Home » Hardware » Vai um notebook com Atom aí?

Vai um notebook com Atom aí?

Positivo lança notebooks equipados com processador Atom. Avanço ou retrocesso?

9 anos atrás

O Atom, da Intel, surgiu com uma proposta bem definida: ser um processador de desempenho aceitável com baixíssimo consumo de energia. Desenvolvido tendo netbooks como principal fim, tornou-se padrão nesse nicho e conseguiu aparecer, timidamente, em outros mais discretos, como os all-in-one baixo custo da Asus e, agora, tablets x86/com Windows 7.

Intel AtomO processador, aliás, é, dentre as várias classificações às quais os netbooks são submetidos, um dos parâmetros utilizados para sua identificação, junto a peso, tamanho da tela e autonomia da bateria. Ser "fraco" é uma característica dos netbooks, uma das justificativas para seu preço bastante inferior ao dos notebooks convencionais, com processadores Pentium, Core ou mesmo Celeron.

O que aconteceria caso essa linha tênue que divide as duas classes, netbooks e notebooks, se tornasse indistinguível? Pare de imaginar, a Positivo nos fez esse favor. Ao lançar o Sim Edition 380, a empresa brasileira subverteu uma das regras tácitas, que não estão escritas em lugar algum (acho eu), mas que toda a indústria segue sem reclamar: Atom, só em netbook.

Positivo SIM Edition 380.Com tela de 13,3", drive ótico (leitor/gravador de CDs e DVDs) e pesando 2 kg, o Sim Edition 380 poderia muito bem passar como notebook, não fosse o Atom D425 de 1,8 GHz que o move. Ou não? Seria o processador o suficiente para adequá-lo na categoria de netbooks, ou se trata apenas de um notebook baixíssimo custo?

Ele está à venda no Walmart por R$ 998. Hoje recebi uma newsletter da loja indicando o modelo, e felizmente, o título deixa claro tratar-se de um Atom — havia um receio geral de que o correto, porém genérico "processador Intel" fosse usado nas chamadas publicitárias.

Quem deu a dica foi o pessoal do Zumo, que, numa atualização no referido post, indica a existência de outro modelo da Positivo, o Unique 60, também com o mesmo Atom, porém com menos memória e espaço em disco, sendo vendido nas Casas Bahia.  Preço? R$ 999. Um real a mais para ter o mesmo modelo com downgrade de memória e disco rígido. NICE!

O triste disso tudo é que eu e você sabemos que um Atom é bem inferior a um Corei i3 ou mesmo Pentium Dual Core, mas a maioria das pessoas não tem esse discernimento — e nem tem obrigação de ter, quem não trabalha/se interessa por informática não precisa ficar decorando/estudando processador da mesma forma que eu, que não trabalho com carros , não preciso conhecer os lançamentos, as versões e as diferenças internas dos vários modelos disponíveis. Aí o pai de família faz um esforço danado para comprar um computador, e quando chega em casa e vai rodar um vídeo no YouTube em alta definição, surpresa!, o notebook engasga e não dá conta do recado.

Nesse ritmo, logo teremos notebooks usando processador Duron e... OH WAIT!

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários