Digital Drops Blog de Brinquedo

Google apresenta chave USB para verificação em dois passos

Por em 22 de outubro de 2014

google-security-key

O Google é um dos maiores entusiastas da verificação em dois passos, uma camada de segurança hoje em dia primordial para aumentar a segurança de nossas contas e consequentemente nossos dados. E agora ela oferece uma alternativa de certa forma ainda mais segura: trata-se da Security Key, uma chave USB que autentica sua identidade fisicamente.

continue lendo

emComputação móvel Google Internet Segurança Software Web 2.0

FBI tem “zero chances” de acessar dados encriptados

Por em 22 de outubro de 2014

fbi-strategy

O passo dado por Apple e Google para proteger os dados do usuário de invasões hackers e bisbilhoteiros em geral (ao mesmo tempo que tiram os seus da reta e evitam serem taxadas como cupinchas de agências) está deixando os órgãos de segurança fulos da vida, desde o FBI, passando pela polícia norte-americana e até mesmo o procurador-geral do país não gostou da novidade (isso sem falar em governos como a China, que estão tentando driblar a criptografia).

No caso do Bureau, o diretor James Comey já disse com todas as letras que tal situação é inadmissível, mas conseguir restaurar o acesso aos dados não será tão simples quanto ele pensa.

continue lendo

emApple e Mac Computação móvel Google Internet Planeta Sem Fio Segurança Software Web 2.0

Google contra a pirataria nos resultados de buscas

Por em 21 de outubro de 2014

google-piracy-001

A gente sabe, tudo o que você quer encontrar, legal ou não está no Google. Basta um pouquinho de paciência e fazer as perguntas certas que qualquer conteúdo pode ser facilmente localizado. A grande reclamação dos detentores dos direitos autorais, a saber as indústrias da música e cinema foi o fato do motor de busca de Mountain View retornar os resultados, e indexar novos domínios quase na mesma velocidade que os remove via solicitações ou mandados. Só que isso está para mudar.

continue lendo

emComputação móvel Google Internet Web 2.0

Qual o melhor micro-console para jogos Android: o da Amazon ou o do Google?

Por em 19 de outubro de 2014
Laguna_Asus_Nexus_Player_FCC

Nexus Player, o console Android do Google é aprovado pelo FCC

Nos Estados Unidos, todos os aparelhos eletrônicos que façam transmissão sem fio usando padrões como Wi-Fi e Bluetooth devem ser aprovados pela FCC, a Anatel deles. É ilegal colocar à venda qualquer aparelho que ainda não tenha sido aprovado.

Esse foi o caso do console Android do Google, o Nexus Player. Alguém lá em Mountain View percebeu que não podia fazer a pré-venda do aparelho e o Google retirou tal console da Play Store sexta-feira (17/10).

Pois bem, ontem, sábado (18/10), a Federal Communications Commission finalmente aprovou o hardware fabricado pela Asus. Isso quer dizer que quem quiser comprar o micro-console Android oficial do Google só precisa esperar mais alguns dias e provavelmente o lançamento previsto para o dia 3 de novembro será mantido.

Quando o tio Laguna percebeu que a pré-venda do Nexus Player foi cancelada, fui atrás de outras lojas e me deparei com esta mensagem simpática do Jeff Bezos na Amazon:
continue lendo

emAcessórios Celulares Google Hardware Jogos Mercado

Estudo comprova xkcd: comentaristas do YouTube são os piores

Por em 18 de outubro de 2014

youtube

A internet, assim como o álcool traz à tona o melhor e o pior do Ser Humano. Quer dizer, dizem, ainda estou pra ver o melhor, ou mesmo o razoável. Essa incrível ferramenta de comunicação transforma pessoas antes racionais em monstros raivosos. Quem já foi ameaçado de morte por pré-adolescentes por fazer uma piada com o Justin Biba sabe o que é isso. Futebol, política? Geram muito mais violência do que guerra.

Protegidos pela pseudoimpunidade do anonimato comentaristas de internet falam as maiores barbaridades, mas piora. Mesmo quando assinam comentários via Facebook, colocando a cara na rua e a bunda na janela, não se preocupam com as consequências, vide qualquer matéria que envolva Nordeste. Gente com um monte de álbuns “Férias na Bahia” vomita discursos de ódio que, se fossem exercidos no mundo real teríamos um país mais dividido que os Bálcãs nos Anos 90.
continue lendo

emDestaques Google Internet Web 2.0

Chromecast compatível com Wi-Fi de 5 GHz está a caminho

Por em 17 de outubro de 2014

Chromecast

Convenhamos, o Chromecast é um sucesso. Por apenas US$ 35 (ou R$ 199 por aqui) é possível transformar qualquer TV não-Smart num hub de entretenimento e diversão, conectado com seu desktop e seus dispositivos mobile lhe permitindo assistir o que quiser em qualquer tela grande, inclusive podendo espelhar seu desktop ou seu smartphone. E agora o Google está pensando numa nova versão do gadget, com uma conectividade melhorada.

continue lendo

emÁudio Vídeo Fotografia Computação móvel Google Hardware Planeta Sem Fio Software Telecom

Google Nexus 9, tablet com Android 5 Lolita agora é oficial

Por em 16 de outubro de 2014
Laguna_nVidia_Shield_tablet_1

Shield tablet, uma quinquilharia Android qualquer com Tegra K1 (Crédito: nVidia)

No mundo mobile, se há algo em comum entre a Intel e a nVidia é o fato de as duas empresas não conseguirem desenvolver GPUs mobile para smartphones.

Enquanto a Intel reconhece tal fraqueza e encomenda processadores gráficos mobile para quem realmente entende do assunto, a nVidia preferiu desistir do ramo por não conseguir entregar algo seja energeticamente eficiente para smartphones menores que 7 polegadas.

Mesmo sendo incompetente nos pequenos aparelhos, a camaleão verde de Santa Clara não seria maluca de não estar num ramo tão lucrativo como o de quinquilharias Android, preferindo se voltar a aparelhos esquisitos como Ouya e Shit Shield que ou não dependem de bateria ou esta possui carga elétrica suficiente para uma autonomia aceitável. E, claro, tablets. Como o Tegra 4 é um SoC honesto num preço modesto, a nVidia viu nele a possibilidade de recuperar o dinheiro do marketing na plataforma Tegra Note: a camaleão faz o tablet Android de referência e fabricantes como a Gradiente montam, se virando para vender e dar garantia local ao hardware.

Só que a nVidia queria mais que dinheiro: ela quer visibilidade numa plataforma cujo hardware é dominado (com toda a razão) por Samsung e Qualcomm. Como fazer isso? Estando presente no tablet mais aguardado pelos desenvolvedores e outros entusiastas Android, o Nexus 9.
continue lendo

emDestaques Google Mercado