Home » Hardware e periféricos » Há mais unidades ativas do Galaxy Note7 do que do LG V20

Há mais unidades ativas do Galaxy Note7 do que do LG V20

Galaxy Note7 — ainda há muitas unidades ativas do smartphone explosivo da Samsung, inclusive bem mais aparelhos que alguns concorrentes.

3 anos atrás

galaxy-note7

Pelo visto nem todos os riscos envolvidos conseguiram estimular os donos do Galaxy Note7 e se desfazerem do dispositivo. Uma pesquisa recente realizada pela empresa Apteligent revela que a quantidade de foblets ativos no mercado ainda é bastante grande, o suficiente para superar em números o V20 e o OnePlus 3T juntos, ambos dosi dos mais poderosos smartphones Android lançados em 2016.

E mais, ele está virtualmente empatado com o Moto Z.

A Samsung e as operadoras (você não, Verizon) fizeram de tudo o que foi possível para que as pessoas se livrassem do Note7 o quanto antes, visto que o aparelho não é nada além de uma bomba-relógio: sua falha de projeto intencional acabou por comprometer todas as baterias e não há nada que se possa fazer. Cada uma das unidades pode explodir a qualquer momento, independente do que o usuário faça ou deixe de fazer.

Ainda assim a Turma do Deixa Disso acredita que porque nada aconteceu ainda, não irá acontecer mais. A bem da verdade essas pessoas não estão nem um pouco dispostas a se desfazerem do foblet, até porque tirando essa tremenda falha ele é de fato um excelente smartphone, e seria forte candidato ao melhor lançado em 2016.

O resultado é absurdo dadas as circunstâncias: cerca de 140 mil unidades ainda estão ativas na Pior Coreia, e outros tantos mundo afora onde o dispositivo foi lançado antes do recall (o Brasil felizmente nem teve tempo de conferir o aparelho). E definitivamente são muitos ativos:

chart-note7

Proporcionalmente existem mais Galaxies Note7 sendo utilizados em todo o mundo hoje do que unidades do OnePlus 3T e do LG V20, combinadas. Isso não quer dizer muita coisa para a OnePlus, que não tem um canal de distribuição do mesmo nível que as grandes fabricantes, mas no caso da LG a história é outra. A rival sul-coreana da Samsung bradou aos quatro ventos que o V20 era o smartphone mais avançado do mercado, foi o primeiro a vir de fábrica com o Android 7.0 Nougat mas a verdade é que pouca gente pode conferir como ele é de perto.

O V20 chegou um pouco atrasado no mercado ocidental, mas seu preço alto (entre US$ 770 e US$ 800) desestimula os compradores. O número de vendas em geral é pífio, não muito diferente das registradas pelo G5 (digamos que já virou rotina para a LG). Por outro lado a Lenovo também deveria se preocupar com o número de vendas do Moto Z: embora haja mais unidades ativas dele do que do Note7, a diferença é tão pequena que os dois estão virtualmente empatados. Lidera com folga a lista de dispositivos premium ativos lançados no 2º semestre o Xperia XZ, seguido por ambos modelos da linha Google Pixel

Se por um lado a Samsung deveria abrir o olho forçar ainda mais os cabeçudos a devolverem os últimos Note7 ativos, a LG também precisa se emendar se não quiser continuar comendo poeira.

Fonte: Droid-Life.

relacionados


Comentários