YouTubers afiliados à Nintendo são proibidos de realizar transmissões ao vivo

Eu sei que estou me repetindo mas vou dizer mais uma vez: a Nintendo ODEIA YouTubers. A companhia japonesa por muito tempo não conseguia conceber um cenário onde outros que não ela lucravam com suas criações, o que a levou a tomar o dinheiro do AdSense de todo mundo em 2013. Medidas relacionadas como o combate a speedruns, a tentativa de sabotar a EVO e a distribuição de strikes em vídeos de Minecraft só serviram para aumentar a antipatia do público.

Em 2014 no entanto a Nintendo ofereceu uma opção a YouTubers através de seu próprio Programa de Afiliados, que estipula uma série de regras bastante rígidas para seus parceiros. Em primeiro lugar é obrigatório ser membro do Programa de Parcerias do YouTube (que já tem sua própria cota de controvérsia), que devido às regras mais recentes é restrito a quem possui um mínimo de 10 mil visualizações de modo que é imperativo monetizar as criações.

Há duas modalidades, registrar o canal inteiro ou vídeos individuais e diferenças na renda. A primeira reverte 70% do dinheiro dos anúncios mas submete todo o conteúdo para que o YouTube e a Nintendo retirem suas partes (mesmo de vídeos não relacionados ao estúdio); já a segunda permite o registro de forma individual, porém com retorno de apenas 60%. Independente disso o YouTuber é obrigado a reservar uma parte de seu conteúdo para lançamentos da Nintendo e só pode falar de games aprovados pela empresa japonesa.

Basicamente o Programa de Afiliados é uma MCN (multi-channel network), onde a Nintendo é quem detém a palavra final e os membros devem seguir suas diretivas à risca ou serem chutados para fora. Foi exatamente o que a Disney fez ao assumir o controle total da Maker Studios e se pararmos para pensar todas estão hoje nas mãos de grandes companhias, como a Machinima (Time Warner) e AwesomenessTV (Dreamworks/Verizon). Resumindo, ou segue as regras ou a porta da rua é serventia da casa.

Agora a Nintendo alterou o acordo (e reze para que ela não o altere novamente) mirando naqueles que inscreveram seus canais completos, proibindo os afiliados de fazerem transmissões ao vivo de qualquer espécie. A regra vale para qualquer tipo de conteúdo, não apenas para games da Nintendo e a casa do Mario deixa isso bem claro na página oficial, ao explicar que “transmissões ao vivo em streaming no YouTube se encontram fora do escopo do Nintendo Creators Program”. Ao usuário que deseja fazer streaming restam apenas duas opções: utilizar um canal alternativo que não tenha sido inscrito no Programa de Afiliados ou cancelar o registro e inscrever os vídeos individualmente, sabendo que ganhará menos dinheiro. Nada muda para vídeos de Let’s Play, no entanto.

Há dois motivos para que a Nintendo tenha tomado tal atitude. O primeiro, o mais óbvio é que transmissões ao vivo são um tipo de conteúdo que a empresa não tem como controlar, qualquer coisa pode acontecer e dadas as pataquadas recentes de Felix “PewDiePie” Kjellberg, tal atitude é até compreensível. O segundo é um pouco menos evidente, mas completamente previsível vindo da Nintendo: dinheiro. YouTubers podem monetizar a transmissão ao vivo através de links para sites de patronato ou mesmo utilizando ferramentas como o Super Chat ou o programa de inscrições, e desnecessário dizer que a Nintendo não fica com nenhum tostão vindo delas.

Em seu entendimento (e isso é correto do ponto de vista de direitos autorais) as marcas são sua propriedade, apenas a Nintendo detém o direito inalienável de lucrar com elas e cabe à empresa decidir se irá ou não compartilhar seus ganhos com os produtores de conteúdo. Dessa forma a companhia entende que é melhor proibir o uso da funcionalidade de streaming para evitar não só a transmissão de algo impróprio, mas também para não deixar que outros ganhem dinheiro com suas IPs em seu lugar.

Em todo caso, as regras já estão valendo e afetam todos os YouTubers afiliados à Nintendo. Logo, se você registrou seu canal não poderá mais fazer streamings, a menos que mude a modalidade para registrar vídeos individuais. E claro, perca dinheiro no processo.

Fonte: Nintendo Creators Program.

Relacionados: , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Um cara normal até segunda ordem. Além do MeioBit dou meus pitacos eventuais como podcaster do #Scicast, no Portal Deviante.

Compartilhar
  • Sabia que a bagunça do PewMerdaPie iria trazer alguma consequência, era só uma questão de tempo. Logo os demais tomam medida parecida.

  • A Nintendo fazendo nintendices. Foi com esse pensamento retrógrado que permitiu a Sony passar na frente dela na década de 90.

    • Yskar

      Felizmente a Sony reviu a ideia idiota dela de não permitir jogos 2D no PS1 rapidamente, foram justamente estes que fizeram o PS1 ter uma biblioteca muito mais legal que qualquer outro console da época.

  • Diogo

    Numa época onde você pode literalmente “jogar” um jogo pelo Youtube sem gastar nada, e quem ganha dinheiro é o Youtuber, fica difícil não dar razão à Nintendo em suas ações, mesmo desejando que não fosse dessa forma.

    • Mas a grande maioria das publishers permite streaming de jogos, e até incentiva porque acredita que aumenta a divulgação e melhora a relação entre os jogadores e os games. Ver a Nintendo caminhando num sentido oposto não me parece ser a escolha certa. E olha o desgaste na imagem que a Nintendo sofre.

      • A Nintendo tá na década de 90 ainda.

        • Yskar

          Curiosamente foi quando ela parou de prestar.

        • Aliás, até os games mais recentes não são tão divertidos. Tentei jogar alguns do DS e GC via emulador e não achei tão divertidos.

          • Seu conceito de recente precisa ser revisado, Nintendo GameCube é de 2001 e o Nintendo DS é de 2004. Depois disso saiu muita coisa.

          • Pois é, saiu muita coisa. Mas não vejo muita inovação nos games em quase nada após isso. Tirando os gimmicks dos controles que não são tão bons e precisos, não sobra muita coisa.

          • Você pulou o Wii, com certeza, mario galaxy foi fantastico e o controle era muito preciso, zelda skyward sword usando o controle como se fosse uma espada com otima precisão foi fantastico também, como sou fã de zelda não poderia deixar de citar a link beetwen worlds, jogo lindo com uma otima mecanica, mario e luigi dream team 3ds também faz otimos usos da segunda tela, estou jogando o metroid return of samus do 3ds e esta um jogaço. E se for olhar em questão de inovação, oque a concorrencia tem feito ? Muito jogo bonito que parece mais do mesmo. A nintendo é conservadora e não muda um jogo completamente, mas não deixa de inovar, mesmo que seja aos poucos, e quando tenta inovar demais igual ao Wii-U o mercado costuma rejeitar. Falando em Wii-U o mario Kart 8 é muito divertido, a questão de andar nas paredes e cabeça pra baixo ficou muito legal.

    • Ivan

      Maioria das empresas dão os jogos pros youtubers jogarem, fazerem reviews, quem ganha são as desenvolvedoras com propaganda de graça.

    • Junior Manuel

      Fico no lado da Nintendo… Não gosto de YouTubers principalmente os “Gamers” brasileiros, (assisto um ou dois americanos) a maioria diz que tenho inveja… Mas são todos uns hipócritas… Patrocínio uma ova… Tão ganhando muito com o conteúdo dela.

  • Luiz Guilherme

    Na minha opnião, a nintendo é meia doida, seria um ótimo lugar para divulgar seus jogos e consoles e até mesmo acessórios. Sem contar que na minha opnião depois do wii, a nintendo ta anos luz atrás comparando a titulo de jogos dos outros consoles.

  • Maom

    A Nintendo sabe das coisas… Eu estava com problemas para conseguir flechas no Zelda, valorizando cada uma delas e evitando atirar a não ser que fosse muito preciso… Estupidamente fui ver um video no youtube e agora aprendi uns macetes de como farmar flechas em segundos, fazer dinheiro, etc…
    Em um dia meu jogo caiu do nível normal pro easy. 🙁
    Não tenho controle emocional para lidar com as ajudas do youtube que destroem a experiência e transformam a dificuldade de qualquer jogo num simples filme onde vc apenas assiste pois já sabe oq fazer.
    Pau neles Nintendo! kkk

    • Ivan

      Vc procura um video de como farmar flecha e depois acha ruim?

      • Maom

        Sim… Como falei não tenho estrutura pra não procurar. Tem que acabar com o tráfico pra salvar os viciados. Obrigado Nintendo

  • Joao Godoy

    “a Nintendo ODEIA YouTubers.”
    Pelo que vejo youtubers reclamando, da para pensar que até o youtuber odeia youtubers( relacionados a jogos ).

  • Nilton Pedrett Neto

    “Em seu entendimento (e isso é correto do ponto de vista de direitos autorais) as marcas são sua propriedade, apenas a Nintendo detém o direito inalienável de lucrar com elas e cabe à empresa decidir se irá ou não compartilhar seus ganhos com os produtores de conteúdo”

    É um assunto complicado… se essa interpretação for levada a ferro e fogo, isto inviabilizaria o trabalho da imprensa, por exemplo, que não poderia fazer cobertura jornalística citando a referida marca, seus produtos e demais propriedades intelectuais. Já pensou se vocês não puderem receber a grana de um review? perdem consumidores e a própria marca, a longo prazo.

    A Nintendo já foi antipática assim na década de 90 e está pagando o preço até hoje, de 95% de marketshare para… a terceira força (ou quarta, considerando a steam).

    • A Paramount no passado já agiu assim, quando tentou proibir todos os sites da internet de falarem sobre Star Trek.

  • Yskar

    Não é a toa que todo mundo tá indo pro Twitch, tem muito menos frescura lá.

    • Abner Oliveira

      por enquanto, mas logo logo vai estar assim também, basta ganhar mais quorum…

      • Yskar

        Duvido muito, pois o quorum dela sempre foi isso e APENAS isso, transmissão de jogos, é proibido e passível de ban fazer QUALQUER OUTRA COISA (teve um cara que foi banido por transmitir enquanto dormia, mesmo ele tendo de esperar horas por um jogo que usava real time clock, então eles são bem estritos quando dizem que só se pode transmitir gameplay e mais nada).

        Só não tem mais fama nesse setor que o youtube em lugares como o HUEZIL, mas isso vai mudar e bem rapidinho.

        E a empresa que é dona dele é a Amazon, então é alguém pau-a-pau com o Google (inclusive a pouco tempo atrás tentaram comprar a Valve com o Steam junto, para você ter ideia).

        • Fernando Marquardt

          Faz quanto tempo que você não acessa o Twitch? Já faz quase 1 ano que eles permitem diversos outros conteúdos, tem até stream só pra bater papo, cozinhar, desenho/pintura, montagem de PC, arrumar o quarto, etc.

          • Yskar

            HMMM bem lembrado tinha me esquecido do evento com o Bob Ross, esse acontecimento que relatei foi ANTES disso.
            Ainda assim o foco do Twitch continua sendo jogos.

  • Gaius Baltar

    Há aqui duas vertentes a serem analisadas: a tosquice da Nintendo em cercar suas criações e a temeridade dos youtubers em dependerem de serviços e produtos de outros.
    A Nintendo tem o direito de controlar as suas propriedades intelectuais dessa forma, ok. Mas é inteligente fazer isso? O que ela ganha de um lado compensa a perda de mídia gratuita e a antipatia que desperta? Já perdi a conta dos jogos (ou filmes, séries, livros, etc.) que adquiri porque vi um review positivo em vídeos do You Tube. Mesmo os jabás são interessantes quando o produtor de conteúdo sabe balancear a propaganda com a sinceridade possível.
    Já os youtubers têm um problema bem mais sério, principalmente os que lidam com jogos e os que têm no You Tube a sua fonte de renda principal. Apostar em produzir conteúdo sobre algo que pode ser facilmente proibido é no mínimo temerário, e se associarmos isso ao fato de que esse conteúdo é publicado em uma plataforma sobre a qual não têm nenhum poder, temos um nível de insegurança total. Se o You Tube ou as proprietárias dos diretores autorais decidirem que o seu trabalho é ilegal você perde o que levou anos para ser feito.
    Assim sendo é uma burrice da Nintendo ser tão restritiva na liberação das suas obras, mas é uma burrice ainda maior dos youtubers apostar todas as fichas em um produto que pode ser retirado deles a qualquer momento.

    • Quando você citou o problema dos youtubers em depender de uma mídia cujo o direito autoral pertence a outro, indiretamente você me fez lembrar de que este mesmo problema pode estar prestes a acontecer em uma outra área: ilustrações.
      Pra quem está a par no mundo das fanarts, sabe que o ato de cobrar comissões em troca de artes baseadas em entretenimento em geral é absolutamente o senso comum aqui.
      Me estranha empresas como a Nintendo ainda não terem atacado esta área com unhas e dentes, ainda mais num território aonde a Regra 34 é lei.

      • Zé Carioca

        A Nintendo não mexe com a R34 da galera porque sabe que vai sobrar uma (es)porrada pra ela

  • paulokdvc

    Fico imaginando o pessoal que levou o PUB aonde está hoje, pela TwitchTv. Duvido que o game seria o que é, se fizessem como a Nintendo está fazendo no Youtube.

    Ow empresa que eu amava tanto.

  • Já comprei muito jogo por causa de gameplays vistas no Youtube, então a meu ver com essa atitude é que a Nintendo perde dinheiro

  • Cássio Amaral

    Os youtubers deviam dar um boicote e não transmitir mais jogatinas de IPs da Nintendo, vamos ver quem ia sair perdendo. Jogo bom não falta para transmitir, Nintendo se acha a(o) última bolacha/biscoito do pacote. Sei que aos olhos da Lei a Nintendo não está errada, mas ela também tem uma mentalidade retrógrada pqp. Sem dúvida, é a Apple dos consoles.

    Praticamente todas as publishers têm um pingo de inteligência ao não empatar com streaming de suas criações, pois é publicidade gratuita pra elas, mas a Nintendo vive em sua própria realidade e trata a comunidade de streamers com desprezo e mão de ferro. A concorrência agradece, afinal a tendência é os streamers simplesmente partirem para outros jogos cujas proprietárias não encham tanto o saco.

  • Jesse Queiroz

    off: desgraça de publicidade lateral que me leva pro zenfone 10 vezes por artigo.

  • Cesar Augusto Rodrigues de Oli

    F O D A – S E a nintendo, é BEM facil e simples de resolver este problema, SE SE SE todos pararem de comprar as merdas que está doente faz, pronto resolvido, quebra e a proxima empresa filha da puta que quiser fazer isto, vai pensar 2 vezes antes, fiz isto com metalica, que era contra pirataria e eu TINHA CD’s originais dos filhos da puta, mas não sou trilhonário para ficar comprando tudo e não posso.

    Como resolvi, simples, NÃO OUÇO AS MUSICAS DELES, só lembro que existem, quando ocorre ou leio materias de IMBECIS como eles, exemplo nintendo.

  • Fernando Silva

    Meu, muito mimimi. Os jogos são dela e ela faz o que quiser. Quer ganhar dinheiro, crie um IP que fique famosa e faca seu streaming à vontade. É fácil pegar coisa dos outros, ganhar dinheiro em cima e depois ficar reclamando que os outros são egoístas…

  • Julio Verner

    Por isso que amo os hardware deles, TODOS aceitam pirataria… Lucrem com isso.

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis