Indústria estaria evitando produção de jogos AAA

dori_scb_06.11.12

Cada vez mais tem se tornado comum vermos grandes produtoras reclamando da dificuldade em se obter lucro com a criação de jogos de peso e com o sucesso alcançado por títulos independentes, desenvolvidos por equipes pequenas em sem a necessidade de investimentos milionários, tem crescido a ideia de que os arrasa-quarteirões, ou como alguns gostam de chamar “jogos AAA”, entrarão em extinção, opinião compartilhada por Patrick Redding, diretor do Splinter Cell: Blacklist.

O mercado como um todo sofrerá uma mudança crítica em se tratando de prioridades, uma mudança da primazia absoluta dos gráficos, valores de produção e criação de conteúdo para uma profundidade sistêmica,“ disse o game designer durante o Gamercamp, realizado em Toronto. ”Essa tendência levará a uma verificação de realidade para os desenvolvedores como eu, que trabalham em franquias estabelecidas com vários lançamentos de sequências e isso também será um chamado para a guerra para os criadores menores de games, incluindo várias pessoas que estão nessa sala hoje, eu espero.

Para Redding, a saída para as grandes produções seria focar em títulos com uma jogabilidade não linear e que permitam ao jogador uma grande variedade de possibilidades, além de defender a ideia de que os desenvolvedores de jogos terão que abrir mão do controle de suas criações, nos permitindo utilizar a mecânica do game para contarmos nossas próprias história e citou o Minecraft como exemplo.

Prever o fim de qualquer coisa é sempre algo muito arriscado e se por um lado eu não gosto de pensar num futuro sem grandes produções, por outro adoraria ver mais games que nos permitissem ter experiências bastante particulares e diferentes a cada partida, como acontece no Left 4 Dead, por exemplo.

[via CVG]

Relacionados: , , ,

Autor: Dori Prata

Pai em tempo integral do pequeno Nicolas, enquanto se divide escrevendo para o Meio Bit Games, Techtudo e Vida de Gamer, tenta encontrar um tempinho para aproveitar algumas das suas paixões, os filmes, os quadrinhos, o futebol e os videogames. Acredita que um dia conseguirá jogar todos os games da sua coleção.

Compartilhar
  • O problema não são os jogos AAA, mas sim jogos AAA sem profundidade, com um gameplay que em poucas horas você termina . Pagar as vezes 200 reais em um jogo, que em 4 horas você termina e desmotivante, não importa o quanto o jogo tenha uma grafico fantastico. E preferivel um jogo com grafico de Wii, com historia cativante e 20 horas de jogo, e um investimento muito melhor.

    • o problema é o costume do pessoal, um jogo vende 20 milhões de copias então qualquer jogo que vender menos que isso não foi sucesso comercial. ai os caras começam a cortar tudo o que podem para baratear o jogo, deixando uma experiencia ruim e consequentemente um jogo pouco jogado, poucas vendas etc.
      se eles tirassem o parâmetro call of duty de vendas e lucro quando produzem um game, e fizessem um game pensando em ser legal de jogar e não um jogo para ser igual ao mais vendido….

  • Leo_Koester

    É a “mobilização”, a melhor resposta das desenvolvedoras à pirataria.

    Gastar 50, 80 milhões de dólares na produção de um jogo só para vê-lo roubado por essa gentalha que consome pirataria é o que está fazendo a indústria apelar para o entretenimento pobre e de baixo custo. Pra quê investir tanto sem garantia de retorno se eles conseguem ocupar o tempo dos chipanzés com porcarias baratas?

    E parabéns aos ladrões. Vocês conseguiram destruir a indústria de games.

    • Daqui a pouco aparecerá alguém por aqui te xingando por ser contra a pirataria, que ela não prejudica as desenvolvedoras e coisas do tipo.

      • Leo_Koester

        Essa é a forma que os ladrões de software têm de tentar justificar o que fazem.
        Cada um acredita no que melhor lhe convém.

  • Vejo esse momento pelo qual a indústria está passando como a melhor chance para reciclarem velhos paradigmas e outros nem tanto, para que possam renovarem a indústria e poderem abraçar ainda mais jogadores. Afinal nessa atual geração as “marcas” venderam mais que os games em si.

  • darkus

    Sinceramente eu acho isso ótimo já que a maioria dos AAA tem sido bem sem graça, agora olhe pseudo AAA como Dark Souls e Demons Souls, os gráficos são fracos, mas veja que jogabilidade e multiplayer excelente, além de um modo minimalista de se contar a história.

    Se essa “crise” me der mais jogos como Minecraft e Dark Souls, estou ansioso por isso!
    Jogar apenas para apreciar gráficos ou filminhos interativos já deu no saco.

  • Pingback: Epic diz que custo de produção na próxima geração aumentará muito « Meio Bit()

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Walmart, Cupom de desconto Ricardo Eletro, Cupom de desconto Extra, Cupom de desconto Adidas, Cupom de desconto Submarino, Cupom de desconto Americanas, Cupom de desconto Casas Bahia