Meio Bit » Arquivo » Miscelâneas » Marinha Norte Americana testa com sucesso uma railgun (catapulta eletromagnética)

Marinha Norte Americana testa com sucesso uma railgun (catapulta eletromagnética)

15 anos atrás

Quem gosta de games sabe exatamente do que se trata o título. Pois foi testado com sucesso no final de janeiro desse ano um canhão do tamanho de um caminhão, capaz de lançar um projétil de 7 libras (aprox 3,5 kg) a Mach 7, ou seja, 7 vezes a velocidade do som. A potência da arma é de 10,6 MegaJoules, trocando em miúdos, é coisa pra baralho!

Essa arma já tem poder o suficiente para escapar da gravidade da Lua. A vantagem é poder destruir alvos sem usar explosivos, os grandes causadores de "danos colaterais", termo usado livremente para morte de civis e destruição de propriedades que não tinham absolutamente nada com o alvo principal.

Simplificando o funcionamento, o dispositivo é acelerado em cima de trilhos, usando corrente elétrica e campos magnéticos muito fortes. A destruição se dá pela energia cinética liberada no momento do impacto. A versão final deverá entrar em serviço poderá disparar projéteis de 20 kg atingindo o alvo numa velocidade mínima de 6144 km/h (eles disparam a Mach 7 para chegar no alvo em Mach 5).

Não apenas isso, versões maiores e mais potentes já estão em preparo. Uma versão funcional de 32 MegaJoules já foi construída e um laboratório servirá para testes de uma versão ainda mais forte, para ataques táticos, usando 64 MegaJoules que será instalada em navios de guerra. Ah sim, e não apenas 1 único projétil, mas eles querem o rapid fire também.

Os benefícios de longo prazo, é claro, são civis. A tecnologia pode ser aprimorada para lançadeiras espaciais, instaladas na Lua, disparando suprimentos para Marte e para sistemas orbitais próximos.  Os estudos já foram inclusive feitos, no artigo da IEEE Launch to Space With an Electromagnetic Railgun. Para quem quer ver a versão mais palatável do artigo, visite esse post.

Update: Vídeo com o primeiro tiro da arma.
Dica do awregan

A arma já é pequena o suficiente para ser usada em caminhões e aviões. E o disparo seria parabólico. Mas já estou imaginando em 2020 tanques de guerra usando isso ao invés de canhões convencionais.

Fonte: NextBigFuture,Wikipedia

Para vocês que clicaram para ver mais sobre o post, uma das melhores e mais significativas passagens que eu já vi. É de um jogo chamado Fallout, que se passa após uma terceira guerra. O vídeo abaixo é o famoso: War... war never changes.

relacionados


Comentários