor pensar já numa arquitetura tipo servidor não? Cada processador com o seu próprio conjunto Processador+Memória+HD cuidando de cada etapa dos jogos: Música, Efeitos Sonoros, AI, etc. e só trocando as diferentes informações entre si para juntar tudo?

        P.S.4: Em breve, espero.

        • http://www.facebook.com/jose.felipe.rocha Jose Rocha

          Carlos,

          Me parece um sonho distante o que deseja. Por mais que pareça ótimo, também parece caro e usuário final não irá pagar mais do que 300, 350 dólares (vide vita que não vende ou ps3 que não vendia rs)…

        • http://twitter.com/GameMakerX Adriano De Lima

          Ei, aumenta o brilho nas configurações do teu AC3, porque a roupa do Haythan é azul. :D #PAZ

        • Alvaro

          hahahah vc encheu lingüiça para poder colocar um PS4 em breve! hahaha

    • http://www.subeteanimes.com/ Panino Manino

      É porque apesar de a GPU ser poderosa, ela usa uma arquitetura antiga. Por mais que ela seja GPGPU a concorrência vai vir com algo mais refinado obrigatoriamente. Mas esse não é o problema, o problema mesmo é a CPU fraca que terá que ser assistenciada pela GPU. Em jogos focados em gráficos tudo bem, mas outros mais puxados para física e IA vão sofrer. É problema de desequilíbrio, onde um acerto é usado para compensar um erro.
      Não que ele não vá conseguir rodar qualquer jogo, ele apenas vai ter desempenho insatisfatório.

      A incógnita é a eDRAM, ao mesmo tempo que isso facilita muito a renderização, como fica a memória principal? A largura de banda ali é muito pouca, como a GPU vai conseguir ficar indo e vindo por ali para ajudar a GPU? Os consoles de hoje já estão no limite e tem uma largura de banda maior!

      O que mata é que não dá para concluirmos nada, porque por mais que o hardware seja barato o design dele é bem inteligente e bem pensado, com vários diferenciais que não podemos concluir como vai influenciar o resultado final. O Laguna já falou sobre o ARM para o SO. Um processador e memórias dedicados para o SO faz uma boa diferença, o PS3 sofreu bastante com isso porque embora tivesse um núcleo exclusivo para o SO não tinha memória dedicada e no início da vida dele esse SO consumia muita memória RAM, uns 100MB! Com o tempo ele foi sendo otimizado e isso em parte foi o que permitiu a evolução tecnológica e gráfica que vimos ao longo da vida dele. Usar um núcleo ARM se mostra uma clara tendência para a nova geração.
      Outro diferencial é o DSP para som. Esse foi um grande acerto da Nintendo, no X360 por exemplo 1 core acaba sendo sacrificado para cuidar do som, ele pesa. Com essa DSP a CPU pode cuidar do seu trabalho e não dar uma foda para isso, então você pensa, mesmo sendo mais lento ele pode render mais nesse cenário não?

      Minha aposta final é que o WiiU vai ser um bom console, com jogos bonitos.
      Acho que o objetivo da Nintendo é que ele possa receber os jogos multi, mais feios, mas que ainda sejam possíveis ao contrário do que aconteceu muito com o Wii de ficar de fora.

      • http://meiobit.com/author/max_laguna Emanuel Laguna

        Bem lembrado! ;-)

        Realmente esqueci de falar, no presente texto, do DSP de som do Wii U, que é outro núcleo ARM só que mais lento (120 MHz) que o Starlet 2 (486 MHz). B-)

        • http://twitter.com/PedroPBO Pedro Paulo

          Por mim, recebendo os jogos já está bom.

        • http://edulacerda.tumblr.com/ edulacerda

          Uma dúvida, é possível com as otimizações futuras do sistema liberar uma parte do processador ARM do SO para auxiliar a CPU e/ou GPU nos jogos? Seria viável?

          • http://meiobit.com/author/max_laguna Emanuel Laguna

            O problema que vejo nisso é o ARM11 de 486 MHz não ser recomendado nem para os joguinhos atuais dos celulares, no máximo um Angry Birds e talvez nem em 1080p. ;-)

          • http://edulacerda.tumblr.com/ edulacerda

            Eu estava pensando mais em execução de um ou outro efeito gráfico, por exemplo. Ou da IA. Mas sim, um ARM11 é da mesma geração do iPhone original. Mas sem a MBX-lite para ajudar (preguiça de reler o texto para ver se tem ou não uma GPUzinha junto).

          • http://meiobit.com/author/max_laguna Emanuel Laguna

            Deve ter uma GPU bem básica, mas como esse ARM11 está na mesma pastilha de silício da Radeon eu imagino que qualquer processamento gráfico é delegado à ela. ;-)

          • http://meiobit.com/author/max_laguna Emanuel Laguna

            Deve ter uma GPU bem básica, mas como esse ARM11 está na mesma pastilha de silício da Radeon eu imagino que qualquer processamento gráfico é delegado à ela. ;-)

      • http://edulacerda.tumblr.com/ edulacerda

        Jogos multiplataforma um pouco mais feios + jogabilidade diferenciada do gamepad (que pode ser usada para hardcore, diferente do Kinect) + jogos da Big N me parecem uma boa aposta.

      • http://twitter.com/ziuloliveira Luiz Oliveira

        Cara, não Acho que jogos focados em AI venham a ter problemas assim. Ao que verifiquei, este modelo de placa tem suporte a OpenCL (algo que se assemelha ao CUDA da NVIDIA). E o OpenCL vem sendo usado recentemente para cálculos pesados de álgebra, por oferecer ganhos bizarros em cima de processadores que trabalhem com processamento serial (afinal, o que ele oferece na prática para o WiiU é proceder com o calculo de uma matriz com dimensão da raiz quadrada da memoria principal da placa de vídeo em apenas um ciclo de clock, necessitando de apenas mais alguns ciclos para carregar e descarregar). Apesar de pouco divulgado na mídia ainda, é uma opção que vem crescendo muito e que seria de fundamental resolução para sanar o problema da CPU do WiiU. O problema é as empresas tomar a atitude de aprender novas técnicas, o que baseado na 7ª geração, vem me deixando muito desacreditado nessa possibilidade.

    • http://edulacerda.tumblr.com/ edulacerda

      Vídeos em 4k ou em resoluções de multimonitores? Possível e até provável com o tempo. Mas jogos nesta resolução, improvável num console. Um hardware para fazer isso vai além do custo relativamente baixo que um console deve ter.

  • la_gomes

    Ao meu ver o grande problema é a pequena bateria que foi colocada no gamepad, ficar parando um jogo para carregar o controle deve ser frustrante.
    A bateria tem por volta de 1500-1600 mAh!

  • http://www.subeteanimes.com/ Panino Manino

    O design desse WiiU é inteligentíssimo, temos que reconhecer, só que Nintendo… tinha que estragar tudo.
    Muito muquirana, economizou cada centavo que pode, absurdo. E daí que a GPU é poderosa? Vai ser sacrificada por causa da CPU deficiente! Uma vantagem usada para compensar um defeito para rodar rodos pouco além do padrão atual na concorrência, decepcionante. Não precisava ser assim, não mesmo, pra que essa má vontade?
    E sim, é má vontade mesmo, basta abrir o gamepad e olhar a bateria. Tem um espaço horizontal enorme para uma bateria de boa autonomia lá, e eles enfiaram uma de celular padrão na vertical… isso já é cuspir na cara do consumidor.
    E falando em gamepad, um tiro no pé só permitir 1 remote play por vez, pelo que dizem não dá para jogar com dois controles ao mesmo tempo, o que seria perfeito para deixar a TV desocupada ou permitir jogos de cartas perfeitos.

    • http://edulacerda.tumblr.com/ edulacerda

      A Nintendo falou que vai lançar atualizações para uso de gamepad futuramente. Não lembro de terem falado nada de dois Remote Plays, mas acho improvável. Acho que um player obrigatoriamente teria que jogar na tv.

      Quanto a bateria do gamepad, para mim me parece uma clara questão de tempo para que lancem um com bateria maior. E isso vai vir ou via acessório ou revisões “slim” do console.

    • http://www.facebook.com/adriankey Carlos Adriano Mateus

      Calma colega! A GPU tem gpgpu muita coisa da cpu pode ser feira na gpu tipo AI fizica etc..Só a desenvolvedoreas de games aprender as tecnicas que podem contornar o problema.

  • http://www.facebook.com/professorfagner Fagner Martinelli Ferreira

    Sugestões de correção técnica:
    Um canal de 64Bits DDR3 a 1600Mhz dá 12.8GB/s ((64×1600)/8)… logo não é a performance em “DualChannel” para isso o WiiU precisaria ter dois canais. (lembrando que a DDR3 precisa cumprir um barramento minimo de 64Bits como previsto na especificação do JEDEC)
    O Cell é fabricado com 8 e não 7 SPEs e uma é mesmo desabilitada para controle de produção.
    Emulação via hardware, como o nome já diz precisa dos chips do antigo aparelho lá… como os chips do Wii não estão lá a emulação não é via hardware… e o clock ser igual não tem nenhuma relevância.

    Agora coisas especulativas, entendo que a partir daqui tudo é mera especulação mas indo além do que se vê nos sites por ai…:

    Do ponto de vista do consumo e performance VS custo de produção imaginar uma 4770 não faz sentido uma vez que com a mesma quantidade de transistores um projeto mais moderno rende muito mais, salientando ainda que, o rendimento para propósito geral da série 7000 é muito mais alto com a mesma quantidade de energia gasta e transistores justamente pela abordagem da arquitetura do chip ser diferente e esse parece ser um dos “recursos” dos quais a nintendo se vale no WiiU

    Não dá para imaginar um processador projetado com três nucleos com quantidade de cache e frequência diferentes (você conhece algum assim?). E num sistema tão focado em consumo não dá para pensar neles “ligados” o tempo todo, seria mais natural três núcles indo ativando cada um a medida em que forem necessários e a frequência escalando de 500-600mhz a 2,4Ghz no máximo… um certa quantidade de transistores a ?nm X um certo consumo gera um certo calor… é mais provável que o CPU não fique muito longe do 2Ghz para a solução térmica que estão mostrando nas fotos.

    Concordo que deve haver uma margem de manobra na produção então ou seria um Quad com um núcleo cortado ou um triple com um núcleo cortado… executando duas threds por ciclo daria para ter de 4 a 8 tarefas rodando, melhor apostar em 4 né…

    O que acha?

    • http://meiobit.com/author/max_laguna Emanuel Laguna

      Você ter abreviado hertz errado [é Hz] e colocado o ponto como separador decimal [é e sempre foi a vírgula] me desestimulariam a te responder, mas realmente eu errei no número de SPEs do PS3: são fabricados 8 e temos funcionais apenas 7, sendo um SPE reservado sempre para o sistema operacional, sobrando 6 SPEs do Cell para os jogos.

      Os chips de memória do Nintendo Wii U não conversam com o módulo MCM a 64 bits e sim à 32 bits: dual-channel de 32 bits = 64 bits, que vezes 1.600 MT/s dá os 12,8 GB/s. Bom lembrar que o Wii U não é desktop (dual de 64, totalizando os 128 bits) para alcançar 25,6 GB/s (DDR3-SDRAM).

      Sobre a emulação por hardware, o hardware atual pode sim conter dentro dele o hardware antigo: em teoria, poderíamos rodar programas dos velhos x86 em nossos PCs, não? Nos consoles Nintendo temos emulação via hardware onde o software antigo funciona no hardware novo usando apenas as funcionalidades do hardware antigo. Veja o caso Nintendo 3DS e o velho DS.

      Os rumores sempre apontavam a GPU do Nintendo Wii U como tendo recursos semelhantes aos vistos nos processadores gráficos com suporte via hardware do DirectX 10.1 e a Radeon HD 4770 foi a 1ª GPU desktop a ser fabricada no processo 40 nm. Apenas liguei os pontos.

      Sobre a parte do processador central, não há nada que impeça que os núcleos físicos rodem à freqüências diferentes e as atuais CPUs x86 da Intel e AMD fazem inclusive “overclock” e “underclock” de um ou outro núcleo de forma dinâmica, se não me engano. ;-)

      • http://www.facebook.com/professorfagner Fagner Martinelli Ferreira

        Bom nem todo dispositivo de entrada é um confortável teclado de PC, principalmente em textos grandes outros dispositivos pedem acesso a outra tela para mudar algumas coisas.
        De qualquer forma, você poderia passar a referência de onde você achou que o WiiU trabalha em “DualChannel” de 32Bits? Porque até agora só encontrei a referência da largura do barramento pelo entendimento do código do chip de memória que indica 16Bits cada dando um total de 64Bits conforme visto em “http://www.anandtech.com/show/6465/nintendo-wii-u-teardown”

        Bom, você até rodaria código x86 simplesmente porque os processadores atuais são x86/x64… eles evoluiram o mesmo tipo de decodificação, a “mesma linguágem”. Diferentemente do caso do Wii/WiiU onde o chip gráfico atual nada tem a ver com o que o Wii abrigava… só mesmo o processador poderia ter compatibilidade. A matéria que eu indiquei acima comenta-se brevemente sobre o WiiU rodar games de Wii e salvo engano, ele não é diretamente compativel. De qualquer forma você fala de emular por hardware e depois diz que os chips atuais “podem”… ou seja, aqui em baixo você não tem certeza como na matéria, e chips diferentes mesmo que compativeis, desde que o novo seja superior, eliminam qualquer dependencia do Clock “ser igual” nesse tipo de sistema para emulação.

        E eu não disse que os núcleos do mesmo processador não poderiam operar dinâmicamente, na verdade eu sugeri isso, eu disse que quantidades de cache diferentes e frequencias pré-definidas diferentes eram incoerêntes num projeto de um único processador multinúcleo e perguntei se você conhece algum processador assim.

        Por fim não precisa se dignar a responder se não quiser, só não se esconda atrás de um “H” ou de uma “,”… e eu só estava sugerindo as correções, e agora só pedindo para você colocar a fonte sobre o design de barramento do aparelho, já que você tem certeza de como ele trabalha enquanto eu só descobri até agora por tabela que são 64Bits mas nada de como ele é organizado, poste para eu aprender mais sobre ele, nada de mais certo?
        ;-)

        • http://www.facebook.com/nicholas.thomas.5264 Nicholas Thomas

          “Você ter abreviado hertz errado [é Hz] e colocado o ponto como separador decimal [é e sempre foi a vírgula] me desestimulariam a te responder, ”

          Recalque? :)

          • Wellington

            Nada mais que desviar o foco e ficar na defensiva

          • Felipe Schneider

            Não, conhecimento técnico mesmo. Dói na vista ler este tipo de coisa.

        • http://meiobit.com/author/max_laguna Emanuel Laguna

          Esse link que você colocou já está no texto, o usei para justificar a GPU. Sobre os 32 bits [escreve-se desse jeito], há outro link no texto que mostra que cada chip comunica-se com a placa-mãe por meio de 96 soldas.

          Não tem como cada chip ser 64 bits sendo que cada bit deveria ter no mínimo dois condutores de dados, fora os de alimentação e clock.

          Sobre a emulação: se o processador central do velho Wii é PowerPC e o processador gráfico é um velho Radeon, por que o processador central PowerPC e a Radeon evoluída do recente Nintendo Wii U não rodariam os jogos do velho Wii diretamente via hardware?

          Embora eu não lembre de nenhuma CPU heterogênea/assimétrica, não há impeditivo técnico nenhum que impeça um processador central ter núcleos físicos com caches e freqüências diferentes. Encerro por aqui.

          • http://www.subeteanimes.com/ Panino Manino

            Pelo que eu entendi graças a você Laguna e outras fontes que pesquisei, o WiiU tem de certa forma uma CPU retrocompatível com o Wii.
            Seria necessário ter pelo menos um núcleo, mas por algum motivo ele tem dois núcleos rodando em uma frequência múltipla da do Broadway e Gekko.

            Barramento = 243MHz
            Gekko = 486MHz (x2)
            Broadway = 729MHz (x3)
            Expresso = 1.24GHz (x5)

            Esse clock do WiiU seria coincidência? DUVIDO!
            Lembrando, são dois núcleos rodando nessa frequência, e pelo que parece eles tem 256kb de L2 cada um, igual ao Broadway. Sendo essa CPU assíncrona parece ser uma personalização bem doida que a IBM fez, com o terceiro núcleo rodando em uma frequência mais alta, e isso apenas quando for exigido suponho que ele ele possa até ficar desligado, e com 2MB de L2 só para ele.

            O que me intriga são as melhorias que a IBM fez nesse processador… ele é um velho PowerPC 750 sim, mas em sua totalidade? É bem possível melhorar MUITO aquela arquitetura antiga para ter um desempenho aceitável hoje em dia, ajudado por novos conjuntos de instruções, mas até que ponto essa CPU é mesmo parente das CPUs do Watson? Seria só na litografia igual? Não acredito e sabe por quê? Hackers analisando ele “descobriram que se trata de um PowerPC 750″, só que: 1 – essa arquitetura não é multinuclear; 2 – os processadores do Watson são da Família Power7xx, o que inclui o Power750. Suspeito que esse terceiro núcleo, pelo menos ele seja um Power7 porque, outra coincidência, o codinome ele é “Express”.

            Só de uma coisa eu tenho certeza nessa polêmica toda: se trata de uma arquitetura ousada e muito inteligente.
            Mesmo que ele não tenha muita força bruta ele tem uma otimização fenomenal e todas as facilidades possíveis. Não precisa se preocupar com o SO, não precisa se preocupar com o Som, a GPU pode ajudar a calcular a física (aqueles cálculos que os processadores stream lidam melhor) e ainda tem acesso a eDRAM.

            Quem subestimar esse processador, esse conjunto todo vai quebrar a cara. Claro que não é algo que as pessoas estão esperando como um “verdadeiro” nextgen mas é mais que suficiente para deixar todos felizes.

          • http://meiobit.com/author/max_laguna Emanuel Laguna

            Alguns hackers dizem que cada thread do Wii U roda a 1,24 GHz, mas temo que seja cada núcleo físico do Espresso. :'(

          • http://www.subeteanimes.com/ Panino Manino

            Voltou atrás por que? Você quem veio com a informação de processador assíncrono, de onde tirou essa informação afinal?
            Se mudou de idéia como justifica um dos núcleos ter oito vezes mais L2 que os outros dois?

          • http://meiobit.com/author/max_laguna Emanuel Laguna

            Culpa desse texto do Kotaku BR, que me deixa na dúvida. :-(

  • DanielGT

    Po cara adorei a matéria, mas tenho uma duvida…sou meio noob no assunto então, desde já se falar besteira me desculpa rsrsrs. A dúvida é sobre a GPU, não sei qual o barramento da GPU do WiiU e nem o tamanho do die da uma 4830/50 no processo de 40nm, mas lembro que a 4770 usa memoria GDDR5 e no WiiU ela é GDDR3, é isso ??? Se for não seria o caso do WiiU ter uma 4830/50 ???

    • http://meiobit.com/author/max_laguna Emanuel Laguna

      Nintendo Wii U usa os chips mais baratos de DDR3 normal, com cada chip sendo acessado a 32 bits, nada de GDDR3 ou GDDR5… Com esse tipo de economia, a Nintendo pretende poder baixar o preço do console quando os novos aparelhos da Microsoft e Sony chegarem ao mercado.

  • Murillo

    o nintendo wii é um lixo cara. Eu comprei um WWE ’12 e os gráficos são horríveis as luzes que ficam em cima do ringue não se mexem e o painel bill board não é bom. Quem comprou o jogo WWE ’12 de wii sabe disso e quem tem dá um jóinha

  • Pingback: Nintendo seria uma Apple da indústria de games? R …

  • Pingback: Nintendo seria uma Apple da indústria de games? R.: definitivamente não.

  • Pingback: Uma má notícia sobre Bayonetta 2 (ou não)

  • Pingback: Especificações técnicas do New 3DS: sucessor seria lançado em 2017