China quer construir usinas nucleares flutuantes

floating-nuclear-power-plant-488893

Em 1982 um furacão devastou a ilha de Kauai, no Hawaii, a previsão era de semanas sem eletricidade. Um plano foi feito para deslocar um submarino nuclear de Pearl Harbor, ligá-lo à rede elétrica e alimentar a ilha com a energia gerada por seu reator. Não aconteceu, consertaram os reatores antes, mas é um plano que consta dos livros da Marinha. 

A idéia de usar reatores nucleares em plataformas móveis não é nova, mas agora vem ganhando impulso por questões econômicas e ecológicas. Não faz muito sentido você ter uma plataforma de petróleo que precisa de navios levando constantemente óleo diesel para os geradores. Queimar petróleo para extrair petróleo não é muito eficiente.

Uma usina nuclear flutuante ancorada nas proximidades produz energia de sobra para uma rede de plataformas. A China percebeu isso e em novembro do ano passado começou o projeto de um navio capaz de prover eletricidade aquecimento e água potável para uma comunidade de tamanho razoável, com seu reator de 200 MW.

gyphaia

Os russos também estão construindo um navio semelhante, que já deveria até estar pronto. O desafio tecnológico aqui é mínimo, eles detém todo o know-how de reatores embarcados, seja na frota de submarinos, seja em seus imensos quebra-gelos nucleares, como o Yamal, na imagem acima.

Fonte: Russia Today.

Relacionados: , ,

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e promover seus últimos best-sellers O Buraco da Beatriz, Calcinhas no Espaço e Do Tempo Em Que A Pipa do Vovô Subia.

Compartilhar
  • gfg
    • E será iguaria rara nos cardápios…

      • Felipe A.G. de Souza

        Vem capsula de iodo junto?

        • Pesquise sobre a falsificação na alimentação de lá, verá que eles talvez não precisem…

          É Bife de boi falso, Gyoza com carne falsa, óleo de fritura falso (gordura coletada no esgoto, de carcaças e de tudo que pode imaginar, e refinada)… fora outras trocentas coisas… e olha que nem to citando a alimentação normal que já é esquisita, ou a gourmet, que tem de ovo milenar a sopa de ninho de passarinho feito com cuspe dele….

          E parando pra pensar… acho que até a cápsula de iodo seria falsa… =P

  • jairo

    Bem……bela pastelaria flutuante

  • Atrollando Natuacara
  • Jack Silsan

    Godzilla vem aí

  • Marcogro®

    Que legal. Se der ruim, basta dar uma afogada na bagaça e pronto. Próxima…

    • Monkey

      E é Sopa de peixe pala todo mundo!

  • DiMais

    muito fotogênico esse quebra-gelo 🙂
    outra coisinha interessante que está sendo feita pelas bandas de lá é o AG600, para patrulha marítima e uma interessante capacidade ‘tanker’ já que pousando no mar ele consegue sugar 12 mil litros de água em 20s.

  • Atilagr

    Tenho certeza de já ter lido algo semelhante aqui, publicado pelo Cardoso e com fotos diferentes, lá pelo fim de2015 inicio 2016.

    • também tive a impressão

    • Rodrigo Dias Javornik

      http://meiobit.com/319400/project-22220-icebreaker-russia-vai-construir-mais-dois-navios-quebra-gelos-nucleares/

      • Atilagr

        Nao eram navios quebra gelo russo,eram navios usinas nucleares chineses.

  • Sinceridade

    Eu nomeio o navio de Pastel-ulanio

  • J’onn J’onzz

    Plataforma de petróleo normalmente produz gás natural também, que é usado para gerar energia.
    Somente o que sobra do gás é exportado.

    Mas sim, plataforma de petróleo precisa de bastante diesel também, mas não para geração principal de energia.. Geradores de emergência são a diesel. Em várias situações é necessário colocar diesel nos dutos e/ou no poço.

    • Matheus Vieira

      Unidades de perfuração usam diesel pra gerar energia também (já que as conexões com o poço são temporárias e elas não possuem nada pra separar gás/óleo). Operações de well testig em o geralmente utilizam MUITO diesel, já vi capitão maluco tentando arrumar barco pra fornecer diesel porque estávamos consumindo tudo.

  • Theuer

    “Não aconteceu,”
    PORRA Cardoso!
    Informação assim tem que ser com calma.

  • Russia, embarcações nucleares… só me vem uma coisa na cabeça:

    В октябре, в октябре
    Рапортуем мы наши победы.
    В октябре, в октябре
    Новый мир дали нам наши деды!

    • Por ai mesmo… não, pera…

    • Felipe A.G. de Souza

      Engrenem a Lagarta!

    • Daniel Silva

      não entendi a referencia, a proposito vc sabe falar russo? se souber qual a tradução da fonética “sempre ver”

      • cara, só peguei o refrão da música tema do filme caçada ao outubro vermelho.

        não tenho nada de russo, e se falei bobagem, pode me corrigir 🙂

  • Monstro Medieval

    Na verdade a geração elétrica das plataformas é por gás, diesel só para gerador de emergência.

    • Matheus Vieira

      Em unidades de perfuração é diesel.

      • Monstro Medieval

        Ah sim, até porque não produzem óleo ou gás.
        O que deve ser pior no caso delas é fazer a conexão elétrica temporária, nas de produção seriam permanentes.

        • Matheus Vieira

          Cara, provavelmente pra essas ainda vai compensar manter o abastecimento de diesel.

          Uma ligação elétrica vai depender de proximidade com essas unidades de produção, o que é um problema sério para as duas plataformas, por coisas como falha de DP, desconexões de emergência, etc. Sem elas estarem conectadas já é complicado trabalhar perto, com um cabo energizado então.

          Uma possível solução (e que não atenderia todos os casos), seria interligar via àrvore de natal. Mas aí as linhas de produção teriam que ser adaptadas para trabalhar com correntes bem maiores, e os DPR das unidades de perfuração teriam que ser alterados também.

          Ou então arrumam um gerador nuclear compacto e enfiam nos submarinos da plataforma.

          • Monstro Medieval

            Estava falando das de produção? É possível trabalharem com um cabo energizado, a distância não precisa ser pouca, existem plataformas interligadas com alguns km de distância (acho que de 5km tem) e não dá problema.

          • Matheus Vieira

            Desculpa, estava falando das de perfuração mesmo.

            Em unidades de produção realmente é moleza, espaço de sobra e linhas conectando tudo.

  • Davi Leichsenring

    Quero carro a energia nuclear

    • Felipe Braz

      Não aconselho muito andar numa mini ogiva nuclear ambulante.

  • Uma “Usina Nuclear Flutuante”, realmente uma belíssima solução, em caso de “fodeu muito” como ocorrido em Fudeukushima, basta arrastar pra águas internacionais (ali perto de Guanabara segundo o mapa naval chinês) e afundar. Problema resolvid… não, pera…

    https://uploads.disquscdn.com/images/0f23cc5f912fc98767f802925756f9c6b038afd132572c9e2cffa8582211d260.jpg

  • Se algo der errado… pensa na dor de cabeça que vai ser. Vamos lavar as mãos com água radioativa saindo pela torneira

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis