Home » Games » Cultura Gamer » Pac-Man virará programa de TV nos Estados Unidos

Pac-Man virará programa de TV nos Estados Unidos

Namco Bandai e produtora de TV americana unem-se para criar um game televisivo baseado em... Pac-Man!

8 anos e meio atrás

Sente saudades das Olimpíadas do Faustão, e curte de montão (ô lôco, meu!) o novo e meio insosso Maratoma? Se sim, prepare-se para o próximo grande game televisivo: Pac-Man. Não é um caso de mera coincidência, é o bom e velho "come-come" ganhando as telas da sua sala de estar!

A Namco Bandai, detentora da marca, uniu-se à Merv Griffin Entertainment para a produção de um game baseado no universo (?) de Pac-Man. Segundo Roy Bank, presidente da divisão de TV da MGE, a nova série será um "evento cheio de energia, grandioso e maluco, parecido com Wipeout". Wipeout, a propósito, é a versão original do Maratoma.

É incerto como a coisa toda funcionará na prática. Será um labirinto cheio de pílulas com pessoas fantasiadas de fantasma correndo para lá e para cá? Pela lógica, é o que se espera, mas não duvido que incrementos no "gameplay" sejam feitos.

Imagem exclusiva de Pac-Man para a TV (mentirinha...).

Imagem exclusiva de Pac-Man para a TV (mentirinha...).

Não faz muito que Pac-Man completou 30 anos e é, sem dúvida alguma, uma das franquias mais populares e divertidas do mundo, mesmo que a Namco vez ou outra tente destruir a imagem dela com jogos de plataforma no mínimo bizarros. Noutras, porém, acerta em cheio, como numa das últimas encarnações do título, a Championship Edition para XBLA, PSN e iOS.

Embora essa seja talvez a mais bizarra incursão de Pac-Man, não é a primeira vez que a bolinha amarela comedora de energia aparece na TV. Entre 1982 e 1983, um desenho animado foi veiculado nos EUA, criados por ninguém menos que a dupla Hanna-Barbera, os lendários criadores de ícones infantis, como Scooby-Doo, Os Flintstones e Zé Colmeia, dentre muitos outros. No YouTube tem o primeiro episódio, completo.

Essa história toda me remonta um infeliz comentário de Kristian Wilson, da Nintendo, em 1989:

"É claro que não, se o Pac-man tivesse influenciado a nossa geração, estaríamos todos correndo em salas escuras, mastigando pílulas mágicas e escutando músicas eletrônicas repetitivas."

Ainda lembro o complemento da INFO, numa edição do começo da década passada: "Poucos anos depois surgiram as festas rave,a música alatrônica e o ecstasy."

Fonte: Mashable.

Leia mais sobre: , , , , .

relacionados


Comentários