Home » Mobile » Smartphone dobrável da Samsung reaparece "acidentalmente" em comercial

Smartphone dobrável da Samsung reaparece "acidentalmente" em comercial

Samsung pode apresentar aparelho com tela dobrável junto com o Galaxy S10; preço final deve ficar em torno de US$ 1,7 mil na Pior Coreia

28 semanas atrás

A Samsung deu mais uma palhinha do que pode vir a ser o seu dispositivo com tela dobrável, em um comercial "vazado" que surgiu primeiro no Vietnã, e pouco depois foi publicado no canal oficial de imprensa da companhia. O chamado "Galaxy F" pode ou não ser apresentado no dia 20 de fevereiro, no evento que revelará o Galaxy S10.

Samsung / peça publicitária / smartphone dobrável

A suposta confusão aconteceu na última sexta-feira (01), quando a conta da Samsung Vietnam publicou o vídeo abaixo, rapidamente deletado pela empresa, mas que rapidamente se espalhou pela internet. Ao som da música Que Sera, Sera (Whatever Will Be, Will Be), de Doris Day (trilha do filme O Homem Que Sabia Demais, e que levou o Oscar de Melhor Canção Original em 1956), a Samsung exibe vários conceitos e tecnologias para o futuro, que a empresa pode ou não estar desenvolvendo no momento.

Entre robôs tatuadores, displays transparentes (o que nem é novidade) e acessórios para tomografia, é exibido rapidamente o Galaxy F, desta vez sem o case em que foi escondido durante  Samsung Developers Conference 2018, realizada em novembro último. No vídeo, é possível ver as duas telas do gadget, a externa de 4,58 polegadas e resolução de 1.960 x 840 pixels (465 ppi), que fica ativa quando o aparelho está fechado, e a dobrável de 7,3" e 2.152 x 1536 pixels (362 ppi).

E como Inês é Morta, a Samsung entubou o "prejuízo" e publicou o vídeo em seu canal de imprensa oficial no sábado (02).

Não é de hoje que empresas e agências "vazam" informações oficiais, para gerar barulho na mídia e manter o público interessado. Desde os tempos em que Evan "evleaks" Blass, hoje jornalista do VentureBeat era um freelancer, já se sabe que é interessante prover uma ou outra pílula de forma controlada à imprensa. Isso não quer dizer que não existam vazamentos, mas nem todo informante é tão competente assim.

Voltando ao Galaxy F, a Samsung deu poucas informações sobre ele, se limitando a explicar que a tecnologia do display, chamado "Infinity Flex" utiliza um polímero flexível no lugar do revestimento de vidro, um polarizador anti-reflexo 45% mais fino, e um adesivo dobrável para laminar as camadas. Sobre a durabilidade e resistência da tela, que precisa aguentar inúmeros movimentos de abre-e-fecha, nada foi dito.

Segundo fontes, o preço final do Galaxy F será alto, dadas as novas tecnologias inseridas: ele custará ₩ 2.000.000 na Pior Coreia, o que se converte em US$ 1.787,26, ou R$ 6.557,10 (cotação de 05/02/2019); no entanto, se o gadget for lançado no Brasil, não espere por valores inferiores a R$ 10 mil.

Samsung lançará o Galaxy S10 no dia 20 de fevereiro

Cogita-se que a Samsung vai demonstrar o Galaxy F no evento marcado para o dia 20 de fevereiro, em São Francisco (EUA), onde a estrela será o Galaxy S10, o próximo smartphone premium da empresa. O que se sabe até agora é que serão apresentados pelo menos quatro modelos, cada um com uma característica:

  • Galaxy S10E: tela de 5,8", leitor de digitais na lateral, conjunto de câmeras principal duplo, câmera selfie única, bateria de 3.000 mAh;
  • Galaxy S10: tela de 6,1", leitor de digitais sob o display, conjunto de câmeras principal tripla, câmera selfie única, bateria de 3.300 mAh;
  • Galaxy S10+: tela de 6,44", leitor de digitais sob o display, conjunto de câmeras principal triplo, conjunto de câmeras selfie duplo, bateria de 4.000 mAh;
  • Galaxy S10 com 5G: tela de 6,7", leitor de digitais sob o display, conjunto de câmeras principal quádruplo, conjunto de câmeras selfie duplo, bateria de 5.000 mAh.

A Anatel já homologou os modelos Galaxy S10, S10+ e S10E, e a versão com 5G não virá para cá por razões óbvias. De acordo com a documentação, a Samsung Brasil trará os modelos equipados com seus chips Exynos proprietários, e não os com o novo Snapdragon 855 da Qualcomm.

Com informações: Samsung Newsroom.

relacionados


Comentários