SpaceX apresenta o painel da Dragon 2 (e seus primeiros astronautas)

Tripulação 1 da NASA para o Dragon 2: Victor Glover e Mike Hopkins

Depois da apresentação formal das equipes de astronautas na semana passada pela NASA, a SpaceX fez questão de convidá-los para um evento próprio de boas-vindas e apresentação para a imprensa especializada na fábrica de foguetes em Hawthorne, Califórnia, no qual aproveitou para mostrar de perto o novo painel da Dragon 2 (também conhecida como Crew Dragon), do qual vou falar em alguns parágrafos.

O evento serviu para mostrar a enorme empolgação dos quatro astronautas da NASA que serão os pioneiros em viagens com a SpaceX para o espaço, sem precisar pagar nenhum rublo para os russos pela carona na Soyuz. Pois é, não parece nada demais, tirando o detalhe que isto não acontecia desde o fim do programa dos ônibus espaciais em 2011 (pra piorar ainda mais a sensação de nos sentirmos bem velhos por lembrar desse momento, o último voo foi em 2010), longínquos oito anos atrás.

Tripulação das duas missões da NASA com o Dragon 2

É claro que a NASA precisou investir bilhões de dólares no projeto de adaptar a Dragon para passageiros, mas é literalmente o preço que se paga para parar com a dependência dos russos.Os astronautas que farão parte desse belo namoro da NASA com a SpaceX são Victor Glover e Mike Hopkins no primeiro voo (foto do começo do post), e Bob Behnken e Doug Hurley na segunda viagem. Todos parecem felicíssimos nas fotos, e não é pra menos. Mesmo deixando o lado do patriotismo americano de lado, a Dragon 2 sem dúvida alguma ser bem mais confortável que a Soyuz, que é bem apertada, já que apenas 2,5 m³ são usáveis pelos astronautas.

Voltando ao painel da sua Dragon 2, ele é composto por 3 grandes telas, que eu adoraria poder conhecer de perto. Tudo bem que eu imaginava essas telas ainda maiores, mas estamos falando de uma cápsula espacial, então não dá para querer muito, ou pelo menos não ainda. A palavra que melhor define o painel é minimalismo, e as três telas da Dragon 2 estão bem distantes do complicadíssimo painel dos antigos ônibus espaciais. Musk vem falando sobre o interior da Dragon desde meia década atrás, quando comparou o painel com o de uma nave alienígena.

Painel da Dragon 2, foto de Eric Berger do Ars Technica

O Ars Technica estava no evento que aconteceu na segunda passada (confira o post do site para ver muitas fotos além da foto acima, clicada por Eric Berger), e conta que a SpaceX colocou dois simuladores do painel de controle da Dragon 2 em exibição no segundo andar da fábrica para os sortudos dos jornalistas presentes, que foram os primeiros de fora da SpaceX a terem o privilégio de conhecerem melhor o painel. Recomendo também esse vídeo da CNN, que mostra o interior da Dragon 2 e tem o depoimento dos astronautas das duas missões.

No mesmo evento na semana passada, a NASA também apresentou tripulações para o Starliner, que está sendo feito pela Boeing (e custou bem mais recursos da agência espacial norte-americana que a adaptação da Dragon), mas ele foi adiado em alguns meses por conta de uma anomalia em um teste do sistema de propulsão e só deve subir em novembro de 2019, mas tudo isso é assunto para outro post (de preferência do Cardoso).

Ilustração mostra o Dragon 2 prestes a se acoplar a Estação Espacial Internacional.

A missão da Dragon 2 está prevista para abril de 2019, se tudo der certo com a missão não-tripulada a ser lançada com o Falcon 9 em novembro deste ano, e que servirá como demonstração e teste final. Se por acaso a NASA ainda precisar da velha carona dos Soyuz, sem problemas, pois o contrato com os russos vai até novembro do ano que vem.

Saiba mais sobre a Dragon 2 e as duas missões dos astronautas da NASA com a SpaceX.

 

Relacionados: , , ,

Autor: Nick Ellis

Nick Ellis é autor do Meio Bit, Digital Drops e Blog de Brinquedo.

Compartilhar