O que fazer, e o que não fazer, com o seu cartão de memória

utilizacao-do-cartao-de-memoria

A história é básica. As pessoas se preocupam com a compra de câmeras, lentes, e se esquecem de que a mídia de armazenamento é muito importante. Confesso que cada vez menos as pessoas reclamam de perda de imagens em cartões corrompidos. A tecnologia tem avançado e eles estão cada vez mais seguros. Porém isso ainda acontece. Essa semana mesmo tive aqui o caso de uma fotógrafa que teve várias fotos corrompidas de um evento que ela fotografou. Minha esposa também teve esse problema com um cartão de memória relativamente novo. Então nada melhor do que dar uma olhada no texto que o fotógrafo Jeff Cable fez para o Petapixel

Cable trabalhou por anos como diretor de marketing da Lexar e, depois de sair da empresa, se viu motivado a escrever um texto sobre o que fazer e o que não fazer com o seu cartão de memória para garantir o seu correto funcionamento. Como as dicas dele são muito legais decidi comentar aqui algumas delas. A lista tem 8 itens muito importantes.

Antes de começar, Cable nos avisa que nos cartões de memória existe algo chamado File Allocation Table, conhecida também como tabela FAT. A tabela FAT é um índice e as fotos (ou vídeos) são os capítulos. Quando você formata um cartão, na verdade está limpando a tabela FAT. Os arquivos continuam lá e só são realmente apagados quando outra foto é feita por cima. Por isso que conseguimos recuperar imagens de cartões formatados com relativa facilidade.

1 — Não apagar imagens do cartão de memória em sua câmera

Você faz uma foto e não gostou. Automaticamente você apaga ela para economizar espaço no cartão. Cable afirma que isso não é o indicado. Embora as câmeras fotográficas sejam equipamentos de avançada tecnologia, elas são muito ruins em gerenciar a tabela FAT de seu cartão de memória. Apagar imagens individuais é uma ótima maneira de embaralhar o sistema de arquivos. Cartões de memória estão baratos e cada vez com mais capacidade de armazenamento. Tenha cartões extras para não precisar apagar imagens.

2 — Formatar os cartões de memória em sua câmera e não no computador

Cada fabricante de câmera tem uma forma de formatar o cartão. Inclusive isso pode mudar entre modelos do mesmo fabricante. Para não ter problemas de compatibilidade da tabela FAT cada cartão deve ser formatado na câmera onde vai ser utilizado. Então formatar o cartão em um computador não é uma boa ideia. E também não é uma boa ideia tirar o cartão de uma câmera e utilizar em outra sem formata-lo na câmera de destino. Eles vão funcionar, mas podem ocorrer problemas.

3 — Formatar o cartão a cada utilização

Depois de uma sessão fotográfica, mesmo que tenha sobrado muito espaço de armazenamento, é uma boa formatar o cartão para a próxima sessão. Isso deixa o sistema de armazenamento mais limpo e livre de possíveis erros.

4 — Utilize um bom leitor de cartão

Muita gente tenta economizar nessa parte. Mas, Cable aponta que cada cartão de memória possui, dentro, um controlador de leitura e gravação de dados. Os leitores de cartão também possuem um leitor de leitura e gravação interno que pode causar danos a seu cartão se não for de boa qualidade. Segundo ele a maior causa de cartões corrompidos que eram devolvidos a Lexar com reclamações eram por conta de leitores de cartão de baixa qualidade.

5 — Nunca preencher um cartão completamente

Assim como HDs, quanto mais cheios, menor é a capacidade de gerenciamento do controlador do cartão em gerenciar todos os dados. Cable afirma que o ideal é trabalhar com o cartão até 90% de sua capacidade.

6 — Não retire o cartão de memória da câmera durante a leitura ou gravação de dados

Sim, pode parecer óbvio, mas o fotógrafo aponta que a maior parte das câmeras ainda está gravando dados no cartão mesmo depois que a luz vermelha (ou verde) que indica a escrita ou leitura se apagar. Então, é sábio esperar mais alguns segundos depois que a luz se apaga para desligar a câmera ou retirar o cartão de memória. Isso vale para os leitores de cartão também.

7 — Utilize o slot duplo de cartão para gravação redundante

As câmeras com 2 slots de cartão foram uma grande evolução. Porém, a maioria utiliza esse recurso para aumentar a capacidade de armazenamento. O indicado é que você utilize o segundo slot para gravação de um backup do primeiro cartão. Maneira garantida de não perder nenhuma imagem.

8 — Compre cartões de qualidade

Conheço fotógrafo que, para economizar uns trocos, investe em cartões de marcas duvidosas. Isso não é aconselhável. Cartões SD estão muito baratos atualmente. E a diferença entre cartões SD normais e os fabricados para uso profissional também é muito pequena. É um equipamento minúsculo, mas sem eles não há fotografia. E confiabilidade é tudo nessa parte.

Esses foram os conselhos do fotógrafo e todos eles são muito válidos. Vejam o artigo completo aqui no Petapixel. Espero que isso tenha ajudado a alguns de vocês a terem práticas mais saudáveis quanto ao uso do cartão de memória.

 

Relacionados: , , ,

Autor: Gilson Lorenti

Geógrafo de formação e fotógrafo de coração, comecei a fotografar com 18 anos de idade (antes disso nunca tinha pegado uma câmera na mão). Depois de muito estudo veio a carreira profissional que passou por várias modalidades da fotografia até realmente descobrir o que gosto de fazer. Hoje me dedico ao ensino de fotografia, fotografia Fine Art e Books Fotográficos (gestante, moda, sensual). Tomando emprestado as famosas palavras de Ansel Adams "Quando as fotografias não forem mais suficientes, me contentarei com o silêncio".

Compartilhar
  • Dreadful

    Boas dicas!

  • Gaius Baltar

    Post para guardar, compartilhar e consultar várias vezes no futuro. Muito obrigado!

  • Alguém poderia me indicar leitores BDB (Bons, duráveis e baratos)?

    Preciso pra desktop e à USB (ou à vapor, à energia nuclear…)

    • Aguardando as indicações também… rs

      Andei vendo uns que pareciam bons e duráveis, mas nem um pouco baratos, da kingston, sandisk etc.

      • Tô namorando um da Akasa… mas aqui tá uns 250 Pixulecos Reais…

        https://images-na.ssl-images-amazon.com/images/I/41kt4epJpoL._SX355_.jpg

        • Puts… e é interno ainda… do jeito que eu queria… kkk
          o note já tem o leitor dele, precisava mesmo de um para o desk, e não queria nada com um fio a mais para aumentar a zona… kkk

          • Então, preciso pro desktop e externo, ambos pra trampo. Essa foi a única opção viável….
            Tem uma versão 3,5 dele, com menos portas….

          • bom.. USB eu não preciso tanto… rs meu gabinete tem 4 frontais, eu precisava só do leitor mesmo… rs
            Até tenho um aqui daqueles mymax 3,5, mas é lento demais e a qualidade é duvidosa, então nem liguei ele no desk novo.

          • O que preciso é dum leitor confiável…. tínhamos dois “pois é” aqui na produtora, queimaram facilmente com um ano de uso…. agora quero interno e decente.

  • ricms

    Perdi metade das fotos da minha viagem para o Japão por preguiça de passar para o Note. Troquei de cartão e quando voltei ele não reconheceu mais. A kingston foi perfeita na garantia, mandando um novo do mesmo modelo sem custo. Mas o que queria era minhas fotos de volta ;(

    • https://www.youtube.com/watch?v=l7IT9Uklr88

    • Quando viajo, todos os dias que chego de algum lugar já descarrego as imagens e vídeos para o note, para não ter esse tipo de risco, é muito triste perder as fotos de viagem.

      Quando o hd do meu primeiro computador deu pau, eu fiquei desesperado para recuperar as fotos da minha viagem a Argentina, sorte que consegui recuperar tudo, mas de lá pra cá, sempre tenho redundância de HDs, e backup das fotos em hds externos.

    • Comprei um adaptador SD q transfere as imagens do cartão direto pro iPad mini (não levo note em viagem, ocupa mt espaço).

      Foi pra onde no Japão e ficou quantos dias?

      • Já sabemos que você quer ir naquele festival de coisas gigantes roliças esculpidas. Vai quando? =P

      • ricms

        Pois é, eu estava com o Air que tem leitor de cartão, foi por preguiça mesmo. Tentei de tudo, mas nem reconhecia mais. Fiquei 22 dias, durante a floração da primavera, mais ao norte fui nos jardins perto de hitachi, Na rota de Tateyama e ao Sul Nagoya e Hiroshima. O Japan Rail Pass ajudou muito na viagem. Iria novamente para o outono, mas a crise não ajudou.

        • Pior fui eu que comprei o Japan Rail Pass e ESQUECI NO BRASIL.

          Meu bolso arde até hoje por conta desse erro imbecil T_T

          • Galera já tá com saudades de te perturbar, deixa de cu doce gourmetizado e volta.

          • Uma vida por outra vida. Vc está disposto a deixar o cargo de moderador por livre e espontânea vontade, uma vez que se mostrou inapto à atividade?

          • Culpa é toda do @ericmacfadden:disqus

            E seria inápto se tivesse tentado a ceder os desejos ardilosos de ban que me pediam a cada hora… xD

          • Discutam no Gizmodo, aqui não, por favor….

          • Não vou estender… ele que tome vergonha na cara… xD

          • E para de gracinha… foi uma VEZ… xD

            Para de cú doce e volta logo.

          • Diogo

            Ele tá querendo te impeachar, isso sim hahahahahaha

            #ImpeachmentDoMario

          • Caipiroto, o Capeta Caipira 😈

            Vai ter manifestação no Gizmodo?

          • Foi uma vez, DESSA vez.

            Mas teu passado te condena.

          • Volta logo e te aquieta, vou arrumar camisinha diet não.. =P

          • Carai… kkkk

    • Firmo

      VC ainda teve preguiça, tem gente que nem tem mais o note ou o pc pra guardar as fotos, as fotos tem um tempo de vida limitado pra muita gente, que é o tempo de encher o cartão da máquina ou do celular.

  • Andre

    Gilson, o meu complemento a dica número 6 seria nunca desligar a câmera imediatamente após uma foto. O processo de gravação de fotos em alta resolução pode demorar alguns instantes. Caso a câmera seja desligada antes do fim desta gravação a imagem poderá ser corrompida. Mesmo utilizando cartões de alta qualidade/velocidade já perdi fotos assim.

  • Luciano Rocha

    E tirar o cartão do computador sem ejetar no windows? Pode?
    Isso é, quando o cartão não está sendo lido, claro.

    • Gilson Lorenti Fotografia

      o lance de mandar ejetar é para, justamente, ter certeza que o computador não está ainda gravando no cartão (ou pendrive).

      • Mirai Densetsu

        O problema no Windows é que se existe algum processo lendo o dispositivo – seja o que for que esteja fazendo, mesmo que seja nada – ele não permite a remoção via software.

    • SacoCheio

      Depende da configuração do cache. O Windows já vem configurado para ejeção rápida, portanto é geralmente seguro remover depois que a cópia acabou.
      Só tenha certeza que a luz do pen drive ou do hd externo parou de piscar. Eu sempre fiz isso e nunca perdi nada.

  • Quem diz que “A vida é muito curta pra mandar remover o pendrive/cartão de memória” nunca deu importância a própria vida.

    • Mirai Densetsu

      Sempre retirei o pen drive na ignorância e nunca tive problemas com eles. Nem mesmo quando um deles foi esquecido dentro do bolso de uma calça que foi lavada.

  • otaviodecamposg

    Não sou fotografo, mas sobre qualidade de cartões, recomendo cartões classe 8 ou 10. São muito mais rapidos e confiaveis.

    • Julio Verner

      U1 e U3 respecticamente. Classe 8 já é obsoleto.

  • Marcos Balzano

    Cartões estão baratos?

    Fale isso para quem precisa usar CFast….

  • Rodolfo

    Obrigado pelas dicas.

  • Como não tenho leitor de cartão SD e já desisti de comprar um (um leitor confiável está custando mais de 200 temers), eu descarrego as fotos direto da câmera pelo cabo. E só após a conclusão da cópia eu desconecto a câmera e formato o cartão na própria câmera.
    Sobre o primeiro item, não vou mais apagar as fotos na câmera, coisa que sempre fiz.

  • Firmo

    Eu vejo um monte de gente que tira um monte de fotos, até que lotar o espaço da máquina ou do celular, o que elas fazem?, apagam algumas e voltam a tirar fotos e assim segue. Algumas fotos vão pro facebook, todas deveriam ir pro OneDrive, googledrive da vida. Mas muitos nem sabem que estes serviços existem. É como se as fotos só interessassem por um tempo.

  • SNU-SNU

    O que se julga cartão de qualidade e/ou profissional? Me refiro aos SD’s.

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis