Home » Mobile » Google enfrentará investigação nos EUA por monopólio do Android

Google enfrentará investigação nos EUA por monopólio do Android

Todo mundo odeia o Google: FTC e Departamento de Justiça dos EUA investigarão Mountain View por conta de práticas anticorporativas envolvendo o Android

4 anos atrás

google

Não é fácil ser o Google. A empresa enfrenta um problema atrás do outro pelo simples fato de ser uma corporação gigante, que abocanhou grande parte do mercado de smartphones e possui soluções que rivalizam ferozmente com produtos dos concorrentes, sejam pequenos ou grandes por conta da sinergia entre seus apps. Coitada, ela só quer dominar o mundo sem ser malvada, certo?

Agora falando sério: Mountain View não é bem vista na Europa principalmente por conta de suas práticas envolvendo o Android, em que ela abusaria de seu poder para prejudicar os concorrentes. E agora o Departamento de Justiça dos Estados Unidos e a FTC vão seguir na mesma direção.

No velho continente, os reguladores da União Europeia pegam pesado com o Google por conta de práticas não muito legais envolvendo o robozinho: a empresa privilegia de forma desigual suas próprias soluções e não dá condições iguais a softwares de terceiros. Segundo denúncias, ao fechar contratos com o Google os fabricantes se comprometeriam a privilegiar os GApps e não introduzir apps de concorrentes em seus aparelhos, quando esses são despachados para as lojas.

A gente bem sabe, quando uma empresa utiliza de sua posição de poder para privilegiar seus produtos e diminuir ao máximo a visibilidade dos concorrentes, está caracterizado o abuso do monopólio (sua existência em si não é problema, e sim seu mau uso), ou quebra das leis antitruste. Enquanto o Google tenta se safar na Europa, nos Estados Unidos tudo estava quieto... até agora.

A FTC e o Departamento de Justiça norte-americano entraram em um acordo e pretendem conduzir uma investigação contra o Google, basicamente seguindo a mesma prerrogativa da União Europeia: verificar se houve abuso de poder quanto a negociações com fabricantes de Androids nos EUA, forçando a adoção de soluções próprias e prejudicando a visibilidade de apps de terceiros.

Pode ser que isso acabe em um processo, mas também é provável que não dê em nada: dois anos atrás a FTC conduziu uma investigação similar, que foi encerrada sem maiores prejuízos. O envolvimento do DoJ pode significar que agora irão levar o caso até o fim, mas nada está garantido.

Como esperado, o Google não comentou a notícia.

Fonte: Bloomberg.

relacionados


Comentários