Os culpados? Games e rap

Os games acabaram de ganhar uma companhia na primeira posição da lista de "formas de entretenimento que mais influenciam a violência".

O condado de Wicomico ocupa o segundo lugar entre as cidades mais violentas do estado de Maryland nos Estados Unidos e ao invés de tentar achar uma solução para o problema, o Wicomico County Gang Resistance, espécie de grupo criado para combater a guerra entre as gangues locais, resolveu por a culpa nos jogos da série Grand Theft Auto e nas letras das músicas de rap.

O diretor da organização, Dan Dougherty, afirmou: "No GTA você marca pontos matando policiais, roubando carros e espancando prostitutas… Nos anos 80 e 90 vocês não tinham videogames, não existia violência na mídia e vocês não tinham internet. Isso criou uma falta de respeito pela vida e tornou a violência mais aceitável."

Chego então a conclusão de que está mais fácil resolver o problema da violência mundial do que pensávamos. Basta acabar com todos os grupos de rap e com os videogames, não acham? Lembro de ter aprendido na escola que Adolf Hitler iniciou um genocídio apenas por não ter conseguido terminar o Call of Duty. Me recordo também que um movimento conhecido como "As Cruzadas" foi inspirado em um jogo para videogames. Lembro até que antes do Counter Strike chegar ao Brasil, nossa taxa de criminalidade era quase zero. É a vida imitando a arte…

[via GamePolitcis]

Autor: Dori Prata

Pai em tempo integral do pequeno Nicolas, enquanto se divide escrevendo para o Meio Bit Games, Techtudo e Vida de Gamer, tenta encontrar um tempinho para aproveitar algumas das suas paixões, os filmes, os quadrinhos, o futebol e os videogames. Acredita que um dia conseguirá jogar todos os games da sua coleção.

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto Frio Peças, Cupom de desconto Mundo da Carabina, Cupom de desconto JBL, Cupom de desconto Costa Cruzeiros, Cupom de desconto Loja do Mecânico, Cupom de desconto Staples