Home » Games » Doom Eternal não atacará sua vida financeira com microtransações

Doom Eternal não atacará sua vida financeira com microtransações

Mas duas DLCs já estão confirmadas tá?

28/01/2020 às 9:00

Doom Eternal tá com hype tão grande que até mesmo quem não é amante da série, como eu, tá na vibe pela compra do jogo. Além de trazer muito do estilo do game que nasceu lá no meio dos anos 90 e que hoje roda até em calculadoras, outra função de jogo da época está garantida: não teremos microtransações, o jogo será comprado completo.

doom eternal

Nos anos 90, uma fita (ou um disquete, ou sei lá o que) já te entregava o jogo completo, sem DLC, sem compra extra e nem compras pra ganhar itens cosméticos ou XP. Com o tempo o setor financeiro das empresas apertou o calo e os games começaram a chegar pela metade, oferecendo compras e a situação ficou infernal com a EA, que gostava mais de jogadores com cartões de crédito extrovertidos.

Doom Eternal vai pegar a via antiga de jogos, não vai trabalhar nem mesmo com skins ou avanços pela história com atalhos que só se abrem com dinheiros - mas terá ao menos duas DLCs já confirmadas. Isso foi confirmado por Hugo Martin, diretor criativo do jogo, em seu próprio perfil no Facebook.

Doom Eternal será um jogo de US$ 60, não será um jogo grátis ou jogo mobile – estamos te dando a experiência completa e sem lojas”, disse o executivo. Todo desbloqueio de qualquer coisa, será feita com base apenas no XP que é coletado durante o jogo, sem auxílio pra ninguém.

Doom Eternal estava marcado pra ser lançado em novembro do ano passado, mas recebeu o presentinho chamado atraso e ainda está em desenvolvimento, o que pode ser muito bom pra avanços na engine ou melhorias genéricas. A nova data de lançamento está marcada para o dia 20 de março deste ano no PC, PlayStation 4, Xbox One e no Google Stadia, com o lançamento pro Switch no final do ano.

Este é o tipo de comentário que poderia ser lido e entendido por outras desenvolvedoras, já que o gameplay agradece e o bolso dos jogadores também agradecem.

Com informações: SlashGear e Windows Central.

Leia mais sobre: .

relacionados


Comentários