“Senhores, nós temos a tecnologia…”

Na abertura do clássico seriado “O Homem de Seis Milhões de Dólares” Steve Austin, astronauta, sofre um acidente testando um protótipo de avião espacial e perde pernas, braço, olho, sendo salvo pela tecnologia biônica experimental.

O texto fala em torná-lo melhor, mais forte, mais rápido. Mais tarde ele utiliza seus poderes para enfrentar vilões, com super-força, super-visão e a capacidade de correr em câmera lenta.

A pequena Emma dificilmente seguirá uma carreira de combate ao crime. Até mesmo uma vida normal era pedir demais, para alguém que nasceu com Artrogripose Múltipla Congênita. Essa doença provoca contrações e fraqueza muscular. Com 2 anos ela é incapaz de levantar os braços sozinha.

A AMC não é progressiva, mas isso não servia de consolo. Emma precisava usar um equipamento conhecido como WREX, Wilmington Robotic Exoskeleton, Grande pesado e caro, fica inclusive em um pedestal, dando mobilidade zero para a menina.

Aí entra o pessoal do Hospital Infantil duPont, mais especificamente da área de pesquisa biomédica.

emmanotstone

Percebendo que havia uma impressora 3D no laboratório, Tariq Rahman e Whitney Sample, criadores do WREX abriram um Autodesk Inventor da vida e redimensionaram o WREX para o tamanho de Emma, projetando como uma unidade autônoma. Como seria feito em plástico ABS, seria leve o suficiente para não depender de pedestais. Emma teria… mobilidade.

O conceito por trás do WREX é genialmente simples. Na falta de um Reator de Arco, seria complicado atuchar 20Kg de baterias pra coitada da Emma carregar, e ela iria tropeçar na extensão. Por isso o exoesqueleto utiliza física do tempo de Arquimedes. Alavancas e pontos de apoio permitem a Emma mover seu mundo.

Apesar do custo muito mais baixo, o WREX de Emma é totalmente customizado. Só as poucas partes metálicas são padronizadas. o resto foi feito para ela, mas com o uso de impressora 3D, isso não é problema. Até mesmo quando ela quebra alguma parte do equipamento (e ela é criança, VAI quebrar o brinquedo) a mãe manda uma foto da parte quebrada, o laboratório imprime outra e é só marcar uma visita e consertar a danadinha.

Emma, que normalmente não consegue levantar os braços, com seu exoesqueleto leva uma vida normal, brincando, desenhando, comendo biscoitos e sendo.. criança.

A mãe diz que quando Emma quer usar o WREX, pede para a mãe pegar seus “braços mágicos”.

Não, pequena Emma. Não é magia, é tecnologia.

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e promover seus últimos best-sellers O Buraco da Beatriz, Calcinhas no Espaço e Do Tempo Em Que A Pipa do Vovô Subia.

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto Frio Peças, Cupom de desconto Mundo da Carabina, Cupom de desconto JBL, Cupom de desconto Costa Cruzeiros, Cupom de desconto Loja do Mecânico, Cupom de desconto Staples