Vivendi ainda não decidiu se vai ou não adquirir a Ubisoft

assassins-creed-iv-black-flag

Vivendi. A mera menção desse nome já causa desconforto em Yves Guillemot, CEO da Ubisoft: nos últimos anos o conglomerado francês partiu para cima tanto dela quando da Gameloft, então capitaneada pelo seu irmão Michael Guillemot em uma tentativa de expandir seu domínio no mercado de games, após perder a Activision Blizzard.

A Vivendi começou a adquirir partes de ambos estúdios, numa clara tomada hostil (termo que usa para um processo de aquisição de uma companhia sem esta ter sido solicitada pelo conselho, com um único comprado adquirindo controle majoritário comprando as ações na bolsa) que culminou com a venda final de todas as ações da Gameloft para a Vivendi, após a saída de Michael e dos então demais acionistas. Yves por sua vez não está nada contente com a gigante, que detém companhias como a Universal Music, o Dailymotion e o Canal+ Group sair comprando sua empresa mas não pode impedir, são as regras do jogo.

Em um ano a participação da Vivendi na Ubisoft saltou de 6,6% para 25,15% o que lhe garante um lugar no conselho da desenvolvedora e voz de decisão nos rumos da companhia, mas incrivelmente a companhia não fez nada disso: o conselho da Ubisoft (que ainda é bem familiar) mandou a Vivendi catar coquinho quando esta pediu um assento (ela poderia ter simplesmente exigido) e a acionista abriu mão do direito a voto na última reunião geral anual do estúdio, atitudes um tanto estranhas considerando o cenário.

Agora o motivo se tornou público: a Vivendi não tem tanta certeza se adquirir a Ubisoft será um bom negócio. Stephane Roussel, COO do conglomerado e proprietária da Universal Music afirmou em entrevista que os direitos de voto em duplicidade, conferidos à empresa até o fim do ano de acordo com a lei francesa aumentarão a participação da companhia dentro do estúdio em até 30%, quando de acordo com a legislação a Vivendi será obrigada a fazer uma oferta oficial de compra à Yves Guillemot. No entanto, há a possibilidade da Vivendi simplesmente desistir de tudo e vender as ações que possui.

Caso chegue a um cenário onde a Vivendi de fato queira adquirir a Ubisoft e faça a oferta, é absolutamentee certo que Guillemot irá recusar. O executivo já expressou várias vezes que seu estúdio só pode ser o que é numa posição independente, e voltou a reafirmar sua posição:

Uma empresa de games não pode crescer sob a asa de um conglomerado de mídia (Guillemot se refere à tentativa fracassada da Disney). Em nossa indústria a independência é necessária para que possamos assumir riscos e seros inovadores. Tal filosofia é incompatível com o modus operandi da Vivendi”.

Guillemot vem desde 2015 tentando convencer os acionistas a não venderem suas partes na Ubisoft à Vivendi, ao mesmo tempo que busca adquirir mais ações e tira-las do alcance da gigante e evitar que outra empresa da família seja comprada, mas se a própria rival está perdendo o interesse talvez ainda haja esperança de continuarmos vendo um estúdio tradicional operar livre do controle de outros. É esperar para ver.

Fonte: Bloomberg.

Relacionados: , , , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Um cara normal até segunda ordem. Além do MeioBit dou meus pitacos eventuais como podcaster do #Scicast, no Portal Deviante.

Compartilhar
  • Dou uma e se for bom dou mais

    aheuaheauheaueahueahaeueahueaheahe Nem a vivendi quer esse lixo e olha que eles nem são muito exigentes auheuaeheauheauaehueaheauhea (sim, PARA MIM Ubisoft morreu faz tempo, só ficou um zumbi fedido).

    • EmuManíaco

      Ô só lixo ! Beyond Good & Evil, Trilogia sand’s of time, Child of Light, Far cry, Lumines Electronic Symphony, Rayman , South Park, Valiant Hearts: The Great War.

      • Pedro

        Watchdawgs 2

      • Dou uma e se for bom dou mais

        Fato de no passado ter feito algo que preste não justifica o que estão fazendo hoje em dia…

        • EmuManíaco

          O fato de ter feito algo bom no passado e hoje ter alguns problemas não deveria ser motivos pra atacar a empresa. e sim motivo pra brigar pra ela voltar a ter a mesma qualidade do passado.

          • Dou uma e se for bom dou mais

            Depende, se hoje tem problemas porque faltam desenvolvedores, ou sofreram revezes financeiros, ou o chefe teve caganeira e apagou dos dados de um jogo novo, é bem compreensível… Agora quando todo problema é motivado por simples e puro sugar cada centavo dos jogadores vendendo lixo e mais lixo (mas lixo com hype é claro) ai meu caro melhor coisa é deixar a míngua, das duas uma, ou fecha as portas ou passa a atender aqueles que fizeram a empresa ser forte.

            Agora… eu… brigar pra defender empresa???? Ficar cobrando qualidade???? Perder meu tempo que posso usar jogando jogos da concorrente???? Na boa, tenho empresa de estimação não… Nem a Bethesda que fez os jogos que mais gosto eu fico puxando saco, fez merda meto o pau valendo e não compro mais nada.

          • EmuManíaco

            Então voce é daqueles que condena as empresas e torce pela sua falencia e não para sua recuperaçÃo.

          • Dou uma e se for bom dou mais

            Sim. E é o perfeito a se fazer, se chama BOICOTE. Se mais pessoas boicotassem as empresas e fossem menos puxa-sacas quando elas tratam o seu cliente como idiotas veríamos menos EA, Ubisoft, Creative Clubs, etc…

          • EmuManíaco

            O nome disso não é boicote e sim INFANTILIDADE. Se todo mundo boicotar empresas por pequenos erros aqui e ali milhares de IPS interessantes morrem. Fora que empresas classicas e influente que investiram no mercado pra se tornar hoje o que ele é. Muito facil falar mal de ubisoft hoje. Qualquer um que tinha PC antes dos anos 2k babava por ter jogos novos e diferentes para se jogar… E uma das poucas que faziam um suporte legal era a Ubisoft/infogrames. Olhar pro passado e reconhecer o valor de uma empresa ou pessoa é o minimo que se espera de uma pessoa justa.

          • Dou uma e se for bom dou mais

            BOICOTE e ponto final… Quer ter empresa de estimação? Tenha. É seu direito, mas não venha dizer que é infantilidade BOICOTAR uma empresa que quer nos fazer de trouxa!
            E que morram IPs se isso nos trouxer empresas que nos tratem de forma decente.
            E quem fica só olhando para trás não enxerga o perigo a frente.

          • EmuManíaco

            hahaha sim. boicote ate todas acharem ruim e abandonarem o mercado.

          • Dou uma e se for bom dou mais

            E outras aparecem… onde existe um buraco no mercado sempre aparece uma empresa.

          • EmuManíaco

            deu certo pra caramba no crash

          • Heisenbeck

            Aparece uma nova empresa, que sob vossa otica precisa ser perfeita ou será boicotada já no lançamento..

          • Dou uma e se for bom dou mais

            Poderá ser uma que será perfeita ou não, agora só um retardado dá opnião antes de testar ou verificar, o que parece ser seu caso já que nem leu o que eu escrevi e saiu com essa opnião.

          • Heisenbeck

            Está perdendo teu tempo aqui…

          • Dou uma e se for bom dou mais

            Ok ganhou seus 15min de atenção, agora pode guardar as pílulas.

          • Alvaro Carneiro

            brigar para ela fica boa? isso é tarefa para os acionistas deles.

  • Fernando Silva

    Espero profundamente que a Ubi não seja adquirida. Só deus sabe que tipo de impedimentos a Vivendi criaria para a softhouse e talvez não tivéssemos mais jogos inovadores como Mario Rabbids por exemplo.

    • EmuManíaco

      Ubisoft mesmo com um ou outro problema ainda posso considerar a melhor empresa no ramo hoje. Tem varios tipos de jogos, não tem medo de arriscar com novas formulas e ta sempre criando Ips originais de qualidade. Diria que hoje a unica que se comprar em qualidade e diversidade a ela é a nintendo.

      • Danilo

        Nossa, eu considero a Ubisoft um mar de inconsistências!

        Ela se arrisca bastante, cria novos IPs, mas…… grandes lançamentos como The crew, The division e For Honor… saem bugados, com problemas graves de performance ou gameplay (vide o cara que ganhou o campeonato de For Honor pois tava abusando de um bug).

        Enquanto outros jogos saem como pérolas, principalmente as equipes que trabalharam no Rayman, nos Rabbids (inclusive o novo), etc.

        • EmuManíaco

          Nenhum desses jogos que citou se pode considerar ruim. For Honor é bugado no competitivo. Mas isso não é novidade ou exclusividade da ubisoft. Pra uma empresa que lanca tanto jogo ao ano ela manda é bem demais.

          • Danilo

            Eu não falei que são ruins, falei que são bugados, mas como disse antes, inconsistente, pois tem várias pérolas by Ubi.

  • MyMINIGAME .

    Iiiihh. Conselho de amigo: compra ubisoft não que é rabuda

  • Dinheiro forçando a entrada da carteira do cara e ele recusando. Há de se convir que Mr. Guillemot tem cojones.

  • Bruno Costa

    A Ubisoft deveria fechar só pelo que fez com a minha série de jogos favorita, Anno. Anno 2205 é um lixo completo, cocô de pombo total 🙁

  • Alvaro Carneiro

    Duas coisas que já disse que espero ver antes de morrer:

    1) uma empresa não aceitar dinheiro vivo
    2) a ubisoft fechar

    O item 1 já aconteceu: teve uma vez que a Apple não aceitou vender iPhones com dinheiro vivo nos EUA, para evitar que pessoas comprassem para revender com ágio. Só podia comprar com cartao de crédito e com limite de aparelhos por pessoa.

    Já o item 2… tá cada dia mais perto.

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis