Home » Hardware e periféricos » ASUS continuará investindo pesado na linha Transformer

ASUS continuará investindo pesado na linha Transformer

ASUS acredita que a linha Transformer terá um futuro brilhante a despeito do mercado de PCs, que está em crise; mais modelos deverão chegar ao mercado em breve

5 anos atrás

asus-transformer-book-t100

ASUS Transformer Book T100: mais de 3 milhões de unidades vendidas desde seu lançamento

A ASUS sabe que o mercado de PCs está em frangalhos há um bom tempo. A tendência é que daqui pra frente o número de computadores desktop só caia em prol dos dispositivos mobile, que conforme os anos passam ficam cada vez mais poderosos e menores.

Ainda assim ela vai insistir em sua linha de híbridos 2 em 1: graças aos bons números do Transformer Book T100, a companhia taiwanesa espera colocar ainda mais aparelhos da linha no mercado.

É bem verdade que a ASUS comeu belos micos com a linha Transformes em anos anteriores, basta lembrar do belo papelão quando ela tentou lançar o Transformer Prime: tomou processo da Hasbro (com razão) e apesar de ter ganho amargou uma bela vergonha alheia, ao vender apenas 2 mil unidades na pré-venda e despachar apenas 80 mil unidades para as lojas. Comparar com os números que o iPad fazia na época já era covardia, imagine hoje. Isso sem mencionar o mico do GPS.

Tempos depois ela tentou de novo, desta vez apresentando híbridos não só no hardware como no software: o Book Trio era um produto interessante, que rodava Windows 8 no modo ultrabook e Android no modo tablet. Problema: tanto o Google quanto a Microsoft pressionaram a fabricante, pois não queriam de jeito nenhum um aparelho dual boot. Por fim a iniciativa não foi para a frente.

Em meados de 2014 ela tentou com o Transformer Book T100, e esse sim vendeu de forma satisfatória. O hardware robusto e preço aceitável (ele foi lançado com etiqueta de R$ 1.699,00 por aqui) vendeu mais de três milhões de unidades mundialmente, o que levou a ASUS a seguir com firmeza nessa direção: a linha Transformer Book Chi, apresentada na CES 2015 possui modelos com telas de 8,9″; 10,1″ e 12,5 polegadas é o principal exemplo.

O CEO Jerry Shen está confiante de que “apesar da indústria de PCs ter se estagnado, a categoria de dispositivos híbridos continuará a crescer”. Para isso a empresa pretende que a linha responda por 30% do total de notebooks enviados às lojas em 2015, contra os 20% do último ano.

Vai dar certo? Difícil dizer. Desde 2013 o mercado de computadores pessoais está morrendo, sem sinais de recuperação. Claro que a chegada do Windows 10 irá impulsionar as vendas num primeiro momento, mas é mais provável que os consumidores se voltem para ultrabooks e aparelhos mais leves, mesmo tablets com Windows. Nesse cenário a ASUS pode se dar bem, mas teremos que aguardar os próximos meses para termos certeza.

Fonte: FT.

relacionados


Comentários