Home » Ciência » Tony Stark estava certo: ouro e titânio é uma combinação porreta

Tony Stark estava certo: ouro e titânio é uma combinação porreta

Mais uma vez a vida imita a arte. A história de que a armadura do Homem de Ferro era feita de titânio e ouro, que todo mundo zoou? Uma cientista descobriu que essa combinação é quatro vezes mais forte que titânio puro.

3 anos atrás

iron-man-3-dead-suit

Às vezes a vida imita a arte. Foi o caso do Homem de Ferro. No filme, Tony Stark justifica sua armadura meio carnavalesca dizendo que usa uma liga de titânio e ouro, muito mais forte que o normal.

O bom-senso diz que não funciona, afinal ouro é um dos metais mais maleáveis, como adicionar uma coisa mole a uma coisa dura torna a coisa mais dura? Não faz sentido a não ser que você leve pra maldade.

Só que o Universo como um todo e a Química em particular está pouco se lixando pro que faz sentido pra gente. Foi o que descobriu a professora Emilia Morosan, da Universidade Rice, em Houston.

Ela estava testando compostos para uso em próteses. Para isso eles precisam ser pulverizados. Isso é feito com um almofariz e um pilão:

small-porcelain-mortar-and-pestle-3

Problema: quando a professora Emília viu, em vez de pulverizar a amostra o almofariz e o pilão estavam desgastados. E eles eram recobertos por uma camada de diamante industrial.

Examinando a amostra ela descobriu um composto chamado β-Ti3Au. Uma estrutura cristalina de titânio reforçada com ouro, quatro vezes mais resistente que titânio convencional. O material ainda tem coeficiente de fricção reduzido e é biocompatível. Ou seja, ela praticamente criou a base pra Armadura Extremis.

Ou pra prótese de bacia da sua avó, o que vier primeiro.

Aqui o paper.

Fonte: Geeks Are Sexy.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários