Home » Software » Intel compra app de mobilidade Moovit por US$ 900 milhões

Intel compra app de mobilidade Moovit por US$ 900 milhões

Startup de mobilidade Moovit, responsável pelo app de rotas de transporte público será integrada à Mobileye, de solução automotiva da Intel

05/05/2020 às 8:00

A Intel está expandindo sua divisão de soluções automotivas: nesta segunda-feira (4) a companhia anunciou a aquisição da startup israelense Moovit, responsável pelo app de mobilidade de mesmo nome, que analisa informações do trânsito e oferece rotas de deslocamento, com foco no transporte público.

O negócio, fechado em US$ 900 milhões levará à inclusão da Moovit à Mobileye, outra solução de mobilidade israelense que pertence à Intel.

Moovit

A Intel já era uma das principais financiadoras da Moovit, que cresceu em um núcleo de startups voltadas à mobilidade urbana: outra solução Made in Israel, o Waze, foi adquirido pelo Google em 2013.

No caso da Moovit, a empresa fornece soluções de MaaS (Mobility as a Service, ou Mobilidade como um Serviço) não apenas ao usuário final, com rotas de deslocamento e informações sobre o transporte público, mas também oferece serviços a operadoras de transporte e empresas privadas.

Um deles, disponibilizado durante a pandemia da COVID-19, causada pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2), permite a utilização de frotas de ônibus sob demanda, na mesma modalidade de serviços como o Uber e concorrentes. A adição da Moovit a seu portfólio faz parte do esforço da Intel em aumentar a confiabilidade do Mobileye, solução já embarcada em veículos.

Hoje a Moovit atua em 102 países, 3.100 cidades e atende cerca de 800 milhões de usuários e empresas, o que a consolida como a líder em MaaS. A Mobileye, por sua vez é a solução mais utilizada em sistemas automotivos, para a habilitação de Sistemas de Assistência à Direção Avançada (ADAS, na silga em inglês); hoje, ela está presente em 60 milhões de veículos, de mais de 25 montadoras.

Intel e Moovit

Segundo o CEO da Intel Bob Swan, o propósito da companhia com a aquisição da Moovit é "criar uma tecnologia disruptiva, que enriqueça as vidas de cada pessoa na Terra". Com os algoritmos da startup usados na análise de tráfego, o ADAS da Mobileye ficará mais preciso, permitindo a redução do trânsito e "a revolução nos transportes", possibilitando até mesmo salvar vidas.

Pense em uma situação de emergência, com uma ambulância tendo que driblar o trânsito; com a Moovit e a Mobileye trabalhando juntas, o navegador do veículo poderá fornecer rotas muito mais precisas, reduzindo em muito o deslocamento. Outra frente em que a parceria atuará é em tecnologias para a viabilização de táxis autônomos.

Embora pareça curioso que a Intel invista tanta grana em um momento de crise (graças ao ganho patrimonial líquido da Intel Capital, o valor pago à Moovit foi amortizado para aproximadamente US$ 840 milhões, mas ainda assim...), a estratégia da companhia é justamente investir e expandir seus negócios enquanto concorrentes recuam, permitindo-lhe assumir a dianteira quando a pandemia passar.

Segundo o CEO e co-fundador da Moovit Nir Erez, os negócios independentes da startup serão mantidos num primeiro momento, sejam os apps para o usuários disponíveis para iPhone, Android e web, sejam as parcerias mantidas com outras empresas.

Com informações: Intel, Moovit.

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários