Home » Áudio e vídeo » Alexa chega ao Brasil com o Echo, Echo Dot e Echo Show 5

Alexa chega ao Brasil com o Echo, Echo Dot e Echo Show 5

Além de falar português muito bem, Alexa manja de gírias e tem integração com serviços de banco e até comida

03/10/2019 às 11:56

A Alexa chegou oficialmente ao Brasil nesta quinta-feira (3) com ajuda de falantes e uma tela inteligente da Amazon: o Echo Dot, Echo e Echo Show 5. Além de novos produtos do próprio gigante do varejo online, a assistente pessoal ganhou toques que aproximam ainda mais ao brasileiro, como falar “feicebuqui” e não “fêicbuk”.

amazon echo 3

Não era nenhuma novidade que a Alexa estava chegando ao Brasil. Muitos clientes da Amazon já estavam testando a assistente e pra isso ganharam um Echo Dot. O que muda é que agora ela chegou oficialmente e ela vem acompanhada das caixas de som inteligentes pouco tempo depois do lançamento do Amazon Prime e Music por aqui - e antes do Google lançar suas caixas concorrentes, o que não tem nem previsão pra acontecer.

Seria chover no molhado pra explicar o que é a Alexa, mas uma forma bem simples de entender é: ela é o Google Assistente da Amazon, com coisas específicas da loja e é isso. Uma concorrente até mesmo para a Siri dos iPhones, iPads e Macs - e Homepod também.

Ela pode iniciar um podcast, controlar coisas de casa inteligente (como os lançamentos recentes da Positivo), criar uma lista de tarefas e responde com uma voz ainda mais natural do que a já natural do Google. O mais bacana é que a fala é próxima ao que brasileiros falam, como dizer “ismártifone” no lugar de “smartfôn” do correto em inglês ou “feicebuqui” e não “fêicbúk”.

Além de falar como um brasileiro, a Alexa tem recursos focados por aqui. Alguns deles incluem pedir comida pelo iFood, extrato da conta com o Itaú e Bradesco, pedir um Uber e verificar o status de um voo da Latam. Dá pra escutar notícias do UOL, CBN, Jovem Pan, G1, Veja, Folha de São Paulo, O Estado de São Paulo, Infomoney e Valor Econômico. Mais empresas e mais interações, chamadas internamente de skills, serão adicionadas no futuro

Echo Dot, o mais simples

echo dot

A linha de produtos que chega junto da assistente começa com o Echo Dot. Ele é o mais simples de todos e tem o som menos potente, mas mesmo assim é alto o suficiente pra som ambiente de uma sala, por exemplo. Ele pode ser até um microfone apenas, enviando o áudio para caixas de som via conexão Bluetooth ou com um cabo de 3,5 milímetros.

Echo é um passo além

Junte tudo do Echo Dot e aumente consideravelmente o tamanho da caixinha, pra ter o Echo - sem sufixo mesmo. Ele é de terceira geração e foi lançado nos Estados Unidos na semana passada. Aqui o som é muito mais potente, já que um woofer de neodímio com três polegadas dá os graves que o Dot não tem, junto de tecnologias Dolby que reforçam ainda mais o som.

Além de responder pela voz da mesma forma como o Dot faz, este Echo pode ser conectado via Bluetooth com qualquer outra coisa - ele só abre mão do cabo de 3,5 milímetros, o que ajuda bastante no visual do ambiente.

Echo Show 5

Neste modelo a qualidade e potência sonora muito próxima do Dot, só que com uma tela de 5,5 polegadas na frente. Ela pode funcionar como um rádio relógio caro, mas também pode exibir algum conteúdo do Prime Video e reproduzir tudo que pode ser reproduzido nas duas outras caixas, como Spotify, Deezer, Amazon Music, TuneIn e vídeos do Porta dos Fundos, Galinha Pintadinha, ou receitas da Panelinha e TudoGostoso.

Ele tem uma câmera HD e pode fazer chamadas pra outros Echo Show 5 espalhados pela casa, ou então com alguém com o app da Alexa no celular. Ela também pode ser coberta com um plástico pra evitar que alguém acesse seus dados com ajuda do Hackerman.

amazon echo 5 show tampa

Quando e quanto?

Os preços dos três Echo ficam assim:

Os Echo Dot e Show 5 já estão em pré-venda com preço promocional e a entrega acontecerá a partir do dia 7 de outubro. O Echo grande ainda não está em pré-venda e o lançamento está previsto para o mês que vem.

Nota de transparência: os links acima têm código de afiliado. Clicando neles, os preços não mudam, mas o veículo pode ganhar uma comissão da Amazon.

Leia mais sobre: , , , , .

relacionados


Comentários