Home » Games » Sony » Para Sony, retrocompatibilidade será chave para o sucesso do PS5

Para Sony, retrocompatibilidade será chave para o sucesso do PS5

Depois de pregar por toda esta geração que a retrocompatibilidade é algo que ninguém usa, Sony diz que recurso será importante para o PlayStation 5.

27 semanas atrás

Na minha opinião, um dos maiores acertos da Microsoft na atual geração foi a maneira como a empresa tratou a retrocompatibilidade. Apesar do recurso não ter sido disponibilizado desde o início, com o tempo ele se mostrou algo muito bom e admito que errei quando desconfiei que no Xbox One ele teria tão poucas opções quanto vimos acontecer no seu antecessor.

Mas enquanto um bom número de donos de Xbox One pareciam aproveitar a capacidade do videogame de rodar títulos dos seus irmãos mais velhos, a Sony seguiu dando de ombros para os pedidos de que o mesmo acontecesse no PlayStation 4, inclusive com um alto executivo chegando a afirmar que esse é o tipo de coisa que ninguém usa.

Mas, como não há nada como um dia após o outro… Um dos primeiros rumores confirmados para o PlayStation 5 foi justamente a inclusão de retrocompatibilidade com o atual videogame da empresa e se num primeiro momento poderia parecer que o recurso seria apenas um extra para quem investisse na compra do novo console, agora sabemos que ele tem sido visto internamente como uma peça chave para o sucesso da próxima geração.

O assunto foi levantado durante um evento para investidores que a Sony realizou há alguns dias, quando o CEO da Sony Interactive Entertainment, Jim Ryan — que por sinal é o mesmo que antes disse que ninguém usava a retrocompatibilidade — deu a seguinte declaração:

A chave para o sucesso de uma plataforma é o momento inicial. O nosso fator crítico de sucesso para a próxima geração será a capacidade de fazer a transição da nossa comunidade do PS4 para a próxima geração mais rápido do que jamais fizemos, antes deles expandirem para novas audiências.

E para Ryan, a retrocompatibilidade será algo fundamental para isso acontecer e ele até disse que a fabricante não pode esquecer o PlayStation 4, já que o aparelho deverá continuar sendo uma dos principais fontes de receitas e engajamento de jogadores pelos próximos três anos ou mais.

Infelizmente o executivo não entrou em detalhes sobre como funcionará o recurso no próximo membro da família PlayStation, mas se tudo correr conforme tem sido especulado, com ele poderemos jogar títulos lançados para todos os consoles da marca. Para ser sincero tenho achado isso bom demais para ser verdade, mas novamente espero estar enganado em relação a minha desconfiança.

Resta portanto esperar que o novo videogame da Sony seja oficialmente anunciado e que a empresa explique melhor os seus planos tanto para o futuro, quanto para essa ideia de manter vivo o seu passado através da retrocompatibilidade. O que eu adorarei ver é o malabarismo que os fanboys terão que fazer para defender algo que antes só estava presente no videogame da concorrência e que muitos também defendiam ser irrelevante. Será divertido.

relacionados


Comentários