Home » Ciência » Espaço » Cientistas detectam explosão muito tempo atrás em uma galáxia muito muito distante

Cientistas detectam explosão muito tempo atrás em uma galáxia muito muito distante

O telescópio espacial de raios-x Chandra testemunhou um evento cataclísmico, mesmo para padrões estelares. Quase 11 bilhões de anos atrás algo explodiu em uma galáxia, algo tão grande que a explicação sobre o que poderia ser é algo que não sabemos o que é.

2 anos e meio atrás

starkillerphysics_feat-969x545

Ok, esqueça Star Wars. Sério. A capacidade de destruir um planeta é insignificante diante da força envolvida aqui. Até então os eventos mais poderosos que conseguimos testemunhar são as explosões de raios gama, mas em 2014 um telescópio espacial de Raios-X presenciou algo assustador.

A 10,7 bilhões de anos-luz da Terra há uma galáxia chamada CDF-S XT1. Nada demais, nada extraordinário, uma galáxia comum, sem graça, os bares de CDF-S XT2 são bem melhores. Só que ela estava no campo de observação do telescópio, quando o Evento aconteceu.

ALGO explodiu, gerando uma bolha de energia que por causa do Desvio para o Vermelho chegou até nós no espectro dos Raios X. A galáxia começou a brilhar mais e mais, logo ela atingiu o pico, o Evento emitiu MIL VEZES mais energia do que todas as estrelas da galáxia juntas. Isso ocorreu no espaço de poucas horas.

ezgif-2-b71acb4357

Ninguém faz idéia do que tenha acontecido. Alguns sugerem que foi uma explosão de raios-gama que não estava apontada pra Terra, então só pegamos a parte dos Raios X. O problema é que nós não sabemos o que causa explosões de Raios Gama. Uns dizem que são estrelas em colapso, outros colisões entre estrelas e buracos negros, fusão entre estrelas de nêutrons…

Arthur Clarke dizia que supernovas eram acidentes industriais. Não é totalmente irracional imaginar que o evento tenha sido causado por uma civilização tão avançada que há muito tenha abandonado a trivial tarefa de engenharia estelar, e estejam em um ponto tão avançado que quase consigam criar um conector USB que encaixe na primeira tentativa.

Essa civilização pode estar tentando manipular a própria estrutura do Espaço-Tempo, para obtenção de energia ou talvez alterá-la para evitar ou adiar o colapso final do Universo no Big Crunch. Coisa de um trilhão de anos, mas é sempre bom começar cedo.

É difícil sequer imaginar o que uma explosão dessas afetaria no resto da galáxia. Na melhor das hipóteses espécies inteiras teriam filhos esquisitos, talvez toda a galáxia tenha sido esterilizada, a Vida em milhões de planetas obliterada por raios-x tão fortes que montanhas seriam tão transparentes quanto o ar, civilizações inteiras, boas e más eliminadas em poucas centenas de milhares de anos, já que Raios-X viajam na velocidade da luz.

Pior: o Fim viria sem aviso, a não ser para as civilizações avançadas o bastante para monitorar o Objeto e entender o que estava acontecendo.

No final o Evento só mostra como pensamos pequeno. Segundo a lenda nossa maior catástrofe foi o Dilúvio, que matou quase todos os humanos da Terra. Pff. Diante de algo como essa explosão, só consigo pensar: Puny God.

Fonte: Science Alert.

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários