LAAD 2017 — mísseis anti-navio são coisa nossa…

excocetsemcalcinha

Por milhares de anos o poder naval foi essencial. Mesmo na Europa, onde tudo é pertinho era muito mais rápido e barato mandar tropas de navio do que andando. Até a Segunda Guerra Mundial navios reinaram supremos, somente temendo outros navios e submarinos. Só que isso acabou no dia 26 de maio de 1941.

O encouraçado Bismarck havia tocado terror no Mar do Norte, ele dizimou com sua bateria de 8 canhões de 380 mm o encouraçado britânico HMS Hood, e parecia invencível até que depois de uma longa caçada foi cercado e afundado. A arma que desabilitou o Bismarck, o deixando sem condição de manobrar? O Fairey Swordfish.

1200px-swordfish_7582559196

Um biplano, já completamente obsoleto em 1941, levando um torpedo mediano conseguiu romper as defesas do Bismarck e acertar o leme do navio, travando-o em um ângulo de 12 graus. Ele só conseguia navegar em círculos, e acabou alvo dos navios ingleses.

Hoje navios se preocupam muito mais com aviões do que com outros navios, e continuam essenciais para projeção de poder. Nada como alguns acres de território americano soberano na sua costa pra provocar um irresistível desejo de achar uma resolução diplomática pra um conflito.

Por isso mesmo eliminar navios está na mira de todo mundo, literal e metaforicamente. Na LAAD 2017 vimos muitos exemplos disso.

laad15

A China estava presente com vários modelos, em destaque o C602, o C705 e o C602B.

O C602 é guiado por GPS, carrega uma ogiva de 300 kg e atinge alvos a 280 km de distância. O C705 é uma versão miniaturizada, com alcance de 140 km e ogiva de 110 kg de explosivos.

A Suécia apresentou o RBS15F-ER:

laad11

Desenvolvido em 1985, ele vem sendo aprimorado desde então. Hoje leva uma ogiva de 200 kg, percorre 250 km até o alvo e tem capacidade totalmente independente, com radar próprio. Ele voa rente ao mar e identifica de acordo com sua programação inicial qual o alvo mais prioritário.

A Índia em um de seus muitos stands tinha o Brahmos, excelente míssil desenvolvido em conjunto com a Rússia.

laad16

Ele tem alcance de 450 km e é capaz de levar uma ogiva de 300 kg, convencional… ou nuclear. E é baratinho, US$ 2,7 milhões a unidade, não sei em pacote de 6.

A francesa MBDA exibia em seu stand o bom e velho Exocet.

laad17

O brinquedo tem a inegável vantagem de já ter sido testado e aprovado em combate. Pergunte ao HMS Sheffield.

hmssheffield3

Por último mas nem por isso o pior, temos o MAN-SUP, terrível nome para o Míssil Anti-Navio de Superfície. Definitivamente deveriam contratar o cara que dá nome de operações da Polícia Federal para batizar o bicho.

Desenvolvido pela Avibrás, Marinha, MECTRON e outras, o Man-Sup é o primeiro míssil anti-navio criado no Brasil. Esse tipo de tecnologia não é exatamente exportável, então temos que cuidar de todo o trabalho pesado. E cuidamos.

laad19

O Man-Sup é um projeto que começou efetivamente em 2008. A idéia era ter independência tecnológica, depois que a fabricante dos Exocet disse que não daria mais manutenção nos mísseis que a gente tinha, e ficamos chupando dedo (detalhes completos aqui).

Com alcance de 70 km e ogiva de 300 kg, o Man-Sup é acima de tudo uma escola. O objetivo: descobrir se conseguiríamos construir um míssil equivalente ao Exocet, inclusive no que se refere ao hardware de lançamento. Aparentemente fomos bem-sucedidos, o Man-Sup está em fase final de testes.

Não vi nenhum datilógrafo no stand da Avibras, isso talvez explique o sucesso do programa.

Relacionados: , , , , , ,

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e promover seus últimos best-sellers O Buraco da Beatriz, Calcinhas no Espaço e Do Tempo Em Que A Pipa do Vovô Subia.

Compartilhar
  • Eduardo

    O tamanho das ogivas é dado em km mesmo? Não é kg?

    • Ivan

      Algo de errado não está certo, mas acho que é em kg mesmo.

    • Islan Oliveira

      Também fiquei com essa dúvida, mas tava pensando que era falta de conhecimento meu.

    • Didi Moco Sonrisal Colesterol

      Acho que o corretor traiu o Cardoso!

    • Maldita dislexia.

    • Carlos Ferreira

      Provavelmente o Cardoso escreveu usando um tablet. Ai o corretor seboso trocou kg por km.

    • Corrigido.

      • Alberto Prado

        O tio, será que você poderia encaminhar este link para o Cardoso?
        https://www.facebook.com/MCTIC/videos/1487578597943095/
        É sobre um novo combustível para foguetes que está sendo pesquisado no Brasil. Parece bem promissor. Seria legal legal trazer mais detalhes para o público do MB. =)

    • Ruan Rodrigo

      o tamanho de uma ogiva é dado pelo raio do pipoco (vulgo explosão)

  • Atrollando Natuacara

    “Por último mas nem por isso o pior, temos o MAN-SUP, terrível nome para o
    Míssil Anti-Navio de Superfície. Definitivamente deveriam contratar o
    cara que dá nome de operações da Polícia Federal para batizar o bicho.”

    Com esse nome, o mínimo que se espera é que ele cumprimente o navio antes de arromba-lo…

    https://uploads.disquscdn.com/images/53a6fe006cb3a01244101c60760c292ae426bbafd4cab680374d85f070a38e72.png

  • Alexandre Salau

    O cara da PF certamente teria um nome melhor tipo “Operação Arrombado” ou algo semelhante. Míssil Anti Navio para Inserção, Arrombamento, Colapso e Opressão (MANIACO).

    • CtbaBr©

      Sei lá… Mas “Man-Sup” é dose, ainda bem que explode logo, senão sofreria com o bullying do inimigo!

    • Bruno Aveiro

      Pega meu like, fera!
      Ri pra caramba aqui!

    • Ruan Rodrigo

      caralho ei quase caí da cadeira aqui rindo com o MANIACO.

    • Jorge Dondeo

      Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    • Anthony Fernando

      “Operação Arrombado”. Huahuahua.

  • DanielBastos

    Faltou só lembrança da Katia Flávia, a maior entendida de Exocet do huehueBR

  • gfg

    Mas até que ponto é tecnologia br?
    Já que pra desmontar um Exocet e fazer engenharia reversa o caminho mais rápido e fácil.
    Posso estar completamente enganado, mas me parece muito mais um caso de mão de obra br.

    • Não se copia esse tipo de tecnologia assim. Você acaba aprendendo, pq tem que pesquisar ligas, lubrificantes, composição de combustível, e nem chegamos na parte do software, que é o mais complicado.

      • Reinaldo Matos

        Se não chegamos na parte do software, então é um míssel que apenas é apontado para um alvo e lançado… Bem básico mesmo, certo?

        • Roberto Da Silva Rocha

          Seria já útil pois os mastodontes marinhos precisam de um raio de curva medido em quilômetros, os mais velozes navios mal chegam aos 55 nós..kkkkkk

        • chiappa

          Pra mim a questão do software aí é que para ser estrategicamente efetivo, a arma tem que ser lançada de uma distância relativamente longa (chega perto dum barco armado até os dentes pra ver o pau que vc leva), então muitas vezes até pela distância , até o dispositivo viajar e chegar no barco ele já pode ter se deslocado… Igualmente, para tentar tapear radar e quetais cfrme vai chegando mais perto ele tem que ficar próximo da orla d´água, e portanto pode sofrer interferência de eventuais ondas maiores, do vento…. E também, vc não que só atingir o barco : sim, esses gigantões te dão uma área de alvo enorme de grande imensa mas vc quer atingir onde dói, ** abaixo da linha d´água E numa zona importante…. O HMS Sheffield, por exemplo, só foi tão danificado como foi porque o software do Exocet foi bem eficiente em controlar essas variáveis todas E o pessoal dos hermanos deviam de ter bons dados de inteligência para saber o “onde”…
          Então sim, se vc fazer a reversal do Exocet e copiar o hardware no possível mas sem nenhum bom software para atender a estas necessidades citadas, você obtém um missíl burro igual aos tantos outros que existem pelaí, vantagem nenhuma….

          • Reinaldo Matos

            Exato… E era sob esse aspecto que eu estava perguntando… Não tendo um software que faça estes e outros ajustes que um míssil de longa distância possa requerer, me pareceu ser algo simplista como bom e velho “Preparar, Apontar e fogo” e rezar que acerte

          • chiappa

            Yep, até por isso o Cardoso deixou bem claro que no estágio atual o Man-Sup é principalmente uma escola ainda (mas se conseguir vender qquer unidade dele nessa categoria de missil não-inteligente / comentarista-de-g1 tá valendo, é dindim em caixa), E embora ele não fale Logicamente o pessoal da Avibras que não é tapado já tem seu softwarezinho sendo desenvolvido, of course… Não sabemos em que estágio ele está (obviamente é um segredo industrial de primeiro nível para a empresa) mas que ele já deve existir creio que deve, sim…. Essa é a reposta pra pergunta do gfg : logicamente só a reversal em si não agrega tecnologia aqui pro br MAS entre outras coisinhas ela serve como Plataforma para o software br que deve estar sendo desenvolvido, esse sim é o pulo do gato….

      • “e nem chegamos na parte do software, que é o mais complicado.”

        BRasil e seu CUbesat que o digam… =X

  • CtbaBr©

    Então… Da próxima vez, venham rapidinho fazer a manutenção!
    Afinal de coisas que explodem nós entendemos!

  • OverlordBR

    O encouraçado Bismarck havia tocado terror no Mar do Norte, ele dizimou
    com sua bateria de 8 canhões de 380 mm o encouraçado britânico HMS Hood,
    e parecia invencível até que depois de uma longa caçada foi cercado e
    afundado.

    Tudo isto graças ao pessoal da Ultra, via interceptação de mensagens e posterior decriptação via Enigma. 🙂

    Aliás, por causa deste afundamento do Bismarck, quase que a Alemanha descobriu que tinha caroço no meio do angu deles: teve até um inquérito em Berlim para esclarecer se os Aliados tinham ou não conseguido quebrar a Enigma!
    No final, o tal inquérito concluiu, erroneamente, que seria improvável que tivessem quebrado a não houve quebra da criptografia alemã (orgulho?) e que foi só mérito do serviço secreto britânico.

  • Monstro Medieval

    Irônicos esses indianos…

  • Bruno do Acre – (Etevaldo)

    Depois do caso do HMS Sheffield, passei a respeitar nossos hermanos….

  • Tom

    “o Man-Sup é acima de tudo uma escola.”, alguem tá vendo memes do mano brown

  • Daarkath

    A piadinha com o Sheffield foi pesada…kkkkkkk

  • O (ex)Datilógrafo da AEB

    Eu estava no banheiro.

  • Ao menos sabemos que pra EXPLODIR coisas o Brasil é pioneiro…
    Me espanta a AEB não estar listada no Projeto.

    =X

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis