Home » Software » Microsoft Edge ultrapassa Firefox e se torna segundo navegador mais usado

Microsoft Edge ultrapassa Firefox e se torna segundo navegador mais usado

Microsoft Edge atinge marca de 7,59% do market share de navegadores, contra 7,19% do Firefox; Google Chrome lidera com 68,5%

07/04/2020 às 9:00

O Microsoft Edge deixou o Mozilla Firefox para trás. A remodelação pela qual o navegador da Microsoft passou, em que adotou o motor Chromium fez com que mais usuários dessem chance a ele, o que o levou a ocupar a segunda posição entre os browsers mais usados.

Claro que o Google Chrome continua vendo todo mundo pelo retrovisor, mas é fato que o Google anda preocupado com o avanço da Microsoft.

Microsoft / Microsoft Edge

O Microsoft Edge nunca conseguiu ultrapassar o market share do Firefox desde seu lançamento junto com o Windows 10, em julho de 2015. Por mais que ele fosse melhor do que o Internet Explorer (o que não é algo muito difícil), o estigma do antigo navegador da Microsoft afetou também o novo; o fato dele não ter um grande suporte a extensões também o prejudicou.

Por muito tempo o IE foi o líder do market share em desktops, mas com o passar dos anos o Google Chrome cresceu e dominou o mercado de browsers. Todos os demais oscilam abaixo de 10%, com o Firefox sendo a única exceção; sólido na segunda colocação por um bom tempo, de vez em quando ela marcava pontos acima de tal limiar. A última vez foi em abril de 2019, com 10,23%.

As coisas começaram a mudar conforme a Microsoft foi liberando novidades acerca do Edge Chromium, e a opinião dos usuários foi mudando conforme tiveram acesso ao browser. Mesmo rodando no Chromium, o navegador conta com a expertise do time de developers developers developers de Redmond, que vêm otimizando o motor ao máximo, o que beneficiará inclusive o Chrome.

Com uma performance melhor, mais leve, mais rápido e menos comilão, mais gente vem trocando seu navegador padrão pelo Edge. Como resultado, a fatia do Firefox caiu e o novo browser da Microsoft tomou a segunda posição.

NetMarketShare / Market Share de navegadores (sem Google Chrome) / Microsoft Edge

Segundo dados do site NetMarketShare, o Microsoft Edge ultrapassou o market share do Internet Explorer 11 m dezembro de 2019, e levou mais 3 meses para deixar o Firefox para trás. A última avaliação, de março de 2020 mostra o novo browser com 7,59% do mercado, o navegador da Mozilla com 7,19% e o IE com 5,6%. Correndo por fora, o Safari responde por 3,62% graças à proporção desigual PCs/Macs, e o Opera, o melhor navegador que quase ninguém usa, fica com 1,14%.

Claro, o cenário muda completamente quando colocamos o Google Chrome no gráfico:

NetMarketShare / Market Share de navegadores (com Google Chrome) / Microsoft Edge

O navegador do Google permanece firme, forte e estável na primeira posição, com 68,5% do market share em março. Embora este seja um cenário confortável, é fato que Mountain View anda um pouquinho preocupada com o crescimento do Microsoft Edge, o que levou à recente campanha para estimular seus usuários a trocarem de browser.

Ainda assim, com Chrome e Edge liderando a corrida dos navegadores, o Google poderá usar o avanço do rival a seu favor, e estimular a otimização de sites para que dêem maior suporte ao Chromium em detrimento de outros motores. Além de claro, todas as melhorias que a Microsoft implementar no motor do Edge também serão adotadas pelo Chrome.

No fim, Mountain View não tem com o que se preocupar, ao menos por enquanto.

Com informações: NetMarketShare, BleepingComputer, ExtremeTech.

relacionados


Comentários