Home » Mundo Estranho » Fotos da patroa pelada em celular pode render US$ 1 milhão a cliente incauto

Fotos da patroa pelada em celular pode render US$ 1 milhão a cliente incauto

Não poderia ser pior. Um pastor do Texas, que para sorte dos envolvidos não era o Jesse Custer, foi comprar uma Toyota com a esposa, entregou o aparelho do celular para o vendedor e descobriu depois que várias fotos da esposa nua pelada sem roupa (aqui, Google, bait bait) foram roubadas. Polícia foi envolvida e a indenização pedida é de US$ 1 milhão.

3 anos atrás

Couple Laughing In Bed With Smart Phone

O causo de hoje é uma história que serve de alerta. Tudo começou quando o pastor Tim Gautreaux, de 44 29 anos e sua esposa Claire, de 27 foram em uma concessionária comprar uma Toyota. Excelentes pick-ups, indestrutíveis, dizem alguns

O pastor havia preenchido em casa um plano de financiamento, e chegou com crédito pré-aprovado. Os dados estavam no celular, então naturalmente ele passou o aparelho para o vendedor, que levou para o gerente aprovar.

O gerente, um tal de Matthew Luke Thomas ficou uns cinco minutos com o aparelho, depois devolveu. Aqui a história toma um rumo sinistro.

Alega o pastor, em uma ação judicial que levou à prisão do gerente e quer US$ 1 milhão de indenização, que quando pegou o celular de volta na tela havia uma foto de sua querida Claire, em avançado estado de nudezificação pelada.

Neste ponto surge uma pulga atrás da orelha: o pastor diz que abriu um app que lista e-mails deletados, e achou uma com o gerente como destinatário, com os dados financeiros da transação da já esquecida Toyota e…

Dois e-mails com fotos da esposa do pastor, enviados para um site de suingueiros.

vcnmu96d

Claire Gautreaux, for science!

O casal diz que está traumatizado, sofrendo profunda angústia mental, e para aliviar toda essa dor, só a quantia de US$ 1 milhão resolveria. Acho justo, resolveria boa parte dos meus problemas também.

Liberado com fiança de US$ 5 mil, o gerente da concessionária aguarda julgamento em liberdade.

A lição é simples: não empreste seu celular para ninguém se ele contiver material questionável. Ai mimimi você está culpando a vítima… sim, estou. O fato de o canalha roubar a foto não significa que você pode sair dando mole por aí. De que adianta ter a superioridade moral se seus nudes forem espalhados pela internet, em vez de ficarem no lugar de direito deles, o chatturbate? (não google)

PS: sim, eu também achei muito estranho o sujeito mandar aleatoriamente as fotos da pastorinha pra um site de swing. Infelizmente a responsabilidade jurídica impede especulações sobre o caso…

Fonte: Dallas News.

relacionados


Comentários