Nada de emoji de rifle em seu Android; Apple e Microsoft dizem não

rifle-emoji-ban

Que a internet vive tempos sombrios já sabemos. Essa geração do merthiolate que não arde não suporta nada que venha a ferir seus olhinhos delicados, não aceitam a realidade cruel e desejam que tudo seja resolvido na base da mágica, de preferência sem que tenham de levantar um dedo para isso.

Os SJWs de plantão são o melhor exemplo. Qualquer que seja a bandeira eles não querem resolver nada e sim apenas mascará-lo, colocar um paninho em cima, varrê-lo para debaixo do tapete. Isso quando se auto-sabotam e adotam posturas tão preconceituosas quanto dos grupos que dizem se opor, como dizer que a Zoe Saldaña “não é negra o bastante” para interpretar Nina Simone. Se viva fosse a Diva teria vergonha dessa gentinha.

O problema das armas é similar. Os sofativistas não desejam acabar com elas, não se preocupam sequer com o tanto de jovens negros que morrem todos os anos nas mãos da polícia em São Paulo (não estou brincando). Como George Carlin dizia, essa gente só está preocupada em se sentirem incomodados no futuro, com seu próprio mundinho de fantasia. Eles não querem que o problema desapareça, e sim que ele suma de sua vista.

Desses o maior de todos é a Apple. Que a maçã é a companhia mais carola do planeta não é novidade, Steve Jobs decidiu que pr0n não tem vez em sua plataforma e até mesmo Hugh Hefner teve que abaixar a cabeça, preferindo vender a Playboy no iOS sem coelhinhas peladas do que não vender nada. Ela recusa games que reproduzem batalhas histórias ou que trazem símbolos reais hoje controversos, mesmo estando perfeitamente contextualizados. Se foge às regras, não entra e pronto.

A mais nova presepada sofativista da Apple no entanto não se restringe à seu próprio quintal. Como membro do Unicode Consortium, ela possui poder de veto para decidir quais emojis serão introduzidos e quais serão barrados. Microsoft, Google, Adobem, Oracle, IBM, Yahoo!, Facebook , Huawei e SAP também possuem os mesmos poderes que Cupertino sobre o padrão.

Pois bem: o Unicode 9.0, que traz uma série de novos emojis e está pronto para ser introduzido nos dispositivos móveis nos próximos meses já teve um item derrubado de cara: a Apple barrou o pictograma de rifle, dizendo que não o suportaria em suas plataformas. A Microsoft teria se manifestado da mesma forma e como ambas possuem poder de veto, o rifle caiu. E por se tratar de um padrão ele não será disponibilizado em nenhuma plataforma; nem iOS 10, nem Android N, nem Windows 10 Mobile ou teclados de terceiros que atendem às normas para usar os emojis. Ele estará disponível no banco de dados do Unicode Consortium e tão somente.

Vale mencionar que Cupertino e Redmond foram as únicas que se manifestaram contra a inclusão do emoji, as outras não viram problemas mas como a decisão deve ser unânime, não puderam impedir a remoção.

Ele não foi o único: o emoji de Pentatlo também foi banido simplesmente porque uma das modalidades do esporte é tiro:

penthatlon-emoji

A Apple conseguiu ser mais floquinha de Tumblr que um bando de desocupados que desejam o ban do emoji de revólver, e por sinal o ? continua lá por enquanto (EDIT: não mais). Ao mesmo tempo a maçã não vê nenhum problema em outros como ?, ? ou ?, e também finge que não possui uma série de apps em sua lojinha que exibem armas:

apps-with-guns

É ridículo, a Apple e a Microsoft estão bancando o corno que pega a mulher com o amante no sofá e vende o sofá; ela tem tanto medo de ficar feia na foto que cede à pressão de uma galera que deseja o fim das armas da maneira mais ridícula, banindo caracteres. É igual a campanha de desarmamento que só desarma a população mas finge que o traficante não possui armamento potente o bastante para derrubar helicópteros (sim, é uma AT4), pois ninguém quer subir o morro.

charlton-heston-nra

No fim essa galera não pretende bater de frente com a NRA, uma das principais defensoras dos direitos aos donos de armas a quem quer que seja nos EUA, e por enquanto o mote da associação eternizado por Charlton Heston continua de pé: Só tirarão as armas dessa gente “de suas mãos frias e mortas”. Enquanto vivos, com leis de controle rígidas e combate ferrenho ao fornecimento de armamento a criminosos?

“Nah muito trabalho, vamos ficar só com os emojis e tá bom, com o tempo o problema some…”

Fonte: Buzzfeed.

Relacionados: , , , , , , , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Um cara normal até segunda ordem. Além do MeioBit dou meus pitacos eventuais como podcaster do #Scicast, no Portal Deviante.

Compartilhar
  • Fico emocionado ao ver que Apple e Microsoft se uniram por um mundo melhor e resolveram o problema da violência!

    • Né? Já pode todo mundo dar as mãos e cantar.

      • Nacho – O viciado em café

        Ronaldo!

      • Bruno Ligiéro

        Pelo ao menos os dois são do mesmo “time”, se é que me entende…

      • Lucas Timm

        ♫ You may saaaay I’m a dreamer, but I’m not the only one ♩

        (E não é só uma mesmo, é a Apple E a Microsoft).

      • azardo

        Vamos abraçar uma árvore!

      • DiMais

        a Microsoft fez isso quando inaugurou a loja dela na 5th Avenue 🙂

    • L L

      Até vi um uni-corno voando pelo arco-iris…

    • Luiz

      O mundo seria melhor se não tivesse tanto emoji, isto sim.

    • Eu sugiro que eles tirem os emoticons de assaltos, estupros, sequestros etc também

      • Por um mundo (e calçadas) mais limpas! Removam o

        • nayara

          Sorvete?

    • OverlordBR

      EMOTICONS NÃO MATAM PESSOAS! PESSOAS MATAM PESSOAS! Libertem o Clippy!

    • É o mesmo princípio dos antigos desenhos do Pica-Pau e Tom e Jerry.
      Toda uma geração cresceu psicopata, incentivou-se a escalada da guerra fria, a qualquer momento, poderia começar a terceira guerra mundial.afinal estes desenhos incentivavam o uso de armas e passar a perna no próximo.

      Ai veio os novos desenhos politicamente corretos. Com isto, caiu a cortina de ferro, a guerra fria acabou, começamos a viver num mundo de paz e harmonia entre todos os povos.

      • Daniel

        Esqueceu de mencionar o do papa-leguas, imagina hoje em dia como seria hostilizado o coiote.

    • MPChock

      Kumbayaaaa my loooord, kumbayaaaa

  • Junior Capitanio

    é serio isso? WTF? desisto, é o fim dos tempos.

    • Senna

      Né, Apple e Microsoft juntas!

  • Nacho – O viciado em café

    tst

  • Cleverson Biora

    Cara campanha de desarmamento é uma coisa que nunca entendi, nenhum traficante,bandido, ou qualquer um que queira matar alguém vai entregar sua arma, apenas a população de bem, alguém pode dizer, mas evitar os casos de mortes em brigas ou coisa assim, mas acho que temos problemas bem maiores.
    O desarmamento da população só garante a tranquilidade do bandido, que agora pode chegar e assaltar, invadir uma casa e tudo mais, sem se preocupar em levar um tiro.
    Além disso mesmo após o referendo onde a população disse não ao desarmamento o governo ainda gasta dinheiro, fazendo o que? Campanhas de desarmamento. Simplesmente não faz sentido.

    • Briga de trânsito, crime passional, criança que pega arma pra brincar, etc. Claro que não tem nada a ver com resolver o problema da insegurança, mas o cidadão comum também tem um potencial muito grande de fazer merda, é só ter a ferramenta adequada.

      • Daniel

        Tipo uma tv aberta, uma faca, uma pedra, um pedaço de madeira, bebidas? ou a falta da ferramenta, como preservativo, anticoncepcional, informação. Talvez ainda diga que são ferramentas armas de destruição em massa, como um carro? ou responsabilidade por projetos sociais… Talvez se as pessoas tivessem armas, Darwin ajudaria um pouco o país a melhorar… Quem defende o desarmamento é especialista em terceirizar responsabilidades.

        • Carro ainda te dá o álibi de “acidente”… lembre-se disto.

        • A questão da arma de fogo é que só é necessário um puxão no gatilho pra não ter mais volta.

          Perto da minha casa tem um boteco em que quase todo dia nego sai na porrada, mas no dia seguinte estão na mesma mesa bebendo de novo. Se tivesse arma no meio, não tinha.

          • Ivan

            Daí alguém mata o outro com uma garrafa e irão proibir garrafa de vidro, sempre tampando o sol com a peneira

          • Você argumenta como se não fosse certo que, se nego quiser, nego arranja uma arma de fogo ali na esquina da sua casa.
            Convivamos com a realidade: não se consegue impedir o tráfico de entorpecentes, não se consegue impedir que traficantes comprem BAZUCAS, logo, por certo, também não se consegue impedir que um cidadão mal intencionado compre uma arma no mercado negro.
            Tudo o que se pede é que seja dado ao cidadão de bem o direito de que, fazendo os cursos apropriados e comprovando sua boa índole, também possa comprar, LEGALMENTE, a melhor ferramenta de defesa disponível no mercado.

          • Ué, mas eu não falei em momento nenhum que tem que desarmar todo mundo, só fiz um contraponto ao que o Cleverson falou: “O desarmamento da população só garante a tranquilidade do bandido”.

            Argumentei que há outros casos em que, se não houvesse arma disponível, o estrago seria bem menor.

          • Eli M. C.

            Não é por que você vai defecar amanhã que não deve limpar-se hoje. Deve-se dificultar ao máximo fluxo de armas de alto poder de destruição (armas de fogo).

          • Ok, essa é a metáfora mais bizarra que eu já li aplicada a uma discussão.
            Mas, vá lá, assumindo sua premissa, fale-me mais sobre como “dificultar ao máximo o fluxo de entorpecentes de alto poder de destruição (cocaína, crack)” tem funcionado nestes últimos trinta anos no Brasil?

          • Lucas Timm

            O que é uma pena, a situação já teria se resolvido.

            (Mas não, gente assim não consegue o porte).

          • Sério que você acha que porque dois caras bebem e saem na porrada porque estão com o rabo cheio de cachaça e depois são amigos de novo, uma boa solução seria dar uma arma pra cada um?

          • Lucas Timm

            Acho, Darwin cuida do resto.

            Eu não tenho pena da estupidez alheia, nem da minha própria, e também não sou politicamente correto. Se quiserem se matar, que se matem. Eu perder o direito de defender a minha casa por causa de dois imbecís não tenho nada a ver com isso.

          • Eli M. C.

            Pessoal tá na maior “modinha de anarquista”, mas não enxerga um palmo à frente das suas próprias ações/pensamentos. Pensam que estarão seguros se desfilarem mostrando uma arma na cintura… kkkk Inocentes…

        • Cleverson Biora

          Cara exato, o carro, nem mencionei esse, mas se tem uma arma de potencial altamente destrutivo, é o carro, e ainda não nos destruímos, temos incidentes claro, já presenciei um caminhoneiro tentar passar por cima de um carro numa briga, mas nem por isso vemos pessoas todos os dias atropelando umas as outras.

        • Jorge Dondeo

          Eita lapada.

        • Eli M. C.

          “Anarquizar” a segurança é um belo tiro de canhão no próprio pé; pioraria ainda mais o que já é péssimo. Nada inteligente. Existem formas mais racionais de amenizar o problema – como punições severas tais como prisão perpétua para crimes hediondos. Na verdade o Brasil necessita de uma reforma geral em todos os seus sistemas: político, penal etc.

          • Daniel

            Eu concordo com você que o problema é muito mais embaixo, e por algum tempo talvez a situação ficasse pior do que já está (ai onde entra Darwin e o azar de alguns tb) por conta do povo não ter cultura, não ser educado para este tipo de coisa, mas depois de um tempo se estabiliza, a ousadia dos bandidos seria diferente se imaginasse que em cada casa tem uma arma. Da maneira como está aqui é um imenso parque de diversões onde qualquer um faz o que quer. Eles sabem que as pessoas não tem como se defender. E o estado desde sempre é ineficiente em quase todas as questões. Entre morrer por culpa do estado que proíbe de me defender e morrer tentando me defender por conta própria, prefiro a segunda opção, pelo menos nela há uma chance. Muitas pessoas são contra o desarmamento até o momento em que vê a coisa acontecendo, nessa hora se tivesse até uma bazuca usava…

          • Eli M. C.

            Então é a hora de cobrarmos ainda mais do Estado. Agora querer consertar 1 problema trazendo 10 novos… Não sei, mas acho que não compensa… Óbvio que do jeito que está não dá… Mas tem maneiras mais eficazes de combater o problema.

          • Daniel

            Discordo: Então é hora de cobrarmos ainda mais do Estado. A gente (brasileiros) não cobra quase nada… das coisas realmente importantes. Sobre maneiras mais eficazes eu concordo, Cerca elétrica, Alambrado, cachorros, uma casa que não chame muita atenção por fora, não trazer estranhos para dentro de casa, boas fechaduras, sistema de câmeras, sistema de alarmes, uma arma branca, uma besta, e por ultimo uma arma de fogo. Eu não penso em uma como algum remédio para tudo, Penso nela como ultimo recurso na hora que você estiver definitivamente lascado e não houver mais nenhuma opção. Não é algo para sair por ai ostentando, pendurado na cintura como fariam alguns.

      • Cleverson Biora

        Mas ai entra uma questão similar quem tem arma irregular concordo em incentivar a devolver, mas quem tem arma legalmente ja passa por todo um processo pra evitar isso, e como eu disse existe o lado ruim de desarmar a população, não sou aqueles maniacos que acha que todo mundo tem que andar com uma arma na cintura, mas acho que nesse ao inves de proibir vc tem que almentar a punição a que fizer o uso indevido da arma, assim vc atinge todos inclusive os bandidos

        • Com certeza! É muita coisa que tem que ser revista: leis defasadas, sistema carcerário fodido, polícia mal preparada, etc.

          É bem comum ver vagabundo dando entrevista dizendo que daqui a pouco tá de volta e o pior é que é verdade…

          • Cleverson Biora

            Pois é tem muita coisa nisso ainda, na realidade esse é um dos motivos de não concordar com o desarmamento da população, antes de nos preocuparmos com isso, tem um longo caminho e preocupação maiores, claro cada morte que evitarmos conta, mas desarmando bandido vamos evitar bem mais que desarmando a população.

      • tuneman

        principalmente em paises subdesenvolvidos.
        o pessoal já faz besteiras enormes com carteira de motorista, imagina o que fariam com armas.

        • Jorge Dondeo

          Besteira, desde o inicio do desarmamento a violência só aumentou. O que acaba com a violência é bandido na cadeia, ponto final.

          • tuneman

            ok, mas que tal investir socialmente de forma que o bandido não “exista”?
            armar a população é só um remendo diante do problema. o ideal seria investir em educação, saude, emprego…

          • Daniel

            ok, mas que tal investir socialmente de forma que o bandido não “exista”? seria o ideal, Essa idéia que TODO bandido é bandido porque quer eu não defendo, tem gente que se fode e fica quieto, tem outro que se fode e reage e vira bandido, talvez outros que nem precisa vira por influencia dinheiro, status quem sabe? O que sei é que se tivesse pensamentos e condições diferentes as coisas também seriam. Armamento é só um remendo realmente, mas aqui é o país do remendo, do “jeitinho” das pessoas que acham que já que todo mundo faz errado vou fazer também… do deixa pra amanhã, e principalmente da parvoíce na hora de apontar o dedo e achar culpados… Mas se esse remendo pode salvar minha vida em dado momento então quero o direito de ter. E me incluo em algumas das coisas que citei afinal sou brasileiro também.

          • tuneman

            isso aí Daniel e Jorge, por isso é necessário investir em ambos.
            os paises desenvolvidos já ‘superaram’ esses problemas. mas investiram apenas em “armas”? não!
            quem me dera se o brasileiro quisesse ser mais japonês e menos americano na hora de buscar alguma influencia cultural.

          • Jorge Dondeo

            Nada contra, mas essa solução é pra daqui 20, 30 anos, as pessoas estão morrendo agora.

      • Alvaro Carneiro

        É verdade, concordo. MAS….

        Imagine a situação, você cidadão do bem, mora em sua casa com sua familia. Um vagbundo está tentando arromabar a porta da sua casa, é questão de minutos para ele entrar.

        Voce liga para a policia, que nao atende ou se atende diz que vai mandar uma viatura e voce sabe que o bandido vai entrar antes da policia chegar.

        Mas voce nao pode ter uma arma para se defender. Voce nao pode porque algumas pessoas fazem merda com armas e entao o estado proibiu armas.

        Sua chance agora é zero, o bandido vai entrar. E aquelas pessoas que fazem merda vao continuar fazendo merda.
        O estado vai gargalhar quando souber que voce foi assaltado, nao vao te ajudar em nada.

        Veja, voce nao é OBRIGADO a ter uma arma para se defender. Mas não neguem o direito de quem deseja se defender.

        Ah o bandido é perigoso e vai te matar com a sua arma – sim, existe o risco, mas quem assume o risco é quem tem a arma para se defender.

        E não adianta vir com a utopia de que vao acabar com as armas, nao vao. Elas estao aí, qualquer esquina se compra arma. Tem site do paraguai que te entrega arma em casa, no Brasil, entrega porta-a-porta, sem correios. O PM da esquina te venda arma.

        O cidadao comum que voce se refere, vai continuar fazendo merda, sempre.

        • Ivan

          Belo texto

        • OverlordBR

          Um vagbundo está tentando arromabar a porta da sua casa,

          Sua chance agora é zero, o bandido vai entrar. E

          Por isto que é sempre bom ter um par de fios elétricos perto da porta para ligá-los rapidamente na tomada e encostar na maçaneta da porta.

          • filipe

            você só vai conseguir um curto-circuito…

          • OverlordBR

            😉

          • Le Zuero

            Deixar um balde de óleo fervente em cima da porta seria bem legal tb.

        • Jorge Dondeo

          Não precisa imaginar, só abrir o jornal, situações como essas acontecem diariamente. Mas por causa de meia duzia de bandidos no congresso, as pessoas tem que viver refém em suas próprias casas.

      • Lucas Timm

        Briga de trânsito e crime passional:

        Por que mantem-se essa idéia que é só chegar num botequim e comprar uma arma? Porte de arma exige-se exame psicotécnico rigoroso. Pessoas com surto de violência não tem porte, simples assim.

        Sem falar que, né, convenhamos. Briga de trânsito, o carro já É uma arma, e mata pessoas até parado. Por que não banimos os carros? Crimes passionais? Existe uma gaveta em cada cozinha repleta de armas. Por que não banimos as facas?

        Criança que pega a arma pra brincar? Nos Estados Unidos existem armas para crianças, que aprendem desde cedo a utilizá-las e a não fazer besteira com elas. Pscinas e banheiras, mesmo, matam mais crianças que armas em acidentes domésticos. Por que não proibimos as banheiras e pscinas também?

        • Cara, não sei onde você mora, mas onde eu moro você pode chegar sim no boteco e comprar uma arma. Tranquilamente… =)

          Não tô falando de porte, tô falando de gente que acha que precisa de proteção, mas não sabe usar a arma. Ou vai esconder num lugar onde vai demorar demais a pegar num momento de necessidade ou vai deixar exposto demais e aumentar o risco de acidentes domésticos.

          Carros, facas, piscinas e banheiras possuem uma finalidade e podem dar merda se usados de forma inadequada (acidental ou intencionalmente). Ninguém vai te assaltar com uma piscina (seria uma cena interessante!).

          Sobre armas pra crianças? Não consigo achar normal, sob nenhum pretexto.

      • Luiz

        Faca de cozinha, produto de limpesa, fogão. Vamos banir tudo!

      • Felipe Braz

        Briga de transito e coisas desse tipo não precisam de armas de fogo pra dar merda. Um colega meu anda com uma peixeira no carro. Pra uma criança fazer merda, uma faca de cozinha ou uma tesoura também é mais do que suficiente, quem quer fazer merda acha um jeito de fazer. Acho que a solução então deve ser o governo fazer também campanhas do desfaqueamento, do destesouramento, do desgarfeamento e por aí vai…

        • Leonardo

          Da pra matar uma pessoa na porrada, a questão é que a arma facilita muito, seguindo o seu raciocínio deveriam vender RPGs e granadas no supermercado, ou quem sabe tanques nas concessionárias.

          • Eli M. C.

            Boa.

      • Diego Marco Trindade

        Por mim tinha que ser como carteira de motorista a posse de arma, mas com teste psicotécnicos todo ano e documento da arma, como Renavam. (se é que já existe, não sei).

      • Jorge Dondeo

        Carros.

    • Aquele referendo, aquele circo todo sobre desarmamento, foi justamente numa época em que estava aparecendo corrupção na mídia… coincidência não?

      • Cleverson Biora

        Sempre tem cunho politico, mas acho que eles contavam com a aprovação do referendo, então seguiram com a campanha e com o circo.

      • Luciano

        E quando é que corrupção não aparece/apareceu na mídia?

        • Tipo a semana que a Grobo ignorou o Rio Doce falando somente do atentado na França?

          (voltando atrás quando o povo reclamou na internet…)

          Tipo a semana que a Grobo ignorou tudo que estava acontecendo envolvendo o Grande Bigodon dono do Maranhão pra focar no caso de estupro com “33”?

          Tipo… ah, cansa lembrar …

    • Pedro Canelas

      Você poderia me explicar então o outro lado? Como o pessoal pró-armas acha que deveria ser? Cada um andando na rua com seu próprio revólver? Todo mundo lá na boate com uma pistola na cintura? Afinal, se estivessem armados, poderiam se defender, certo? Em que mundo isso daria certo?

      • Cleverson Biora

        Opa, primeiro o direito a ter uma arma é bem diferente, de porte de arma, tanto que ao se adquirir uma arma, estes dois processos são feitos separados, e hoje o porte é quase impossível, além disso antes de ter uma arma cada pessoa para por avaliações psicológicas, não é qualquer um que pode ter arma, alem disso mesmo com o porte de arma ja existem regras que definem onde e como ela deve ser portada, em uma boate vai ficar tudo na entrada, ou deixa nocarro.

      • Ivan

        Texas maioria anda armado, vai ser difícil vc ver isso acontecer por lá, tem casos que pessoas armadas impediram massacres.

    • Pedro Canelas

      “O desarmamento da população só garante a tranquilidade do bandido, que agora pode chegar e assaltar, invadir uma casa e tudo mais, sem se preocupar em levar um tiro.”

      Eu sempre pensei assim, talvez isso até diminua o índice de assaltos a residências no EUA, entretanto essa segurança deveria ser dever da polícia, não do cidadão. O acesso a armas se não for restrito, permitirá que qualquer maluco tenha acesso a arma e faça um estrago igual a esse de Orlando e muitos outros (exemplo é o que não falta, tem aos montes todo ano). Sou a favor do desarmamento e de punições mais severas para quem estiver portando arma (sendo bandido ou não). Me desculpe, eu simplesmente não consigo ver benefício em liberar o acesso a arma para população, não consigo imaginar em como isso poderia tornar as coisas melhores.

      • Ivan

        Isso já acontece, quem quer cometer crime vai arrumar uma arma, agora a pessoa deve ter o direito de defesa da sua casa, só lembrar do guri que invadiu uma escola no Rio de Janeiro e matou várias pessoas.

      • Cleverson Biora

        A a proibição da venda de armas, não vai impedir ninguém que queira cometer um crime a ter acesso a uma arma, ou você acha que quando alguém fazer um atentado, ela vai, faz seu cadastro, espera a liberação, depois vai a uma loja encomenda sua arma, não com metade desse dinheiro ela já compro uma caixa de armas e fez o atentado.
        O desarmamento vai evitar algumas mortes vai, mas em contra partida abre a brecha pro bandido como eu falei.

        • Pedro Canelas

          Sim, existe essa possibilidade. Mas será que o desarmamento da população de alguma maneira não tornaria também o acesso a armas também mais difícil para os criminosos? Como a facilidade na venda de armas pode acarretar numa maior segurança e em um menor índice de homicídios por armas de fogo? Seria na base do medo mesmo? Cada um na sua, senão o outro que está armado pode te matar? Acho isso meio doentio…

      • ffcalan

        Não tenho certeza, posso estar me equivocando, mas uma coisa que percebo é que esse ataques ocorrem sempre em áreas onde a probabilidade de um cidadão estar portando uma arma é menor, como Escolas, Faculdades e mais recentemente em uma área “Free Gun Zone”. Será que se alguém estive portando uma armar o massacre poderia ter sido menor?

        —–
        Acredito que o problema nos Estado Unidos não é o porte de armas e sim a facilidade em se obter armas de calibre alto e em sem um limite de unidades. Um cidadão pode ter um arsenal completo se quiser.

        • Pedro Canelas

          São lugares onde há uma maior aglomeração de pessoas. Concordo que a facilidade em obter armas de calibre alto tornam as coisas ainda mais perigosas. Será que um cidadão comum precisa de um AR-15 para se defender?

          • ffcalan

            Pode ser, até uma junção dos dois NÚMERO DE PESSOAS X PROBABILIDADE DE ARMAS.

          • Lucas Timm

            Numa fazenda, contra uma uma invasão de sem terra, faz sentido, sim. 🙂

            (Mas na rua, se não estiver em Israel, é questionável).

      • tuneman

        tipo, eu até sou a favor da posse de armas, mas de forma bem controlada e treinada.
        só que isso nao resolve o problema da violência. casos que vêm ocorrendo nos USA são muito maiores do que apenas “guns”.
        é absurdo um pais tão rico e desenvolvido ter um problema tão grande de violência interna e uma população carcerária tão alta.

        • Pedro Canelas

          Acho que a maioria dos países direitos (não estou incluindo os EUA) controlam bastante isso. O que não rola é vender AR-15 na esquina e munição no Walmart.

        • Lucas Timm

          Nos Estados Unidos, qualquer incidente com mais de 3 mortes é taxado de “mass shoot”. Contabilidade criativa — fazem também.

      • Eu vejo da seguinte maneira: a defesa de minha pessoa, de minha propriedade, e de minha família é um direito meu e nenhuma Lei deveria poder me obrigar a terceirizar essa defesa. Sim, porque a lei atual faz isso: me nega acesso a principal ferramenta de defesa (um arma de fogo) e diz que MINHA SEGURANÇA depende de TERCEIROS, no caso, da polícia.
        Se eu comprovar meus bons antecedentes, minha boa índole, minha boa condição psíquica, e ainda fizer os cursos adequados, não vejo como o Estado possa me negar o direito a melhor ferramenta de defesa possível, uma arma de fogo. Ainda mais no Brasil, onde o Estado NÃO me fornece um serviço policial que garanta minha segurança!

      • Cássio Amaral

        Eu até concordo em proibir o porte de armas fora de casa. Agora na minha casa, Estado não tem que meter o bedelho e me proibir de defender a mim, à minha família e à minha propriedade contra criminosos. E o pior é que se o bandido tentar me matar ou matar um familiar não acontece nada por causa da impunidade, mas se eu tentar me defender e matá-lo em legítima defesa, eu que estou errado e ainda vou responder por homicídio, isso é absurdo.

    • Não sou contra o cara se armar se ele quiser, mas o cidadão precisa de preparo e precisa ser verificado sua sanidade mental com frequência minima, assim como somos verificados se ainda estamos aptos a dirgir. Cidadão comum sem nenhum preparo tende mais a aumentar os riscos a propiá vida e de quem os cerca, do que aumentar a segurança sem o preparo adequado. Agora discordo da ideia que bandido só entra na casa das pessoas por que tem certeza que não tem ninguém armado, senão o índice de assaltas no TEXAS seria zero e os USA não teriam a maior população carceraria do mundo. O japão tem politica de desarmamento e a quantidade de assaltos e população carceraria é muito pequena em relação ao numero da população. Resumindo, se o cara quer se armar, ótimo, se prepare para usar a arma com consciência, mas não ache que vai resolver o problema, que deveria ser resolvido por melhores oportunidades de educação, cultura e emprego em uma sociedade.

      • ochateador

        Preso no Japão é tratado como um pária da sociedade. Não tem direito nenhum e se reclamar aumenta a pena (inclusive se for reclamação de fora).

        Ou seja, o Japão mostra que se a pessoa está presa é porque fez merda e vai pagar por isso sem nenhum direito ou privilégio. Só de ver isso a sociedade pensa 2x antes de fazer merda.

        • Não discordo em nada do tratamento que o japão dá aos presos. Mas e você for dar uma olhada em relação aos presos no brasil, eles são tratados com condições adequadas. Não são privados das condições minimas de dignidade humana, mas são tratados com muito rigor e disciplina, é assim que um criminoso devia ser tratado. Aqui no brasil, simplesmente soltam no cativeiro como bicho, e o cara que era ladrãozinho de galinha precisa se filiar ao PCC ou comando vermelho pra não morrer na cadeia, e depois sai formado na faculdade do crime.

        • Lembrando também que o Japão aplica a pena de morte.

      • Daniel

        Eu sou contra o desarmamento, mas reconheço esse ponto, infelizmente na nossa realidade uma grande parte das pessoas acha que um desentendimento se resolve na bala, no tiro, capacidade de comunicação, cooperação, senso-crítico não é nosso forte, infelizmente.

  • L L

    Me lembra quando me proibiam de jogar Street Fighter II por ser um jogo muito violento e incitar eu a brigar com meus irmãos. Sim claro, várias brigas que tivemos foi por causa do jogo, não por causa do Street Fighter II, mas por causa das vidas que eles me roubavam no Super Mario World ou por causa de um controle cheio de gordura do corno que comia pipoca e jogava ao mesmo tempo. Tá certo que uma vez ou outra rolava um shoryuken no queixo de um aleatóriamente, mas aí já era um lapso de distúrbio mental mesmo…

    • Zaaboo

      Criança sendo criança… Mesmo que elas tenham 16 anos ou mais, hahahaha. Estranho é criança sair atirando em outros na rua… Mas isso não era culpa do gibi e também não virá a ser do video game.

    • Cara eu acho que jogo não influencia em porra nenhuma.

      Um amigo meu jogou todos os CODs e Resident Evil e um bando de outros jogos de ação, um dia decidir falar com ele sobre armas ele foi totalmente contra tudo que eu falei, ele era a favor do desarmamento e acreditava na utopia de que se não tivesse arma não tinha guerra.

      Um detalhe é que eu nunca gostei de jogos de ação quando eu era pequeno, eu gostava mesmo era de jogar joguinho de MegaDrive no emulador que tinha no computador dos meus pais, comecei a jogar jogos de ação e “AAA” recentemente.

      Jogo violento não deixa a pessoa violenta.

  • Rodrigo Valdez

    Você pode substituir o emoji de rifle por um de unicórnio.

  • Ah claro… Salvando o mundo e os floquinhos censurando emojis…

    Quando vão censurar estes?

    • Alvaro Carneiro

      em 2016 ainda.

    • Ivan

      Que que tem o muçulmano/ indiano?

      • Não tinha outra imagem com turbante…

      • Maom

        Eles não pagaram os direito à Hanna Barbera para usar o Hadji.

    • Felipe Braz

      Deixem o das batatas fritas em paz!

  • Samuel

    Ditadores benevolentes

  • Ivan

    Mel dels um terrorista atirou em monte de gente, ele postou emoji de um rifle, culpa da Internet……

  • Marcogro®

    Lyndo, isso resolverá tudo.
    Agora vamos ao que interessa: Vender armas.

  • “a Zoe Saldaña “não é negra o bastante” para interpretar Nina Simone.” – Isso me lembra o Spike Lee dando chilique porque “um branco ia dirigir o filme sobre o Malcom X…”. O resultado foi que a produtora abriu as pernas, dispensou o diretor branco, e acabou contratando… Spike Lee!

  • Tatsumak

    Aeeeeeee, finalmente. Agora vai, para evitar chacinas era o que precisava, bloquear emoji de armas. Com isso ninguém vai matar ninguém nos mensageiros por ai.

    E o pessoal achando que o problema era o desarmamento…..

  • Maom

    Vale lembrar que emojis de armas não matam pessoas. Emojis de pessoas matam pessoas… Não, pera…

  • 2016 e AINDA acham que a campanha do desarmamento visa desarmar bandido.

  • Até que enfim tiraram esse emoji. É um ABSURDO manter esse símbolo que comprovadamente induz as pessoas a se matarem mutuamente.

  • Lucas Ambrosio

    aiaiai esse Gogoni, sempre da um jeitinho de falar uma besteira fora do contexto da matéria..
    “Não se preocupam sequer com o tanto de jovens negros que morrem todos os anos nas mãos da polícia em São Paulo (não estou brincando).”
    Meu querido, a questão não é ser branco ou negro! o problema é que muitas pessoas estão morrendo, sendo elas brancas, negras ou coloridas!
    Se estatíscamente mais negros são bandidos (sim, são, por N fatores históricos e atuais que não vamos entrar no mérito agora) obviamente mais negros morrerão por policiais.
    O que tem que acabar é a criminalidade humana (por que o puliça matar o bandido eu aprovo).

    • Thiago

      Eu ia comentar justamente isso. Fala de SJW e dá uma de SJW falando em como os negros são perseguidos (só faltou o cruelmente) pela polícia.

      Em São Paulo, a maior parte dos crimes são cometidos por afro-descendentes. Eu mesmo, em todas as vezes que fui assaltado, foi por um e eles não tem receio algum em puxar o gatilho.

  • Lucas Ambrosio

    Poxa bixo, fui moderado pelo maligno, ditador, amigo do Felipe Neto, Carlos Cardoso? hahahahaha da nada

  • Hipócritas as duas empresas. Ambas são ardorosas defensoras de causas como casamento gay, legalização do aborto, legalização do porte e consumo de drogas entre outras bandeiras muito mais polêmicas.

  • filipe

    primeiro vez que vejo um texto citando armas com poder pra derrubar um helicóptero, e realmente era o caso.

  • Artur Ferreira

    Virou G1

  • Le Zuero

    Poxa que emocionante, ano que vem teremos violência zero nas ruas brasileiras.

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto Frio Peças, Cupom de desconto Mundo da Carabina, Cupom de desconto JBL, Cupom de desconto Costa Cruzeiros, Cupom de desconto Loja do Mecânico, Cupom de desconto Staples