Home » Games » Cultura Gamer » YouTube está encerrando contas de usuários que promovem transmissões do Twitch

YouTube está encerrando contas de usuários que promovem transmissões do Twitch

O YouTube está punindo canais grandes e pequenos de novo, desta vez encerrando contas sem aviso prévio por promoverem transmissões do Twitch; até o Linus Tech Tips foi banido, mas recuperou o canal depois.

1 ano atrás

O YouTube não pretende mais dividir seus usuários com o Twitch, e não é segredo que de uns tempos para cá a plataforma anda distribuindo strikes sem aviso para quem ousar promover streamings no concorrente na plataforma; mesmo uma mera menção ao nome do serviço da Amazon já é considerada uma ofensa passível de deleção de vídeos, ou mesmo de suspensões temporárias.

Agora, segundo denúncias o YouTube está pegando ainda mais pesado. Vários usuários denunciam que a plataforma está  banindo canais indiscriminadamente, por terem publicado vídeos que chamam os espectadores para atrações veiculadas no Twitch. A maioria dos reclamantes afirmam que o serviço não avisa os YouTubers que seus canais estão em risco, e que o banhammer está comendo solto sem seguir o procedimento normal, de três strikes.

O problema não se restringe ao YouTube Gaming e está afetando gente grande: um deles é Linus Sebastian, seu canal LinusTechTips foi um dos que rodou sem que o YouTube o alertasse. Ele já havia tido um de seus vídeos derrubados em junho ao anunciar o streaming do WAN Show no serviço da Amazon, mas agora o canal foi derrubado sem aviso, ainda que o YouTube tenha voltado atrás e reabilitado sua conta; já o YouTuber Surny, que também teve a conta encerrada com um único strike pelo mesmo motivo não teve a mesma sorte.

Do lado do YouTube seus Termos de Serviço são bem claros: vídeos que não possuem nenhuma função a não ser chamar os espectadores para outras plataformas serão considerados spam, e tanto Linus quanto Surny reconheceram que estão de fato infringindo as regras; no entanto, a agressividade da plataforma para com tais vídeos e os YouTubers que jogam nos dois times vem sendo considerada exagerada, além do que o Google está queimando etapas e distribuindo punições sumárias com o intuito de assustar todo mundo.

Em última análise, o YouTube quer que os criadores mantenham apenas uma plataforma de streaming e obviamente, de preferência a sua própria, até porque o Twitch hoje não se restringe a transmissões de games; porém, muitos já manifestaram a intenção de dar um pé na bunda do Google e fechar com a Amazon.

O YouTube diz que "não há nenhuma tática de coerção em curso" e que os criadores podem publicar vídeos que chamem os usuários para o Twitch, desde que eles não sejam apenas para tal fim (traduzindo, eles precisam ter conteúdo ou cairão na malha do spam), porém não é isso que muitos usuários dizem que está acontecendo.

Com informações: Polygon, Engadget.

relacionados


Comentários