Agora é oficial: lançamento do iPhone obrigou Google a refazer o Android do zero

steve-jobs-iphone

Steve Jobs apresenta ao mundo o primeiro iPhone. A confusão começou naquele dia

Por mais anti-Apple ou freetard que uma pessoa possa ser, não há como não admitir que a Apple mudou todo o mercado da telefonia celular, quando lançou o iPhone em 2007. Basta olhar para o que eram os smartphones antes e depois do iGadget, e principalmente o que aconteceu com a BlackBerry, que insistiu no formato de aparelhos com teclados físicos e no mote de que era referência em ambientes corporativos. Novidade da empresa? Ela fechou o terceiro trimestre com prejuízo de 4,4 bilhões de dólares.

Diferente da ex-RIM, o Google sentiu o impacto violentamente. Quando vivo Steve Jobs dizia que o Android, que estava em desenvolvimento na época do lançamento do iPhone, era um produto roubado — muito provavelmente pelo fato de que o presidente da empresa Eric Schmidt era membro do conselho da maçã, e portanto teve acesso a informações privilegiadas — e faria de tudo para destruí-lo. Agora Chris DeSalvo, ex-engenheiro de Mountain View revelou detalhes suculentos dos bastidores do Android em seu livro Dogfight: How Apple and Google Went to War and Started a Revolution.

No livro, DeSalvo diz explicitamente que quando Jobs tirou o iPhone do bolso em 9 de janeiro de 2007, a equipe de desenvolvimento do Android olhou para o que estavam fazendo e, palavras dele, “o que nós fazíamos parecia algo saído dos anos 1990”. Até mesmo Andy Rubin, o pai do sistema e líder do projeto disse à época: “eu acho que nós não vamos lançar aquele telefone”. Apesar de contar com muitas funcionalidades que ele traria de qualquer forma, comparado com o iPhone ele era “feio”, muito mais próximo do BlackBerry, com teclado físico e sem tela touch. Em suma, instantaneamente datado. Eles sabiam que Jobs apresentaria um smarphone e que ele seria revolucionário, mas nem em seus sonhos mais loucos imaginaram algo daquela magnitude, o que DeSalvo diz que “era extremamente óbvio, se você parar para pensar”.

Resumindo a história, o Google foi obrigado a pegar o que tinham feito até então e jogar no lixo, começando o sistema operacional do zero, correndo para adaptar o que de melhor a versão anterior tinha numa interface com suporte à tela touch, tendo o iOS como base e se alimentando provavelmente do pouco que Schmidt sabia (afinal, Jobs não era tão louco a ponto de dar as chaves do reino para alguém que muito provavelmente ele via mesmo antes do lançamento do iPhone como um concorrente infiltrado, o que acabou se concretizando). Isso atrasou o lançamento do Android em quase um ano: o HTC Dream, o primeiro aparelho com o sistema só chegou ao mercado em outubro de 2008 enquanto o iPhone 3G, que era bem mais evoluído que seu predecessor, já estava disponível há três meses.

HTC Dream, o primeiro Android. Até que não era tão feio assim

Ao mirar na Microsoft e seu Windows Mobile, o Google desconsiderou que uma tempestade poderia sair de Cupertino e quase pagou o pato por isso. Hoje o Android detém a maior parte do market share de smartphones e tanto ele quanto o iOS copiaram um ao outro de forma flagrante, não que isso impeça um certo consórcio de tentar aniquilar o sistema. Mas seria interessante bancar o Vigia e tentar imaginar o que aconteceria caso as coisas tivessem sido só um pouquinho diferentes.

Fonte: Atlantic.

Relacionados: , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Um cara normal até segunda ordem. Além do MeioBit dou meus pitacos eventuais como podcaster do #Scicast, no Portal Deviante.

Compartilhar
  • mr_rune

    ” Hoje o Android detém a maior parte do market share de smartphones…”

    Por causa de preço, e só.

    • Afinal preço é um detalhe bobo quando falamos de smartphones. O Android, hoje, consegue ser um sistema operacional de excelência nos aparelhos tops de linha e de regular a bom em aparelhos mais baratos. Não sei você, mas eu vejo méritos do Google em perceber essa realidade e conseguir se manter como lider o mercado, financeiramente falando.

      • mr_rune

        O Android hoje consegue ser um sistema operacional que roda fluidamente nos aparelhos top de linha, afinal, são aparelhos parrudos.

        Já nos aparelhos mais baratos (ai depende da sua definição de “barato”) o melhor que eu ja vi foi “sofrível”. A não ser que você defina “aparelho barato” como um aparelho de 1000 reais.

        Óbvio que você vai ser líder de mercado vendendo aparelhos de 100, 200 reais. Mas como vai ser sua experiência nesses aparelhos, que tem menos de 256mb de ram, tela menor que 3,5” ? Difícil definir isso como excelência, mas duvido muito que quem compra aparelhos nessa faixa de preço (galaxy Y, multilaser, mirage) se importe com qualquer coisa além de preço.

        • Marcelo Eiras

          O IOS novo também roda mal nos Iphone que não sejam top de linha.

          • Luiz Felipe

            Mas isso porque software novo sempre consome mais recursos.

          • mr_rune

            Sim nos iPhone com 3 anos de uso.

          • Luis

            Levando em conta que todo iPhone é Top de linha não é grande mérito.

            “Donos de “iPhones antigos” reclamam de lentidão após atualização para iOS 7″

            Detalhe: iPhone 4s.

          • mr_rune

            Sim, isso é verdade. Eu tenho o 4 e realmente fica mais lento. Esses aparelhos já foram top de linha e estão superados.

            Mas nem de longe é tão ruim como androids de entrada. Além de não serem atualizados já saem de fábrica lentos e travando. Eu pelo menos estou rodando a ultima versão do SO, que deixa o aparelho mais lento por causa do hardware defasado.

          • Luis

            Ué mas o ISO não era tão maravilhoso que rodava em qualquer Hardware?

            Sim é tão ruim quanto, se vc pegar um iPhone 3gs terá a mesma experiencia ruim como qualquer Android de baixo custo hoje.

            Vc tem que levar em conta que os aplicativos ficam mais pesados e exigem mais do sistema hoje do que a 4 anos atrás.

          • Davi Braga da Rocha

            Afinal, toda tia da limpeza tem grana pra comprar o Itreco 5S.
            E se ela encontrar alguém vendendo uma versão anterior por um preço inferior, ela tem que esnobar…

          • Davi Braga da Rocha

            Afinal, toda tia da limpeza tem grana pra comprar o Itreco 5S.
            E se ela encontrar alguém vendendo uma versão anterior por um preço inferior, ela tem que esnobar…

          • Davi Braga da Rocha

            Afinal, toda tia da limpeza tem grana pra comprar o Itreco 5S.
            E se ela encontrar alguém vendendo uma versão anterior por um preço inferior, ela tem que esnobar…

          • Davi Braga da Rocha

            Afinal, toda tia da limpeza tem grana pra comprar o Itreco 5S.
            E se ela encontrar alguém vendendo uma versão anterior por um preço inferior, ela tem que esnobar…

          • True Story

            Esqueceu que o IOS 7 nao é obrigatorio e é o unico sistema operacional atualizado ate hj.
            Celulares da mesma epoca com android rodam mal ate versoes cyanogens… isso quando a coisa nao piora graça a bootloader travado e por isso ter que usar kernel remendado antigo.

        • Eu entendo seu ponto de vista, mas a analogia que fazemos seria como ter uma fabricante de carros Android, que oferece ao mercado veículos com níveis de Ferrari, Lamborghini, Porsche, Palio, Corsa, Celta, Fusca e Fiat 147.

          A experiência é diferente em cada um deles, você escolhe qual a melhor pra você, e no fundo é a empresa por trás das fabricantes que ganha esse marketshare, além de garantir ao cliente uma opção de escolha.

          Eu prefiro utilizar só o top de linha, mas há quem não seja tão exigente.

          E, como eu disse, é muito inteligente por parte do Google entender esse contexto e liderar o mercado =)

    • Luis

      E o Mercado de automóveis vive de Mercedes e Porsche né?

      Quando eu leio essa coisas lembro do IBM-PC/Windows.

      Será que o mundo seria o mesmo se Apple tivesse vencido a batalha,
      se a IBM nunca tivesse se importado com esse mercado ou se Bill Gates hoje fosse um advogado.
      Será que teríamos Apple PCs sendo vendidos nas Casas Bahia? Será que teríamos um Apple em cada casa.
      Duvido muito.

      Acredito que esse mercado estaria décadas atrasado ao que é hoje se não fosse a popularização que o IBM PC trouxe.
      Não digo atrasado tecnologicamente claro mas a penetração (ui) que os PCs tem hoje na vida das pessoas.

      Sim o iPhone é lindo (não acho), o IOS é maravilhoso mas duvido muito que Steve Jobs lançaria um iPobre.
      Teríamos um mercado fragmentado se não fosse a presença do Android,
      e outra vez bem distante da situacao atual onde os smartphones deixaram de ser um nicho para se tornar popular.

      • Victoria Grayson

        Perfeito! O que escreverem depois disso, não terá valor algum!

        • Guest

          Terá sim.

      • Bruno

        Se seria melhor ou pior, é uma coisa que você não pode saber. Lembre-se que esses palhaços, no passado, e até recentemente, o tempo todo ferravam com seus concorrentes que faziam trabalhos melhores que os deles.

        Lembra o que a Microsoft fez com a Netscape? Uma empresa pequena fez um trabalho melhor que a gigante Microsoft. O que ela fez? Fez de tudo pra foder a Netscape.

        Provavelmente hoje seria melhor, pois essas empresas sempre acabavam com o desenvolvimento de projetos superiores independestes. Apple fez isso, IBM idem. Você vê isso nos jogos. Grandes produtoras querendo comprar e absorver as pequenas. Tipo a EA, que só vive de adquirir outras empresas.

        O monopólio que essas empresas criam só atrasa a tecnologia.

        • Luis

          Ele rodava aonde, no Netscape OS?
          Vc percebe a diferença entre PCs/OS e um reles browser né ? Estou falando da BASE.

          “O monopólio que essas empresas criam só atrasa a tecnologia.”

          Isso não é monopólio é PADRÃO e faz toda a diferença se vc é desenvolvedor ( developer, developer, developer) .

          O único perigo hoje se vc tem uma ideia matadora é ficar bilionário da noite pro dia.

          • Bruno

            Bilionário eu não sei, mas milionário talvez sim.

            Luis, hoje felizmente já há um kikstarter e mais outros meios de ajudar esses developers novatos a sobreviverem nesse mundo cheio de empresas pseudo inovadoras canibais.

            A inovação está nas pessoas, não na empresa em si. Um diretor de uma empresa, daqueles que sequer sabe o que sua empresa produz –coisa comum a 90% delas– só quer saber de vender seu produto e afundar a concorrência.

            No futuro essas empresas deixarão de ser a base, pois além do novato poder ter grana para dar seu salto inicial, o custo de fabricação diminuirá (já está) e fabricação também. Felizmente isso é uma boa notícia ao consumidor, você, eu e todo mundo.

        • Eros

          Bruno, quem se enforcou na própria corda na época se não me engano, foi a Netscape quando começou querer cobrar pelo browser.
          A Microsoft realmente comeu bola em não dar a devida atenção para a internet, e depois foi correr atrás do prejuízo.
          Foi quando eles lançaram o Windows 95 e de “brinde”, 1 disquete com o Internet Explorer 1.0.
          A Microsoft tem caixa (ou tinha) para lançar um produto e poder ter a possibilidade de errar, vide o Encarta e o Money.
          No caso do browser, ela somente aproveitou a oportunidade.
          []s

          • Bruno

            Acontece que pra vir o avanço, deve haver o incentivo. Nada incentiva mais do que a concorrência. O problema é quando determinadas empresas fazem de tudo para sabotar concorrentes (vide o caso das trocentas sextilhões de patentes) ou comprá-los. Quando elas fazem isso, o que sobra, ou é zé ninguém ou faz parte do esquema. Ou seja, ficamos presos a um cartel.
            Sou um total adepto, crente, pregador e seguidor fiel do liberalismo austríaco, mas, vamos falar a verdade, até parece que as empresas, principalmente as grandes, são fãs do livre mercado.
            Mas como já disse antes. Hoje, felizmente, já há maios dos pequenos poderem crescer, sem depender de ajuda externa ou panelas comerciais.

          • Então como você explica que após instalar o Windows 95 num computador zerado, o Registry do W95 apresentava várias entradas (configurações) do registro “Netscape” se o usuário nem instalou nada ainda?!

          • Eros

            Aí só perguntando pro tio Bill. No windows 98 também tinha se não me engano.

          • True Story

            Ele tinha isso pra varios programas. Inclusive suite lotus, corel, photoshop, paitshop e etc… Windows 95 era cheio de gambiarra pras coisas funcionarem e era toralmente dependente de tweaks no registro.

          • True Story

            Até hoje essas “taticas anti competitivas” da microsoft contra Netscape me parece uma grande e babaca medida protecionistas.

            O Windows nao desinstalava o Netscape, nao falava mal do netscape… Ele simplesmente deram o IE3 e Ie4 de graça integrando os com o sistema operacional.

            É como no ssa industria textil/calçados que quer sobretaxar alem da contra produtos vindo da china. É ridiculo..

      • Mauro Schütz

        Porsche não, mas fuscas já foi muito! 😛

      • Marcelo Eiras

        O mundo da informatica não era só Mac e PC, isso ocorreu só depois da metade da década de 90. Existiam Atari, Amiga, C-64, X68000, Spektrum, MSX, TRS-80 e do Apple ][ que sustentou a Apple por décadas. O PC foi o patinho feio que deu certo.

        • Luis

          Aonde isso, no terceiro mundo?

          O Apple II foi lançado em 1978 e o IBM PC foi lançado em 1981. Foi o nome da IBM junto com o Lotus 123 que abriu caminho no mundo corporativo.

          Atari, Amiga, C-64, X68000, Spektrum, MSX, nunca passaram de brinquedos nerds.

          • Marcelo Eiras

            Se você acha que existiram brinquedos nerds em estúdios e emissoras de TV e na estação espacial mir, e inúmeros centros de pesquisa em todo mundo, então tá. Se quer ignorar o Workbench e o CP/M então tá.
            Só fique sabendo que o Apple ][ sustentou a Apple de 78 a até quase metade da década de 90.

          • Luis

            Cara estou falando do mundo real, apesar do Commodore ter feito um relativo sucesso precisa de toda uma estrutura para que o mundo corporativo o adote.

            Vc não joga um C-64 na mesa do contador e manda ele procurar programa na Usenet.

          • Eros

            E nessa época foi quando o Gates deu um tremendo cano na IBM por não entregar um SO prometido para suas máquinas, pegou um monte de features do DR_DOS e lançou o seu MS DOS nos computadores e com o modelo de licenciamento que deu o enorme lucro pra empresa, adotado até hoje e para sempre.

          • Luis

            Isso foi MARAVILHOSO, UM DOS GRANDES MOMENTOS DA HISTORIA.
            Compraram o DR-DOS por 50 mil dolares e transformaram numa indústria de bilhões de dolares.

          • True Story

            Fora que era um mercado inexiste e desregulado. Nao tem como falar que foi algo de ma fé…

            Quantos empresarios nao compram massas falidas e tornam em empresas super rentaveis.

            Nao adianta ter um bom programa e lançar ele pra firefoxos. Nao vai render o esperado… aí vem alguem e compra… cancela a versao firefoxos (q nao da dinheiro relevante) e e lanca pra ios e WP e vira ser do mal.

    • Bruno Barbieri

      Nos android tops ele não deve nada ao iphone.
      Nos outros ele funciona como tem que funcionar de acordo com o preço.

    • Filipe

      Não. Eu nunca compraria nada com iOS. A mesmice e a limitação me irritam.

  • Não sei qual a novidade disso, pensei que todo mundo já sabia e tinha admitido, e nem precisava disso. Basta você olhar para os vídeos do Android antes do iPhone para ver como ele era diferente, a versão dele pensada com teclado já tinha sido demonstrada, óbvio que resolveram mudar tudo na interface.

    De todo modo, FEIO PRA CARALHO! Antes e depois da mudança.
    Só começou a ficar decente a partir do 3.0, e infelizmente hoje em dia ainda recebe atualizações com mudanças questionáveis.

  • DesktopForever

    Eu já sabia goo gl / qJWduq

  • Na minha opinião, o Android sempre foi uma gambiarra open-source para rodar aplicativos à la Java lá na década passada, nunca considerei a compra de um até a chegada do Nexus 4 e, agora, do Moto G.

    Há dois anos, quando fui comprar o meu primeiro smartphone, tive que escolher entre iPhone 4S e Lumia 800. Optei pelo Apple e me valeu cada centavo.

    Se eu fosse escolher um smartphone não-Apple hoje pelo preço que paguei no iPhone, pegaria um Nexus 5 (Android) ou um Lumia 1020. Pela metade do preço, eu prefiro levar um ATIV S (WP8 da Samsung) ou o Moto G.

    • Sim, ele é. E é exatamente por isso que funciona tão meia boca.

    • Vitor Felipe

      Eu sou fã da proposta do open source, mas o android é realmente uma gambiarra open source pra rodar java. Sempre me passa aquela impressão de sistema má acabado, quer precisa de um porrilhão de recursos pra rodar bem.

      • Christian Oliveira

        Iamgina a cena, estamos trabalhando a “X” tempo em um SO para dispositivos mobile, ai num determinado dia um maluco sobe num palco com um mobile com uns 5 anos de evolução a frente de qualquer coisa já lançada até então, você olha para sua equipe e diz: Ok galera vcs estavam indo muito bem, mas temos que voltar a prancheta e repensar tudo e o prazo agora é de “X / 5”, senão estaremos mortos.

        Só de ter dito que o prazo encurtou, já daria para imaginar o que seria possível.

        Comecei na era smartphone um pouco antes com o palm treo (que era muito bom para a época), mas levei um bocado de tempo para conseguir trocar, pelo primeiro iphone, hoje estou indo de androide também, mas em paralelo iphone/android, realmente não tenho coragem de trocar de vez.

        Os motivos: um primeiro esboço de uso de android com um razr D3, um tal de moto x (esse realmente balançou), o kitkat com seu “art”, uma nova VM para rodar os apps, com muito mais velocidade que o atual dalvik (essa deve ser uma das VMs mais congeladas no tempo) e por fim uma necessidade absurda de provar algo realmente diferente depois de tanto tempo com iphone.

    • mhenriquecd

      Numa tive problemas com os androides que tive, agora mesmo to usando o meu novo moto g
      Mas considero a Apple uma das mais inovadoras empresas , eles inventaram os computadores pessoais, e criaram todo o conceito de smartphone e tablet que existe hoje, as outras empresas copiam, e a empresa que fez e faz mais isso é a Microsoft, temos o exemplo do windows, Zune, windows phone, e agora o windows 8.
      Acho sempre bom competição, mas vejo esta atitude da Microsoft de estar sempre copiando ao feio de mais .

    • Natan Facchin

      Concordo! Vou acrescentar alguns pontos sobre minha experiência como usuário e coomo desenvolvedor Android/iOS há 3 anos:
      O Android é uma plataforma não agradável para se desenvolver e, por mais que tivesse mais recursos, um sistema muito imaturo até a versão 4.0 segundo alguns, eu já digo que até a versão 4.1.
      Acho que essa pressa em modificar o sistema para touch ainda pode ser sentida hoje, poucos aparelhos são fluídos com hardware fraco.
      Se comparar um iPhone 4S (Dual Core 800MHz/512 RAM) com QUALQUER Android de hardware parecido vai ser feio.
      Quando dei meu iPhone 4 para meu pai e comprei um Nexus S na Alemanha para começar a desenvolver apps Android senti o impacto imediatamente.
      Hoje as coisas andam bem melhor, não sinto meu Moto X engasgar.
      Porém nenhum telefone tem uma câmera tão boa e fácil de usar como o 5S e uma experiência como player de música tão consistente como o iPhone.
      A câmera do iPhone tira boas fotos com qualquer idiota, coisa que nem o Lumia 1020 consegue (tem uma câmera excelente mas não é tão rápida e, com leigos não tira fotos tão boas) hahahaha.
      Sobre WP: chegando lá, ainda faltam apps e um diferencial além da interface.
      Blackberry e todos os outros: RIP (provavelmente) hahaha

      • advalexalves

        Já tive android Milestone, Razr e agora o S4 e indiferente ao poder de processamento do S4 o android continua dando pequenos engasgos como por exemplo ao exibir lista de contatos ou o discador. Não sei se isso ocorre no android puro, mas no restante isso é fato

    • A forma como a interface evoluiu é boa, tirando as alopradas do Google.
      Mas isso sempre foi muito feio, esse Java ridículo. Vamos ver se agora com esse ART isso acaba.

  • Quer dizer que o Android podia ter sido pior? Assustador.
    De resto, que o robozinho verde e lento/travado/bugado/feio/complicado era uma cópia mal feita do iPhoneOS, isso todo mundo já tinha notado.

    • Filipe

      Para de falar bobagem. O que estraga o desempenho do android é a customização mal feita da fabricante (a.k.a samsung).

      • Eros

        Samsung consegue cagar até o app para abrir o discador.
        No Razr I que é o android quase puro você não sente esses engasgos nojentos que sente nos da Samsung.

        • Não foi o que pareceu. O Razr I do meu cunhado e da esposa dele são muito, muito lentos para tudo. Ele até me pediu uma força para colocar o CyanogenMod nele mas, graças ao processador “estranho”, não existe.
          Uma pena, pois certamente ficaria muito melhor.

      • Engraçado com as pessoas, frequentemente, associam a palavra bobagem com verdade. O Android é, sim, travado, bugado, lento, muito, muito feio, pessimamente otimizado e confuso.

        Qualquer top de linha deveria rodar sem um engasgo sequer, com seus quadcore de 3GB e não deveriam mostrar ao usuário a força que têm que fazer a cada troca de página da Home, ou alternar um app. Simplesmente não tem esse direito.

        Aparelhos muito mais simples como iPhones e Lumias funcionam maravilhosamente melhor com seus hardwares limitados e OS otimizados.

      • True Story

        conteme como um nexus 4 consegue ter performance inferior em games a um reles iphone4s

        • Filipe

          Duvido muito. Prove!

          • True Story

            Nao tenho que provar nada criança. Ja tive varios celulares e tablets. So estou constatando o que pude perceber.
            No caso do nexus 4 sao poucos games realmente… mas no caso iphone4s vs Galaxy s3 a coisa é drastica

          • Filipe

            Criança uaeae. Percepção de appletard não conta. Não fale sem poder provar, sua palavra não vale nada.

    • Eros

      Você diz antes do 7, né?

      • Como assim, antes do 7? Estou falando do Android original, aquele de 2008: até o final do 2.* era só um iOS piorado. Do 4.* em diante tomou outro rumo. Hoje em dia, o Google está preparando ele para tomar o lugar do Windows (não o Phone) como sistema para desktops.

  • Luis

    Vou reproduzir aqui minha critica a critica do filme “JOBS” feita pela Pablo Vilaça.

    “Um homem tão falho que nem o longa que recria sua trajetória parece aturar ”

    Certa vez lendo sobre psicopatas ou sociopatas um estudioso disse que o mundo precisava deles, quase como uma mutação genética benéfica para a espécie humana.

    Homens normais não conquistam metade do mundo como fez Alexandre o
    grande, homens normais não se metem em barcos durante meses e partem
    para o desconhecido como fez Colombo, homens normais não constroem
    pirâmides nem atravessam o atlântico em monomotores e diria até que
    homens normais não tiram um país da miséria e conquistam toda a Europa
    como Hitler o fez.

    Se existe algo de comum entre grandes
    homens e suas biografias é um desvio considerável entre o comportamento e
    as normas sociais estabelecidas.
    Assim foi Steve Jobs, o que o critico deduz como “falha no roteiro” nada mais é que sua verdadeira essência.

    Steve Wozniak era um gênio eletrônico o que ele fez no Apple I foi
    mágico mas teria se aposentado na HP se não fosse o louco Steve. Quem de
    nós largaria um bom emprego para entrar num mercado que nem realmente
    existia.

    Steve estava no lugar certo na hora certa, cercado de
    gente competente mas que só ele poderia canalizar para criar a revolução
    dos PCs. Não estava nem ai para essas “pequenas coisas” como família,
    amizade ou empatia com quer que seja.

    Steve Jobs nunca foi ao Zoológico dar pipocas aos macacos…

    Não sou apple maníaco, nunca tive um iPhone e nem me lembro de querer ter, ainda hoje prefiro o Android por seu sistema personalizável.

    Mas não da pra negar que Steve Jobs era um cara único.

    • Bruno

      Isso é lenda. Psicopatas de verdade, ao longo da história, só causaram mau nesse mundo. É um erro acha que psicopatia seja uma coisa boa, na verdade é um defeito, que só causa problemas.
      Todo mundo acredita que os sentimentos travam as pessoas, não é verdade, os sentimentos evitam que elas façam cagada maiores do que já fazem. Os maiores genocidas do mundo eram psicopatas. E “sociopatia” não existe. O meio não torna uma pessoa psicopata (sociopata), apenas problemas neurológicos e traumas diretos.
      Você fala isso como se todos os intelectuais do mundo fossem assim. Você só pode estar maluco, meu caro.
      Só um carente da ficção científica pra acreditar nessas visões distópicas de mundos futuristas perfeitos onde não existe sentimentos.

      • Luis

        “E “sociopatia” não existe”
        A OMS, Organização Mundial da Saúde discorda de vc .

        Além do que o termo Psicopata é apenas genérico o certo seria
        Transtorno de Personalidade Dissocial, nem todo “psicopata” é um maníaco assassino.

        • Mauro Schütz

          A maioria são executivos.

        • Bruno

          OMS, assim como a ONU, é só um grupo políticos e burocratas. O que eles consideram ou deixam de considerar não deve ser levado em consideração no real meio científico.

          Sociopatia foi um termo politicamente correto incutido na base em coerção na psicologia, tudo graças à cultura atual socio-“democrática”, aquela ideia coletivista escrota de culpar o meio e a sociedade pelos problemas individuais.

        • Em linguagem do povo então, “é um babaca”, aquele cara que você admira e elogia na presença dele, pelas costas você fala mal.

          Não estou querendo tirar mérito, mas não tenho como deixar de lembrar que ele não era uma pessoa muito agradável. Com o tempo acabou melhorando muito pelo que dizem, o que é outro mérito dele.

          • Luis

            Cara acho que nem tanto nesse ponto, tem tanto medíocre babaca, alias é o que mais tem.

      • Marcelo Eiras

        Exatamente. A grande maioria, dos grandes gênios e empresários de sucesso são psicopatas (sociopata é eufemismo) e/ou possuem aspenger.

        • Bruno

          Isso não é bem verdade. Bill Gates não é psicopata. Tanto que depois que se ferrou em processo bilionários por manipulação comercial nos anos 90, teve vários problemas mentais decorridos do estresse que saiu do comando da empresa.

          Um psicopata de verdade (isso não é o argumento do holandês de verdade) simplesmente não teme ameaças, pois simplesmente a parte responsável por sentir empatia, arrependimento e culpa, não funciona. Muitas pessoas que só são malucas e más são consideras psicopatas erroneamente.

          Psicopatia em si não é má, mas ela permite que o indivíduo pratica coisas que uma pessoa normal não pratique. Psicopatas conhecem os sentimentos de forma racional, tanto que são hábeis manipuladores dos, mas se ele tiver qualquer

          Está havendo uma exaltação muito retardada sobre a psicopatia. Virou moda dizer que não ter emoções é o futuro, que vai ser cool e tudo mais, que sentimentos só atrapalham a vida.

          Reza a lenda que até Maquiavel era psicopata, dada a sua falta de apego pelo bem e amor ao mau. Só que isso não é verdade. Maquiavel desistiu do que fez e ainda militou contra a monstruosidade que criou até seus últimos dias. Muitos gênios o grandes malucos são considerados psicopatas sem o serem. Pois é. As pessoas tem mente seletiva, só prestam atenção no lado que gostam, não no todo.
          Jobs também não era.

          Aliás, é muito comum falar só em empresários, mas se esquecem dos políticos. Políticos psicopatas também existem e são piores do que os empresários psicopatas. Uma pessoa em estado normal não mantém a ordem mental estável após cometer um genocídio.

          • Marcelo Eiras

            Gates tem mais perfil de síndrome de asperger.
            Mas Jobs é um psicopata clássico, ele tem todos as características desta condição;. Desprezo pelos sentimentos alheios, megalomaníaco, imprevisível e sem escrúpulos (os episódios que ele passou o woz, seu melhor amigo, para trás na atari na produção do breakout, o comportamento com a namorada grávida, e principalmente ao trair todos os funcionários que criaram o apple I na garagem, tirando qq distribuição das ações. Woz deu parte de suas ações para os primeiros empregados sacaneados por Jobs. Este caso dos empregados mostra não só a falta de escrúpulos como a inexistência de qualquer tipo de gratidão, tratando as pessoas como meros objetos descartáveis.
            Outras características como egoísmo e não aceitarem qualquer tipo de regras e extremo teimosismo. Só o que elas querem é o que interessa e o que parecem certos em sua visão. Isso fica claro quando ele “enlouqueceu” e começou a produzir produtos totalmente desconectado da realidade econômica como o Lisa que na época custaria 10 mil dólares e obviamente não existia mercado para algo tão absurdamente caro que foi determinante para seu afastamento da empresa votada em unanimidade pelo conselho diretor.

            Já as características de manipuladores e convincentes ficam clara no famoso campo de distorção da realidade,

      • Franklin Weise

        Alguém disse que um guerreiro sanguinário e cruel numa civilização bárbara poderia muito bem ser um excepcional profissional de vendas na nossa civilização. O instinto é o mesmo. Achei que fazia sentido.

        • Bruno

          Psicopatas são exímios manipuladores de moções, justamente por conseguirem entende-la intelectualmente e ainda não senti-la.

    • O Jobs era um cara de sorte e esforçado sim, um grande empreendedor isso é claro.
      Mas também é inegável que ele era bastante babaca. Toda fonte que você procura para saber dele, todos confirmam que o cara era loucão. Ficou mais discreto com a idade, ainda assim a babaquice continuou lá, com os delírios de grandeza e imaginação de ser ungino por jesus cristo. Problema dele era esse, a necessidade de não apenas arrastar os outros junto com as ideias dele, algo até bom, o problema era a necessidade que parecia ter de passar por cima dos outros e aparentemente sem necessidade nenhuma. Alguns deram uma facadas pelas costas, e tudo manobra de bastidor de corporação que é comum por ai. Pelo que se sabe das biografias, ele nunca conseguiu revidar esses grandes que tinham mais poder que ele na época que se fudeu, o babaquinha só gostava de humilhar os pequenos e subordinados dele, sem necessidade nenhuma, muita gente que não merecia o que ele fazia, pelo contrário até do que todo mundo comenta meio invergonhado por ai, ele sacaneava até gente a quem ele devia bastante.

      É esse lado dele que na transformação em mito teimam em esconder.
      É uma faceta dele que foi muito importante na construção do que ele foi e do que ele fez, mas que não é muito bonita.

      Essa história de destruir o Android é um exemplo da influência disso, ele se ilude de que reinventou a roda. Deu suas importantes contribuições sim, mas apenas isso, contrinuiu. Com o sucesso se achou no direito de tudo. Todo mundo sabe que ele não é uma pessoa que tem moral para dizer que os outros copiaram o produto dele, ele não. A filosofia da interface do iPhone teve sua influência, muitos na mesma época estavam trabalhando no mesmo, ele saiu na frente e estabelesceu a referência, e só.

      Todo mundo dá os créditos pelos méritos da Apple sem problema nenhum, é uma grande empresa que realizou muitas coisas, com o Jobs, mas cara, “menos, menos”.

      Negar isso é igual aqueles papos da mídia de santificar o Mandela, ora negando que ele em um momento aderiu a ao ativismo violento, ora condenando ele por isso.

      • Luis

        Que parte de:

        “Jobs não estava nem ai para essas “pequenas coisas” como família,
        amizade ou empatia com quer que seja.

        Steve Jobs nunca foi ao Zoológico dar pipocas aos macacos…”

        Vc não entendeu?

    • Christian Oliveira

      O mundo não é movido por coxinhas.

    • Guest

      Mas os maiores homens da história, em sua maioria não eram psicopatas. Os genocidas é que são. É ridículo como tentam associar psicopatia com realização grandiosa. Não é preciso não ter empatia por outros humanos para mudar o mundo.

  • Bruno Barbieri

    Inicio de 2003 eu comprei um nokia, que funciona até hoje e o meu pai usa…

    Antes de eu comprar ele, pensei como seria o celular que eu gostaria de ter… igual o primeiro iphone… eu não entendo como ninguem teve uma ideia parecida com o jobs dentro do mercado… Eu recem tinha terminado o segundo grau e já tinha uma ideia que era melhor do que o pessoal todo do google Oo

  • Carlos Cruz

    Uma coisa o Google/ Android não consegue copiar: A experiência Apple.

    • Filipe

      Ainda bem que não, senão eu jogaria o meu fora.

    • Uma das principais vantagens, para quem gosta do Android, é justamente prover uma experiência diferente da Apple 😉

      • True Story

        Resumindo. Permitir o roubo deliberado, nao se preocupar com segurança, não ser padronizado e o pior de tudo. Não se importar com quebras de copyright.

        Ou seja…

        • Claro, é exatamente isso que o Google faz com o Android e o que todo usuário do Android procura, exatamente. Gosto de pessoas que captam a essência da coisa, que entendem de tecnologia, que sabem diferenciar comportamento entre as empresas e que bradam aos quatro cantos opiniões embasadas e reais, um exemplo, parabéns! 🙂

    • Marcelo Eiras

      Essa é uma grande vantagem do Android.

    • Mas isso é proposital. O Google quer tornar a experiência o mais vagabunda, err.., digo, próxima possível do desktop para fazer a migração mais fácil, para quando matarem o Chromebook e disponibilizarem o Android para PCs.

  • Minha antipatia pelo Jobs e os iTrecos é tão grande que nem que me pagassem pra levar um iphone eu levaria. E essa antipatia piora toda santa vez que eu leio que o Jobs queria DESTRUIR o Android. Ainda bem que a apple não vai fabricar nunca o ipobre e o android abocanhou essa fatia do mercado.

    • Quem deu negativo em meu comentário, certamente é um appletard daqueles sem tamanho.

    • Franklin Weise

      Destruir o concorrente é a meta da empresa capitalista.

    • True Story

      A antipatia do jobs querer destruir o android é devido espionagem industrial do google dentro da apple (se aproveitando da proximidade que tinham) e da falta de vergonha na cara em copiar totalmente a interface do IOS sem o menor pudor.

  • Francisco Joao

    Cara em outro post sobre emuladores de snes no Ios eu desci a lenha justamente nesse ponto do Android e milhares de Adroitards apareceram para me queimar porque simplesmente disse que o Iphone é mais caro porque é o melhor e nem tem como comparar ele com celular de plastico rodando Android… mas não os “amiguinhos” me chamaram de tudo mas não viam a realidade, o IOS é um produto melhor acabado e pronto… tem seus defeitos mas as qualidades sobrepõem.

    • Humm…. então o alumínio do iPhone é o que ele faz ele ser melhor que os aparelhos Android que tem corpo de plástico?

      • Francisco Joao

        Cara não adianta o Android é nivelado por baixo pela enxurrada de low e mid ends no mercado, além de melhor acabado os iphones tem um software melhor projetado( hardware fechado as vezes é bom por isso)… nem vou me estender muito e curte ai o seu aparelho, eu tenhos os 2 e posso te falar o Android é um coxa de retalhos, não que seja ruim mas o IOS é melhor.

        • Tô curtindo muito.

        • Ser melhor ou não pode ser um conceito totalmente pessoal. O que é melhor pra você, pode não ser o melhor para quem prefere o Android.

          Quero dizer, podemos sim comparar velocidade de processador, memória, e até fazer testes de usabilidade para tarefas semelhantes, como “abrir um arquivo”, “personalizar uma tarefa”, “personalizar uma atividade”, “fazer uma ligação”, “enviar uma mensagem”, “ler um email”, coisas básicas e comuns aos dois sistemas (nas quais, desculpe, mas o Android tem se saído melhor).

          De qualquer forma, existem vários recursos oferecidos individualmente em cada plataforma, como os benefícios de se viver em um ecossistema da Apple, ou utilizar todas as ferramentas do Google. Experiência pessoal. E aqui, cara, desculpe, mas não tem como taxar que um é melhor que o outro. Vai de cada um e é por isso que eu bato na tecla de que todos devem usar o que mais lhe agrada e o que melhor lhe serve.

  • lordtux

    A cópia é obvia, impossível não admitir isso, o mercado móvel, celular e tablet, é o que é hoje por causa da Apple e sim, concorrentes ficam no páreo com ela, eu aprovo muito essa cópia, eles que se virem nos tribunais depois, é muito bom hoje em dia você poder comprar um cel mais ou menos com um sisteminha básico pra rodar uns jogos, acessar internet, gps e tudo mais, olho para o meu E71 aqui e sinto pena de tão limitado que ele é. Então o Google fez muito bem, viram que tinham um produto lixo e pouco a pouco começaram a se equipara ao grande player no mercado, resultado é mostrado atualmente, blackberry se revirando no túmulo, Apple e Google/Samsung no topo e Microsoft com o WP conquistando cada vez mais mercado, aliás torço bastante pelo WP. Fora que querendo ou não, Apple e Google ajudaram até a mudar a forma como acessamos a web e fez muitos donos de sites e empresas porcas passarem a se preocupar mais com a experiência de navegação em seus sites, tanto no desktop, quanto no navegador.
    Enfim, o mercado é de quem consegue se adaptar a ele, Blackberry desdenhou e entendeu isso muito tarde, IBM não teria sobrevivido se não tivesse se adaptado aos novos tempos também.

  • Glauber Silva

    Nenhuma novidade, a industria de tecnologia sempre foi movida a este tipo de coisa.

  • advalexalves

    Tive android milestone, Razr e agora s4 e até hoje noto um engasgo ao abrir a lista de contatos ou o discador. Não sei se ocorre no android puro, mas nos customizados isso é notório. Talvez um S5 64 bits com16 núcleos de processamento resolva….

    • Eros

      No Razr I que tinha, não acontecia isso

      • Felipe Ito

        Nem no meu antigo e falecido LG Optimus One acontecia isso. Aliás, a minha tia tem um Galaxy Y (o mais odiado) e nem ele engasga para abrir a agenda de contatos.

        • Tiago Medeiros

          Aqui em casa também aconteceu a mesma coisa. Todo mundo tinha android low/mid e alguns meses após a compra eles ficaram mais lentos. Meu Galaxy Y ficou terrível após 1 ano de uso a ponto de eu ter que formatar [e não resolveu].
          Aí parti para o WP. Estou com o Lumia 720 há meses e ainda funciona do mesmo jeito de quando eu o comprei. Está tudo tão bem que meu pai comprou um e meu irmão está de olho…

          • Felipe Ito

            No Galaxy Y, uma coisa que você precisa fazer é evitar que ele fique com menos de 30 MB livres no espaço de armazenamento. É provavelmente a tarefa mais difícil, mas sem isso, ele fica mesmo instável.

            No Optimus One, eu costumava deixar mais de 50 MB livres. Isso também colaborou para que ele se mantivesse mais estável.

            O problema é que ambos possuíam um espaço de armazenamento ridículo. No Windows Phone, mesmo o modelo mais básico possui um espaço considerável. Mas caso você use tudo, pode ter certeza que poderá ocorrer instabilidades (já que vários aplicativos usam a memória de armazenamento para o cache das informações).

          • Tiago Medeiros

            Eu cheguei a desinstalar todos os apps e as atualizações dos apps que eu não podia desinstalar sem root e mesmo assim ficava o aviso de que a memória estava cheia. Restaurei as configurações de fábrica, não instalei nada e poucos dias depois a mensagem voltou a aparecer.
            Achei que era problema do meu aparelho até o do meu irmão aparecer com a mesma mensagem…

          • Felipe Ito

            No que eu tinha da LG, eu podia desinstalar tudo, mas se eu não reiniciasse o bendito, a memória não era liberada. No Galaxy Y, não lembro de ter sido obrigado a fazer isso. Mas é uma coisa boa a se fazer.

            De qualquer forma, que bom que você está feliz com o Lumia 720. A partir do Lumia 520, pode-se dizer que os modelos low-end da maioria das fabricantes tiveram que evoluir de alguma forma. Hoje, não encontramos mais modelos lançados com menos de 1 GB de espaço de armazenamento. É pouco, mas ainda quebra o galho ao menos para o uso cotidiano.

          • Tiago Medeiros

            Justamente. Já vi que os androids mais novos mudaram bastante (especialmente a Motorola), mas estou tao satisfeito com o Lumia que não pretendo voltar!

    • Christian Oliveira

      kkk velho modo americano de resolver problemas “quanto maior, melhor!”.

  • Bicows

    Todo mundo falando do filme e não do texto…
    Tá bom então: Ashton Kutcher como Jobs é sofrível, pra elogiar…

  • STX

    Quando li o título do topico, eu estava pensando que era o novo iphone que teria feito o google reescrever o android mais recente 😛

  • Christian Oliveira

    6 anos e o iphone ainda faz sucesso a cada lançamento, será que chegará até 10?

    Agora começamos a entender o que realmente aconteceu e o que ainda está por vir desta geração de smartphones, seja ios, android ou wp.

    Como será a próxima geração que irá causar tamanho impacto?

    Acho que o discurso teria inicio assim, “Nosso produto, não precisa ser plugado para recarregar”, “ele possui mirroring nativo para qualquer tipo de tela e em conjunto com periféricos agora vc tem um note, desktop, smartphone, computador de bordo do carro, tablet” “use do jeito que convir para o momento” “e com bateria praticamente infinita.” Claro que as redes 5g de wireless (podem ser consideradas com celulas ainda?) já estarão operando.

  • Pingback: Segundo Tim Cook, a venda da Motorola foi uma atitude sensata do Google: “os tablets eram ruins mesmo”()

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Walmart, Cupom de desconto Ricardo Eletro, Cupom de desconto Extra, Cupom de desconto Adidas, Cupom de desconto Submarino, Cupom de desconto Americanas, Cupom de desconto Casas Bahia