Home » Meio Bit » Microsoft » Bugs levam Microsoft a remover Windows 10 v1511 do Media Creation Tool

Bugs levam Microsoft a remover Windows 10 v1511 do Media Creation Tool

Problemas com o BitLocker fazem com que Microsoft remova opção de instalar versão 1511 do Windows 10 em máquinas limpas

3 anos atrás

windows-10-1511

A Microsoft tinha tudo preparado para que em novembro o Windows 10 recebesse sua primeira grande atualização. A versão 1511, chamada de Threshold 2 trouxe novos aplicativos, melhorias para a Cortana (que passará a falar português em dezembro, mas apenas para Insiders), novas funções no modo tablet e uma série de correções e otimizações.

A atualização foi liberada há duas semanas e a Microsoft permitiu inclusive que os usuários baixassem a imagem completa através da ferramenta de criação de ISOs da empresa. Agora a opção foi removida, possivelmente por uma série de bugs.

O que aconteceu? Diversos usuários começaram a relatar problemas com o BitLocker do Windows 10, alegando ser impossível ativar a criptografia de dados em instalações limpas do sistema. Ao que tudo indica é preciso instalar primeiro a Build 10240, a versão final do sistema lançada em julho, habilitar a função e só então realizar o update. Caso ele desabilite a função e atualize também não poderá reativá-la.

Redmond então resolveu não correr riscos. A empresa decidiu remover a opção de instalação limpa da v1511 via Media Creation Tool, que agora só criará imagens da Build 10240. A Microsoft não está cancelando a atualização, mas decidiu que por enquanto ela só estará disponível via Windows Update. Se você atualizou seu sistema via web e está rodando a v1511 muito provavelmente não tem com o que se preocupar. Àqueles que ainda estão com a Build 10240 (meu caso) terão que esperar um pouco mais, já que a atualização está sendo liberada em ondas.

A Microsoft está passando por dificuldades desde que mudou os paradigmas do Windows, de produto para serviço. Como forma de tornar o sistema mais ágil no sentido de atualizações a forma para manter o Windows sempre em dia, com atualizações constantes para Insiders e usuários finais está dando vida a cada vez mais bugs. Espera-se que Redmond corrija isso com o tempo, mas por enquanto o Windows 10 não está tão estável quanto o pessoal gostaria.

Fonte: WinBeta.

relacionados


Comentários