ad

Jogos no Brasil estão mais próximos de se tornarem (bem!) mais baratos

dori_bra_01.11.12

Comemorem jogadores, porque foi aprovado na noite de ontem (30/11) pela Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática (CCTCI) da Câmara dos Deputados a proposta que visa enquadrar os jogos de videogame na mesma lei que reduz os impostos sobre os produtos de informática. Dessa forma, o IPI será reduzido para as empresas situadas no Brasil que investem em desenvolvimento e pesquisa, além de eliminar completamente a cobrança de PIS e Cofins para os jogos importados.

O texto de autoria do deputado Hugo Motta (PMDB-PB) é um substitutivo ao Projeto de Lei 514/11, de autoria do também deputado Antonio Carlos Mendes Thame (PSDB-SP) e aos Projetos de Lei 943/11 e 899/11, dos deputados Sandro Alex (PPS-PR) e Mauro Mariani (PMDB-SC), respectivamente. De acordo com Motta, isso servirá para incentivar a indústria brasileira de games, reduzido o preço dos jogos e combatendo a pirataria.

Os investimentos para o desenvolvimento desses títulos atingem centenas de milhões de dólares para gerar superproduções digitais que rivalizam com estúdios cinematográficos em público e faturamento,” declarou o deputado.

Por tramitar em caráter conclusivo, a proposta não precisa passar pelo plenário, bastando apenas uma análise por parte das comissões de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania, tornando o nosso antigo sonho mais próximo de se concretizar.

PS: Será que agora vai?

PS2: O que vai ter de gente (e organizações) por aí tentando levar o mérito pela façanha…

[via IDG Now!]

Relacionados: ,

Autor: Dori Prata

Pai em tempo integral do pequeno Nicolas, enquanto se divide escrevendo para o Meio Bit Games, Techtudo e Vida de Gamer, tenta encontrar um tempinho para aproveitar algumas das suas paixões, os filmes, os quadrinhos, o futebol e os videogames. Acredita que um dia conseguirá jogar todos os games da sua coleção.

Compartilhar
  • Samuel Santiago da Silva

    claro que o moacir do jogo justo vai começar a gritar agora aos ventos…….

  • Todas as organizações e pessoas que efetivamente tenham feito algo para isso acontecer merecem os créditos e os agradecimentos de todos os gamers do Brasil. Simples assim 🙂

  • Oh hell, comprei o Skyrim ontem pelo Xogo.
    Mas não importa, eu pego o desconto nos próximos, afinal, o Skyrim não podia mais me esperar. 😛

  • Anônimo

    Isso dá até um animo para os brasileiros, mas essas analises faltantes (comissão de finanças e tributações e de constituiçaõ e justica da cidadania) pode demorar mais um bom tempo para aprovar isso, não acho que em menos de 1 ano isso possa entrar em vigor, acredito que o esforço maior para abaixar os preços dos games continuaram a serem feito pelos fabricantes. Mas torço para que isso dê certo 🙂

  • A pergunta principal seria: o lojista/importador vai repassar a diferença para o consumidor ou vai embolsar? Quem sai mesmo lucrando com o Jogo Justo?

    • Antonio Augusto Grisi Pizolato

      O mercado é competitivo o maior problema dos logista vai ser os estoques de produto que foram comprados sem incentivo, essa distorções que me fazer torcer pelo fim da comercialização de mídia física e venda só por downloads

  • PIS e Cofins não dá nem 5% de redução no valor do jogo, ICMS reduzido sim poderia mudar bem, mas depende de cada estado, o IPI também ajuda bastante, por exemplo a Microsft que já tem acordos de desenvolvimento no Brasil.

    Eu chuto que se cair, não passa de 15% do valor atual, ajuda, mas da forma como está sendo feito, ainda está longe do ideal, mas é um inicio.

    • Anônimo

      que é isso amigo, quanto pessimismo ;P
      é só olhar o BOOM no mercado de pc/notebook que o Brasil teve depois da aprovação da MP do bem.
      Notebooks por MENOS de mil reais, quem um dia ia dizer… mas aconteceu =)
      ainda veremos o dia em que os compraremos os lançamento mundias por 100 reais em vez dos salgados 200 hoje em dia !

      • 1 caso de sucesso para muitos de falhas, é isso que me deixa pessimista.

        Mas o fato de não acreditar não quer dizer que não torça para dar certo, pelo contrário, espero que funcione.

      • Comprei o Forza Motorsport 4 no dia do lançamento por R$129,00!
        É amigão, o sonho está próximo 😉

        • É porque é um jogo da Microsoft e eles tão produzindo no Brasil agora, eu também comprei Gears of War 3 na semana do lançamento por esse preço 🙂
          Jogo excelente, diga-se de passagem.

    • ICMS é de estado pra estado, se você compra direto do exterior não paga ICMS, só os custos de importação. Fora que, ICMS pra revendedor é de 7%

      • Ronaldo Schork Jr.

        ICMS também incide na importação, sobre o valor do produto + frete + imposto de importação.

      • ICMS é Imposto sobre Circulação de Mercadorias, ou seja, basta ser vendido no estado para ser cobrado, importado ou nacional, ambos pagam.

        • Mas direto ao consumidor, como comprar na Amazon ou eStarland não paga ICMS, até porque o ICMS é recolhido pelo estado de origem da venda, não o de destino.

          • no estado de destino nesse caso, ICMS é um rolo, lembra que a lei dava abertura para cobrar na origem e destino e em alguns casos rolava bi-tributação quando comprando em comércio eletrônico, pois cobrava na sede da empresa e depois na entrega, deu um rolo e não vi o que decidiram no final.

    • Alesvaldo

      O grande vilão é o imposto de importação. Ele vale 60% do preço da mercadoria em dólar.

      • Calma, não é bem assim. Isso vale para a GENTE, pessoa comum fazendo importação direta. É uma simplificação e generalização. Importações de grandes volumes geralmente são feitas por despachantes aduaneiros e o produto é declarado e tipificado na contribuição, e paga-se o imposto APROPRIADO para o tipo de produto. No caso de jogos de videogame o que dizem é que caem na mesma categoria de jogos para PC e software em geral, e que não há motivo para um jogo de PS3 ou XBox 360 importado custar o dobro de um mesmo jogo importado para PC, fora a ganância dos comerciantes. De qualquer forma, seja para mais, ou para menos, o imposto REAL que eles tem que pagar para “nacionalizar” o produto é diferente desses 60%

  • Aleluia! Pelo menos uma luz no fim do tunel, mas so acredito quando realmente estiver aprovado e eu ver os comerciantes repassando o desconto. E incrivel como nossa legislação classifica um produto de tecnologia/ entretenimento/obra de arte (em alguns casos) como jogos de azar. E a mesma coisa que classificar suco de frutas como absinto . Eu nunca perdi dinheiro jogando mario, muito pelo contrario, coletei varias moedas kkkkk
    Mas realmente quem joga fliperama esta com azar, depois que acabaram os arcades de bairro e so temos no shopping, quem vai pagar 3 reais para jogar super street fighter 2, e entrar alguém contra melhor que você e te tirar a ficha? sinto saudade dos fliperamas de 25 centavos, esse era um preço justo e ficava cheio o dia todo.
    Mas realmente o arcade e jogo de azar, e provavelmente nossos politicos que so jogaram pinball achavam que video-game era a mesma coisa ….

  • Anônimo

    Deve ter muita pressão dos grandes estúdios também, pois com o mercado Europeu, Asiático e Americano em crise financeira, o negócio agora é expandir as vendas para novos consumidores.

  • Achei que você iria colocar – PS3: Tenho.

  • Anônimo

    Agora o Presidente da Sony para de chorar?

    • Agora ele vai e ficar triste por que não tem outra desculpa, pois seu concorrente direto o Xbox já conseguiu baixar o preço a muito tempo, da versão oficial.

      • Anônimo

        E poderá baixar ainda mais!
        Se essa lei se confirmar a chance de meu próximo console ser um Xbox 720 é grande

      • O preço dos jogos de X-Box e PS3 são os mesmos ainda hj. A única coisa que mudou foi o preço do console pois a fabricação do X-Box 360 está sendo feita no Brasil. E isso não sofrerá influência direta desta proposta.
        Preço de jogos é uma coisa de videogame é outra.

        • lançamentos do Xbox 360 distribuídos pela Microsoft estão sendo vendidos por R$ 129, enquanto que há alguns meses saiam por US$ 179.

          • Xbox caíram mesmo, e espero que caiam mais agora, R$99,00 por um lançamento seria já um valor justo.

          • A Microsoft pode até distribuir os games mais barato aqui, mas jogos como Batman Arkham City, Assassin’s Creed Revelations (Lançamentos) que são de outras empresas estão distribuidas com o mesmo preço para ambas as plataformas.
            Essa redução de imposto iria diminuir o preço de todos os jogos, pra todas as plataformas.

  • Anônimo

    É uma boa notícia, OBVIO, mas não esqueçamos que ainda é uma PROPOSTA DE LEI, ou seja, ela acabou de passar pelo primeiro estágio que são as comissões da câmara.

    Ainda passa por fase de apreciação na câmara e no senado, pra poder entrar em votação. Pode parecer pouco, mas os nossos parlamentares tem o DOM de posterguar essas votações ad infitum, ao ponto de uma PL ficar anos na fila esperando votação.

    Vamos torcer pra quem sabe em até dois anos (prazo considerado rápido) tenhamos essa lei aprovada…
    mas não deixa de ser uma excelente notícia!

    • A Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática da Câmara dos Deputados aprovou, nesta quarta-feira (30), em caráter conclusivo – ou seja, sem a necessidade de passar pelo Plenário.

      • Anônimo

        opa, obrigado pelo esclarecimento. Escorreguei no processo legislativo 😛

  • Thomas Fernandes

    rivalizam com estúdios cinematográficos??????
    os games já são muito mais lucrativos há bastante tempo!! 😉

    • A ideia esta correta, ele não se referiu a industria num modo geral.

  • Oremos! 😀

  • Junior Predador

    Isso sim é uma boa notícia! Atualmente não tenho videogame nenhum, apenas PC. Grande parte da minha escolha por não ter consoles era realmente o custo dos originais, pirataria? Não me interesso. Agora com a possibilidade de um custo menor meus horizontes podem se abrir.

  • Como sempre, atrasados. Era pra isso ter sido aprovado lá pra julho, quando ainda dava pra fazer estoque pro Natal e Dia das Crianças. Sendo assim… parece que para o Natal de 2016 está garantido que a proposta esteja votada e em vigor!

  • Anônimo

    Realmente a notícia do ano, mas como já apanhamos tanto desse país, mas tanto, só acredito ainda vendo, é uma pena, mas por dentro estou muito feliz, acompanho todo esse processo desde o começo, vou rezando, vou compartilhando as informações nas midias sociais, tento ajudar um pouco.
    Espero que as previsões de preços de jogos sejam cumpridos como lançamentos a 120 reais, realmente é difícil acreditar que isso vai acontecer porque, mesmo com impostos mais baixos, a fome de lucro das lojas é absurdamente grande, só resta torcer para eles perceberem que abaixando um pouco o preço mais pessoas compram e assim eles ganham mais.

  • O mérito é do jogo justo, eles que estavam por trás disso. Ontem eles anunciaram no twitter.

    • Anônimo

      A PL 514/2011 foi uma maneira de colocar a PL 300/2007 do Deputado Carlito Merss novamente em pauta e em nenhum lugar da proposta se observa o nome ACIGAMES ou Moacir, mas lógico q agora todo mundo vai querer ser dono da criança já que ela está agrandando muita gente

      • É exatamente o que disse no texto, muita gente vai levar o mérito mesmo se ter ligação direta.

    • Guilherme Aguiar

      Tem gente que não moveu um dedo a favor da causa e agora fica querendo desqualificar quem teve a boa vontade e esforço de pressionar o governo… Não importa se quem fez algo queira o mérito, o foda é nego que fez não nada querer desmerecer os que fizeram.

      É claro que no texto da Lei não vai aparecer o nome do Moacyr ou da ACIGAMES, mas com certeza eles fizeram muito mais do que… hun… vcs sabem, né?

  • Ernesto Gennari Neto

    Ué? Cadê o nome da ACIGAMES e do JOGO JUSTO na parada? Eles são os que mais merecem créditos por isso.
    Os deputados não fizeram nada além da obrigação deles de atender ao povo.

    • Onde tem a informação de que eles são os responsáveis pelo projeto?

    • Anônimo

      Quero ver se essas entidades vão continuar fiscalizandos seus colegas lojistas quando os preços dos produtos baixarem e os descontos não forem repassados para o consumidor final.

    • Alesvaldo

      Acigames o escambau. Fdp de Moacir quer taxar steam.

  • Que ótima notícia! Só resta saber se dessa vez vai dar certo. Mas to achando que agora vai xD

  • Daí os lojistas não repassam a diminuição das taxas pro consumidor (ou passam uma parcela minima, como acontece direto) e continua tudo na mesma merda. Anotem aí.

  • Ainda tem muito o que desenrolar nessa história aí. Mas espero que dessa vez a coisa se firme. Afinal de contas, jogo é software e videogame é basicamente um computador. Porque que não podem custar o mesmo que suas contra-partes para PC? Afinal de contas, se um lançamento de $50 chega aqui por R$100, o mais justo seriam os lançamentos de consoles que lá fora custam $60 chegar aqui por no máximo R$120. Vamos ver

  • Só acredito vendo…

  • Cara, muito boa essa notícia.

  • Anônimo

    Tomara que se confirme essa redução nos impostos. Já estou cansado de importar jogos e ter que esperar de 2 a 3 meses para chegar.

  • Jefferson Santos

    Agora é esperar mais um pouco pra ver se tudo isso não passa de um sonho mesmo ….

  • alguém disse aí embaixo que os lojistas não repassariam os integralmente os incentivos para os preços. é, isso acontece mas no Mercado Livre e outros sites a concorrencia é durissima e isso com certeza derruba o preço. Depende sempre da atitude do consumidor.

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis