Home » Hardware » Project Tango estará presente em breve em tablets e drones

Project Tango estará presente em breve em tablets e drones

Google pretende disponibilizar protótipos de tablets com o Project Tango para desenvolvedores; equipe demonstra drone equipado com o sistema de mapeamento

5 anos e meio atrás

project-tango

Vocês se lembram do Project Tango? A iniciativa do Google apresentada alguns meses atrás de mapeamento 3D de ambientes em tempo real está a todo vapor. De acordo com o Wall Street Journal, Mountain View está desenvolvendo protótipos de tablets com a tecnologia que podem ser liberados em breve. Paralelamente, uma equipe de pesquisadores está testando a aplicação do recurso junto a drones, que graças ao projeto não precisam nem de GPS.

O Google está desenvolvendo cerca de 4 mil tablets como parte do Project Tango, equipados com displays de 7 polegadas, duas câmeras traseiras, sensores infravermelhos de profundidade e software avançado que segundo do jornal, é "capaz de capturar imagens precisas de objetos tridimensionais". O protótipo faz parte do esforço do Google em oferecer ferramentas poderosas de desenvolvimento, portanto o Project Tango a princípio não é voltado para o usuário final. Ainda assim as aplicações são enormes: de mapeamento de ambientes para games como conversão sonora para deficientes visuais, entre outras.

A ideia aqui é oferecer os tablets a desenvolvedores de modo a permitir o desenvolvimento de aplicações para Android e Google Glass, e podem ser repassados antes da conferência I/O, que será realizada entre 25 e 26 de junho.

Paralelamente, uma equipe da Universidade da Pensilvânia está pesquisando a aplicabilidade do Project Tango em drones, de modo a automatizar e acelerar o processo de mapeamento. O time liderado pelo prof. Dr. Vijay Kumar, roboticista responsável pela pesquisa de voo coordenado de robôs (e que possui uma palestra bem legal do TED) está usando um quadricóptero equipado com o protótipo de smartphone apresentado anteriormente, que utiliza o projetor infravermelho para medir a distância que o drone está dos objetos que mede, permitindo a construção perfeita dos modelos 3D.

O mais impressionante é que o drone não possui GPS. Ele se posiciona unica e exclusivamente utilizando o sensor do Tango e um dispositivo de inércia, o suficiente para menter o quadricóptero estável mesmo quando é movimentado pelo operador. Ele apenas determina onde o drone deve ir e como ele já mapeou o ambiente a ordem é executada, com desvio mínimo de um centímetro.

A ideia é interessante pois no futuro drones poderão ser utilizados em ambientes internos quase que sem uma operação direta do controlador, pois eles já sabem todo o caminho a ser percorrido e só precisam das coordenadas a que precisam de dirigir. Veja o vídeo que mostra o protótipo (ainda em fase de pesquisa bem inicial):

Fonte: WSJ e 9to5G.

relacionados


Comentários