Home » Hardware » Amazon traz novo Kindle Paperwhite pro Brasil mais barato do que nos EUA

Amazon traz novo Kindle Paperwhite pro Brasil mais barato do que nos EUA

Esta é a primeira geração do Paperwhite com proteção contra água e até 32 GB de memória interna

35 semanas atrás

A Amazon lança hoje (7) uma nova geração do Kindle Paperwhite no Brasil, mudando algumas coisas do lado de dentro, mas deixando o lado de fora ainda mais novo, mais resistente e custando mais barato do que nos Estados Unidos. O novo modelo tem o dobro de memória e pode ser utilizado dentro da piscina, enquanto você prende o fôlego por até uma hora e em dois metros de profundidade.

 

Tá, ok, você não vai (E NEM DEVE) fazer isso, mas a proteção contra água do Kindle é novidade nesta faixa de preço. Até agora, poder ler qualquer livro ou escutar um audiolivro (que não funciona em contas brasileiras, ainda) era exclusividade do Oasis, que custa quase três vezes mais caro do que o Paperwhite.

As novidades deste modelo já foram mostradas antes, mas de forma resumida ele vem com frente feita em vidro único (sem desnível) e que é mais áspero, lembrando um pouco do que é esperado na textura do papel. Ele também está quase nada mais leve do que a geração anterior, mas ainda apresenta resolução que exibe quadrinhos, livros, imagens e tudo mais em 300 pontos por polegada - é, mais ou menos, a mesma “resolução” de um livro de verdade.

O espaço interno pulou de 4 GB para 8 GB, podendo ir até 32 GB em uma versão com mais memória. Mesmo na versão mais cabe-no-meu-bolso-e-na-carteira, a memória é o suficiente pra milhares de livros e outras centenas de PDFs, mesmo que com uma visualização bem ruim pra este tipo de arquivo, mas dá. Tá lá e é só usar se quiser.

 

Este, desde que foi lançado, foi o modelo que custava menos na lista dos que já trazem LEDs pra iluminar a tela. Antes eram quatro deles e agora são cinco, sendo dois em cada lateral e um na parte inferior. Pode parecer pouco quando comparado aos 12 LEDs do Oasis, mas é mais do que o suficiente pra permitir uma leitura do Manifesto do Partido Comunista, ou O Mínimo que Você Precisa Saber para não Ser um Idiota de noite, sem ninguém do lado, no escuro do quarto com porta fechada - safadinho esquerdista/direitopata!

No software tudo continua como antes, o que significa que você pode continuar a leitura de um livro de onde parou quando vai pra outro Kindle (ou quando resolve ler no smartphone, o que é uma loucura), busca por significado em dicionários e na Wikipédia, tradução de termos pra outros idiomas e personalização de tamanho de fonte.

Kindle Paperwhite de 5ª geração (esquerda) e o novo modelo (direita)

Tudo isso sai por R$ 499 na versão de 8 GB e R$ 649 para 32 GB. Se você gosta de audiolivros, é interessante levar pra casa a versão de 32 GB, mas se não é destes, o de 8 GB serve pra todas as ocasiões. É o que eu levaria. Tem ainda uma promoção que dá três meses de Kindle Unlimited, que é uma espécie de Netflix de livros, pra quem comprar o novo Paperwhite até o dia 7 de março.

O modelo vendido aqui no Brasil é importado e, nos Estados Unidos, custa US$ 149. Isso, convertendo agora (dólar cotado em R$ 3,70 pelo Banco Central), dá mais ou menos R$ 551. O que nos deixa com um Kindle que é mais barato do que comprar nos Estados Unidos, onde os US$ 149 ainda recebem imposto local e podem parar na alfândega, pra uma taxa malandra de mais 60%.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários