Samsung insiste no Tizen em smartphones e lança o Z4 na África do Sul

O Tizen, o sistema móvel da Samsung possui uma vida saudável nos smartwatches e Smart TVs da companhia, principalmente por ser mais leve que o Android Wear e consumir menos energia que o robozinho nos relógios espertos. Já no que tange aos televisores, abraçar o Tizen foi a resposta que a Samsung foi obrigada a dar para fazer frente ao webOS da LG.

Ainda assim o sistema não é perfeito, possui uma série de bugs causados por más práticas e por causa disso ele não é viável no momento como uma alternativa ao Android em larga escala nos smartphones. Só que isso não impede a companhia de continuar experimentando com a linha Z, já que o recente Samsung Z4 acaba de chegar à África do Sul.

O aparelhinho foi introduzido em maio e como de praxe é voltado para mercados emergentes e consumidores de entrada. Suas especificações são bem modestas: SoC Spreadtrum SC9830A, quad-core Cortex-A7 com clock de 1,8 GHz e GPU Mali-400 MP2, display de 4,5 polegadas com resolução de 480 x 800 pixels (207 ppi), 1 GB de RAM, 8 GB de espaço interno expansível até 128 GB via Micro-SD, câmera principal de 5 megapixels com abertura f/2,2, Flash Dual-LED, HDR e que filma em HD, câmera selfie também com 5 MP, abertura f/2,2 e Flash LED, 4G/LTE, Bluetooth 4.0, BLE, A-GPS, GLONASS, bateria removível de 2.050 mAh e conector Micro-USB, além da versão 3.0 do Tizen.

A Samsung mantém a linha Z desde 2014, só que naquele ano a estratégia mudou e de um aparelho mais intermediário o foco se concentrou em dispositivos totalmente de entrada, voltados para mercados como Índia e Bangladesh. Por isso não surpreende ele também chegar à África do Sul, país-membro do BRICS.

Mesmo sendo oferecido de forma bastante limitada, a Samsung conseguiu fazer com que o Tizen tivesse tração suficiente para que os aparelhos da linha Z dominassem o mercado indiano, onde ele é o segundo SO móvel mais usado perdendo apenas para o Android, obviamente. No fim de 2015 ele já era o quarto sistema mais utilizado no mundo, deixando o então na corda-bamba BlackBerry para trás.

A Samsung vai vendê-lo através da operadora local MTN ou da rede varejista Vodacom (neste caso o comprador terá direito a 100 MB de dados por mês de graça, por um ano) por 1.299 rands ou R$ 312,18, um valor muito atraente, mas muito provavelmente o Z4 não será lançado no Brasil, onde seus smartphones das linhas J (entrada) e A (mid e mid-high) atendem bem o mercado consumidor

Esperamos apenas que os coreanos tenham feito a lição de casa e consertado todas as falhas no sistema descobertas recentemente, porque todo mundo merece ter um aparelho decente, barato e seguro.

Fonte: Sam Mobile.

Relacionados: , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Um cara normal até segunda ordem. Além do MeioBit dou meus pitacos eventuais como podcaster do #Scicast, no Portal Deviante.

Compartilhar
  • Se os coreanos alimentarem direitinho o sistema ele vai crescer e ficar forte

  • Germano

    Isso usa a loja de aplicativos do Google ou alguma “Samsung Store”? Se for do Google, tem grandes chances de crescer. Se não for, tem grandes chances do sistema seguir as pegadas do Windows Phone.

    • Alexandre

      Tem loja própria, mas é possivel usar apps do Android tambem, porem precisa de instalar uma especie de emulador pra isso

      • Se precisa de emulador e “hacks” pra fazer um app de Android funcionar no Tizen, aí já limitou a abrangência do sistema.

        O ideal era a Samsung oferecer um suporte nativo a aplicativos do Android, assim conseguiria avançar pra cima do mercado do Android e atrair a atenção dos desenvolvedores para o Tizen.

  • Jack Silsan

    Ok, o aparelho é de entrada, mas precisava ser um entrada de 2014?

  • Vagner Da Silva

    Eu fico imaginando o quanto esses produtos são ruins… aqui a regra é que abaixo da faixa dos top é melhor comprar da concorrência. O mercado lá não deve ter muitas opções

    • Raposão do Ártico 🦊

      Já usou uma smartTV ou smartwatch com tizen?

      • Vagner Da Silva

        sim, mas não quis dizer ruim em experiência de uso do SO e sim experiência ruim nível SAMSUNG: produtos abandonados sem suporte, bloatwares, serviços inúteis, manutenção cara por especulação do mercado ou dificuldade de encontrar peças e acessórios.

  • Raposão do Ártico 🦊

    Nem preciso ler a matéria pra saber que esse blog erroneamente afirmou que o Tizen pertence à Samsung..

    • Julio Cesar Goldner Vendramini

      Claro, sao as primeiras palavras do post.. Assim fica facil. 🙂

  • Edison Gustavo Muenz

    Vodacom não é rede varejista, é uma operadora.

  • Pingback: Samsung insiste no Tizen em smartphones e lança o Z4 na África do Sul | Notícias Legais()

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis