Games
Games
Digital Drops Blog de Brinquedo

A investida da EA contra o Steam

Por em 15 de junho de 2011

dori_cry_15.06.11

Não é de hoje que a Electronic Arts tem ensaiado um ataque ao serviço de distribuição da Valve. Embora tenha muitos dos seus jogos a venda no Steam, boa parte deles só são disponibilizados vários dias depois do seu lançamento físico e eu aprendi isso da pior maneira possível, quando esperei para comprar o Need for Speed: Hot Pursuit digitalmente e ele só apareceu na loja semanas depois de todos já estarem jogando.

Porém, a tentativa da EA em pelo menos diminuir a liderança do Steam não se limita apenas a atrasar alguns jogos. Recentemente eles implementaram funções sociais ao seu sistema de distribuição digital e há alguns dias o passaram por uma grande reformulação, inclusive mudando seu nome para Origin. Mas a gigante pretende ir um pouco adiante e já garantiu que o Star Wars: The Old Republic digitalmente só estará disponível através do Origin e começam a surgir indicativos de que outros títulos poderão receber o mesmo tratamento.

Por exemplo, quem tentar comprar o promissor Alice: Madness Returns verá que até o dia 17 de junho ele só estará a venda através do Origin. Tudo bem, uma exclusividade temporária de três dias para um lançamento, nada que chegue a incomodar muito, mas se você estava pensando em adquirir o Crysis 2, verá que o jogo não pode mais ser encontrado no Steam, embora ainda esteja em outros serviços e diversos outros games da EA ainda possam ser comprados na loja da Valve.

O mais provável mesmo é que esse sumiço seja algum problema técnico ou o término de um contrato apenas para este jogo, mas a EA tem tentando de todas maneiras aumentar as vendas diretas, inclusive permitindo que a pré-venda de um dos títulos mais aguardados do ano, o Battlefield 3 só seja feita no Origin e as especulações sobre um possível rompimento com o Steam já começam a surgir pela web. Entretanto, fazer isso não seria, pelo menos num primeiro momento, algo muito inteligente, já que retirar seus lançamentos do principal serviço de distribuição digital do mundo poderia reduzir consideravelmente o número de vendas. Será que a EA está disposta a iniciar uma guerra onde as chances de derrota são imensas?

[via Rock, Paper, Shotgun]

emComputadores Rumores

E3 2011 • Wii U com disco de 25GB e custando mais que US$ 250

Por em 8 de junho de 2011

dori_e3_nin_06.06.111

Passado o frenesi das conferências das grandes empresas na E3, o que todos querem saber é as especificações técnicas do novo console da Nintendo, o Wii U (droga, eles precisam mudar este nome). A empresa preferiu não dar muitos detalhes sobre o aparelho, mas as informações e os rumores já começam a surgir pela web e alguns deles são bastante interessantes.

Para começar, a ATI confirmou que, assim como aconteceu com o Game Cube e o Wii, novamente fornecerá o chip gráfico para um aparelho da empresa japonesa e de acordo com David Wang, vice presidente da AMD, a companhia “compartilha a empolgação a Nintendo pela nova experiência de entretenimento em alta definição planejada para o console Wii U,” já a fabricante do videogame garante que a a performance gráfica dele será comparável a do Playstation 3 e do Xbox 360.

dori_wiiu_08.06.11Sobre a mídia, o game designer Katsuya Eguchi disse que o Wii U usará um disco de tecnologia proprietária e será parecido com um DVD, contando com 25GB de capacidade, algo próximo ao encontrado no Blu-ray. Uma explicação para essa atitude talvez seja diminuir a chance de pirataria, assim como aconteceu com o Game Cube. Embora o console não deverá vir com um HD, especula-se que terá memória flash de 8GB e caso seja necessário mais, será possível ligar um disco rígido externo através da porta USB.

Outro detalhe que muitos estão se perguntando é sobre o preço. Como a Nintendo tem como tradição não lançar videogames com valores superiores a US$ 250, restava a dúvida se este conseguiria manter-se abaixo do valor, mas o presidente Satoru Iwata disse que ele provavelmente custará mais do que isso. Desta forma o Wii U não teria uma das principais vantagens dos outros consoles da companhia, o preço inferior ao da concorrência.

[via GamesIndustry (1 e 2)]

emNintendo Rumores

Mass Effect 3 deverá usar funções do Kinect

Por em 2 de junho de 2011

dori_mass_02.06.11A linha de jogos para o Kinect pode ainda estar longe do ideal, mas aos poucos várias notícias interessantes envolvendo ele e os chamados jogos hardcore vão surgindo pela internet. Depois de surgirem indícios de que o Ghost Recon: Future Soldier deverá utilizar o sistema de detecção de movimentos do Xbox 360, uma suposta capa do Mass Effect 3 diz que a ópera espacial da BioWare também deverá ficar melhor se jogada com o acessório.

A imagem apareceu na loja virtual da Electronic Arts e foi rapidamente retirada, mas mesmo sendo bem pequena, é possível ver a faixa roxa que afirma que a experiência será melhor aproveitada em conjunto com o Kinect. Como a Microsoft tem anunciado que revelará muitas novidades para os jogadores hardcore durante a E3, esta pode ser uma das surpresas reservadas para o evento que começa na próxima segunda-feira.

O curioso é pensar como o acessório poderá ser utilizado no game, talvez servindo para tarefas mais simples, como navegar pelo mapa da galáxia, até funções mais avançadas, como dar ordens aos seus companheiros.

[via Eurogamer]

emMicrosoft Rumores

Novo PSP deverá se chamar PS Vita

Por em 30 de maio de 2011

Desde que foi oficialmente anunciado era evidente que o NGP (Next Generation Portable) não seria lançado com este nome e desde ontem circula pela internet o rumor de que o novo portátil da Sony irá se chamar PS Vita. A informação teria sido passada por uma fonte interna que não se identificou e a confirmação por parte da empresa só deverá acontecer na próxima segunda-feira, dia 6 de junho, quando a empresa realizará sua conferência na E3.

E para reforçar o boato, uma imagem de um suposto folder que será distribuído na feira mostra uma foto do aparelho já com o novo nome e não podemos esquecer que mesmo antes do projeto ser chamado de NGP, ele já vinha sendo conhecido pelos desenvolvedores como Vita (ou Veta), que em latim significa vida.

Pelo o que tenho lido nos comentários dos blogs e sites, a recepção dos jogadores está dividida, com alguns tendo gostado da escolha e outros preferindo que a companhia tivesse mantido o padrão, batizando-o apenas de PSP2, mas com o passar do tempo essas pessoas deverão se acostumar, assim como foi com o Saturn, com o Wii, com o Xbox e tantos outros. Particularmente gostei da escolha por achar uma palavra forte e principalmente por fugir do lugar comum, embora seja estranho ver a Sony lançar um videogame com nome tão diferente e fico pensando se o próximo console poderá seguir o mesmo caminho, não se chamando apenas Playstation 4.

dori_vita_30.05.11

[via Games Pundit]

emGames Portáteis Rumores

PS3 pode ganhar remake do AitD: The New Nightmare

Por em 27 de maio de 2011

dori_alon_26.05.11

A vida da série Alone in the Dark não tem sido nada fácil. Depois de surgir como a criadora do gênero survival horror, inspirando-se nas história de H. P. Lovecraft, logo ela viu o seu reinado ser roubado pelos Resident Evil e a cada jogo a sua popularidade ia diminuindo, até que no último lançamento a franquia conseguiu chegar ao fundo do poço.

Porém, se você gostou do episódio The New Nightmare, lançado em 2001 para o primeiro Playstation, Dreamcast, Game Boy Color, PC e depois para o PS2, acaba de surgir a possibilidade do jogo estar sendo refeito para o console atual da Sony. A pista foi dada pelo ESRB, órgão responsável pela classificação etária nos Estados Unidos e que listou o game. Como ele teve uma versão para o PSOne, poderíamos pensar que se trata apenas de um relançamento através da PSN, mas como os jogos daquele videogame também rodam no PSP, o natural seria que o portátil também aparecesse na página, o que pode significar apenas um erro, já que não deixa de ser estranho a própria Sony ser citada como a distribuidora.

Certa vez, passeando por uma livraria eu dei de cara com este jogo para PC, todo em português sendo vendido por pouco mais de R$ 20 e não pensei duas vezes em comprá-lo. Mesmo não tendo chegado ao seu final, gostei do que vi e apesar da sua jogabilidade ser um tanto dura, poder escolher entre os personagens Edward Carnby e Aline Cedrac foi algo muito legal, ainda mais porque cada um deles possui um estilo bem diferente do outro, com o primeiro voltado mais para o confronto com inimigos e quando controlamos a moça o jogo passa a ser focado mais na solução de quebra-cabeças.

Mas mesmo preferindo que os dois primeiros jogos da série fossem refeitos com os gráficos da atual geração, até que seria legal poder jogar uma versão melhorada do Alone in the Dark: The New Nightmare.

[via Joystiq]

emMuseu Rumores Sony

Oblivion pode ganhar edição comemorativa pelos 5 anos

Por em 24 de maio de 2011

Por enquanto tudo não passa de uma rumor, mas se você gosta de RPGs complexos, incrivelmente detalhados e ainda não experimentou o The Elder Scrolls IV: Oblivion, é provável que em breve você tenha uma nova chance de colocar as mãos nesse ótimo jogo.

Acontece que algumas lojas online listaram uma edição comemorativa aos cinco anos do lançamento do jogo, que viria com a versão Game Of The Year Edition, que como principal destaque é a inclusão das duas expansões lançadas pra o game (Shivering Isles e Knights of The Nine), o conteúdo presente na versão de colecionador do game (um mapa e DVD com Making of) e um código que dará US$ 10 de descontos para quem for comprar o The Elder Scrolls V: Skyrim, tudo numa caixa de metal coberta por uma luva. O melhor é que o pacote não deverá custar o preço de um lançamento e sim US$ 29,99.

Na minha opinião se trata de uma aquisição obrigatória para quem sempre quis jogar o Oblivion, ainda mais pelo preço cobrado e por se tratar de um game que pode proporcionar facilmente bem mais de 100 horas de aventura. Só não pense em ter uma vida social após começar a jogá-lo.

dori_obl_23.05.11

[via Eurogamer]

emComputadores Microsoft Rumores Sony

Square pode estar planejando remakes

Por em 17 de maio de 2011

dori_fin_16.05.11

É sempre assim, basta uma empresa registrar uma marca, o que muita vezes não significa o lançamento de um jogo, para que os jogadores comecem a especular sobre o que a produtora está tramando e quem pode estar prestes a anunciar uma nova linha de remakes é a Square Enix.

Depois de lançar o Tomb Raider Trilogy, coletânea que trouxe os capítulos Legend, Anniversary e Underwold em alta definição para o Playstation 3, o estúdio japonês pediu o registro na Europa do nome Square Enix Masterpieces e com a declaração recente de que a empresa pretendia “digitalizar o seu catálogo”, a chance de que eles estejam trabalhando em versões melhoradas de alguns de seus jogos é bastante grande.

Alguns já estão apostando que o selo será responsável por trazer versões remasterizadas do sétimo, oitavo e nono Final Fantasy, mas se levarmos em consideração a dificuldade em se adaptar os gráficos desses títulos para a atual geração, eu acharia mais provável a criação de uma coletânea com os RPGs da série lançados para o Playstation 2, plataforma que já mostrou bons resultados em ver seus jogos com o visual melhorado e poder adquirir o Final Fantasy X, o X-2 e o XII em um único disco certamente chamaria a atenção de muita gente, mas como agora a Square possui em seu catálogo os jogos da Eidos, quem sabe eles não estejam planejando um remake do Legacy of Kain ou da franquia Hitman?

Aliás, esse é um detalhe sobre o qual eu nunca havia pensado. O PS2 recebeu vários bons RPGs, mas mesmo com essa onda de relançamento em alta definição, nenhuma empresa apostou na criação de um pacote com eles e se você pudesse escolher, quais você gostaria de jogar nos consoles atuais? Acho que eu ficaria com a trilogia Xenosaga, os Champions (of Norrath e Return to Arms) e os Shin Megami Tensei.

[via Eurogamer]

emRumores