Efeitos Visuais — Perdido Em Marte, Star Wars e Mad Max: o fim da CGI?

PndD8

Computação Gráfica é o equivalente cinematográfico de transgênicos. As pessoas não compreendem como funciona, para que servem, o trabalho envolvido, mas por default dizem que odeiam. Gente esperta que quer aproveitar o hype, corre para dizer que não gosta também e não usa, mas quer saber a verdade? Todo mundo usa.

A computação gráfica virou a vilã da trilogia nova de Star Wars, quando ela nunca foi o problema, e sim a falta de roteiro, Mesmo assim as pessoas preferem apontar o dedo para o Jar-Jar, esquecendo que o Yoda também era CGI.

Os detratores da computação gráfica, que ignoram todo o trabalho de composição envolvido em um filme adoraram o novo Mad Max, ainda mais quando George Miller se gabou de só usar efeitos práticos. Efeitos esses que na prática não serviriam de nada sem… CGI. Ele sabe disso, e se odiasse CGI não teria feito… Babe.

O segredo foi usar CGI de forma inteligente, simulando efeitos práticos. Veja um dos vários vídeos das casas de efeitos visuais que trabalharam em Mad Max: Fury Road. Há cenas inteiras todas em CGI:


CGRecord Team — Mad Max: Fury Road (2015) VFX breakdown by iloura

Parece até Star Wars, né? No mau sentido, mas espere: o JJ não tinha dito que o filme seria todo com efeitos práticos?

Bem, segundo o diretor de fotografia 1/3 das vezes que o BB-8 aparece, é computação gráfica. Todos os cenários foram aumentados, até a areia era CGI, há cenas que começam com efeitos práticos, ficam mistas e terminam 100% computação gráfica. Assista, é um show:


BB-8: From Sketch to Screen – Star Wars: The Force Awakens Featurette

Efeitos gerados em computador não são inimigos do cinema, são ferramentas, ampliam as possibilidades. Nos levam para uma galáxia muito, muito distante, para Hogwarts ou para Marte. Todos esses filmes têm algo em comum, além do uso intensivo de CGI: ótimas histórias e personagens cativantes.

Portanto, da próxima vez que você não gostar de um filme, não culpe o pessoal dos efeitos visuais. Culpe a história. Não existe isso de muita CGI. Se o filme for bom como o Perdido em Marte até o visor dos capacetes pode ser computação gráfica e você não irá reclamar. Aliás, não irá nem perceber.


mpcvfx MPC — The Martian VFX breakdown

Relacionados: , , , , , , , ,

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e promover seus últimos best-sellers O Buraco da Beatriz e Calcinhas no Espaço.

Compartilhar
  • Convidado

    Issoae Cardoso, baita texto.
    O pessoal que reclama, reclama apenas dos CGIs que percebe… e perceber CGI já indicação leve que o CGI não está bem feito. 🙂

    • Guilherme

      Concordo em parte: bem que quem conhece vai perceber mais facilmente. Os sabers de Star Wars são CGI, mas ninguém liga para isso.

      • Luiz

        Obvio, não existem saber de verdade ainda.

  • achsanos

    O problema da cgi é o seu uso deslumbrado, no nível “eu consigo fazer isso”. Se você precisa de cgi pra vender um filme, então o problema não é a cgi, é o filme.

    Star Wars e Perdido em Marte são realmente dois bons exemplos. No primeiro poderiam ter enchido as naves de frescuras e foguetes desnecessarios (Elysium, Prometheus, Oblivion, Serenity), mas no fim até o pew pew das tie foi mantido. Show. E as paisagens do segundo encheram a tela, mas de uma maneira sóbria e discreta.

    • Rodrigo M

      Acho que o problema é quando usam CGI mal feita para simular algo que todo mundo está acostumado a ver.

      CGI para Dinossauros, ficou super bem, ninguém viu um ao vivo.
      CGI para um animal como elefante ou cervo, fica super estranho.

      • tuneman

        ou os zumbis de eu sou a lenda.
        o filme é muito bom, mas os zombis são meio…mehhh

        • Rodrigo M

          Tem também aquele homem escorpião da múmia 2

          • tuneman

            bahhh
            aquilo é horrendo.
            até saiu um filme do escorpião rei…, poderia ter sido uma grande franquia, mas….

          • achsanos

            Um outro lado, pelo menos pra mim: a cgi, ou melhor, o fato de ela estar mais acessível hoje em dia, praticamente matou o efeito suspense nesse tipo de filme, com seus monstros ultra evidentes.

            Nos 70s, 80s, por questões técnicas, usava-se da velha artimanha hitchcockiana de “ocultar em vez de escancarar”, deixando a renderização do cgi a cargo da imaginação do telespectador. Os filmes de estreia de Alien, Tubarão e Predador são basicamente isso e tinham um impacto emocional que hoje pouco se vê nos filmes do gênero.

          • fernbrb

            Um filme mais atual que usa bem esse efeito que tú citou é o Cloverfield. Apesar de ter muito efeito pra explosões e etc, o monstro em si quase não aparece, causando um certo suspense e deixando o filme mais gostoso de assistir.

          • achsanos

            Sim. Esse eu achei interessante.

          • советский медведь

            Como poderia? Já tem 4 filmes do escorpião rei!

        • Felipe Wagner

          Não são zumbis, são vampiros.. :T

          mas concordo que ficaram mal feitos!

          • tuneman

            bah, valeu pela correção.

      • Alexandre Souza

        Uncanny Valley

      • советский медведь

        Como fazer um exército de clones de CGI ao invés de fazer com 20 figurantes e multiplicar com CGI

      • Diz isso pro povo que fez os efeitos de Vida de Pi 😛

  • Guilherme

    A trilogia I, II e III de Star Wars seria muito amada se tivesse excelente roteiro e fosse realmente envolvente.
    Mas ainda iriam reclamar da CGI nela.

    • Manoel Guedes

      Os episodio I, II e III tem um roteiro tão fraco que poderia ser adaptado para uma novela da record.

      • Lui Spin

        Roteiro por roteiro, não é muito diferente dos EP’s 4, 5 e 6. E gosto de todos os seis mesmo assim.

        • tuneman

          do ep 1 ao 6 todos compartilham roteiro e atuaçoes duvidosas

        • Ruy Acquaviva

          Eu também acho so episódios 1, 2 e 3 bons para o padrão Star Wars. Não entendo aqueles que falam como se os episódios 4, 5 e 6 fossem filmes de arte com roteiros densos e complexos, porque não são.

          Só tem duas coisas que eu odeio na nova trilogia: a explicação para a Força com aquela bobagem hedionda dos Midi-Chlorians e a morte de Padmé, cercada de tecnologia médica impensável para nossa época, que morreu porque “perdeu a vontade de viver” (o robô explicando essa asneira foi uma das coisas mais constrangedoras de toda a sétima arte).

          • tuneman

            eu queria que tivessem explicado melhor o Dooku e do Gen Grievous.
            parece que eles caem de para quedas no filme.

          • “Sempre há 2 Siths: um mestre e um aprendiz”

            Daí havia o Darth Sidius, Darth Maul e Darth Tiranus

          • tuneman

            IMHO essa “regra” é a maior bobagem já criada para star wars.

          • Lui Spin

            Então, os EP’s 1, 2 e 3 são Star Wars puro. Tem muito CGI, roteiro fraquíssimo, atuações péssimas, e foram dirigidos por George Lucas, assim como o EP 4. Mesmo assim são ótimos filmes, todos os 6.

            Também não sou fã dos Midi-Clorians, mas temos que lembrar que a trilogia nova se passa numa época em que os Jedis ainda existiam aos montes, eram organizados, tinham templos e centros de treinamento, conselho, etc.

            Sobre a morte da Padmé, acho que o Lucas não quis que o Anakin matasse ela, embora ele fosse o culpado de qualquer maneira.

            Tipo, ele não matou, ela que perdeu a vontade de viver. Ele queria preservar o Any. Erro dele, na minha opinião.

          • Não é que tenha muito CGI. Sehor dos Anéis também tem. O problema é que o CGI era mal feito. Aquele campo verdejante de Naboo, no qual as naves se deslocavam, parecia cenário de Teletubies. Parece que pegaram o wallpaper do Windows XP para fazer o cenário

          • rbsouto

            O Anakin virou um ser de puro ódio. Um radical, extremista e fundamentalista, tão cego de ódio que seria capaz de matar até a própria amada. O Lucas veio novelesco demais com o roteiro e ficou aquele gosto amargo de “meh”.

          • rbsouto

            Os dois pontos que você odeia são bons exemplos da falta de esforço em fazer o roteiro.

    • Zaaboo

      Apenas uma palavra: midchlorians.

  • Manoel Guedes

    O problema do CGI é quando ele é feito de qualquer forma, uma vez tinha uma noticia em um site de tecnologia onde dizia que CGI nunca conseguiria enganar uma mente humana, com o filme Perdido em Marte (Onde ele não esta perdido, só foi deixado) , cheguei a conclusão que não sou humano, talvez um porquinho da índia ou o hamtaro…

  • Othermind

    Toy Story 3 é, digamos, 100% CGI e é muito bom… =P

    “vez que você não gostar de um filme, não culpe o pessoal dos efeitos visuais”

    Menos o the rock no final do filme do escorpião rei… aquele cgi foi de doer….

    • Doomed

      Seria o filme da Múmia, não? Em que ele aparece como um escorpião gigante.

      • Othermind

        é verdade… confundi os filmes…

        • Ele não aparece nos dois filmes com o mesmo papel?

  • Rodrigo M

    Acho que o problema é quando usam CGI mal feito para baratear algum efeito que o publico já está acostumando com resultados melhores.

    • Só que CGI não barateia, CGI costuma sair mais caro, a não ser na Record.

      • Claro, tem que sobrar Dízimo pra terminar de decorar a cobertura super-plex em cima do templo de salom… :-X

      • Rodrigo M

        Eu acredito que seja mais barato inserir um avião em CGI do que alugar um para uma manobra arriscada.

  • tuneman

    tem outra que vejo muito: crítica ao cinema digital.
    mas ai vem o Sr Abrams… filma em película com chromakey e converte tudo pra digital mesmo!
    fora o resto que usa o mesmo artifício por muitos anos.

    • Todo filme é convertido pra digital de qualquer jeito, ninguém mais faz VFX, montagem e correção de cor em película.

      • tuneman

        sim, faz anos!
        acho que o unico que fugiu da regra foi ‘Os 8 odiados’.., em algumas salas…

  • Best of Both Worlds…. (acompanha Van Halen)

    https://www.youtube.com/watch?v=OfQDn5BU0bQ

  • Monstro Medieval

    O ruim é se apegar ao CGI pra salvar o filme ruim. É como apelar pro 3D ou pra filtros no Instagram pra salvar uma foto bosta.

  • Saudade quando todo mundo falava bem do CGI do T1000 e o filme era foda…

    • tuneman

      o filme é foda!
      por isso não há CGI que sustente história ou direção fracos.

  • zé garruchada

    computação gráfica é tipo o autotune/melodyne na voz dos cantores.

  • Nilton Pedrett Neto

    Na nova antiga trilogia o problema não era CGI demais, era a física completamente maluca . Nada parecia real… como se os parâmetros físicos estivessem errados. Na se mexia como deveria, nada quicava ou explodia ou se chocava como deveria.

    É como Sharknado, mas sem roteiro.

    • Roger D. C. Delboni

      Longe de mim querer defender os epis 1,2 e 3, mas você poderia me explicar a “física” do vôo de uma Tie Fighter? Ou da Millenium Falcon? E os Sabres de luz? Star Wars nunca respeitou as leis da física. E isso nunca foi um problema.

      • Nilton Pedrett Neto

        Acho que eram equipes diferentes. As cenas espaciais não eram ruins… mas veja a movimentação das pessoas e objetos nas cenas. Tem algo que não parece certo ai.

        Se um objeto X se move de acordo com regras Y, o objeto Z também deveria seguir as mesmas regras.quando Z move-se move-se com regras W, causa um estranhamento.

  • Zaaboo

    Nunca, nem por um segundo, me passou pela cabeça que o vidro do capacete fosse GCI. Mas pensando em reflexos, faz todo o sentido.

  • Jorge Dondeo

    “…vilã da trilogia nova de Star Wars, quando ela nunca foi o problema, e sim a falta de roteiro…” Perfeito.

  • Péra, como assim? Não mandaram o Mark Walberg pra Marte para poderem filmar?

    FUI ENGANADO!!!!!!

    • Pra tu ver, pegaram um deserto próximo daquele que o Stanley Kubrick usou pra filmar o pouso na lua e … :-X

    • Lucas

      Mark Wahlberg? Hahaha

    • Emanuel Schott

      Sei lá.. pensei que tinham mandado pelo menos pra um deserto, mas é quase tudo chroma key.

    • Wendell

      É tanto efeito que mudaram a cara do Mark Walberg para a de Matt Damon. Kkkkk

    • Super Cage Sombrio e Realista

      Matt Damon tava perdido em Marte, o Mark Wahlberg ta perdido na terra mesmo

  • cquintela

    CGI é que nem juíz de futebol, quanto menos se percebe, melhor.

  • KaosNihil

    Pessoal, mesmo assim não da pra comparar, as pessoas que estão usando o termo “efeitos práticos” muito ao pé da letra. Um exemplo disso é que nesse video do Mad Max não tem uma cena sequer do que realmente foi prático, que foi as colisões e destruições dos carros… essas cenas eram evidentes que tinha CGI.

    Incrível como ninguém reclamou daquele CGI porco do Era de Ultron e do Jurassic World tsc tsc tsc o “amor” é cego mesmo.

  • Garrete Alves Reis

    Lembro do José Wilker, comentando o Oscar, dizer que efeitos especiais (ele não devia saber oq eh CGI) soh servia pra encobrir falta de roteiro…

    • Renato Oliveira

      Para os fãs brasileiros de telenovela ele era um dos grandes atores do Brasil.

  • Sensacionais 10 minutos desse segundo vídeo. E resposta uma coisa: no set os atores usavam mockups luminosos dia sabres? Não eram simples cabos de vassoura? Porque se for isso, é uma solução genial para a iluminação dos mesmos sobre o ambiente 😊

  • Alvaro

    O mais incrível e que ao vermos estes filmes em 4k nos ficamos reparando nos pequenos detalhes como os arranhões no vidro do capacete (no caso do Perdido em Marte) e isso tudo é VFX!!! SOBERBO!!!

  • Germano

    Está certo, dá para culpar na história, mas por outro lado também é possível culpar CGI, por exemplo: Sharknado.

    • Rafael Valeira

      Acho que no caso do Sharknado você pode culpar tudo: história, CGI… enfim, o filme.

    • Sharknado é pra ser tosco, ué. Por isso é tão legal.

    • Luiz

      Sharknado não pois é tão tosco que dá overflow e fica bom.

  • Rolando

    Concordo totalmente com você. Agora, existem filmes com CGI muito mal feito em que a coisa fica muito tosca, mas também nesse caso o problema não é o CGI em si mas um CGI mal feito.

  • lordtux

    Balancear é sempre a chave, o ruim quando fazem mal feito e você nota claramente a diferença, fica estranho depois. O problema da nova trilogia de star wars é que tacaram CGI em tudo que podiam, até no que não precisavam, junta isso com o roteiro ruim ai tem a fama que tem.

  • Diego

    Não culpo pessoal da Comp. Gráfica, tenho é pena que trabalhem tanto (vide todos os Transformers) para terem como resultado final filmes no máximo medianos, histórias sem graça ou batidas (Star Wars VII quase remake do 1, total sem graça).

    • Luiz

      Transformes é claramente feito para crianças, elas adoram, até porque não tem tanto desenvolvimento para entender profundamente as estorias, elas nem liguam, só querme ver os robos. Digamos que os Star Wars 1,2,3 deste ponto de vista não é ruim tambem.

  • Henrik Chaves

    Outro excelente exemplo (inclusive já citado pelo Cardoso em outros lugares/ocasiões) é Game of Thrones. A quantidade de CGI é IMENSA. Praticamente todas as cenas tem bastante complemento (e acho que no caso de planos mais abertos são todas mesmo). Acho que dá para achar uns vídeos de making-of no YT.

    Ninguém nota e muito menos comenta. Por quê? Por que os efeitos estão lá para servir à história contada, e não o contrário.

  • Helton Mariano

    Acho que de fato é o quanto o filme consegue te iludir com a fantasia que ele cria. Mas tem filmes que, como já disseram aí, é difícil engolir um CGI mal feito, corta totalmente a imersão naquele universo.

  • Malk Suruhito

    Puta Matéria. Tapa na cara dos entendidos a cinéfilos que vivem falando mal de CGI e elogiam filmes que tem tanto CGI quanto o que eles falaram mal.

  • LLuccianno P. RReiss

    Péssima e infeliz comparação com transgênicos, demonstrando que quem não conhece sobre o tema deveria se informar melhor. O objetivo do uso de um e de outro está longe de ser o mesmo, no sentido de “para o melhor”. No mais o texto é coerente.

    • Malk Suruhito

      Eu achei exata, porque ele não disse que os dois tem as mesmas finalidades – “para o melhor”. Ele comparou a ignorância que existe antes de se odiar (estando certo ou errado) ambos.
      ” As pessoas não compreendem como funciona, para que servem, o trabalho envolvido, mas por default dizem que odeiam”

    • Erick Carvalho Campos

      Jovem, pq odeia transgênicos?

    • Sou agricultor e vc falou merda.

      Bjos, fui.

  • André Silvestre

    Velozes e Furiosos! Dá até raiva de ver os carros, manobras, fumaça dos pneus… quase tudo CGI…
    Eu gosto muito de CGI. Mas num filme de carros velozes e furiosos, é brochante…rs

  • Bruno Aveiro

    Ao ver os vídeos comparativos só tenho uma palavra para descrevê-los: Sensacional!

  • Emanuel Schott

    Não fazia ideia de que Perdido em Marte tinha tanto CGI. Pensei que havia sido gravado em um deserto.

    Penso que o grande problema da trilogia nova do Star Wars foi exagerar no CGI, nada parecia natural. Muitas coisas dava pra perceber claramente que era CGI, ao contrário do Perdido em Marte ai que eu não saberia que foi utilizado se não tivesse visto esse vídeo.

  • Christian_Silva

    O problema não é o CGI em si, mas o quanto ele consegue convencer. Jurassic Park, Twister, Independence Day, Matrix, por exemplo, às suas épocas, fizeram os queixos das pessoas caírem (independente de ter bom roteiro ou não). Hoje vc assiste aos filmes e não tem mais o “efeito wow”. É preciso um novo nível de “deslumbramento”. Algo que te faça acreditar naquilo que está vendo. Está na hora de um novo passo de evolução.

  • Wilson Machado

    O problema não é ter ou não CGI, é ter CGI porco, e história ruim não tem CGI que dê jeito.

  • Exemplo de CGI bom: Trilogia Senhor dos Anéis.

    Exemplo de CGI ruim: “Trilogia” O Hobbit (fora que os filmes são uma merda, mas divago…).

  • Julio Verner

    Que coisa LINDA essa edição do The Martian!

  • azardo

    O que eu noto é que os filmes com efeitos puramente CGI, ficam datados muito mais rapidamente. Quer um exemplo? A Múmia, com Brendan Frazer. E porra, até no star Wars de 1977 usou CGI (e não to falando da especial edition não).

  • E olha que o Cardoso esqueceu de citar, por exemplo, O Lobo de Wallstreet, que tem VFX a rodo.

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis