Kim Dotcom vai construir a própria internet, muito provavelmente com blackjack e prostitutas

bender

Kim Dotcom não é um sujeito de quem eu compraria um carro usado. Nem com quem tomaria um chopp. Ele inclusive viola a regra de que ninguém que fala alemão pode ser má pessoa, mas Kim Schmitz é basicamente um Snowden Piratex.

Depois de ter sido condenado por hacking na adolescência, ficou rico com o MegaUpload, serviço que, sejamos sinceros, era a melhor forma de trocar filmes e softwares antes da invenção do Bit Torrent, mas sendo honesto o Kim Dotcom cometeu um Crime contra a Humanidade foi com este vídeo aqui:


Kim Dotcom – Megaupload Song HD

Com o fim do MegaUpload Kim criou o Mega, basicamente o mesmo serviço mas com uma interface melhor e encriptado. Não durou muito tempo e se afastou do projeto.

Procurado nos EUA por pirataria, fraude e lavagem de dinheiro, a Alemanha não era mais segura, e ele fugiu para a Nova Zelândia, acredite se puder.

Kim resolveu ser ativista e político, fundou o Partido da Internet, mas ainda não conseguiu eleger ninguém. Agora ele está com um novo projeto: quer criar uma internet própria, livre do controle das corporações malignas. Essa internet rodaria usando o processamento ocioso de centenas de milhões de dispositivos. Sim, é a mesma idéia que apareceu em Silicon Valley.

watch-the-60-minutes-profile-on-megaupload-founder-kim-dotcom-0-0

A MegaNet, como ele está chamando, não será baseada em IPs, então esqueça criar uma GUI em Visual Basic para rastrear alguém. Ataques DdOS e invasões de hackers também serão coisa do passado, ao menos é o que Kim promete.

Ele diz que é uma forma de tornar a disputa por Neutralidade de Rede irrelevante, pois as corporações não saberão qual conteúdo está sendo trafegado, para privilegiar o que acharem melhor. Críticos, como Julian Assange, dizem que o buraco é mais embaixo, e que as corporações não vão aceitar caladas esse tipo de estratégia.

O acesso à nova internet do Kim que não é Jon Il mas gostaria será feito através do portal K.im (egocêntrico? Nah…) que ainda não está disponível.

Fonte: Russia Today.

Relacionados:

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e para seu blog pessoal, o Contraditorium,

Compartilhar