Home » Fotografia » 5 Modinhas da Fotografia nacional com nome em inglês

5 Modinhas da Fotografia nacional com nome em inglês

Hoje a fotografia está dominada por serviços e práticas que são importadas do exterior e vendidas com seus nomes inalterados. Veja um pouco do que está circulando no mercado fotográfico e seus nomes em inglês.

6 anos atrás

Sei que vou apanhar por estar escrevendo isso, mas eu não suporto as modinhas fotográficas que mantém o nome em inglês aqui em terras tupiniquins. Sim, entendo as questões de marketing envolvidas nisso, afinal de contas a prática já está estabelecida em terras civilizadas, então nada melhor do que manter o nome para fazer uma boa propaganda. Mas, como uma pessoa que odeia frescuras, ouvir fotógrafo chamando o dia do casamento de Wedding Day ou simplesmente dizendo que vai fazer um Job são coisas que agridem meus ouvidos, sem falar na legião de pessoas que não sabem nem falar português direito e ficam tentando pronunciar (sem muito sucesso) os nomes em inglês. Aqui vai uma listinha dos 5 termos que estão na moda e fazendo muita gente ganhar grana (inclusive aqueles que estão montando workshops dos temas).

fotografia_moda

Anna Eftimie

01 - Newborn - esse, sem dúvida, é o termo que mais me agride. Sério, pois não tem nada de mais dizer simplesmente Recém Nascido. Acho que a versão em português fica até mais bonita. Pior é quem faz propaganda utilizando o termo em inglês e colocando a tradução logo depois entre parentes. A Fotografia Newborn está na moda e tem muito fotógrafo entrando nessa barca por ser um mercado em ascensão, sem falar que pais compram tudo que estiver relacionado ao seu filho recém nascido. Porém, não se enganem. Não é fácil chegar ao resultado que vemos nas galerias da internet e necessita de muita dedicação, paciência e sim, tem que gostar de crianças.

02 - Smash the Cake - esse eu entendo, pois o nome em inglês é muito mais sonoro do que se simplesmente fosse traduzido (algo como Esmagar o Bolo). Essa é uma tradição americana que foi importada para territórios tupiniquins sem muita variação. É feito geralmente no primeiro aniversário da criança, no dia da festa. Como o nome mesmo diz, é simplesmente deixar a criança se lambuzar com um bolo ricamente decorado. Quando mais lambuzada, melhor para as fotos. Independente de ser uma tradição importada ou não, já vi vários trabalhos interessantes dentro dessa linha, e outros nem tanto.

03 - Life Style - Tenho visto muito esse termo nos últimos tempos para determinar um certo tipo de serviço ou todo o estilo de um fotógrafo. É o serviço que tenta retratar o cliente dentro do seu estilo de vida, representando sua vida de verdade. Ou seja, nenhuma novidade, apenas um nome bonitinho em inglês que, quando traduzido perde toda a graça. É igual o Strobist, uma coisa que o pessoal já faz a décadas, mas agora é vendido como novidade e tem um nome bacana importado.

04 - Save the Date - o pessoal que vai casar (principalmente as noivas) sabem do que estou falando. A coisa, também importada dos States, começou como um pré-convite para o casamento, como forma de seus amigos e parentes reservarem a data do evento na agenda. No meio da fotografia a coisa virou um ensaio fotográfico (ou vídeo) anunciando o casamento. Antes era apenas casamento, agora temos Save the Date para festa de debutante e logo, com certeza, teremos até para aniversário infantil. Outra moda que poderia, simplesmente, se chamar Reserve a Data.

05 - Trash the Dress - talvez uma das primeiras modinhas com nome em inglês a chegar no Brasil. Nada mais é do que um ensaio pré-casamento (pre-wedding na cabeça de alguns) onde a noiva deveria, em teoria, judiar implacavelmente do seu vestido. Digo em teoria porque hoje estão chamando qualquer fotinha pré-casamento com vestido brando de Trash the Dress. Atualmente existe muito fotógrafo que vende o serviço com um ensaio pós-casamento. De uma maneira ou de outra, o termo se popularizou e é usado para quase qualquer ensaio.

Talvez seja realmente deste jeito que a roda do capitalismo na fotografia tenha que se movimentar. Pegar todas as tendências do exterior e manter o nome e suas características. Pode ser bom para as vendas, e passa para o cliente uma impressão de modernidade. Mas, mesmo assim, acho que temos capacidade de criarmos nossas próprias tendências. Basta um pouco de criatividade.

relacionados


Comentários