[App do Dia] Stellarium

Todas as vezes que se começa um discurso repleto de FUDs anti-Open Source, é sempre recomendado duas precauções: ter uma cópia do GIMP rodando para compará-la ao Photoshop, e rezar para que ninguém conheça ou cite o Stellarium, sob risco de toda sua argumentação terrorista ir por terra.

É um dos programas mais bem cuidados e agnósticos do mercado, rodando nas principais plataformas desktop e no Linux, atende perfeitamente o dia-a-dia de astrônomos amadores e observadores ocasionais. Fora um ou outro bug eventual, substitui muito bem opções mais caras, como o Distant Suns.

Agora seu maior defeito foi corrigido: o Stellarium foi lançado para o iPhone. E “digrátis”.

Ele tem os recursos mais essenciais: permite utilizar o GPS do iPhone para determinar a localização do aparelho, e com a bússola interna do iPhone 3GS e superior mais acelerômetro, pode ser apontado dinamicamente para o corpo celeste de sua preferência.

O Stellarium do iPhone também apresenta o firmamento em tempo real, com as mesmas opções de silhuetas das constelações ou as belas ilustrações usadas na versões desktop do programa. Selecionando objetos na tela, disparamos uma busca no banco interno da aplicação que retorna as informações usuais como coordenadas, magnitude, distância, endereço do Stargate, etc., útil para quem tem um telescópio cheio de sacanagem e agiliza a observação com esses dados. Pobres mortais terão que usar apenas o olho, coisa que gente como Tycho Brahe e Copérnico mostrou ser insuficiente pra astronomia de verdade.

O modo Predador da imagem acima é a Visão Noturna, especial para não arruinar seus olhos. Quem passa horas ao relento sabe que levamos uma boa meia-hora até as pupilas estarem dilatadas o suficiente para uma boa observação, e qualquer iluminação mais forte estraga isso. Olhos evoluídos. Damn you, Richard Dawkins!

O Stellarium do iPhone também tem um módulo de busca por objetos e outro de avanço no tempo, assim podemos calcular onde e quando um objeto estará disponível. Não é possível acelerar a passagem do tempo, como na versão desktop, mas é fácil selecionar manualmente pontos no passado e no futuro.

Para achar o Stellarium basta acessar a App Store do iTunes e procurar por… (dã!) Stellarium. Está disponível na loja americana, provavelmente na Argentina. Na Brasileira, não sei.

Relacionados: , ,
  • eduardodebastiani

    Faz tempo que eu não uso o Stellarium, até deu vontade de baixar de novo a versão desktop. Peguei esse no iTunes, mas por algum motivo obscuro ele está se recusando a entrar no iPod.

  • Marcos

    Eu já to cansado desse iPhone ( e do iPad ) também! Entra ano, sai ano e a Apple simplesmente deixou de lado o Snow Leopard. Nem liga pra consertar o monte de furos que o Mail tem, por exemplo. 😕

  • colt

    ahh saiu agora para o iphone…
    o Stellarium roda nas principais plataformas desktop, no Linux, e até no n900, aquele sisteminha operacional na infância, o Maemo…. que parece ter ficado velho desmais o Meego vem ai.

  • Ticão

    Está disponível na loja Brasileira.
    Só funciona com o iOS 4 ou superior.

  • Ticão

    Está disponível na loja Brasileira.
    Só funciona com:
    3Gs ou superior
    iOS 4 ou superior.

  • Rodrigo8

    uso Stellarium a anos no PC para diversao simples e rapido
    mas no Iphone uso o Star Walk algo realmente absurdo, se comparado, tem q pagar, acho q 1,99 porem é bem mais profissional e preciso , ganhou premio de best app 2009 da Apple
    da uma olhada nos aspecs http://itunes.apple.com/us/app/star-walk-5-stars-astronomy/id295430577?mt=8

  • 1bertorc

    Em aplicações desktop ‘pesadas’ em geral o opensource perdeu a briga (leia-se CorelDraw, MsOffice e Photoshop) em geral aplicações que foram criadas antes da web se popularizar.
    O meio para o opensource é a rede, não há como negar… servidores e celulares e zilhõe de aplicativos plugados que as pessoas nem sabem que são livres.
    Para mim o software chegou onde deveria quando o usuário não sabe que ele existe (leia-se firmwares de tvs, celulares, o SO que roda por trás do google, etc, etc, etc) não que o software ‘normal’ não tenha seu lugar, mas ele simplesmente atende a uma necessidade mais ‘mundana’ e atende (hoje pelo menos) melhor do que o software livre. Se você vir um Outdoor na rua provavelmente ele foi feito em PS (proprietário, dã) se vir um novo blog com um framework revolucionaionário PROVAVELMENTE ele é livre.
    Nos modelos mais tradicionais o software livre não emplacou (talvez nunca emplaque), nos modelos virtuais não precisa provar mais nada.

    • http://www.zergovermind.co.cc Decapattack

      @1bertorc, Alguns realmente não tem como comparar. Os aplicativos da Autodesk, por exemplo. Apesar de ser possível fazer muitoa coisa bacana com o Blender, quando se quer algo profissional usa-se um da Autodesk, ou outro pago. Sobre CAD… nem tem comparação. As alternativas opensource são muito, muito fracas.

  • mazzali

    Mentira Cardoso, o programa continua com um defeito gravissimo, incompatibilidade com os drivers da minha placa de vídeo. doh´, brincadeira a parte, é bom ver um programa desse porte em diversas plataformas.