Remake do Resident Evil 2 contará com duas campanhas

Uma das grandes surpresas da E3 deste ano foi o trailer do remake do Resident Evil 2 divulgado pela Capcom. Além de contar com gráficos muito bonitos, o jogo parece ser até mais assustador que o original e para quem estava achando que a empresa iria apenas dar um tapa no visual, o trabalho está ficando cada vez mais promissor.

Mas e quanto a estrutura do jogo? Quem jogou o original deve lembrar que ele tinha uma campanha para o Leon e outra para a Claire, sendo que cada uma delas contava com dois cenários. O primeiro era o jogo normal, enquanto que o segundo trazia novos inimigos, batalhas adicionais contra chefes e cenas não-interativas inéditas.

Pois de acordo com o produtor Yoshiaki Hirabayashi, esta nova versão não terá os quatro cenários, mas isso não significa que tenhamos motivos para nos preocupar.

Uma das grandes coisas sobre o original era esse sistema de dois personagens, onde você podia ter diferentes perspectivas dos eventos […] Ainda queremos replicar aquele sentimento de ver os dois lados da mesma história através das perspectivas dos personagens. Por isso teremos uma campanha para o Leon e uma para a Claire. Eles estarão separados e você poderá escolher com qual deseja jogar primeiro.

 

O que fizemos foi simplificar um pouco e tornar mais elegante ao eliminar as distinções A e B, e meio que misturando o que acontece nos cenários A e B dos personagens em uma única história. Acho que os jogadores hoje em dia querem este tipo de experiências profundas e intensas com a história e ao alongarmos por quatro cenários, a história se torna rala e cria um senso de repetição, já que teremos que passar pelo jogo múltiplas vezes para vermos tudo. Então é por isso que queremos duas campanhas que mostrem todos os eventos de cada história dos personagens, ao invés de dividi-la.

Talvez os mais puristas não gostem muito da novidade, mas como tenho certeza de que eu nunca terminaria esse remake tantas vezes, fico feliz pela decisão. Outra escolha tomada pela equipe e que me agrada foi a de abandonar as câmeras fixas presentes no original. Com isso o jogo adota a já tradicional visão sobre os ombros, o que na minha opinião aumenta bastante a imersão e evita termos a sensação de estarmos controlando um tanque de guerra.

Eu não sei quanto a você, mas estou muito ansioso para colocar as mãos neste Resident Evil 2 e felizmente isso será possível já em 25 de janeiro de 2019, quando o jogo chegará ao PC, PlayStation 4 e Xbox One.

Fonte: Videogamer.

Relacionados: , ,

Autor: Dori Prata

Pai em tempo integral do pequeno Nicolas, enquanto se divide escrevendo para o Meio Bit Games, Techtudo e Vida de Gamer, tenta encontrar um tempinho para aproveitar algumas das suas paixões, os filmes, os quadrinhos, o futebol e os videogames. Acredita que um dia conseguirá jogar todos os games da sua coleção.

Compartilhar